A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AMAR É... ASSOCIAÇÃO QUERIDOS FILHOS AMAR É... 100 SANTOS EM 2000 ANOS DE CRISTIANISMO 4ª SÉRIE – 31 a 40 "Queridos filhos! Imitem a vida dos santos;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AMAR É... ASSOCIAÇÃO QUERIDOS FILHOS AMAR É... 100 SANTOS EM 2000 ANOS DE CRISTIANISMO 4ª SÉRIE – 31 a 40 "Queridos filhos! Imitem a vida dos santos;"— Transcrição da apresentação:

1

2 AMAR É...

3 ASSOCIAÇÃO QUERIDOS FILHOS AMAR É SANTOS EM 2000 ANOS DE CRISTIANISMO 4ª SÉRIE – 31 a 40 "Queridos filhos! Imitem a vida dos santos; E que eles sejam um exemplo para vocês!"

4 Numa noite fria um pobre lhe pediu esmola. Ele não tendo dinheiro dividiu o seu manto em duas partes usando sua espada e deu a metade ao pobre. Nasceu na Hungria, filho de pais pagãos. Com 10 anos de idade procurava as igrejas católicas por curiosidade para escutar a doutrina. O que ele ouviu tanto lhe agradou que pediu o batismo sem que seus pais soubessem. Com 15 anos foi sorteado para o exército e enviado para a França. O tempo de descanso em que outros dedicavam à diversão ele dedicava à oração. Com 20 anos deixou o exército para se dedicar à vida religiosa. Antes voltou à Hungria para trabalhar na conversão de seus pais. Em sua terra natal foi perseguido, espancado e expulso pelos hereges arianos. Fundou o Mosteiro mais antigo da França (Ligugé) que logo se encheu de candidatos à vida religiosa. Com a morte do Bispo da Diocese foi aclamado por todos como sucessor. Pela sua virtude, mansidão, santidade e exemplo milhares se converteram. Na noite seguinte Jesus lhe apareceu revestido do mesmo manto e lhe disse: Martinho, principiante na fé, foi a mim que cobriste com o teu manto São Martinho de Tours – séc IV 31

5 Seja tudo comum a todos e não tenha alguém a presunção de achar que alguma coisa lhe pertence. (Regra de São Bento – cap 33) Desde pequeno mostrava muito amor à oração e seus pais se esmeraram em educá-lo na fé cristã. Com 15 anos vestiu o hábito de monge e foi viver numa gruta bem retirada e de difícil acesso no monte Subiaco. Depois de muito tempo foi descoberto por viajantes que o vendo, de longe, coberto de peles devido ao frio, pensaram ser um animal feroz, pois não parecia ser possível alguém viver naquele local. Ali enfrentou e venceu muitas tentações. Então, muitas pessoas começaram a visitá-lo para pedir conselhos e muitos outros vinham pedir para viver ali sob a direção do santo eremita. E ali no monte Subiaco chegou a fundar 12 conventos. Depois deixou Subiaco e foi para o Monte Cassino onde fundou um famoso mosteiro. Ali escreveu a admirável regra para a vida monástica onde revelou um profundo conhecimento da alma humana. Por muitos séculos a sua regra foi a única utilizada como base por todos os monges do Ocidente. Ela prescreve o silêncio, a oração, o trabalho, a caridade e a obediência. Se queremos sugerir alguma coisa aos homens poderosos, não ousamos fazê-lo a não ser com humildade e reverência; quanto mais não se deverá empregar toda a humildade e pureza de devoção para suplicar ao Senhor Deus de todas as coisas? São Bento – Séc VI 32

6 Mais do que irmãos de sangue são Bento e santa Escolástica foram irmãos na busca da santidade. Irmã de são Bento teve também ela uma educação cristã primorosa. Era temente a Deus, piedosa, cultivadora da oração e inimiga das vaidades. Foi ao monte Cassino pedir que seu irmão lhe indicasse o melhor caminho a tomar a fim de dedicar toda sua vida a Deus. E ele a orientou para construir uma pequena cela ao lado do mosteiro e lhe deu uma regra de vida semelhante a dos monges. Como muitas jovens e senhoras começaram a pedir para viver a mesma vida foi preciso construir um grande mosteiro para elas e assim surgiu a Ordem das Beneditinas que chegou a ter no mundo mosteiros. Ela foi a primeira superiora e assim buscou não somente a sua santificação como a das outras irmãs em todos os Mosteiros.. Um único olhar sobre a imagem do crucificado tira-me toda a aflição e suaviza-me o sofrimento. Santa Escolástica – séc VI 33

7 No exílio o sujeitaram a um tratamento indigno e humilhante. Seu antecessor, o papa Agapito, tinha sido morto por defender a Igreja contra a heresia de Eutiques e deposto bispos favoráveis a ela. Tal heresia afirmava que em Cristo havia somente a natureza e a pessoa divina e que esta natureza divina tinha absorvido a pessoa e a natureza humana de Jesus. A imperatriz Teodora, adepta da heresia, fez ameaças a ele que deveria reabilitar os bispos hereges depostos senão seria deportado. Ele respondeu de forma respeitosa, mas negativa. Então, justificando-se com uma calunia tiraram as suas insígnias papais, puseram-lhe um hábito de monge e o mandaram para o exílio e em seu lugar puseram Vigilio, um antipapa. Os católicos sofriam muito por isso mas ele se alegrava por poder sofrer por Cristo. Nunca se queixou dos desígnios de Deus para a sua vida. Um historiador seu contemporâneo relata que o santo papa morreu de fome no exílio. No meio dos sofrimentos e provações louvava e enaltecia a sabedoria e a bondade da Divina Providência. São Silvério – Papa – séc VI 34

8 Seus pais, reis da Borgonha, foram assassinados pelo tio que a levou consigo. Teve uma mestra que a educou na fé cristã e aprendeu a não ter ódio do tio assassino, mas de se entregar cada vez mais a Deus. Princesa de rara beleza e de nobres virtudes foi pedida em casamento por Clóvis I, rei da França. Depois de muita oração ela aceitou com a condição de poder praticar a fé cristã. A partir daí seu maior desejo era ver a conversão do rei da França e do seu povo à fé da Igreja. Como rainha vivia uma vida de penitência e oração. Era admirada por todos inclusive pelo rei que sentia-se feliz por ter uma esposa tão virtuosa e começava a admirar a fé cristã. Clóvis aceitou o batismo no ano de 496 e juntamente com ele 3000 francos receberam o mesmo sacramento. Clotilde não perdia a oportunidade de mostrar ao rei a beleza da religião cristã. Quando Clovis foi batizado por são Remigio este lhe disse: Inclina a tua cabeça, altivo, e adora a quem até hoje perseguistes e persegue o que até agora adoraste. Santa Clotilde – séc VI 35

9 Seus pais eram o rei e a rainha da Escócia e a sua educação na fé foi confiada ao Bispo da Diocese. Tendo compreendido a fundo a fé cristã ele desistiu do direito à coroa. Numa noite, vestido de peregrino, sem dizer nada a ninguém abandonou o palácio para nunca mais voltar. Tinha 20 anos de idade. Foi a Roma e recebeu a benção do papa Bento I que o animou a seguir o caminho da perfeição cristã. Depois construiu uma cabana no meio de uma mata e lá viveu muitos anos em pobreza, oração e penitência. Trabalhou depois como pastor de rebanhos para um homem rico. Pela sua humildade e santidade o seu patrão se converteu à fé cristã. Pela sua vida de oração fazia os rebanhos crescerem e serem curados de doenças. Vestiu o hábito beneditino e foi eleito abade. Depois que morreu, em torno de seu túmulo, na Alemanha, construiu-se uma igreja e depois surgiu uma cidade. Recebido o salário de pastor ele o distribuiu todo para os pobres e ele mesmo, absolutamente pobre, voltou para a sua ermida no meio da mata. E ali ele, o ex-herdeiro do trono da Escócia, vivia uma intensa vida de penitência e oração. Seu alimento eram ervas selvagens, sua bebida a água fria e a sua cama era de capim. São Vendelino – Séc VII 36

10 Em Roma o papa deu-lhe grande autoridade e o revestiu da dignidade de ser o seu representante na Alemanha, isto é, de ser o Núncio Apostólico. Filho de nobre família anglo-saxônica ele, com cinco anos de idade, desejou estudar num convento e receber instrução religiosa pelos sacerdotes. Depois de bem instruído no caminho cristão ingressou na Ordem Beneditina a qual pertenciam os seus mestres. Mais tarde,ordenado sacerdote, sentiu-se chamado a pregar o Evangelho aos pagãos. Foi a Roma e se apresentou-se ao papa Gregório II que lhe deu todo apoio a ser missionário. E ele escolheu a Alemanha para campo de sua missão que naquela época era dominada pelo paganismo. Dentro de pouco tempo milhares abandonaram o paganismo e se tornaram cristãos. Tâo grande foi o sucesso que ele teve que chamar monges e freiras para ajudar na missão. Construiu igrejas, conventos e abriu escolas que formavam mais evangelizadores. Num dia onde ele iria crismar milhares de pagãos o sumo sacerdote pagão mandou um bando de facínoras que mataram a ele e mais 53 companheiros. É considerado o Grande Apóstolo da Alemanha Na Baviera São Bonifácio criou seis bispados, muitos conventos, seminários e escolas onde se preparavam os futuros missionários. São Bonifácio – séc VIII 37

11 Embora, às vezes, lhes faltassem os meios de subsistência ela nunca se entregava a pensamentos de desânimo. Era de origem inglesa e de sangue real. Embora vivesse no palácio ela só se dedicava à oração, às leituras espirituais e ao trabalho manual. Para se dedicar mais a Deus entrou para o Mosteiro de Winburn. São Bonifácio trabalhando na evangelização da Alemanha pediu a abadessa do mosteiro que mandasse algumas freiras para lá ajudar e ela foi uma das escolhidas. Para elas foi construído um Mosteiro onde viviam uma vida muito santa seguindo a regra de São Bento. Depois seu irmão, são Wunibaldo, que já era abade, fundou um novo Mosteiro em região mais isolada e ao lado fundou um convento para onde foram a sua irmã e as outras companheiras dela. Ele dirigia o Mosteiro e ela o convento. Quando Wunibaldo morreu ela, em obediência ao pedido do Bispo, passou a dirigir os dois e o fez por 17 anos. E ali foi sempre um modelo de virtude, piedade e de confiança em Deus. No Mosteiro na região da Turíngia, junto com outras 30 monjas, viviam uma vida de pobreza e santidade. Santa Walburga – séc. VIII 38

12 O imperador assinou um decreto que ordenava a destruição das imagens sacras. De procedimento íntegro era, como sacerdote, um exemplo de virtude para todos os que o conheciam. Mais tarde foi eleito Bispo de Cízico e foi brilhante na defesa da fé contra a seita dos monotelistas que afirmavam o erro de que Jesus não tinha vontade humana mas somente divina. Movidos pelo ódio os monotelistas o obrigaram a comer o pão do exílio por muitos anos. Depois, para júbilo de toda a população, ele foi chamado para substituir o falso patriarca de Constantinopla. Quando começou a campanha contra o culto das imagens ele defendeu corajosamente no púlpito e por escritos a sã doutrina da Igreja sobre o culto das imagens. Por este motivo, tendo mais de oitenta anos, foi expulso de Constantinopla por ordem do imperador. Morreu no exílio com 90 anos de idade. São Germano respondeu: Senhor, tomar uma medida contra a fé da Igreja me é impossível. São Germano – séc VIII 39

13 Santo Eulógio procurou revelar a eles a beleza e a verdade do cristianismo Natural da Espanha também foi muito bem educado na fé e nas virtudes cristãs. Ordenado sacerdote era admirado por todos devido a sua sabedoria e bom exemplo cristão, inclusive pelos mulçumanos que lá habitavam. Tendo se iniciado uma cruel perseguição contra os cristãos muitos foram presos inclusive ele. Na prisão escreveu o livro Ensinamentos dos mártires que pela descrição da fé heróica dos mártires no sofrimento animava à perseverança aqueles que ali também estavam sendo perseguidos. Eleito Bispo ele continuou animando os cristãos perseguidos a perseverarem na fé. E muitos se converteram á fé católica, inclusive Leocrícia, que sendo de origem mulçumana abandonou a casa paterna e se uniu aos cristãos. Isto despertou o ódio dos mulçumanos que o levaram a um tribunal onde ele defendeu o direito à liberdade religiosa. Por isso foi condenado à morte à espada. Antes do golpe fatal fez a sua profissão de fé. Alguns dias depois Leocrícia também seria martirizada.. Ah, se tivesses uma idéia da recompensa que é reservada aos cristãos de bom grado renunciarias a qualquer outra vantagem para obtê-la Santo Eulógio – séc IX 40

14

15 PPS Produzido por Dr. Dário Antônio da Silva Mattos Associação Queridos Filhos - AMAR É SANTOS EM 2000 ANOS DE CRISTIANISMO 4ª SÉRIE – 31 a 40 Fontes bibliográficas: 1. Lehmann, Pe João Batista – Na Luz Perpétua – 4ªed vv1e2.- Ed.Lar Católico, 1956; 2. Internet

16 "Queridos filhos! Imitem a vida dos santos; E que eles sejam um exemplo para vocês!"


Carregar ppt "AMAR É... ASSOCIAÇÃO QUERIDOS FILHOS AMAR É... 100 SANTOS EM 2000 ANOS DE CRISTIANISMO 4ª SÉRIE – 31 a 40 "Queridos filhos! Imitem a vida dos santos;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google