A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Parasitoses Intestinais Estágio Supervisionado da Residência Acadêmica Hospital Central Coronel Pedro Germano Ddo. Diego Sampaio Natal, 01/03/2007 ARTIGO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Parasitoses Intestinais Estágio Supervisionado da Residência Acadêmica Hospital Central Coronel Pedro Germano Ddo. Diego Sampaio Natal, 01/03/2007 ARTIGO."— Transcrição da apresentação:

1 Parasitoses Intestinais Estágio Supervisionado da Residência Acadêmica Hospital Central Coronel Pedro Germano Ddo. Diego Sampaio Natal, 01/03/2007 ARTIGO CIENTÍFICO Maria do Carmo B. de Melo Valéria Geralda Q.Klen Joaquim Antônio C. Mota Francisco José Penna Revista Médica de Minas Gerais - 2004 SOCIEDADE BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA

2 PARASITOSES INTESTINAIS INTRODUÇÃO - Problema mundial de saúde pública. - Cerca de 55% das crianças do Brasil são poliparasitadas. - Considerada doença emergente em imunossuprimidos. - Sintomatologia variada. - Podem levar à desnutrição. - Sempre atentar durante início de corticoterapia. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

3 PARASITOSES INTESTINAIS -Criptosporidíase, Isoosporidíase, Ciclosporidíase e Micosporidíase: freqüente em imunossuprimidos. -Viajantes podem ter quadro clínico mais exuberante. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

4 PARASITOSES INTESTINAIS DIAGNÓSTICO -Pensar em SEMPRE em parasitose -Recomendável solicitar exame e técnica diagnóstica. -Eosinofilia: normalmente indica esquistossomose, ascaridíase, ancilostomíase e estrongiloidíase. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

5 PARASITOSES INTESTINAIS Revista Médica de Minas Gerais - 2004

6 PARASITOSES INTESTINAIS AGENTES ETIOLÓGICOS Giardíase -Distribuição cosmopolita. -Transmissão fecal-oral. -Localizam-se preferencialmente no intestino delgado. -Cistos e trofozoítos. -Lesão de criptas, diminuição da atividade de dissacaridases, invasão de mucosa, desconjugação de ácidos biliares Revista Médica de Minas Gerais - 2004

7 PARASITOSES INTESTINAIS -Diarréia crônica intermitente, dor abdominal (periumbilical). Há relato de artralgia. -Diagnóstico por Faust (presença de cistos) ou HPJ. Importante solicitar 3 amostras em dias alternados. -Metronidazol, Albendazol e Secnidazol. -Repetir com 15-21 dias. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

8 PARASITOSES INTESTINAIS Amebíase -Causada pela Entamoeba histolytica, com transmissão fecal-oral. -Formas clínicas:colite, ameboma e amebíase extra- intestinal. -Cerca de 100 mil mortes por ano no mundo. -Colite disentérica: forma grave. -Ameboma : formação de granuloma no ceco. -Forma extra-intestinal: abscesso amebiano. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

9 PARASITOSES INTESTINAIS -diagnóstico: pesquisa a fresco nas fezes ou método de Faust. -Tratamento: Metronidazol, Secnidazol e Teclozan. A terapêutica depende da forma de apresentação clínica. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

10 PARASITOSES INTESTINAIS Criptosporidiose e Isoosporíase -Principais parasitoses relacionadas à SIDA. -Em imunocompetentes é assintomática ou branda. -Transmissão fecal-oral. -Podem causar diarréia crônica e cursar com óbito. -Diagnóstico: método de Ziehl-Neelsen. -Tratamento: Criptosporidiose – somente suporte, uso de azitromicina ou de paromicina é discutível. -Isoosporíase : Sulfametoxazol-Trimetropim. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

11 PARASITOSES INTESTINAIS Ascaridíase - Parasitose de maior incidência do mundo (30% da população mundial). - Vermes adultos habitam o lúmen do intestino delgado. -Transmissão fecal-oral. -Síndrome de Löeffler, apendicite, pancreatite hemorrágica, semi-obstrução intestinal. -Tratamento: Mebendazol, Albendazol, Ivermectina ou Piperazina. -Controle da Cura: 14 à 21 dias. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

12 PARASITOSES INTESTINAIS Revista Médica de Minas Gerais - 2004

13 PARASITOSES INTESTINAIS Ancilostomíase - Causada pelo Ancylostoma duodenale e pelo Necator Americanus. -Presente no solo, sendo a larva filaróide a infectante. -Pele – Sangue – pulmão - trato digestivo. -Espoliação diária. -Dermatite, Pneumonite, Diarréia, Flatulência, Anemia ferropriva, Astenia, retardo do crescimento, sopros cardíacos. -Diagnóstico: HPJ ou Tamização. -Mebendazol, Albendazol ou P. de Pirantel. Repetir com 15-21 dias. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

14 PARASITOSES INTESTINAIS Estrongiloidíase -Causada pelo Strongyloides Stercoralis. -Heteroinfecção, auto-infecção interna e auto-infecção externa. -Assintomático, Oligossintomático e forma grave (disseminada). Dermatite e pneumonite podem estar presentes. -Diagnóstico: Baerman-moraes, endoscopia (biópsia), lavado broncoalveolar. -Tratamento : Tiabendazol ou Ivermectina. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

15 PARASITOSES INTESTINAIS Teníase - Causada pela Taenia Solium e Taenia Saginata. -Cerca de 50 milhões de pessoas infectadas, além de taxa anual de 50 óbitos (complicações da neurocistircercose). -Pode medir cerca de 3 à 10 metros. Formada por escólex e proglótides. Hermafrodita. -Complicação mais temida: Neurocistircercose – homem como hospedeiro intermediário. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

16 PARASITOSES INTESTINAIS -Diagnóstico: visualização direta de proglótides ou tamização. -Tratamento: Niclosamida, Praziquantel, Mebendazol ou Albendazol. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

17 PARASITOSES INTESTINAIS Outras Parasitoses: - Tricuríase (Tricocefalíase), Himenolepíase e Oxiuríase (Enterobiose). Revista Médica de Minas Gerais - 2004

18 PARASITOSES INTESTINAIS Revista Médica de Minas Gerais - 2004

19 PARASITOSES INTESTINAIS Revista Médica de Minas Gerais - 2004

20 PARASITOSES INTESTINAIS Revista Médica de Minas Gerais - 2004

21 PARASITOSES INTESTINAIS Recomendações Finais -Cura: ausência de sintomas e parasitológico repetidamente negativo. -Em caso de poliinfecção: tartar primeiro Áscaris e Estrongilóides. -Sempre atentar para pacientes que irão receber terapia imunossupressora. Revista Médica de Minas Gerais - 2004

22 OBRIGADO!


Carregar ppt "Parasitoses Intestinais Estágio Supervisionado da Residência Acadêmica Hospital Central Coronel Pedro Germano Ddo. Diego Sampaio Natal, 01/03/2007 ARTIGO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google