A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé - 2012.  O QUE É:  Síndrome decorrente da diminuição ou ausência da produção de insulina ou ainda da resistência à ação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé - 2012.  O QUE É:  Síndrome decorrente da diminuição ou ausência da produção de insulina ou ainda da resistência à ação."— Transcrição da apresentação:

1 Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

2  O QUE É:  Síndrome decorrente da diminuição ou ausência da produção de insulina ou ainda da resistência à ação da insulina. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

3 GLICOSE INSULINA CÉLULA Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

4

5  TIPO 1:  Ausência completa ou quase completa da produção de insulina.  Ocorre na grande maioria das vezes em pacientes jovens.  5 a 10% dos casos de diabetes.  Insulino-dependente. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

6  Diabetes Gestacional:  Ocorre durante a gravidez.  Em geral regride após o parto.  Pode retornar mais tarde como diabetes Tipo 2. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

7  TIPO 2:  Diminuição da produção de insulina ou resistência aos efeitos da insulina (obesos).  Ocorre na grande maioria das vezes em pacientes acima de 40 anos.  90 a 95% dos casos de diabetes.  Tem perfil familiar. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

8

9

10

11

12  1 novo caso a cada 5 segundos no mundo.  1 novo caso a cada 2 min e 18 seg no Brasil.  8% da populaçao.  Brasil é 5° país do mundo em casos.  Cerca de brasileiros. Desses, cerca de dois terços, ou seja, um exército de quase brasileiros sequer desconfiam que estão doentes. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

13  Crescimento e envelhecimento populacional  Maior Urbanização  Crescente prevalência de obesidade e sedentarismo  Maior sobrevida do paciente diabético Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

14  Muita sede (polidipsia)  Urina em excesso (poliúria)  Muita fome (polifagia)  Perda de peso sem motivo  Cansaço e suor em excesso.  Dificuldade de cicatrizar feridas  Infecção urinária freqüente  Formigamento nas mãos e pés  Dormência e dores nas mãos e pés  Prurido em região inguinal. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

15 GLICEMIANORMALDISGLICEMIADIABETES JEJUM< 100 MG/dL mg/Dl> 126 mg/dL TOTG< 140 mg/dL140 – 199 mg/dL> 200 mg/dL ACASO > 200 mg/dL Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

16  Primeira causa de cegueira adquirida  Primeira causa de ingresso nos programas de diálise no primeiro mundo e entre as 3 causas mais freqüentes na América Latina  Importante determinante de amputações de MMII  Entre os principais fatores de risco cardiovascular Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

17 CUSTO DAS INTERNAÇÕES TOTAL DE INTERNAÇÕES Diabetes Hipertensão Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

18  MICROVASCULARES:  Retinopatia  Nefropatia  Neuropatia  MACROVASCULARES:  Doença Arterial Coronariana  Doença Cerebrovascular  Doença Vascular Periférica Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

19  Retinopatia:  Marcador precoce de inicio das complicações microvasculares e do risco de comprometimento renal.  Mapeamento de retina a cada dois anos  Nefropatia:  microalbuminúria→proteinúria clínica→síndrome nefrótica→nefropatia terminal.  Clearance = (140 – Idade) x Peso (kg) ( ♀ multiplica por 0.85) 72 x Creat sérica (mg/dL)  Neuropatia:  Complicação mais comum do diabetes  Afeta o sistema nervoso periférico sensitivo, motor e autonomico. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

20  Principal causa de morte em diabetes tipo 2.  As mulheres diabéticas perdem o efeito cardioprotetor.  Angina e infarto podem ocorrer de maneira atípica devido ao comprometimento do sistema nervoso autônomo.  A evolução pós infarto é pior em diabéticos.  O controle glicêmico é o principal fator de prevenção de morte por DAC em pacientes diabéticos.  Controle de fatores: Estatinas, AAS, suspender tabagismo. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

21  Lavar os pés todo dia e secar muito bem.  Observar os pés a procura de qualquer lesão.  Nunca andar descalço.  Usar sapatos confortáveis.  Verificar os sapatos por dentro antes de calçá- los.  Não usar banhos de água quente.  Cortar a unha de forma reta sem aprofundar nos cantos.  Não FUMAR. Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

22

23

24

25 ALVOAVALIAÇÃO Classificação de Risco (escore de Framingham ou UKPDS) -Anamnese -Pressão Arterial -Ecg -Hemoglobina Glicada -Lipidograma Detecção de Complicações Crônicas -Pulsos periféricos -Exame dos pés (monofilamentos, diapasão) -Mapeamento de retina -Microalbuminúria -Clearance de creatinina Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé

26

27

28

29


Carregar ppt "Luiz Carlos Braga - UFRJ/Macaé - 2012.  O QUE É:  Síndrome decorrente da diminuição ou ausência da produção de insulina ou ainda da resistência à ação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google