A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Marlon Reikdal. 6 – Em uma sociedade exigente como a atual, o que fazer para sobrepor-se à Persona e fazer prevalecer o Ser que somos?. NEPJA - Refletindo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Marlon Reikdal. 6 – Em uma sociedade exigente como a atual, o que fazer para sobrepor-se à Persona e fazer prevalecer o Ser que somos?. NEPJA - Refletindo."— Transcrição da apresentação:

1 Marlon Reikdal

2 6 – Em uma sociedade exigente como a atual, o que fazer para sobrepor-se à Persona e fazer prevalecer o Ser que somos?. NEPJA - Refletindo a Alma, p. 322 Núcleo de Estudos Psicológicos Joanna de Ângelis Refletindo a Alma, p. 326

3 EQUILÍBRIO DO EGO (resposta) autoconsciência Dependendo da maturidade psicológica do indivíduo, o esforço pela aquisição da autoconsciência deve constituir a base da sua realização, propondo-se a libertação do Self das injunções mais vigorosas da sombra, realizando a união com o ego, como sendo o seu sentido existencial. (...)

4 EQUILÍBRIO DO EGO (resposta) reflexão profunda (...) Como processo terapêutico, é recomendável a reflexão profunda em forma de monólogo no começo, a fim de acostumar-se com o silêncio interior e alcançar a harmonia que deverá viger nas paisagens psíquicas, o que lhe permitirá superar os impositivos narcisistas da persona, para desvelar-se em autenticidade não agressiva nem reprimida, em perfeita aceitação dos conteúdos internos, elaborando um comportamento saudável. (...)

5 (Resposta dada pelo espírito Joanna de Ângelis, psicografado por Divaldo Franco, na obra Refletindo a Alma – no prelo). oração ação solidária (...) Igualmente, é recomendável o recurso da oração destituída de palavras, na qual, a entrega à transcendência faz-se natural, produzindo o clima de harmonia que se espraia na direção dos diferentes estados de consciência. Por fim, a ação solidária oferece a legítima dimensão do que se é em relação ao que se parece, diluindo a persona, que não deverá perder as características que tipificam os indivíduos, sem a presença, porém, de caprichos e de distúrbios emocionais.

6 É imprescindível educar nossos sentimentos (...) para que se multipliquem os nossos dias de felicidade e projetem nosso caminho para a luz, afastando definitivamente as sombras de hoje. Jason de Camargo Jason de Camargo - Educação dos Sentimentos

7 O conhecimento intelectual nem sempre oferece discernimento emocional, e não são poucos aqueles que, possuidores de grande cultura, falham em questões pertinentes aos sentimentos. Joanna de Ângelis

8 São os sentimentos que dulcificam ou tornam a vida amarga, dependendo dos direcionamentos que lhes são aplicados. Joanna de Ângelis

9 Já não é somente de desenvolver a inteligência o de que os homens necessitam, mas de elevar os necessitam, mas de elevar os sentimentos (...) Allan Kardec – A Gênes (Cap. XVIII, item 5)

10 quatro expressões faciais O estudo das emoções dependeu da descoberta de Paul Ekman, de que existem quatro expressões faciais universais – reconhecidas por povos de culturas de todo o mundo, inclusive os povos pré-letrados. Daniel Goleman – Inteligência Emocional São elas:

11

12

13

14

15 Alguns autores da Análise Transacional (AT) afirmam que as emoções básicas são cinco e a nossa vida gira em torno delas, a ser: AFETO medo, tristeza, raiva, alegria e

16 As emoções e o ego

17 O SER EMOCIONAL EGO

18 Devemos ter contato com nossas emoções, compreender seu funcionamento e a serviço do que surge em nós Buscar a conscientização, meditando e dialogando consigo mesmo, é o caminho para construir vias possíveis de transformação emocional, sem dar expansão às tempestades interiores, trabalhando este algo em si mesmo que ainda se encontra desajustado Refletindo a Alma, p. 245

19 Estrutura Bipolar do Ser Humano (Joanna de Ângelis – Encontros com a Verdade) O objetivo essencial da existência humana, do ponto de vista psicológico, na visão junguiana, é facultar ao indivíduo a aquisição da sua totalidade, o estado numinoso, que lhe faculta o perfeito equilíbrio dos polos opostos.

20

21 Yang e Yin Homens e mulheres não são simplesmente macho e fêmea; os homens não podem ser encarados como meras encarnações do Yang, nem tão pouco as mulheres simplesmente como criaturas Yin. A biologia nos mostrou que o indivíduo macho tem características femininas recessivas, órgãos sexuais rudimentares e também hormônios sexuais femi- ninos em sua corrente sanguínea; e os indivíduos fêmea tem suas carac- terísticas masculinas recessivas. Whitmont – Em Busca do Símbolo, p. 159

22 Anima e Animus (Dicionário Crítico de Análise Junguiana) Mediam entre o ego e o mundo interno Enquanto a persona está ocupada com uma adaptação consciente e coletiva, anima/animus estão ocupados com uma adaptação àquilo que é pessoal, interior e individual.

23 Yang e Yin Os elementos recessivos, a anima (no homem) e o animus (na mulher) são sempre necessariamente inconscientes e, de fato, operam como personalidades separadas e desconhecidas do sexo oposto que nunca entram na área de adaptação consciente e, portanto, tendem a funcionar de modo relativamente inferior, primitivo e inadaptado, até se tornarem mais diferenciados por meio do esforço consciente. Whitmont – Em Busca do Símbolo, p. 159

24 Geralmente na atitude externa do homem predominam ou são consideradas ideais a lógica e a objetividade, nas mulheres predomina o sentimento. Na alma porém a situação se inverte: o homem sente e a mulher delibera. C. G. Jung – Tipos Psicológicos, cap. XI

25 O tirano externamente cruel, duro e inacessível, é internamente vulnerável a qualquer sombra, sujeito a qualquer humor, como se fosse o ser menos autônomo e mais maleável. Sua alma contém aquelas qualidades humanas de fraqueza e determinabilidade que faltam completamente à sua atitudes exterior, à sua persona. Se a persona for intelectual, a alma será sentimental com toda certeza.

26 O homem insuficientemente masculino é compensado por uma anima masculinizada do tipo amazona, a mulher masculinizada, por um animus fraco e efeminado. A deficiência que isso acarreta na adaptação pessoal é frequentemente compensada por masculinidade ou feminilidade pseudopessoal imitada – não genuína – assim como a bravata ou a rigidez intelectual no homem e a falsa preocupação e a solidariedade ou maternalidade artificial na mulher.

27 O Espiritismo faz ver as coisas de tão alto, que o sentimento da personali- dade desaparece, de alguma forma, diante da imensidão. Allan Kardec O Livro dos Espíritos q. 917

28 PSICODINÂMICA DOS TRANSTORNOS DE HUMOR - buscando a compreensão do movimento da alma -

29 BIPOLARIDADE INTROVERSÃOEXTROVERSÃO (patológica) (patológica) O SER EMOCIONAL

30 A depressão é doença da alma, que se sente culpada, e, não poucas vezes, carrega esse sentimento no inconsciente, em decorrência de comportamentos infelizes praticados na esteira das reencarnações, devendo, em consequência, ser tratada no cerne da sua origem. Joanna de Ângelis – Vitória sobre a Depressão, p. 8.

31 Nem sempre, porém, serão encontradas as matrizes de tais patologias, que estão profundamente registradas no espírito, como decorrência de condutas, de atividades, dos insucessos das reencarnações passadas. Joanna de Ângelis – O Ser Consciente, p. 54.

32 insatisfação do ser em relação a si mesmo Na raiz psicológica do transtorno depressivo ou de comportamentos afetivos, encontra-se uma insatisfação do ser em relação a si mesmo, que não foi solucionada. (Joanna de Ângelis - Triunfo Pessoal, p. 96)

33 frustração de desejos não realizados Predomina no Self um conflito resultante da frustração de desejos não realizados, nos quais os impulsos agressivos se rebelam ferindo as estruturas do ego que imerge em surda revolta, silenciando os anseios e ignorando a realidade. (Joanna de Ângelis - Triunfo Pessoal, p. 96)

34 fuga espetacular do mundo Os seus anelos e prazeres disso resultantes, porque não atendidos, convertem-se em melancolia, que se expressa em forma de desinteresse pela vida e pelos seus valiosos contributos, experienciando gozos masoquistas, a que se permite em fuga espetacular do mundo que considera hostil, por lhe não haver atendido as exigências. (Joanna de Ângelis - Triunfo Pessoal, p. 96)

35 falta de autoconfiança harmonia interna Estressando-se com facilidade, em razão da falta de autoconfiança e de harmonia interna, o paciente tende a padecer transtornos depressivos graves, quase sempre de natureza bipolar, como graves ressonâncias nos equipamentos neuronais. (Joanna de Ângelis – Conflitos Existenciais, p. 102)

36 Em todo indivíduo existe um recanto imaculado, virgem, inexplorado, silencioso, profundo... Em toda a criatura permanece um mundo, santo e ignorado, nunca dantes penetrado, aguardando, enriquecido de ternura...

37 Há, no abismo de toda a alma, um rochedo, um lugar, uma ilha, um paraíso, recanto de maravilha a ser descoberto... Em todo coração se demora, um espaço aberto para a aurora, um campo imenso a ser trabalhado, terra de Deus, lugar de sonho, reduto para o futuro...

38 Em toda vida há lugar para vidas, como em toda a alegria paira uma suave melancolia prenunciadora de aflição. Há, porém, um lugar em mim, na ilha dos meus sentimentos não desvelados um abismo de espera, um oceano de alegria, um cosmo de fantasia, para brindar-Te, meu Senhor!

39 Vem, meu Amado Rei e Senhor dominar a minha ansiedade, conduzir-me pela estrada da redenção. E toma desse estranho e solitário país, reinando nele e o iluminando com as Tuas claridades celestes, para que, feliz, eu avance, até o desfalecer das forças, no Teu serviço libertador.

40 Vem, meu Rei ao meu recanto e faze de minha vida um hino de serviço, e por Ti uma perene canção de amor. Lugar de Amor In: Pássaros Livres – Psicografia de Divaldo P. Franco (Espírito Rabindranath Tagore).

41 Seminário realizado na Casa de Guará – Itabúna – Bahia. 21 de abril de 2013 Coordenador: Marlon Reikdal


Carregar ppt "Marlon Reikdal. 6 – Em uma sociedade exigente como a atual, o que fazer para sobrepor-se à Persona e fazer prevalecer o Ser que somos?. NEPJA - Refletindo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google