A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. EM NOME DE JESUS CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI VENHO ATÉ VOCÊS, AMADOS DIOCESANOS, INVOCANDO A TRINDADE SANTISSÍMA, PAI E FILHO E ESPIRITO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. EM NOME DE JESUS CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI VENHO ATÉ VOCÊS, AMADOS DIOCESANOS, INVOCANDO A TRINDADE SANTISSÍMA, PAI E FILHO E ESPIRITO."— Transcrição da apresentação:

1

2 1. EM NOME DE JESUS CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI VENHO ATÉ VOCÊS, AMADOS DIOCESANOS, INVOCANDO A TRINDADE SANTISSÍMA, PAI E FILHO E ESPIRITO SANTO,E TAMBÉM A PROTEÇÃO DA MÃE DE DEUS, A BEM AVENTURADA SEMPRE VIRGEM MARIA, SOB A INVOCAÇÃO DE NOSSA SENHORA DO AMPARO. QUERO RENDER GRAÇAS A DEUS, PELA CAMINHADA DE NOSSA JOVEM IGREJA.

3 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 2. O SERVIÇO DO BISPO 2.1 – PASTOREAR: ENSINAR, SANTIFICAR E GOVERNAR A FUNÇÃO DO BISPO NÃO É SÓ VIGIAR, ORGANIZAR E ADMINISTRAR A IGREJA. NO BISPO, AS FUNÇÕES DE ENSINAR, SANTIFICAR E GOVERNAR ESTÃO INTIMAMENTE LIGADAS. A TAREFA DE ENSINAR COLOCA O BISPO COMO PRIMEIRO EVANGELIZADOR DA IGREJA NA QUAL FOI CONSTITUIDO PASTOR. SENDO O BISPO UM IRMÃO NO BATISMO, E PORTANTO TAMBÉM ELE, DISCIPULO DO SENHOR, TORNA-SE NO ENTANTO,PELA OBEDIÊNCIA AO EVANGELHO E POR SUA ESPECIFICA VOCAÇÃO ECLESIAL, O MESTRE E DOUTOR DA FÉ PARA SUA IGREJA.

4 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI PORTANTO, O EPISCOPADO É O MINISTÉRIO QUE NA IGREJA PARTICULAR OU DIOCESE, RECORDA A TODOS A PRIMAZIA DO EVANGELHO E A VERDADEIRA TRADIÇÃO DA IGREJA. O BISPO DEVE OLHAR PARA O FUTURO, FAZER COM QUE A SUA IGREJA OLHE COM ELE PARA O HORIZONTE, ONDE ESTÁ O AMANHÃ DA FÉ. HOJE NÃO É POSSÍVEL HAVER UM ESQUEMA UNIFORME DE EVANGELIZAÇÃO, OU SEJA, TODOS FAZENDO A MESMA COISA DO MESMO MODO EM TODO O LUGAR. O PAPEL DO BISPO SERÁ, ENTÃO, MANTER A UNIDADE NA DIVERSIDADE E OS PRESBÍTEROS (PADRES) SERÃO OS ASSISTENTES E AJUDANTES DELE NESTA TAREFA COMO FIÉIS COLABORADORES DO MINISTÉRIO EPISCOPAL (Cf. RITO DE ORDENAÇÃO PRESBITERAL). PARA OS PRESBÍTEROS O BISPO SERÁ SEMPRE O PAI E AMIGO DE TODAS AS HORAS.

5 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 2.2 – CARTA PASTORAL, REFLEXÃO E ROTEIRO MEU OBJETIVO PRIMORDIAL É OFERECER AQUI, ALGUMAS REFLEXÕES, COMO PONTOS QUE POSSAM ILUMINAR E NORTEAR O TRABALHO DE ELABORAÇÃO DE NOSSO 1º PLANO DE PASTORAL. QUE SIRVA TAMBÉM DE ROTEIRO, PARA OS QUE DESEJAM CONSTRUIR UMA IGREJA QUE POSSA SER PRESENÇA SIGNIFICATIVA EM NOSSA REALIDADE, IGREJA DE DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS.

6 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 3. CONVITE À UNIDADE MEU OBJETIVO PRINCIPAL COM ESTA CARTA PASTORAL É CONVIDAR NOSSA IGREJA PARA QUE SE UNA E INTENSIFIQUE SUA COMUNHÃO E PARTICIPAÇÃO EM TODOS OS SETORES DA VIDA ECLESIAL, SOBRETUDO NA PASTORAL. PASTORAL, CUJO CERNE É O EMPENHO MISSIONÁRIO QUE DEVE NOS ANIMAR. TENHAMOS SEMPRE PRESENTE A ECLESIOLOGIA DE COMUNHÃO E MISSÃO, QUAL SÍSTOLE E DIÁSTOLE, MOVIMENTOS NECESSÁRIOS PARA QUE O CORAÇÃO FUNCIONE, E HAJA VIDA NO CORPO QUE É A IGREJA, FORMADA POR DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS. COMUNHÃO E MISSÃO PERTENCEM À ESSÊNCIA DO SER IGREJA.

7 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI SEM A UNIDADE DO PRESBITÉRIO E DE TODOS OS FIÉIS EM TORNO DE CRISTO, O SUPREMO PASTOR REPRESENTADO PELO BISPO, E DOS RUMOS TRAÇADOS PARA A AÇÃO PASTORAL, NÃO EXISTE UMA IGREJA MADURA. A DIVISÃO NADA CONSTRÓI, TUDO ATRASA OU DESTRÓI. A UNIDADE É EXPRESSÃO DO AMOR TRINITÁRIO, PORTANTO, MATÉRIA PRIMA PARA A CONSTRUÇÃO DO REINO DE DEUS. POR ISSO PEDE O MESTRE: QUE TODOS SEJAM UM(JO 17,21).

8 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUAL COLAR DE MUITAS E VARIADAS CONTAS UNIDOS POR UM FIO, ASSIM, QUE A VARIEDADE E DIVERSIDADE DE SITUAÇÕES E AÇÕES PASTORAIS, ESTEJAM UNIDAS PELO FIO CONDUTOR DE NOSSO PLANO DE PASTORAL QUE ESTAMOS ELABORANDO E QUE, APROVADO E SANCIONADO, NOS COMPROMETEMOS A EXECUTAR. PASTORAL NÃO SE FAZ POR IMPOSIÇÃO OU DOCUMENTOS ESCRITOS, MAS COM A ADESÃO DE CORAÇÕES REPLETOS DE FÉ, CONSCIENTES DE SUA VOCAÇÃO ECLESIAL, QUE DESEJAM PRATICAR O MANDAMENTO DO AMOR, SENDO QUE O PRINCIPAL GESTO DE AMOR É O ANÚNCIO DO EVANGELHO, A QUE O PLANO DE PASTORAL DEVE SERVIR.

9 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 3.1- UM NOVO PENTECOSTE O ESPÍRITO SANTO É O PROTAGONISTA DA MISSÃO ECLESIAL (CIC N. 852). SOMENTE UMA IGREJA REPLETA DO ESPÍRITO SANTO, SERÁ CAPAZ DE ASSUMIR O DESAFIO DA MISSÃO EM MEIO AOS CONFLITOS E DRAMAS NOS QUAIS ESTAMOS ENVOLTOS. ISTO PORQUE: SEM O ESPÍRITO SANTO DEUS FICA DISTANTE;CRISTO PERMANECE NO PASSADO; O EVANGELHO É LETRA MORTA; A IGREJA UMA SIMPLES ORGANIZAÇÃO; A AUTORIDADE, UM DOMÍNIO; A MISSÃO, PROPAGANDA; O CULTO, UMA SIMPLES RECORDAÇÃO, E A PRÁTICA CRISTÃ, UMA MORAL DE ESCRAVOS. (...)

10 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI (...) MAS NO ESPÍRITO SANTO, O COSMO É ELEVADO E GEME EM DORES DO PARTO DO REINO; O HOMEM LUTA CONTRA A CARNE. ENTÃO: JESUS RESSUSCITADO ESTÁ AQUI; O EVANGELHO É POTÊNCIA DE VIDA; A IGREJA SIGNIFICA COMUNHÃO TRINITÁRIA; A AUTORIDADE É UM SERVIÇO LIBERTADOR; A MISSÃO UM PENTECOSTES; A LITURGIA É MEMORIAL E ANTECIPAÇÃO E A AÇÃO HUMANA É DIVINIZADA (IGNÁCIOS HAZIM, PATRIARCA DE ANTIOQUIA, DISCURSO NA IV ASSEMBLÉIA DO CONSELHO ECUMÊNICO DAS IGREJAS EM UPSALA, 1968).

11 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUERO DEIXAR REGISTRADA MINHA GRATIDÃO, EM NOME DA IGREJA DE AMPARO, PELA NUVEM DE TESTEMUNHAS (HB 12,1) DE JESUS, QUE NOS PRECEDERAM NESTA IGREJA, CONSTRUINDO-A COM FÉ E SACRIFÍCIO. PEÇO, A TODOS, QUE A PARTIR DA PÁSCOA DESTE ANO, ATÉ A CONCLUSÃO DO PROCESSO DE PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO, SEJA INVOCADO O ESPÍRITO SANTO, COM UMA BREVE ORAÇÃO, OU UMA ANTÍFONA CANTADA, ANTES DA BENÇÃO FINAL DE CADA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA, SINALIZANDO O COMPROMISSO DE UNIDADE QUE BROTA DA EUCARISTIA, A QUAL IMPELE À MISSÃO NA FORÇA DO ESPÍRITO SANTO.

12 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI I. SITUANDO-NOS EM NOSSA REALIDADE 4. DESAFIOS DE NOSSO TEMPO NOSSO OLHAR SOBRE O MUNDO É UM OLHAR DE FÉ E ESPERANÇA. QUANTAS MARAVILHAS DEUS OPERA A CADA DIA NA VIDA DE SEUS FIÉIS! A AÇÃO DE GRAÇAS PELA AÇÃO DE DEUS NO MUNDO DEVE SER UMA CONSTANTE EM NOSSA VIDA, POR ISSO:ALEGRAI-VOS SEMPRE NO SENHOR (FL 4,4).

13 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A BUSCA DE FELICIDADE SE DIRECIONA HOJE, SOBRETUDO PARA OS BENS ECONÔMICOS, EXCLUEM-SE OS POBRES, OS QUE NÃO TEM DINHEIRO, PROPAGA-SE A IDÉIA DE QUE A FELICIDADE É UM BEM PRIVADO QUE SE CONSEGUE PARA SER USUFRUÍDO SEM OS OUTROS.

14 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NAS CULTURAS TRADICIONAIS A TÔNICA DO CRISTIANISMO ESTAVA PRESENTE NA SOCIEDADE, AGORA CADA UM DESEJA DEFINIR LIVREMENTE SUA RELIGIÃO. A SALVAÇÃO É ENTENDIDA COMO CURA DE MALES FÍSICOS, AQUISIÇÃO DE BEM ESTAR E RIQUEZAS. PESSOAS MACHUCADAS, AMEDRONTADAS E ANGUSTIADAS VÊEM A RELIGIÃO COMO TERAPIA. ASSIM, SE DESEJA DAS RELIGIÕES, RESPOSTAS PRÁTICAS E IMEDIATAS, POIS OS APELOS COMPETITIVOS E CONSUMISTAS ENVOLVEM AS PESSOAS. ELAS SENTEM NECESSIDADE DA EXPERIÊNCIA DO SAGRADO, MAS NADA QUE COMPROMETA. A EXPERIÊNCIA RELIGIOSA É VISTA COMO CONSOLO E SOLIDARIEDADE NA SOLIDÃO. ENFIM É NECESSÁRIO TOMARMOS CONSCIÊNCIA DA DISTÂNCIA ENTRE O EVANGELHO E O PENSAMENTO CULTURAL ATUAL.

15 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A REALIDADE SE TORNA PARA O SER HUMANO CADA VEZ MAIS SEM BRILHO, FRAGMENTADA E COMPLEXA, GERANDO FRUSTRAÇÃO E ANSIEDADE. HÁ UMA CRISE DE SENTIDO. SENTIDO QUE DÁ UNIDADE A TUDO E QUE CHAMAMOS DE SENTIDO RELIGIOSO, O QUAL EM NOSSA CULTURA COMEÇA A DILUIR-SE, POIS A SOCIEDADE ACREDITA QUE PODE AGIR COMO SE DEUS NÃO EXISTISSE. AO NEGAR A EXISTÊNCIA DE DEUS, PRIVA-SE A SOCIEDADE DO SENTIDO DA PATERNIDADE E DA AUTORIDADE DELA DERIVADA, ELIMINA-SE LEI E ÉTICA POIS: SEM DEUS TUDO É PERMITIDO.

16 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI HÁ UM FORTALECIMENTO DO INDIVIDUALISMO NUNCA VISTO, SUBSTITUIÇÃO DA ÉTICA PELA ESTÉTICA (PREOCUPAÇÃO MAIS EM PARECER DO QUE SER), CONSUMISMO E REJEIÇÃO DE QUALQUER COMPROMISSO DURADOURO: TUDO SE REDUZ AO FINANCEIRO. NÃO SE ADORA MAIS UM ÍDOLO, SIMBOLIZADO NO BEZERRO DE OURO, AGORA SE ADORA APENAS O OURO DO BEZERRO.

17 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 4.1 – DESAFIOS PASTORAIS PERPASSA O DOCUMENTO DE APARECIDA COMO UM PANO DE FUNDO, A CONVICÇÃO DE QUE TEMOS DOIS GRANDES DESAFIOS PASTORAIS: PRIMEIRO: A EROSÃO DO CATOLICISMO (CF. NS. 13 E 38, ETC), DEVIDO AO ENFRAQUECIMENTO DA VIDA CRISTÃ. ESTA EROSÃO DO CATOLICISMO SE MANIFESTA NO SECULARISMO, COMO ABANDONO DA FÉ, DA RELIGIÃO E DA IGREJA. SECULARISMO APONTADO PELO PAPA COMO O MAIOR DESAFIO PARA A IGREJA HOJE, E QUE SE DESDOBRA EM PLURALISMO RELIGIOSO E RELATIVISMO.

18 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI SEGUNDO: A INIQÜIDADE SOCIAL (CF. NS. 61,385,537, ETC). NA BÍBLIA, O MISTÉRIO DA INIQÜIDADE (CF. 2TES 2,7) É O ANTI-CRISTO, ANTI-REINO, É O MAL ORGANIZADO NA SUA REALIDADE DIABÓLICA QUE TENTA DESTRUIR A OBRA DE DEUS: CRIAÇÃO E CRIATURAS. A AMÉRICA LATINA É O CONTINENTE MAIS CATÓLICO, E DE MAIOR INIQÜIDADE SOCIAL, COM UM SISTEMA ECONÔMICO INJUSTO, GERADOR DE OPRESSÃO E EXCLUSÃO, O QUAL IMPEDE A GLÓRIA DE DEUS QUE É O HOMEM VIVO E UNIDO A ELE NA SUA DIGNIDADE.

19 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 5. UM OLHAR SOBRE A REALIDADE DIOCESANA DE UM MODO GERAL, ESTÁ CADA VEZ MAIS CLARO, QUE VIVEMOS UMA MUDANÇA DE ÉPOCA, E SEU NÍVEL MAIS PROFUNDO É O CULTURAL, NO QUAL SE DISSOLVE A CONCEPÇÃO INTEGRAL DO SER HUMANO, SUA RELAÇÃO COM O MUNDO E COM DEUS (CF. DA N. 44). EM CONSEQUÊNCIA DISSO, INSTAUROU-SE UMA ECONOMIA A SERVIÇO DO MERCADO, VOLTADA PRIMORDIALMENTE PARA O LUCRO, O QUE SE TORNA CAUSA DE EXCLUSÃO E SOFRIMENTOS INDIZÍVEIS. NOSSA DIOCESE ESTÁ IMERSA NESTA REALIDADE.

20 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI AS TRÊS FORANIAS QUE DELINEIAM NOSSO ESPAÇO DE AÇÃO PASTORAL INDICAM TRÊS REALIDADES SEMELHANTES ENTRE SI, MAS CADA UMA COM SUA PECULIARIDADE. EM ESPECIAL A FORANIA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, SINALIZA UMA REALIDADE NA QUAL O TURISMO ESTÁ PRESENTE DE FORMA MARCANTE. A FORANIA SANTANA ESTÁ EM PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO ACENTUADO. TODA ESTA REGIÃO, COM A DUPLICAÇÃO DA SP-95, EM PROCESSO DE LICITAÇÃO PARA SUA EXECUÇÃO, ESTÁ SE DESENVOLVENDO RAPIDAMENTE E MULTIPLICANDO SUA POPULAÇÃO. HÁ UM PROCESSO DE CONURBAÇÃO EM ANDAMENTO, ENTRE JAGUARIÚNA E AMPARO. A FORANIA SÃO JOSÉ COM AS DUAS MAIORES CIDADES DE NOSSA DIOCESE, TÊM CARACTERÍSTICAS DAS CIDADES DE MÉDIO PORTE DO INTERIOR PAULISTA EM DESENVOLVIMENTO, COM SEUS AVANÇOS E COMPLICAÇÕES.

21 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 5.1 – CRISE DE RELACIONAMENTO E RELIGIÃO OS LAÇOS COMUNITÁRIOS SE ENFRAQUECEM, AS CONSEQÜÊNCIAS SE FAZEM SENTIR NAS FAMÍLIAS E NAS COMUNIDADES ECLESIAIS. NÃO É O AMOR QUE ESTÁ EM CRISE, SÃO AS PESSOAS QUE ESTÃO EM CRISE DE AMOR. REJEITA-SE A VIDA NO AMOR PORQUE O AMOR EXIGE A MORTE DO EGOÍSMO.

22 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI EM UMA SOCIEDADE DE CONSUMO, PERDEU-SE MUITO DA CAPACIDADE DE AMAR E SE RELACIONAR PORQUE REINA O INDIVIDUALISMO. EM CONSEQUÊNCIA, HÁ REJEIÇÃO DO RELACIONAMENTO COMUNITÁRIO, O QUAL IMPLICA DOAÇÃO E GRATUIDADE. NÃO É O DINHEIRO QUE REDIME O HOMEM. NÃO É A CIÊNCIA QUE REDIME O HOMEM. O HOMEM É REDIMIDO PELO AMOR (BENTO XVI IN SPE SALVI N. 26).

23 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUANTO À SITUAÇÃO RELIGIOSA, CONSTATAMOS MAIS QUE O AVANÇO DO PROCESSO DE SECULARIZAÇÃO. PERCEBE- SE O CRESCIMENTO DO PLURALISMO RELIGIOSO, O QUAL, NA TRILHA DO INDIVIDUALISMO, FAZ DA OPÇÃO RELIGIOSA UMA ESCOLHA SUBJETIVA.

24 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ESTAMOS EM UMA ÉPOCA ANTI-COMUNITÁRIA ANTI-ECLESIAL. ESTAMOS EM UMA CRISE DAS INSTITUIÇÕES. NOTAMOS EM NOSSO MEIO CRISE NAS FAMÍLIAS E NAS COMUNIDADES. CRESCE AOS POUCOS, O INDIFERENTISMO RELIGIOSO E A TENTAÇÃO DE SER CRISTÃO SEM IGREJA.

25 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 5.2 – MUDANÇAS E DESAFIOS PRECISAMOS NOS DAR CONTA CADA VEZ MAIS QUE A REGIÃO QUE COMPÕE O TERRITÓRIO DE NOSSA DIOCESE ESTÁ SE TRANSFORMANDO. NOSSA IGREJA É CHAMADA A UM ESFORÇO SINGULAR, QUAL SEJA O DE FORMAR LEIGOS ADULTOS NA FÉ, A PARTIR DO CONHECIMENTO DA PALAVRA DE DEUS: QUEM CONHECE A PALAVRA DIVINA CONHECE PLENAMENTE TAMBÉM O SIGNIFICADO DE CADA CRIATURA (VD N. 10).

26 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI O CATOLICISMO SEMPRE FOI MARCANTE EM NOSSA REGIÃO. A RELIGIOSIDADE POPULAR É UMA DAS TÔNICAS DA PRESENÇA DA IGREJA CATÓLICA EM NOSSA DIOCESE. TEMOS SIDO UMA IGREJA DE FORTE PRESENÇA DOUTRINAL, SACRAMENTAL E DE UMA ADMIRÁVEL CARIDADE, ATRAVÉS DE INÚMERAS INICIATIVAS NO EXERCÍCIO DAS OBRAS DE MISERICÓRDIA.

27 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI OS DESAFIOS SÃO MUITOS, MAS DESEJO APONTAR O QUE ME PARECE SER O DESAFIO BÁSICO. NÃO NOS ILUDAMOS, O PROCESSO DE SECULARIZAÇÃO QUE ANTES ERA INCIPIENTE CRESCE ENTRE NÓS.

28 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A FÉ, DEUS E A IGREJA SÃO CONVIDADOS A SE RETIRAREM PARA A VIDA PRIVADA. NEGA-SE-LHES O ESPAÇO PÚBLICO. A FÉ DEVE SER PRIVATIZADA E O CIDADÃO NÃO DEVE MANIFESTÁ-LA, A NÃO SER QUANDO ELA SE APRESENTA COMO FESTA, FOLCLORE, OU SE TORNA MEIO DE DIVULGAÇÃO DE IDEOLOGIAS E INTERESSES, DE PESSOAS E GRUPOS.

29 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A SECULARIZAÇÃO TORNADA SECULARISMO RECUSA O MISTÉRIO DE DEUS. RECUSANDO DEUS, RECUSA-SE O MISTÉRIO DO HOMEM REDUZINDO SUA DIGNIDADE, POIS NÃO VÊ NELE A IMAGEM DE DEUS. PERDENDO-SE ESTE REFERENCIAL, A EXCLUSÃO SOCIAL NÃO PASSA DE UM DETALHE OU FATALIDADE, UM INGREDIENTE DO DESENVOLVIMENTO.

30 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 5.3 – NOSSA IGREJA E SOCIEDADE NO CONTEXTO SOCIAL DE NOSSA DIOCESE HÁ AINDA POR PARTE DE ALGUMAS AUTORIDADES E LIDERANÇAS DA SOCIEDADE, CERTO RESPEITO E RECONHECIMENTO PARA COM OS RELEVANTES SERVIÇOS QUE A IGREJA CATÓLICA PRESTOU E PRESTA AO POVO. O QUE SERIA DE NOSSA REGIÃO NO PASSADO, SE A IGREJA NÃO TIVESSE FUNDADO E TOMADO CONTA DE INÚMERAS CRECHES, HOSPITAIS, ASILOS, ORFANATOS, ESCOLAS, ETC?

31 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI UM ESPÍRITO DE POSITIVISMO TARDIO PERSISTE E INSINUA DE FORMA VELADA, QUE A IGREJA É COISA DO PASSADO, QUANDO O PROGRESSO AINDA NÃO ERA ACENTUADO NA REGIÃO. NÃO DEVEMOS ACEITAR ESTA SITUAÇÃO. A IGREJA NÃO QUER SOMENTE A REVERÊNCIA QUE SE PRESTA A UMA ANCIÃ BENEMÉRITA COM SEUS DIAS CONTADOS. A IGREJA AJUDOU A FORJAR DE MODO POSITIVO, A SOCIEDADE QUE ESTÁ AÍ EM NOSSA REALIDADE E NISTO ELA FOI HEROICA, LUTANDO CONTRA A DITADURA E PROMOVENDO A JUSTIÇA, ATRAVÉS DAS PASTORAIS SOCIAIS ( COMO P. EX. A PASTORAL DA CRIANÇA QUE SALVA MILHARES DE VIDAS).

32 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A LIBERDADE DE CULTO É UM DIREITO GARANTIDO PELA CONSTITUIÇÃO DE NOSSO PAÍS. O PRECONCEITO CONTRA OS DIREITOS DA IGREJA CATÓLICA FERE A CONSTITUIÇÃO, ASSIM COMO QUALQUER OUTRO PRECONCEITO. UMA DAS FORMAS MAIS COMUNS DE PRECONCEITO NOS DIAS DE HOJE É O DESPREZO E A TENTATIVA DE DESMORALIZAÇÃO.

33 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A IGREJA QUER PARTICIPAR, QUAL FERMENTO NA MASSA, DO CRESCIMENTO E DO PROGRESSO DE NOSSA SOCIEDADE IMPREGNANDO-A DO EVANGELHO, SENDO SAL E LUZ (MT 5,14). ISTO PORQUE JESUS ASSIM O MANDOU.

34 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 5.4 –LUZES E TREVAS MUITOS FRUTOS TEMOS COLHIDO DESTES ANOS PASSADOS, DESDE A CRIAÇÃO DA DIOCESE.

35 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI EXISTEM TAMBÉM AS SOMBRAS: PASTORAL DE CONSERVAÇÃO, FALTA DE PLANEJAMENTO PASTORAL, HÁ AINDA POUCO ARDOR EVANGELIZADOR E MISSIONÁRIO, BUSCA POR ESPIRITUALIDADE INDIVIDUALISTA E RITUALISTA, PASTORAIS FRACAS, ECLESIOLOGIA CONTRÁRIA AO VATICANO II, INSUFICIÊNCIA DO CLERO, CLERICALISMO, FALTA DE FORMAÇÃO, DIVISÕES, FALTA DE TESTEMUNHO DE VIDA, FALTA CONHECIMENTO DA PALAVRA DE DEUS, E SOBRETUDO, EMPENHO NA VIDA COMUNITÁRIA.

36 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NÃO PODEMOS DIANTE DESTA SITUAÇÃO, ESPECIALMENTE OS SACERDOTES, SERMOS MEROS ESPECTADORES DO QUE ACONTECE. NO CASO DOS PADRES QUE LIDERAM NOSSA IGREJA, NINGUÉM ESTÁ PADRE, MAS DEVER SER PADRE, EM TODO LUGAR E SEMPRE. É PRECISO AGIR EM PRIMEIRO LUGAR COM O TESTEMUNHO DE UMA VIDA COMPROMETIDA E EMPENHADA COM A AÇÃO PASTORAL: A QUEM MUITO FOI DADO, MUITO SERÁ PEDIDO (LC 12,48).

37 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 6. NOSSO ITINERÁRIO PASTORAL COMO DIOCESE DE AMPARO QUERO AQUI REAFIRMAR QUE O CONCÍLIO VATICANO II SERÁ SEMPRE NOSSA INSPIRAÇÃO EM TODOS OS ÂMBITOS DA PASTORAL DA IGREJA DE AMPARO. FAÇO MINHAS, AS PALAVRAS DO BEM AVENTURADO JOÃO PAULO II: SINTO O DEVER DE INDICAR O CONCÍLIO COMO A GRANDE GRAÇA DE QUE SE BENEFICIOU A IGREJA NO SÉCULO XX: NELE SE ENCONTRA UMA BÚSSOLA SEGURA PARA NOS ORIENTAR NO CAMINHO DO SÉCULO QUE SE INICIA(NOVO MILLENNIUM INNEUNTE N. 57).

38 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUE OS DOCUMENTOS DO CONCÍLIO VATICANO II SEJAM LIDOS, ESTUDADOS E PRATICADOS EM NOSSA IGREJA AMPARENSE. O VATICANO II EMPREENDEU UMA VOLTA ÀS FONTES BÍBLICAS E PATRÍSTICAS, PORTANTO À TRADIÇÃO DA IGREJA. É NESTA FONTE QUE DEVEMOS BEBER.

39 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 6.2 – RUMO A UMA NOVA EVANGELIZAÇÃO CONSTATAMOS QUE, A MAIOR PARTE DOS CATÓLICOS DE NOSSA DIOCESE, FORMA UMA GERAÇÃO DE PESSOAS, QUE VIERAM DE UM CATOLICISMO TRADICIONAL, O QUAL NUNCA ENFRENTOU CRITICAMENTE. VIVEM NA INÉRCIA RELIGIOSA DAQUILO QUE RECEBERAM NA CATEQUESE INFANTIL. TEM POUCO ENTUSIASMO PELA IGREJA E VÊEM NOS RITOS RELIGIOSOS UM COSTUME A SER RESPEITADO, CUMPRINDO OS PRINCIPAIS DELES, SEM MUITA CONVICÇÃO.

40 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI HÁ FOME DE VIDA, FOME DE DEUS, DE CONHECER JESUS! ESTÁ AÍ UM DESAFIO CONSIDERÁVEL QUE O MOMENTO ATUAL E OS SINAIS DOS TEMPOS EM NOSSA IGREJA DE AMPARO NOS COLOCAM: CONDUZIR OS CATÓLICOS A UM REENCONTRO ALEGRE E SOLENE, COM AS FONTES MAIORES DA FÉ, A PARTIR DA PALAVRA (KERIGMA) E DA LITURGIA (MISTAGOGIA). ESTAS FONTES SÃO OS MISTÉRIOS CENTRAIS DA TRINDADE, DA ENCARNAÇÃO, DA PÁSCOA E PENTECOSTES, SOMENTE A PARTIR DO REENCONTRO COM A LUZ DESTES MISTÉRIOS, É POSSÍVEL EVANGELIZAR OS BATIZADOS E FAZER MISSÃO.

41 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NA FORÇA DA NOSSA FÉ ASSUMAMOS O COMPROMISSO DE EMPREENDER UMA NOVA EVANGELIZAÇÃO EM NOSSA IGREJA. CONVIDO NOSSA IGREJA PARA UM NOVO RECOMEÇAR NA FÉ E NA MISSÃO. QUE O ANO DA FÉ, CONVOCADO PELO SANTO PADRE, COM INÍCIO EM OUTUBRO DESTE ANO, SEJA PARA NOSSA DIOCESE MOMENTO DE CRESCIMENTO.

42 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 7. VISITAS PASTORAIS A VISITA PASTORAL PERMITIU-ME AVALIAR O SERVIÇO PASTORAL, A EFICIÊNCIA DAS VÁRIAS INICIATIVAS NESTE CAMPO E CONHECER AS DIFICULDADES E CIRCUNSTÂNCIAS DO TRABALHO DESENVOLVIDO NAS VÁRIAS COMUNIDADES E PARÓQUIAS.

43 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI UNIDADE, SOBRETUDO NA AÇÃO EVANGELIZADORA QUE É TENTADA À FRAGMENTAÇÃO EM NOSSA CULTURA FRAGMENTÁRIA. A UNIDADE É ESSENCIAL PARA OS SEGUIDORES DE JESUS (CF. JO 17,11).

44 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI BUSQUEI INTEGRAR OS VÁRIOS SERVIÇOS E DIMENSÕES DA IGREJA, PARA QUE ELA CRESÇA NA UNIDADE E DIVERSIDADE: UMA SÓ IGREJA COM MUITOS ENDEREÇOS OU LOCAIS.

45 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI POIS A IGREJA DIOCESANA DEVE SER UMA FAMÍLIA:...JÁ NÃO SOIS ESTRANGEIROS, MAS CONCIDADÃOS DOS SANTOS E MEMBROS DA FAMÍLIA DE DEUS ( EF 2,19).

46 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 7.1 – UMA IGREJA TODA MINISTERIAL PARA TORNAR VISÍVEL A COMUNIDADE CRISTÃ COMO ESPAÇO DE COMUNHÃO, PARTICIPAÇÃO E CO- RESPONSABILIDADE, AS VISITAS FORAM FEITAS PAUTANDO OS TRABALHOS EM SEIS COORDENADAS: - MINISTÉRIO DA PALAVRA; - MINISTÉRIO DA LITURGIA; - MINISTÉRIO DA COORDENAÇÃO; - MINISTÉIO DA CATEQUESE; - MINISTÉRIO DA CARIDADE; - MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO;

47 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI CONFIRMO TANTAS OBRAS BOAS QUE ESTÃO SENDO REALIZADAS. BENDIGO A DEUS POR TODA A DEDICAÇÃO. NO ENTANTO, CONVIDO PARA INTENSIFICARMOS O PROCESSO DE CONVERSÃO CONTÍNUA, NO QUAL DEVEMOS ESTAR EMPENHADOS, TANTO EM NÍVEL PESSOAL, ECLESIAL E PASTORAL, ASSIM COMO SOCIAL, PARA QUE HAJA UMA MUDANÇA INTEGRAL DE VIDA, VIDA NA SANTIDADE. TUDO PARA GLÓRIA DE DEUS CUJO REINO QUEREMOS PROMOVER. SOBRETUDO É NECESSÁRIA UMA PERMANENTE CONVERSÃO PASTORAL CONFORME INDICAM OS BISPOS REUNIDOS EM APARECIDA, POIS, NOVOS DESAFIOS EXIGEM NOVAS RESPOSTAS PASTORAIS (CF. DA N. 366 – 370).

48 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 7.2 – INDICAÇÕES PASTORAIS A PARTIR DA VISITA PASTORAL É PRECISO CRER NA FORÇA DAS PEQUENAS COMUNIDADES, AMÁ-LAS E TER A INICIATIVA DE IMPLANTÁ-LAS. PEQUENAS COMUNIDADES OU GRUPOS DE REFLEXÃO E VIDA QUE SE REÚNEM EM TORNO DA PALAVRA DE DEUS.

49 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI RESPEITAR E IMPLEMENTAR O PLANO DE PASTORAL DIOCESANO, PARA VIVER EM COMUNHÃO (E EVITAR O PAROQUIALISMO), DANDO UM ROSTO À IGREJA.

50 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ADERIR À PASTORAL DE MISSÃO E SAIR DA PASTORAL DE MERA CONSERVAÇÃO. IMPLANTAR UMA PASTORAL DE MISSÃO PERMANENTE, IMPREGNAR- SE DO ESPÍRITO MISSIONÁRIO QUE ANIMOU OS APÓSTOLOS E OS PRIMEIROS CRISTÃOS.

51 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ADOTAR A ECLESIOLOGIA DE COMUNHÃO- PARTICIPAÇÃO, EVITANDO DIVISÕES, DISCÓRDIAS E RUPTURAS. TER COMO MODELO AS COMUNIDADES DOS ATOS DOS APÓSTOLOS (CF. 2,42-47; 4,32-37).

52 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI PROMOVER A RENOVAÇÃO DO CORAÇÃO E DAS ESTRUTURAS: RENOVAÇÃO ECLESIAL, PASTORAL, ESPIRITUAL E INSTITUCIONAL.

53 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A IGREJA ESTÁ A SERVIÇO DO EVANGELHO DO REINO DE DEUS QUE É O REINO DA VIDA. DEVE PERCEBER OS SINAIS DE DEUS E SER SERVA DE SUA CAUSA NO MUNDO, CONTRAPONDO-SE ÀS ESTRUTURAS DE MORTE.

54 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI VENCER A BUROCRACIA ULTRAPASSADA, COLOCANDO AS ESTRUTURAS DA IGREJA A SERVIÇO DA MISSÃO: AQUILO QUE NÃO FAVORECE A MISSÃO DEVE SER TRANSFORMADO OU MUDADO.

55 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUATRO EIXOS PASTORAIS A REFORÇAR: PROMOVER A EXPERIÊNCIA RELIGIOSA, OU SEJA, O ENCONTRO PESSOAL COM JESUS CRISTO VIVO, A DESCOBERTA E O ENCANTAMENTO COM JESUS E SEU EVANGELHO.

56 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI VIVÊNCIA COMUNITÁRIA. NÃO HÁ CRISTIANISMO SEM IGREJA, SEM COMUNIDADE. VALORIZAR O ACOLHIMENTO, INCLUSÃO, ENGAJAMENTO NA COMUNIDADE, A DIVERSIFICAÇÃO DOS MINISTÉRIOS. GASTAR TEMPO FORMANDO E VIVENDO EM COMUNIDADE.

57 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI DAR FORMAÇÃO BÍBLICO-DOUTRINAL, SUSCITAR O CONHECIMENTO E O AMOR À PALAVRA DE DEUS. TEMOS TIDO FORMAÇÃO DOUTRINAL SOBRE O CONTEÚDO DA FÉ (CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA). PORÉM É PRECISO ANTES DAR FORMAÇÃO BÍBLICA, DADO QUE O CONHECIMENTO DO CONTEÚDO DA FÉ DEVE SER PRECEDIDO PELO ANÚNCIO E CONHECIMENTO DA PALAVRA: A FÉ VEM DA PREGAÇÃO, E A PREGAÇÃO PELA PALAVRA DE CRISTO (RM 10,17). A IGREJA NÃO VIVE DE SI MESMA, MAS DO EVANGELHO; E DO EVANGELHO TIRA, SEM CESSAR, ORIENTAÇÃO PARA SEU CAMINHO (VD N. 51).

58 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI COMPROMISSO MISSIONÁRIO. IR AO ENCONTRO DOS AFASTADOS PARA REENCONTRÁ- LOS. TER CONSCIÊNCIA E ESPÍRITO MISSIONÁRIO. ESPECIAL ATENÇÃO AOS POBRES A EXEMPLO DE JESUS, UNGIDO PARA EVANGELIZAR OS POBRES (CF. LC 4,14). TUDO O QUE TEM RELAÇÃO COM CRISTO TEM RELAÇÃO COM OS POBRES, TUDO O QUE ESTÁ RELACIONADO COM OS POBRES CLAMA POR JESUS CRISTO (CF. MT 25,40) (DA N.393).

59 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NÃO TENHAMOS MEDO, POIS JESUS PROMETEU:EU ESTAREI CONVOSCO TODOS OS DIAS, ATÉ A CONSUMAÇÃO DOS SÉCULOS (MT 28, 20). SABEMOS AINDA QUE: AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERÃO SOBRE A IGREJA (CF. MT 16,18).

60 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 8. PORQUE PASTORAL DE CONJUNTO (OU ORGANICA), PLANEJAMENTO E PLANO DE PASTORAL E AINDA, OBJETIVO GERAL DA PASTORAL E PROPRIEDADES?

61 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NO PRIMEIRO ENCONTRO COM O CLERO DE NOSSA DIOCESE, QUANDO AQUI CHEGUEI, OS PADRES PEDIRAM UMA PASTORAL PARTICIPATIVA NO PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO, QUE GERE COMUNHÃO E DÊ ROSTO Á NOSSA IGREJA, REVER PRIORIDADES E TER UM OBJETIVO PASTORAL ESCOLHIDO EM ASSEMBLÉIA DIOCESANA DE PASTORAL E AINDA EXERCER A COLEGIALIDADE (CF. ATA DA REUNIÃO DO CLERO DE 27 DE OUTUBRO 2010).

62 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI O MOMENTO HISTÓRICO DE NOSSA IGREJA EXIGE A TEMPO, UM PLANEJAMENTO PASTORAL. PLANEJAR É PENSAR A AÇÃO ANTES, DURANTE E DEPOIS DELA. PLANEJAR É RESPONDER ÀS PERGUNTAS: ONDE ESTAMOS? ONDE PRECISAMOS ESTAR? NO PLANEJAMENTO DEVEMOS ENCONTRAR NOSSAS URGÊNCIAS PASTORAIS, O QUE QUEREMOS FAZER E COMO VAMOS AGIR. A AÇÃO PASTORAL PLANEJADA É A RESPOSTA CONSCIENTE E INTENCIONAL, ÀS NECESSIDADES DA EVANGELIZAÇÃO.

63 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 8.1 – PASTORAL DE CONJUNTO ELA TEM COMO OBJETIVO A ATIVIDADE PASTORAL E EVANGELIZADORA DE TODOS OS MEMBROS DA COMUNIDADE ECLESIAL. POR INTEGRAÇÃO SE COMPREENDE A BUSCA E REALIZAÇÃO DA PLENA UNIDADE DAS OPÇÕES PASTORAIS, EXISTENTES NA DIOCESE, EM SINTONIA COM O OBJETIVO COMUM DA AÇÃO PASTORAL.

64 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI OBJETIVO DA PASTORAL DE CONJUNTO, COM INTEGRAÇÃO DAS FORÇAS EVANGELIZADORAS, SEM FERIR OS OBJETIVOS E MÉTODOS PRÓPRIOS DE CADA ATIVIDADE EM SI, É AFASTAR AS DIVISÕES, OMISSÕES E AUSÊNCIA DO ESPÍRITO DE COMUNHÃO, E CONDUZIR A IGREJA A UM DESENVOLVIMENTO PASTORAL PROGRESSIVO, ORDENADO E EFICAZ QUANTO À ATIVIDADE PASTORAL.

65 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 8.2 – PLANO DE PASTORAL DIOCESANO UMA PASTORAL DE CONJUNTO TEM NO PLANEJAMENTO E NO PLANO DE PASTORAL DIOCESANO SEUS PRINCIPAIS INSTRUMENTOS. TODAS ESTAS ASPIRAÇÕES MANIFESTADAS PELOS PADRES, FAZEM ECO ÀS ASPIRAÇÕES DOS LEIGOS, OS QUAIS SE MANIFESTARAM NO MESMO SENTIDO, NA PRIMEIRA REUNIÃO DO CONSELHO DIOCESANO DE PASTORAL QUE PARTICIPEI.

66 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI O PLANO DE PASTORAL E SUA EXECUÇÃO É UMA EXPRESSÃO VISÍVEL, UMA PRÁTICA DESTA COMUNHÃO ECLESIAL QUE BROTA DA TRINDADE E DA EUCARISTIA. POR ISSO ELE É VINCULANTE EM UMA IGREJA PARTICULAR, NÃO É FACULTATIVO, MAS OBRIGATÓRIO.

67 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NA IGREJA DE HOJE NÃO DEVE HAVER MAIS ESPAÇOS PARA IMPROVISAÇÕES, PARALELISMOS, ATIVIDADES SEPARADAS E AUSÊNCIA DE CONJUNTO. A AÇÃO PASTORAL EM UMA DIOCESE NÃO PODE E NEM DEVE PERDER-SE EM ATIVIDADES DESCONECTADAS ENTRE SI, POIS ISTO ENFRAQUECE E DISPERSA A MISSÃO.

68 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI CORROBORANDO O QUE FOI DITO ACIMA, ENSINA O SAUDOSO PAPA PAULO VI: AS TENSÕES INTERNAS, QUE DEBILITAM E LACERAM ALGUMAS IGREJAS E INSTITUIÇÕES LOCAIS, DESAPARECERIAM PERANTE A FIRME CONVICÇÃO DE QUE A SALVAÇÃO DESSAS COMUNIDADES SE CONQUISTA PELA COOPERAÇÃO NA OBRA MISSIONÁRIA (CF. INSEGNAMENTI, VOL, X, 1972 P. 522). PORTANTO, HOJE, MAIS QUE NUNCA, O TESTEMUNHO DE COMUNHÃO ECLESIAL E DE SANTIDADE SÃO UMA URGÊNCIA PASTORAL.

69 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 8.3 – OBJETIVO GERAL DA PASTORAL E PRIORIDADES QUERO ASSIM, EM SINTONIA COM TODOS OS BISPOS DA IGREJA DO BRASIL, IMPLEMENTAR EM NOSSA DIOCESE O OBJETIVO GERAL DA PASTORAL DA IGREJA DO BRASIL. O OBJETIVO GERAL DA AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA, APROVADO NA 49º ASSEMBLÉIA DOS BISPOS (CNBB), REALIZADA EM APARECIDA PARA VIGORAR NO PERÍODO DE

70 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ESTE MESMO OBJETIVO GERAL FOI ASSUMIDO POR NOSSA COORDENAÇÃO DE PASTORAL E APROVADO EM NOSSA ASSEMBLÉIA DIOCESANA É O SEGUINTE:

71 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI EVANGELIZAR A PARTIR DE JESUS CRISTO E NA FORÇA DO ESPÍRITO SANTO COMO IGREJA DISCÍPULA, MISSIONÁRIA E PROFÉTICA, ALIMENTADA PELA PALAVRA DE DEUS E PELA EUCARISTIA,À LUZ DA EVANGÉLICA OPÇÃO PREFERENCIAL PELOS POBRES, PARA QUE TODOS TENHAM VIDA (CF. JO 10,10), RUMO AO REINO DEFINITIVO (DG - DOC. 94).

72 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ENFIM, RECORDO QUE A PRESENÇA DA IGREJA NÃO SE FAZ SÓ ATRAVÉS DA EXISTÊNCIA DE TEMPLOS E ORGANIZAÇÃO MATERIAL DAS PARÓQUIAS. O QUE FAZ A PRESENÇA DA IGREJA NUM LOCAL SÃO AS PESSOAS QUE TESTEMUNHAM A FÉ, PESSOAS COMPROMETIDAS COM O EVANGELHO QUE, COMO MISSIONÁRIAS BUSCAM O CONTATO, VÃO AO ENCONTRO PARA ATRAIR OS OUTROS A CRISTO E À COMUNIDADE.

73 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI DEVEMOS ESCONJURAR O MEDO, E A FALTA DE CORAGEM QUE ÀS VEZES ASSALTAM OS QUE CAMINHAM NA FÉ. DEVEMOS EVITAR O COMODISMO, A EVASÃO E A MANIPULAÇÃO PARA NÃO MUDAR OU PIOR: MUDAR TUDO PARA QUE FIQUE TUDO DO MESMO JEITO.

74 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A DIREÇÃO PASTORAL DA IGREJA CABE EM PRIMEIRO LUGAR AO BISPO E SEU PRESBITÉRIO. BENDIGO A DEUS PELOS PRESBÍTEROS QUE TRABALHAM EM NOSSO MEIO COM DEDICAÇÃO E ENTUSIASMO. PEÇO-LHES PERMISSÃO, PARA RECORDAR O DECÁLOGO DOS PRESBÍTEROS QUE NOS DEIXOU O DOCUMENTO DE APARECIDA (CF. N ):

75 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI O SACERDOTE NÃO DEVE CONSIDERAR-SE MERO DELEGADO OU REPRESENTANTE DA COMUNIDADE. ELE É MAIS QUE ISSO, É DOM PARA ELA, PELA UNÇÃO DO ESPÍRITO SANTO E POR SUA ESPECIAL UNIÃO COM CRISTO.

76 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUE OS FIÉIS AO LEREM ESTE TRECHO DESTA CARTA, SINTAM-SE MOVIDOS A REZAREM PELOS SEUS PADRES, ACOLHENDO-OS E AMANDO-OS EM CRISTO. SEM SE ESQUECER DE REZAR TAMBÉM PELOS NOSSOS FUTUROS PADRES, OS SEMINARISTAS DE NOSSA DIOCESE.

77 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI DESEJO EM SEGUIDA, APRESENTAR ALGUMAS INDICAÇÕES E RESSALTAR ALGUNS PONTOS QUE POSSAM AJUDAR NA ESCOLHA DE NOSSAS PRIORIDADES E ELABORAÇÃO DO PLANO DE PASTORAL QUE SÃO NOSSAS PRÓXIMAS TAREFAS PARA ESTE ANO.

78 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI II. PARTIR SEMPRE DE JESUS CRISTO SERVIDOR E SUA PALAVRA 10. A CENTRALIDADE DE JESUS CRISTO TODA AÇÃO ECLESIAL BROTA DE JESUS CRISTO E SE VOLTA PARA ELE E PARA O REINO DO PAI. JESUS CRISTO É NOSSA RAZÃO DE SER, ORIGEM DE NOSSO AGIR, MOTIVO DE NOSSO PENSAR E SENTIR,(CF. DG - DOC. 94 N.4). A IGREJA CUMPRE SUA MISSÃO SEGUINDO OS PASSOS DE JESUS E ADOTANDO SUAS ATITUDES (CF. MT 9, 35-36). JESUS É RAIZ E ESTIRPE (CF. JO 15).

79 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI – NOSSA IDENTIDADE: DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS QUAL É NOSSA IDENTIDADE COMO CRISTÃOS? É O SEGUIMENTO DE JESUS. SER CRISTÃO É REFAZER A HISTÓRIA DA VIDA, ATIVIDADE, ATITUDES E DESTINO DE JESUS, CONVENCIDOS DE QUE ISTO É BOM E SALVÍFICO PARA A HISTÓRIA. SEGUIR JESUS, MAIS QUE IMITÁ-LO, É PROSSEGUIR SUA OBRA. (...)

80 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI (...) A AFIRMAÇÃO DE QUE NOSSA IDENTIDADE CRISTÃ CONSISTE NO SEGUIMENTO DE JESUS É UMA AFIRMAÇÃO DE FÉ. CRER EM JESUS É CRER NO CAMINHO DE JESUS E PERCORRÊ-LO NA FÉ. O CAMINHO DE JESUS É O CAMINHO PASCAL (PAIXÃO MORTE E RESSURREIÇÃO), E DE CERTO MODO, É REPRESENTADO PELA CRUZ.

81 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NO INÍCIO DO SER CRISTÃO NÃO HÁ UMA DECISÃO ÉTICA OU UMA GRANDE IDÉIA, MAS O ENCONTRO COM UM ACONTECIMENTO, COM UMA PESSOA QUE DÁ À VIDA UM NOVO HORIZONTE E, DESTA FORMA, O RUMO DECISIVO (BENTO XVI IN VD N.11). A RENOVAÇÃO DE NOSSA IGREJA VAI DEPENDER DA EXPERIÊNCIA QUE SEUS MEMBROS FIZEREM DA PESSOA DE JESUS.

82 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI – A PARTIR DE JESUS, TUDO É SERVIÇO NA IGREJA DESDE O INÍCIO DE SUA VIDA PÚBLICA EM SEU BATISMO, JESUS É O SERVO INTEIRAMENTE CONSAGRADO À OBRA REDENTORA (CIC 565). A COMUNIDADE DOS APÓSTOLOS EXPERIMENTOU JESUS COMO SERVIDOR. ELE MESMO DISSE: EU VIM PARA SERVIR E NÃO PARA SER SERVIDO; ESTOU NO MEIO DE VÓS COMO QUEM SERVE; O MAIOR É AQUELE QUE SERVE.

83 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NOSSO TEMPO EXIGE QUE SE PASSE DO ECLESIOCENTRISMO AO CRISTO-REINOCENTRISMO. A PRÓPRIA IGREJA É SERVIDORA DA MENSAGEM DO EVANGELHO E DA MISSÃO A SERVIÇO DO REINO.

84 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 11. JESUS CRISTO ESTÁ PRESENTE NA PALAVRA DE DEUS JÁ NÃO É POSSÍVEL UMA PASTORAL FEITA COM BASE SOMENTE NOS SACRAMENTOS, EM ESPECIAL NA EUCARISTIA, SEM PARTIR DA PALAVRA DE DEUS. DESCONHECER A ESCRITURA É DESCONHECER JESUS CRISTO, AFIRMA SÃO JERÔNIMO; E PODEMOS CONCLUIR: E RENUNCIAR A ANUNCIÁ-LO.

85 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI TEMOS NECESSIDADE DE EDUCAR O POVO NA LEITURA E MEDITAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS A FIM DE QUE EXPERIMENTE SEREM AS PALAVRAS DE JESUS, ESPÍRITO E VIDA (CF. JO 6,63). DEVE-SE UTILIZAR A BÍBLIA EM TODOS OS MOMENTOS DA PASTORAL, NAS CELEBRAÇÕES, CULTOS, BÊNÇÃOS, PALESTRAS, RETIROS, ENCONTROS, ETC.

86 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI O CONCÍLIO VATICANO II RECUPEROU A CENTRALIDADE DA PALAVRA DE DEUS NA VIDA DA IGREJA. DEVE EXISTIR NA IGREJA UMA PASTORAL PROFÉTICA PERMANENTE, QUE É O ANÚNCIO DA PALAVRA, PARA QUE OS FIÉIS ENTREM EM CONTATO COM O VERBO FEITO CARNE. É PRECISO IMPREGNAR TODAS AS ATIVIDADES DA IGREJA, TODAS AS PASTORAIS E MOVIMENTOS COM A PALAVRA DE DEUS.

87 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 12. MEDIAÇÕES DO ANÚNCIO DO QUERIGMA E CATEQUESE DEVEMOS PROMOVER UMA ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL DA IGREJA.PRECISAMOS DESPERTAR, ENTRE NÓS, A CULTURA DA PALAVRA, ISTO É, AMÁ-LA, INTERPRETÁ-LA E APLICÁ-LA EM NOSSO DIA A DIA, FUNDAMENTANDO NA BÍBLIA AS RAZÕES DE NOSSA ESPERANÇA EM CRISTO (PAMP –CNBB/REG.SUL-1 N. 64).

88 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI EM ESPECIAL AS HOMILIAS SE CONSTITUEM NUM MOMENTO PRIVILEGIADO DE ENCONTRO COM A PALAVRA. DEVEM SER PREPARADAS. FAÇA-SE HOMILIA EM TODAS AS MISSAS, NÃO SÓ NAS DOMINICAIS. PREGAR A PALAVRA NÃO PODE SER SÓ CUMPRIMENTO DE OBRIGAÇÃO, MAS MISSÃO.

89 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI O ANÚNCIO DA PALAVRA E SUA PRÁTICA NA IGREJA SE DÃO ATRAVÉS DE MEDIAÇÕES PRIVILEGIADAS: A) O TESTEMUNHO DE VIDA, EM PRIMEIRO LUGAR, PORQUE ELE É O PRINCIPAL MEIO DE EVANGELIZAÇÃO (CF. PAULO VI IN EN N. 21);

90 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI B) O QUÉRIGMA, QUE É O ANÚNCIO DO CERNE DO EVANGELHO, OU SEJA, DO MISTÉRIO PASCAL (PAIXÃO, MORTE E RESSURREIÇÃO).

91 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI C) A CATEQUESE. O TESTEMUNHO E O ANÚNCIO DO QUÉRIGMA CONDUZEM À CATEQUESE. CATEQUESE É FAZER RESSOAR, ENSINAR A CONHECER E APROFUNDAR O CONTEÚDO DA FÉ. A CATEQUESE DEVE SER ORGÂNICA, PROGRESSIVA, INTEGRAL E PERMANENTE, ABARCANDO TAMBÉM OS ADULTOS.

92 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI D) A FORMAÇÃO TEOLÓGICA. COM A FORMAÇÃO TEOLÓGICA O CATEQUIZANDO PODE ALCANÇAR A MATURIDADE CRISTÃ, NA MEDIDA EM QUE SE TORNA CAPAZ DE DAR AS RAZÕES DA PRÓPRIA FÉ (CF. 1PD 3,15).

93 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI DEVEMOS ALIMENTAR A ESPERANÇA DE TERMOS EM NOSSA DIOCESE UM CURSO DE TEOLOGIA PARA LEIGOS, QUE SATISFAÇA ESTA EXIGÊNCIA, DEVEMOS TRABALHAR NESSE SENTIDO.

94 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 13. FORMAÇÕES EM TODOS OS NÍVEIS O PROCESSO FORMATIVO DEVE SER ALIMENTO DA VIDA CRISTÃ. A FORMAÇÃO NÃO SE REDUZ SÓ A CURSOS, POIS INTEGRA A VIVÊNCIA COMUNITÁRIA, A PARTICIPAÇÃO EM CELEBRAÇÕES E ENCONTROS, A INTERAÇÃO COM OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, A INSERÇÃO NAS DIFERENTES ATIVIDADES PASTORAIS, MOVIMENTOS E ASSOCIAÇÕES.

95 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A FORMAÇÃO DO LAICATO É UM IMPERATIVO PARA A IGREJA. A FORMAÇÃO DOS LEIGOS E LEIGAS, PRECISA SER UMA DAS PRIORIDADES DA IGREJA PARTICULAR, DADO QUE É UM DIREITO E DEVER PARA TODOS (DG - DOC. 94 N.91).

96 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI FAÇO UM APELO AOS PADRES PARA QUE TOMEM A FRENTE, JUNTO COM LIDERANÇAS LEIGAS DA COMUNIDADE, A FIM DE PROVIDENCIAREM UMA FORMAÇÃO ADEQUADA EM CADA PARÓQUIA E FORANIA. A ELES DIGO COMO JESUS AOS APÓSTOLOS: DAI-LHES VÓS MESMOS DE COMER (MC 6,37).

97 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A FORMAÇÃO DEVE SER BÍBLICA, LITÚRGICA E PASTORAL, SEM SE ESQUECER DA DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA. PARA ISSO, ORGANIZAR A ESCOLA DA PALAVRA, ESCOLA DA FÉ, ESCOLAS CATEQUÉTICAS PARA CAPACITAR E HABILITAR MINISTROS LEIGOS DA PALAVRA POR MEIO DE CURSOS BÍBLICOS E DOUTRINAIS.

98 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI SEMPRE QUE SE FOR CONFERIR ALGUM MINISTÉRIO, DEVE-SE DAR ANTES A RESPECTIVA FORMAÇÃO.

99 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 14. DIGNIDADE BATISMAL O BATISMO CONFERE A TODOS A MESMA DIGNIDADE. DÁ A TODOS OS MEMBROS DA IGREJA SUA CIDADANIA ECLESIAL, FAZENDO DO POVO DE BATIZADOS UM POVO DE PROFETAS, SACERDOTES E REIS. É NECESSÁRIO CONSCIENTIZAR TODOS OS FIÉIS DA DIGNIDADE BATISMAL. DEVIDO AO BATISMO OS LEIGOS SÃO CHAMADOS A PARTICIPAR NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA, COMO TESTEMUNHAS DE VIDA E COM AÇÕES NO CAMPO DA EVANGELIZAÇÃO E DA VIDA LITÚRGICA (CF. DA N. 211).

100 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ACOLHIMENTO QUERO RESSALTAR A IMPORTÂNCIA DA ACOLHIDA EM NOSSAS COMUNIDADES. A ATITUDE DE ACOLHER FAZ PARTE DO PROCESSO DE EVANGELIZAÇÃO E DEVE SER BEM DESENVOLVIDA. ESTA ATITUDE DE ACOLHIDA IMPLICA NA ESCUTA E INTEGRAÇÃO DA PESSOA NA VIDA COMUNITÁRIA.

101 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI RESSALTO A NECESSIDADE DE MANTER AS IGREJAS ABERTAS, A FIM DE QUE O POVO POSSA ORAR E VISITAR O SANTÍSSIMO SACRAMENTO. ORGANIZAR EQUIPES PERMANENTES DE ACOLHIMENTO NAS IGREJAS, ESPECIALMENTE NAS CELEBRAÇÕES. ORGANIZAR PLANTÃO DE ESCUTA CRISTÃ E ORIENTAÇÃO PARA PESSOAS QUE BUSCAM A COMUNIDADE PARA ACONSELHAMENTO E ASSISTÊNCIA RELIGIOSA, OU OUTRAS ORIENTAÇÕES.

102 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI III. IGREJA SERVIDORA DO REINO: COMUNIDADE DE AMOR-SERVIÇO 15. DIMENSÃO ECLESIAL DA FÉ O CRISTIANISMO NASCEU EM FORMA DE IGREJA, NÃO EXISTE, POIS, CRISTIANISMO SEM IGREJA. DEUS QUIS ASSIM SALVAR EM COMUNIDADE, E NÃO DE FORMA ISOLADA. (...)

103 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI (...)DEUS MESMO É COMUNIDADE DE AMOR, A TRINDADE SANTA DE CUJO MISTÉRIO BROTA A PRÓPRIA IGREJA: O PAI A PROJETOU, O FILHO A CONSTITUIU E O ESPÍRITO SANTO A ADMINISTRA (D. W. TEPE). NINGUÉM PODE SER CRISTÃO ISOLADAMENTE, À MARGEM DA COMUNIDADE ECLESIAL. SEM A IGREJA NÃO PODEMOS SABER, DE FATO, QUEM É JESUS CRISTO, DADO QUE OS EVANGELHO SÃO O TESTEMUNHO DA FÉ DA IGREJA APOSTÓLICA PRIMITIVA. A IGREJA FAZ PARTE DO PROJETO SALVÍFICO DE DEUS.

104 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A EXPERIÊNCIA DE FÉ É INSEPARÁVEL DA EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA. SEMPRE CREMOS COM OS OUTROS E NAQUILO QUE OS OUTROS CRÊEM, POR ISSO EU SÓ POSSO CRER VERDADEIRAMENTE DENTRO DE UMA COMUNIDADE.

105 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 15.1 – INDIVIDUALISMO E INTIMISMO, AMEAÇAS À VIDA COMUNITÁRIA A TENTAÇÃO DE ISOLAR-SE DA VIDA COMUNITÁRIA É GRANDE, A BUSCA DE UMA FÉ INTIMISTA E INDIVIDUALISTA ESTÁ PRESENTE. POR ISSO É NECESSÁRIO REFORÇAR E REAVIVAR A VIDA COMUNITÁRIA ECLESIAL. (...)

106 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI (...) A VERDADEIRA CONVERSÃO A JESUS CRISTO LEVA À ADESÃO AO SACRAMENTO DA COMUNIDADE, COMO ESPAÇO DE VIVÊNCIA DA COMUNHÃO TRINITÁRIA, QUE A IGREJA ESTÁ CHAMADA A FAZER PRESENTE NO MUNDO.

107 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI CONCLAMO A TODOS PARA QUE EMPENHEMO-NOS EM FAZER CRESCER ENTRE NÓS A CONSCIÊNCIA DA DIMENSÃO COMUNITÁRIA DA FÉ. CREIO NA (DENTRO) IGREJA, É ASSIM QUE REZAMOS NO CREDO, É ASSIM QUE DEVEMOS VIVER A FÉ: INTEGRADOS NUMA COMUNIDADE ECLESIAL.

108 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 16. RENOVAR A COMUNIDADE PARA A COMUNIDADE SE DESENVOLVER ELA PRECISA DE CRISTÃOS DISPOSTOS A ENFRENTAR DESAFIOS. O MAIOR DESAFIO É RENOVAR-SE CONSTANTEMENTE SOB O IMPULSO DO ESPÍRITO SANTO.

109 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A) SER IGREJA EM ESTADO PERMANENTE DE MISSÃO, DANDO A TUDO O QUE SE FAZ, UM SENTIDO DE MISSÃO.

110 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI B) SER IGREJA CASA DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ. A MUDANÇA DE ÉPOCA EXIGE QUE O ANÚNCIO E CONHECIMENTO DE JESUS NÃO SEJA MAIS PRESSUPOSTO, PORÉM EXPLICITADO CONTINUAMENTE.

111 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI C) SER IGREJA, LUGAR DE ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL. IMPREGNAR-SE DA PALAVRA DE DEUS E DEIXAR-SE CONQUISTAR POR ELA. DEVEMOS FORMAR BEM OS LEITORES QUE EXERCEM O MINISTÉRIO NAS CELEBRAÇÕES DOS SACRAMENTOS E SOBRETUDO OS MINISTROS DA PALAVRA, QUE REALIZAM AS CELEBRAÇÕES DA PALAVRA NAS COMUNIDADES. CELEBRAÇÕES DA PALAVRA QUE SÃO OCASIÕES PRIVILEGIADAS DE ENCONTRO COM O SENHOR (BENTO XVI IN VD N.65).

112 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI D) SER IGREJA COMUNIDADE DE COMUNIDADES, OU REDE DE COMUNIDADES UNIDAS ENTRE SI.

113 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI E) SER IGREJA A SERVIÇO DA VIDA PLENA PARA TODOS. O EVANGELHO DA VIDA ESTÁ NO CENTRO DA MENSAGEM DE JESUS, A IGREJA PORTANTO, DEVE ANUNCIÁ-LO, PROMOVENDO A CULTURA DA VIDA.

114 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI PARÓQUIA É PARA NÓS O ROSTO MAIS CONCRETO E PRÓXIMO DA IGREJA. A PARÓQUIA INSERIDA NA IGREJA PARTICULAR QUE LHE DÁ VITALIDADE É A CASA DE DEUS ONDE SE REÚNEM SEUS FILHOS COMO IRMÃOS, PARA OUVIR A PALAVRA QUE SALVA, CELEBRAR A EUCARISTIA E ANUNCIAR O MISTÉRIO DA SALVAÇÃO. 17. A PARÓQUIA: CASA DA FAMÍLIA DE DEUS"

115 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI DE FATO A PARÓQUIA HOJE É CHAMADA A SER UM PÓLO MISSIONÁRIO EM REDE: ELA É E DEVE SER UMA COMUNIDADE DE COMUNIDADES (DA NN ).

116 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A PARÓQUIA QUAL CÉLULA VIVA DA IGREJA, É O LOCAL PRIVILEGIADO ONDE A MAIORIA DOS FIÉIS FAZ A EXPERIÊNCIA DE CRISTO E DA COMUNHÃO ECLESIAL.

117 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ALERTO PARA OS TRÊS PERIGOS QUE, AO NÃO SEREM EVITADOS ARRUÍNAM UMA PARÓQUIA, INVIABILIZANDO A VIDA COMUNITÁRIA: A) SUPERVALORIZAÇÃO DO ASPECTO ECONÔMICO, ADMINISTRATIVO E INSTITUCIONAL; B) ATIVISMO PASTORAL ANTEPOSTO À ATENÇÃO PESSOAL E; C) CENTRALIZAÇÃO NO PADRE (CLERICALISMO, QUE MUITAS VEZES ATINGE OS LEIGOS TAMBÉM, AO REPRODUZIREM ATITUDES AUTORITÁRIAS).

118 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NOSSAS PARÓQUIAS DEVEM INCENTIVAR CONTINUAMENTE A FORMAÇÃO DAS COMUNIDADES ECLESIAIS, DE PEQUENOS GRUPOS DE VIVÊNCIA CRISTÃ, CÍRCULOS BÍBLICOS E GRUPOS DE QUARTEIRÃO. QUE SE REÚNAM COM FREQÜÊNCIA PARA CRESCEREM NO ESPÍRITO EVANGÉLICO E NA AÇÃO MISSIONÁRIA DA IGREJA – REVITALIZAÇÃO DAS COMUNIDADES PAROQUIAIS

119 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ENTRE AS FORMAS DE RENOVAÇÃO DA PARÓQUIA ESTÁ A SETORIZAÇÃO EM UNIDADES TERRITORIAIS MENORES, COM EQUIPES PRÓPRIAS DE ANIMAÇÃO, DE COORDENAÇÃO QUE PERMITAM MAIOR PROXIMIDADE COM AS PESSOAS E GRUPOS QUE VIVEM NA REGIÃO.

120 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI SABEMOS QUE NEM SEMPRE É FÁCIL PASSAR DE UMA PARÓQUIA CENTRALIZADA EM UM ÚNICO PRÉDIO, PARA UMA PARÓQUIA COMUNIDADE DE COMUNIDADES, ESPALHADAS POR TODO O SEU TERRITÓRIO. IMPORTA, PORÉM, INVESTIR NA DESCENTRALIZAÇÃO, SEJA INICIANDO EXPERIÊNCIAS SIGNIFICATIVAS, SEJA RECONHECENDO, NO DIA A DIA DAS COMUNIDADES, O QUE JÁ EXISTE. (CF. DA ; DG/DOC. 94 N. 101).

121 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A EVANGELIZAÇÃO NO PASSADO, TINHA OS OLHOS FIXOS NA PARÓQUIA, HOJE A EVANGELIZAÇÃO DEVE OLHAR A CIDADE TODA, NA QUAL ESTÁ A PARÓQUIA. ASSIM A PARÓQUIA DEVE SER NA CIDADE ONDE SE SITUA, PÓLO MISSIONÁRIO: CENTRO DE VIVÊNCIA COMUNITÁRIA E IRRADIAÇÃO DO EVANGELHO. FAZ-SE, PORTANTO, NECESSÁRIO QUE, AS CIDADES NAS QUAIS EXISTEM VÁRIAS PARÓQUIAS COM SEUS PADRES, DESENVOLVAM UM TRABALHO SINTONIZADO EM VISTA DA UNIDADE.

122 18.LITURGIA E EUCARISTIA CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A PRIMEIRA EXIGÊNCIA INTERNA DE UMA COMUNIDADE DE FÉ É PENSAR EM COMUM A PRÓPRIA FÉ PARA PODER TESTEMUNHÁ-LA. A SEGUNDA EXIGÊNCIA É CELEBRAR EM COMUM A PRÓPRIA FÉ E VOCAÇÃO. ISTO SE DÁ ATRAVÉS DA LITURGIA, DA CELEBRAÇÃO DOS SACRAMENTOS.

123 18.1 – COMUNIDADE QUE CELEBRA A FÉ CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI ENTRE AS MUDANÇAS FUNDAMENTAIS EFETUADAS PELO CONCILIO VATICANO II ESTÁ A INCORPORAÇÃO DA ASSEMBLÉIA NA LITURGIA. DE DESTINATÁRIA PASSIVA NO PERÍODO ANTERIOR (O SENHOR ESTEJA CONVOSCO – E COM TEU ESPÍRITO), ELA PASSA A SUJEITO ATIVO (O SENHOR ESTEJA CONVOSCO – ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS): QUEM CELEBRA NÃO É SÓ QUEM PRESIDE UMA AÇÃO LITÚRGICA, MAS TODA A ASSEMBLÉIA (SC N. 14 E 30).

124 18.2 – PASTORAL DA LITURGIA CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A AÇÃO LITÚRGICA CONTÉM O MISTÉRIO DA FÉ, ELA EXIGE UMA PASTORAL DA LITURGIA A NÍVEL DIOCESANO E PAROQUIAL, QUE SE OCUPA DE FAZER RESSOAR OS MISTÉRIOS CELEBRADOS NA VIDA PESSOAL, COMUNITÁRIA E SOCIAL.

125 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI APONTO AQUI OS TRÊS CRITÉRIOS BÁSICOS PARA A PASTORAL DA LITURGIA: A) TRABALHAR PARA QUE A LITURGIA SEJA COMPREENDIDA COMO UMA AÇÃO DE TODA A ASSEMBLÉIA CELEBRANTE; B) DAR FORMAÇÃO PARA QUE A LITURGIA SEJA COMPREENSÍVEL PARA TODOS, SOBRETUDO EM SEUS SÍMBOLOS E RITOS; C) QUE SEJA CELEBRAÇÃO E NÃO MERA E FORMAL RECITAÇÃO DE UM RITO.

126 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NÃO POSSO DEIXAR DE DIZER UMA PALAVRA SOBRE A MÚSICA SACRA QUE É TANTO MAIS SANTA, QUANTO MAIS INTIMAMENTE SE ARTICULA COM A AÇÃO LITÚRGICA, CONTRIBUINDO PARA A EXPRESSÃO MAIS SUAVE E UNÂNIME DA ORAÇÃO (SC 112).

127 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI MERECE UM CUIDADO ESPECIAL A FORMAÇÃO RELATIVA AO CANTO LITÚRGICO, O QUAL É DIFERENTE DO CÂNTICO QUE SE PRATICA EM ENCONTROS, RETIROS E GRUPOS DE ORAÇÃO. EM TODA A PREPARAÇÃO PARA AS CELEBRAÇÕES, DEVE-SE RESPEITAR O TEMPO LITÚRGICO.

128 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI É NECESSÁRIO QUE EM CADA COMUNIDADE PAROQUIAL SE FORMEM PERMANENTEMENTE AS EQUIPES DE LITURGIA, INCUMBIDAS DE PREPARAR A CELEBRAÇÃO E ACOLHER A ASSEMBLÉIA. DELAS O PADRE QUE PRESIDE AS CELEBRAÇÕES DEVE FAZER PARTE E DAR SUA COLABORAÇÃO NA PARTICIPAÇÃO E FORMAÇÃO.

129 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 18.3 – EUCARISTIA,FONTE E ÁPICE DA VIDA CRISTÃ NUNCA É DEMAIS RECORDAR QUE A EUCARISTIA É FONTE E ÁPICE DA VIDA CRISTÃ (LG 11). A EUCARISTIA É O RESUMO E CUME DE NOSSA FÉ. DE CELEBRAÇÃO EM CELEBRAÇÃO, ANUNCIANDO O MISTÉRIO PASCAL DE JESUS ATÉ QUE ELE VENHA, O POVO DE DEUS EM PEREGRINAÇÃO AVANÇA PELA PORTA ESTREITA DA CRUZ EM DIREÇÃO AO BANQUETE CELESTE (CF. CIC N. 1344).

130 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI DESEJO QUE NOSSA IGREJA SEJA UMA IGREJA EUCARÍSTICA. QUE AS CELEBRAÇÕES EUCARÍSTICAS SEJAM REALIZADAS COM ESMERO.

131 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI – RELIGIOSIDADE POPULAR EM NOSSA DIOCESE SÃO MUITAS E VARIADAS AS MANIFESTAÇÕES DA PIEDADE POPULAR. SOMOS CONVIDADOS A ACOLHER E EVANGELIZAR SEMPRE MAIS ESTES MOMENTOS PRIVILEGIADOS, QUE NOS POSSIBILITAM ANUNCIAR O EVANGELHO DE FORMA CRIATIVA E PROFUNDA.

132 19. FAMÍLIA E JUVENTUDE CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 19.1 – FAMÍLIA,DOM DE DEUS A MAIOR AMEAÇA QUE PESA SOBRE A FAMÍLIA É SUA DESAGREGAÇÃO, PELA PERDA DE FUNÇÕES QUE ANTES ERAM ATRIBUÍDAS A ELA. POR ISSO, EM TODA A DIOCESE SE REQUER UMA PASTORAL FAMILIAR INTENSA E VIGOROSA, PARA PROCLAMAR O EVANGELHO DA FAMÍLIA, PROMOVER A CULTURA DA VIDA, E TRABALHAR PARA QUE OS DIREITOS DAS FAMÍLIAS SEJAM RECONHECIDOS E RESPEITADOS (DA N. 435).

133 19.2 – JUVENTUDE, SEDENTA DE VIDA CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUEREMOS FAZER UMA OPÇÃO AFETIVA E EFETIVA PELA JUVENTUDE, DESEJANDO EVANGELIZAR OS JOVENS, POIS SÃO ELES A NOSSA ESPERANÇA. CONVOCAMOS NOSSA IGREJA A INVESTIR NA EVANGELIZAÇÃO DA JUVENTUDE, PARA QUE OS JOVENS SEJAM DINAMIZADORES DO CORPO ECLESIAL E SOCIAL.

134 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI POR ISSO, PODEREMOS APRESENTAR A MENSAGEM DE JESUS AOS JOVENS APENAS SE FORMOS BEM SUCEDIDOS EM ATRAÍ-LOS E GANHAR SUA CONFIANÇA. SÃO IMPORTANTES ENCONTROS DE JOVENS QUE OS INICIEM NO CONHECIMENTO DE JESUS E SUA MENSAGEM, E TAMBÉM NA PRÁTICA CONCRETA DO EVANGELHO. PRECISAMOS DE LÍDERES DA JUVENTUDE COM AMOR A JESUS E SENSO CRÍTICO, EM RELAÇÃO AOS VALORES QUE O MUNDO PROPÕE.

135 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI CONVIDO NOSSA IGREJA PARA DAR UM NOVO IMPULSO À PASTORAL DA JUVENTUDE, E ESTIMULAR OS MOVIMENTOS ECLESIAIS QUE TEM SUA MISSÃO E PEDAGOGIA, ORIENTADOS PARA A EVANGELIZAÇÃO DOS JOVENS.

136 IV. TESTEMUNHO DE FÉ E VIDA: CHAMADOS PARA A SANTIDADE E A MISSÃO CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 20. VOCAÇÃO DE TODOS À SANTIDADE EM SEU ESTADO DE VIDA, CADA UM PROCURARÁ ALCANÇAR A SANTIDADE VIVENDO A CARIDADE SEGUNDO AS CARACTERÍSTICAS PRÓPRIAS DE SEU ESTADO DE VIDA.

137 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI SABEMOS QUE NÃO EXISTE VIDA CRISTÃ NEM SANTIDADE SEM VIDA DE ORAÇÃO. A ORAÇÃO TANTO PESSOAL COMO COMUNITÁRIA É LUGAR ONDE O CRISTÃO CULTIVA SUA AMIZADE COM CRISTO, ALIMENTADO PELA PALAVRA E A EUCARISTIA.

138 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI EXORTO OS NOSSOS RELIGIOSOS RELIGIOSAS, CONSAGRADOS SEGUNDO SEU CARISMA PRÓPRIO A VIVEREM A PERFEIÇÃO EVANGÉLICA E PEÇO A DEUS POR ELES, PARA QUE CONTINUEM SENDO EM NOSSO MEIO TESTEMUNHAS DA VIDA EVANGÉLICA.

139 21. A IGREJA EXISTE PARA A MISSÃO CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A IGREJA É MISSIONÁRIA POR SUA NATUREZA, ESTÁ A SERVIÇO DO REINO DE DEUS. MAIS QUE DIZER, QUE A IGREJA TEM UMA MISSÃO A SERVIÇO DO REINO, PODEMOS DIZER QUE A MISSÃO A SERVIÇO DO REINO TEM UMA IGREJA. O SUJEITO DA MISSÃO É SEMPRE A COMUNIDADE ECLESIAL.

140 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI NUM TEMPO EM QUE SE TENTA LIGAR RELIGIÃO COM INTIMISMO, CONSUMISMO E INDIVIDUALISMO, O DISCÍPULO DE JESUS CRISTO É CONVOCADO A SAIR DE SI, TORNANDO- SE CADA VEZ MAIS MISSIONÁRIO.

141 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI TRATA-SE DE VERDADEIRA CONVERSÃO PASTORAL DE NOSSAS COMUNIDADES, FATO QUE EXIGE IR ALÉM DE UMA PASTORAL DE MERA CONSERVAÇÃO PARA UMA PASTORAL DECIDIDAMENTE MISSIONÁRIA (DA 370). TODOS OS ORGANISMOS DA IGREJA DEVEM SER ANIMADOS POR UMA ESPIRITUALIDADE DE COMUNHÃO MISSIONÁRIA: PREGAR O EVANGELHO EM VISTA DO REINO EMPENHADOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE SOLIDÁRIA.

142 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUE POSSAM SER ESTIMULADAS NAS COMUNIDADES E PARÓQUIAS, AS VISITAS MISSIONÁRIAS, O IR AO ENCONTRO, COM A CRIATIVIDADE QUE NOSSOS TEMPOS EXIGEM. SOBRETUDO É NECESSÁRIO USAR OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO ELETRÔNICOS E COLOCÁ-LOS A SERVIÇO DA MISSÃO.

143 22. COMPROMISSO NA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE SOLIDÁRIA, SINAL DO REINO DE DEUS NO MEIO DE NÓS CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A CARIDADE É FORÇA DE RESISTÊNCIA CONTRA A DESTRUIÇÃO DO AMOR DENTRO DA COMUNIDADE E DA REALIDADE SOCIAL. A CARIDADE COMO AMOR A DEUS E AOS IRMÃOS É A SÍNTESE DA VIDA MORAL DO FIEL CRISTÃO. A NOSSA CARIDADE DEVE SER EFICAZ, EXPRESSAR-SE EM GESTOS CONCRETOS DE AMOR.

144 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI POR ISSO, A PARTIR DE NOSSA CONDIÇÃO DE DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS DE JESUS SERVO, EXORTO A TODOS PARA QUE ESTIMULEMOS A SOLIDARIEDADE EM NOSSO PLANO DE PASTORAL, À LUZ DA DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA.

145 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI RECOMENDO QUE NOSSA IGREJA POSSA ASSUMIR E DIVULGAR A DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA COMO FAROL QUE ILUMINA NOSSO SERVIÇO ECLESIAL DE PROMOÇÃO HUMANA NA PERSPECTIVA DO REINO DE DEUS.

146 23. OPÇÃO EVANGÉLICA PELOS POBRES CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI JESUS QUANDO VIER PARA JULGAR VIVOS E MORTOS COLOCARÁ NOSSA ATITUDE EM RELAÇÃO AO POBRE COMO CRITÉRIO DE JULGAMENTO (CF. MT 25, 31-46); POIS, TUDO O QUE TEM RELAÇÃO COM CRISTO TEM RELAÇÃO COM OS POBRES, E TUDO O QUE ESTÁ RELACIONADO COM OS POBRES CLAMA POR JESUS CRISTO (DA 393).

147 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI A OPÇÃO PELOS POBRES ESTÁ IMPLÍCITA NA FÉ CRISTOLÓGICA NAQUELE DEUS QUE SE FEZ POBRE POR NÓS, PARA NOS ENRIQUECER COM SUA POBREZA ( BENTO XVI IN DI; DA N 392).

148 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI QUE A NOSSA IGREJA PARTICULAR DE AMPARO, NA QUAL EXISTE UMA LONGA E ENRAIZADA TRADIÇÃO DE COMPAIXÃO E PARTILHA COM OS POBRES, POSSA PROSSEGUIR DE FORMA A ASSUMIR COM TODA A IGREJA, ESTA OPÇÃO DE JESUS: FIZ E FAÇO MINHA TAL OPÇÃO, ME IDENTIFICO COM ELA. (...)

149 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI (... )E SINTO QUE NÃO PODE SER DE OUTRA FORMA, JÁ QUE ESTA É A ETERNA MENSAGEM DO EVANGELHO (JOÃO PAULO II IN ACTA APOSTOLICAE SEDIS V. 77 (1985) 503). DE FATO: O ENCONTRO COM JESUS CRISTO ATRAVÉS DOS POBRES É UMA DIMENSÃO CONSTITUTIVA DE NOSSA FÉ EM JESUS CRISTO (DA N 257).

150 24. PROMOÇÃO DA VIDA CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI O EVANGELHO DA VIDA ESTÁ NO CENTRO DA MENSAGEM DE JESUS. A VIDA NOVA DE JESUS CRISTO ATINGE O SER HUMANO POR INTEIRO E DESENVOLVE EM PLENITUDE A EXISTÊNCIA HUMANA EM SUA DIMENSÃO PESSOAL FAMILIAR, SOCIAL E CULTURAL.

151 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI É PRECISO SUPERAR A PRIVATIZAÇÃO DA CARIDADE AMPLIANDO SEUS HORIZONTES PARA QUE ELA SEJA EXERCIDA COMO BUSCA DO BEM COMUM, EMPENHO PELA JUSTIÇA E DEFESA DA VIDA DESDE SUA CONCEPÇÃO ATÉ A MORTE NATURAL. ASSIM A CARIDADE QUE PROMOVE A PARTICIPAÇÃO, ADQUIRE SUA DIMENSÃO POLÍTICA QUANDO É PROMOÇÃO INTEGRAL DA VIDA HUMANA E DE SUA DIGNIDADE CONFERIDA POR DEUS.

152 CONCLUSÃO CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI 25. COMPROMISSO E PERSEVERANÇA A EXEMPLO DE MARIA QUE A ESPERANÇA QUE NOS ANIMA NOS DÊ COMO IGREJA DIOCESANA, A FORÇA DE PERMANECER E PERSEVERAR. ENCONTRAMOS JESUS, E O ESPÍRITO SANTO NOS DEU VIDA NELE, NOS ENXERTOU QUAL RAMO NO TRONCO QUE É ELE.

153 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI PRECISAMOS PERMANECER REPLETOS DO ESPÍRITO SANTO, POIS: NASCEMOS DA ÁGUA E DO ESPÍRITO (JO 3,5) E O ESPÍRITO NOS DÁ VIDA EM JESUS CRISTO (RM 8,2). PARA PERMANECER NO ESPÍRITO DEVEMOS TER UMA ATITUDE DE CONVERSÃO PERMANENTE, FÉ VIVA EM JESUS E NO SEU PODER, E PERSEVERAR NO CAMINHO QUE ELE NOS PROPÔS, COMUNHÃO FRATERNA, ENSINAMENTO DOS APÓSTOLOS, ORAÇÃO, FRAÇÃO DO PÃO, CARREGAR CADA DIA A CRUZ, PARA SER SUAS TESTEMUNHAS.

154 CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI POR ISSO, QUE MARIA NOS LIVRE DA MAIOR AMEAÇA QUE PESA SOBRE NÓS: O MEDÍOCRE PRAGMATISMO DA VIDA COTIDIANA DA IGREJA, NO QUAL, APARENTEMENTE, TUDO PROCEDE COM NORMALIDADE, MAS NA VERDADE A FÉ VAI SE DESGASTANDO E DEGENERANDO EM MESQUINHEZ (INTRODUÇÃO, DA N. 12). A TODOS TOCA-NOS RECOMEÇAR SEMPRE COM MARIA, A PARTIR DE JESUS CRISTO.

155

156 Embora muitos, somos um só corpo em Cristo (1Cor12,12) Diocese de Amparo


Carregar ppt "1. EM NOME DE JESUS CARTA PASTORAL DE DOM PEDRO CARLOS CIPOLINI VENHO ATÉ VOCÊS, AMADOS DIOCESANOS, INVOCANDO A TRINDADE SANTISSÍMA, PAI E FILHO E ESPIRITO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google