A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 3º Trimestre 2001 Diretoria de Relações com InvestidoresDiretoria de Relações com Investidores Diretoria de Finanças e ParticipaçõesDiretoria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 3º Trimestre 2001 Diretoria de Relações com InvestidoresDiretoria de Relações com Investidores Diretoria de Finanças e ParticipaçõesDiretoria."— Transcrição da apresentação:

1 1 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 3º Trimestre 2001 Diretoria de Relações com InvestidoresDiretoria de Relações com Investidores Diretoria de Finanças e ParticipaçõesDiretoria de Finanças e Participações Diretoria de Relações com InvestidoresDiretoria de Relações com Investidores Diretoria de Finanças e ParticipaçõesDiretoria de Finanças e Participações

2 2 DESTAQUES DESEMPENHO OPERACIONAL DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS PERSPECTIVAS AGENDAAGENDA

3 3 Resultado influenciado por fatores econômicos e setoriais Desvalorização do Real Racionamento Custos regulatórios crescentes D ES TA Q U ES

4 4 Real desvalorizou 36% gerando R$650 Mi de perdas D ES TA Q U ES

5 5 Redução de receitas atingiu R$286 milhões Queda de 3% D ES TA Q U ES

6 6 Residencial apresentou efeitos do racionamento Redução de 9,8% Redução de 4,3% Redução de 0,7% D ES TA Q U ES

7 7 Crescimento muito positivo até maio... D ES TA Q U ES...porém, racionamento reduz consumo a partir de junho

8 8 Rápida recuperação pós crises mostra o vigor da empresa Em 1999, a desvalorização cambial reduziu o lucro líquido, prontamente recuperado em Mesmo em condições desfavoráveis a Cemig pôde investir D ES TA Q U ES

9 9 Apesar do crescimento da dívida, situação financeira é muito boa R ES U L TA D O

10 10 D ES TA Q U ES CEMIG ao final de Setembro de 2001

11 11 D ES TA Q U ES Rolagem de Dívida Externa US$ 90 MI (até set/01) Us. Aimorés – 330 MW: início de construção Nível I Bovespa de Práticas de Governança Corporativa Listagem dos ADRs Nível II na NYSE Contabilização das transações com energia no MAE FATOS RELEVANTES 3º Trimestre/2001

12 12 Receita Operacional Líquida Despesas Operacionais Geração Interna de Caixa GIC Variação Cambial Líquida Lucro (prejuízo) Líquido Margem Operacional Margem GIC Vendas (GWh) Variação com relação a 2000 mostra impactos DESTAQUESDESTAQUES ( ) ( ) 11,06 % 24,66 % ,5 14,3 (22,6 ) (1.637,5) (160,1) (43,1) (25,3) (0,5) % Valores em milhares de reais

13 13 REQUISITOS Mercado cativo Mercado livre Venda ao Sistema Interligado GWh GWh GWh Energia Total GWh Redução (0,5) % Perdas 7,6 % GWh Redução (27) % BALANÇO ENERGÉTICO Até Setembro de 2001 Take auto produção 992 GWh RECURSOS GWh

14 14 Desempenho operacional melhora apesar das crises PDI OPERACIONALOPERACIONAL PDV

15 15 OPERACIONALOPERACIONAL Qualidade do serviço Duração de interrupção por consumidorFreqüência de interrupção por consumidor

16 16 EBITDA – 22,63 % OPERACIONALOPERACIONAL Geração de caixa medida pelo EBITDA

17 17 Ativo Passivo Valores em milhares de reais Balanço Patrimonial OPERACIONALOPERACIONAL

18 18 Racionamento já mostra os primeiros impactos OPERACIONALOPERACIONAL

19 19 Receita operacional reflete racionamento iniciado em junho Receita de suprimento elevada em R$ 28 milhões em função da contabilização da energia vendida ao Sistema Interligado - MAE OPERACIONALOPERACIONAL

20 20 DESPESAS OPERACIONAIS OPERACIONALOPERACIONAL Despesas Valores em milhões de reais 3º Tri 003º Tri 01Variação % Controláveis Não controláveis Total

21 21 Despesa operacional cresceu 14% em 2001 OPERACIONALOPERACIONAL

22 22 CUSTOS DE PESSOAL OPERACIONALOPERACIONAL Valores em R$ milhões

23 23 Resultado Financeiro ( R$532,6 MI ) Resultado Financeiro ( R$244,7 MI ) Variação Cambial ( R$482,5 MI ) Despesas ( R$364,3 MI ) Receita R$ 314,1 MI Receita R$110,7 MI Despesas ( R$327,6 MI ) Variação Cambial (R$27,8) MI RESULTADO FINANCEIRO RESULTADORESULTADO Variação do dólar: Até set/01: 36,61% Até set/00: 3,06%

24 24 Dívida externa cresce com desvalorização cambial RESULTADORESULTADO

25 25 Resultado Não Operacional ( R$61,6 MI ) Resultado Não Operacional ( R$42,1 MI ) FORLUZ - Custeio Adm. (R$6,5 MI) Des. e Alienação de Bens (R$32,8 MI) Perdas projetos e outros (R$25,2 MI) FORLUZ - Custeio Adm. (R$5,8 MI) RESULTADO NÃO OPERACIONAL RESULTADORESULTADO Perdas projetos e outros (R$22,3 MI) Des. e Alienação de Bens (R$11,1 MI)

26 26 Fluxo de caixa sólido absorve impactos negativos RESULTADORESULTADO

27 27 Cronograma de vencimentos da dívida PERSPECTIVASPERSPECTIVAS

28 28 Situação Atual Captação de Recursos Supplier´s e Buyer´s R$ 111,5 milhões 2.Giro da Dívida a)Realizado US$121,2 milhões Até setembro/ US$ 91,2 milhões Aprovação STN/BACEN US$ 30,0 milhões b)Eurobônus US$148,1 milhões Waiver US$ 26,7 milhões Empréstimo STN/BACEN US$115,0 milhões Pagamento US$ 6,4 milhões 3.Debêntures Série A: R$ 312,5 milhões Série B: R$ 312,5 milhões PERSPECTIVASPERSPECTIVAS

29 29 Planejamento de R$ 3,9 bilhões em 5 anos PERSPECTIVASPERSPECTIVAS PROGRAMA DE INVESTIMENTO

30 30 PERSPECTIVASPERSPECTIVAS GRANDES PROJETOS

31 31 PERSPECTIVASPERSPECTIVAS REESTRUTURAÇÃO DA CEMIG

32 32 BOVESPA Nível I: CMIG3 E CMIG4BOVESPA Nível I: CMIG3 E CMIG4 NYSE Nível II: CIGNYSE Nível II: CIG Dow Jones Sustainability Index 2000 e 2001Dow Jones Sustainability Index 2000 e 2001 BOVESPA Nível I: CMIG3 E CMIG4BOVESPA Nível I: CMIG3 E CMIG4 NYSE Nível II: CIGNYSE Nível II: CIG Dow Jones Sustainability Index 2000 e 2001Dow Jones Sustainability Index 2000 e 2001


Carregar ppt "1 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 3º Trimestre 2001 Diretoria de Relações com InvestidoresDiretoria de Relações com Investidores Diretoria de Finanças e ParticipaçõesDiretoria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google