A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Docente: Dr. Domingos Sávio Discente: Amanda Beltrão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Docente: Dr. Domingos Sávio Discente: Amanda Beltrão."— Transcrição da apresentação:

1 Docente: Dr. Domingos Sávio Discente: Amanda Beltrão

2 Descrever a tabela da atual diretriz da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) que define os atuais níveis dos valores pressóricos utilizados no diagnostico da hipertensão arterial sistêmica do adulto, bem como o índice do IMC para diagnóstico da obesidade, dislipidemia, hipotireoidismo e doença renal.

3  A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão arterial (PA). Diagnosticada pela medida casual. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Sociedade Brasileira de Cardiologia. Julho 2010, vol. 95 (1), Supl. 1, págs. 1-51

4

5 Diretrizes Brasileiras de Obesidade 2009/2010 / ABESO - Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. - 3.ed. - Itapevi, SP : AC Farmacêutica, 2009

6 A dislipidemia é definida como distúrbio que altera os níveis séricos dos lipídeos (gorduras).  Primaria → Genética  Secundária → Hipotireoidismo, Doenças autoimunes, Hepatopatias e Pós-Transplantados V diretriz brasileira de dislipidemias e prevenção da aterosclerose. Revista da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Volume 101, nº 4, suplemento 1, outubro 2013.

7 Alterações do perfil lipídico: Colesterol total (CT) alto, Triglicerídeos (TG) alto, Colesterol de lipoproteína de baixa densidade (LDL-c) alto, Colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL-c) baixo.

8 Compreende um estado clínico resultante de quantidade insuficiente de hormônios circulantes da glândula tireoide para suprir uma função orgânica normal.  Diagnóstico → dosagem de TSH e T4 Livre  Rastreamento → dosagem de TSH Hipotireoidismo: diagnóstico. Diretrizes Clínicas de Saúde complementar. Associação Médica Brasileira e Agência Nacional de Saúde Complementar

9 Willians Tratado de Endocrinologia. Kronenberg, MH; Melmed, S; Polonsky, K; Larsen, PR. Editora Elsevier. 11ª edição, pagina 328.

10 Os recursos diagnósticos utilizados são a TFG, o exame sumário de urina (EAS) e um exame de imagem, preferencialmente a ultrassonografia dos rins e vias urinárias. Diretrizes Clínicas para o Cuidado ao paciente com Doença Renal Crônica – DRC no Sistema Único de Saúde/ Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Especializada e Temática. – Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

11 Cockroft - Gault

12

13  V diretriz brasileira de dislipidemias e prevenção da aterosclerose. Revista da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Volume 101, nº 4, suplemento 1, outubro  Dislipidemia. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Ano III – edição nº 6 outubro,  Diretrizes brasileiras de obesidade 2009/2010 / ABESO - Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. - 3.ed. - Itapevi, SP : AC Farmacêutica,  VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Sociedade Brasileira de Cardiologia. Julho 2010, vol. 95 (1), Supl. 1, págs  Willians Tratado de Endocrinologia. Kronenberg, MH; Melmed, S; Polonsky, K; Larsen, PR. Editora Elsevier. 11ª edição, pagina 328.  Hipotireoidismo: diagnóstico. Diretrizes Clínicas de Saúde complementar. Associação Médica Brasileira e Agência Nacional de Saúde Complementar. Janeiro de  Diretrizes Clínicas para o Cuidado ao paciente com Doença Renal Crônica – DRC no Sistema Único de Saúde/ Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Especializada e Temática. – Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

14


Carregar ppt "Docente: Dr. Domingos Sávio Discente: Amanda Beltrão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google