A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Este guia tem como objetivo apresentar os conceitos técnicos e a tecnologia existentes por trás da medição de concentração.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Este guia tem como objetivo apresentar os conceitos técnicos e a tecnologia existentes por trás da medição de concentração."— Transcrição da apresentação:

1 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Este guia tem como objetivo apresentar os conceitos técnicos e a tecnologia existentes por trás da medição de concentração e densidade de produtos por meio da utilização inovadora das microondas. Por favor, clique com o mouse sobre as seções de seu interesse para acessar as informações pertinentes. Pressione a barra de espaço ou a tecla [ENTER] de seu computador para avançar o texto em cada slide. Dúvidas adicionais poderão ser esclarecidas através de nosso departamento comercial, pelo telefone (16) Seção I – Princípios básicos da medição por microondas Seção II – Funcionamento dos medidores pro/M/tec Seção III – Características dos medidores pro/M/tec Seção IV – Principais aplicações Seção V – Vantagens da tecnologia Sobre a pro/M/tec Boletim técnico PMT-10-0 atualizado em Novembro de 2010.

2 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. A medição de concentração e densidade empregada nos medidores pro-M-tec baseia-se na interferência que o meio sob medição ocasiona sobre um sinal de referência cuja freqüência localiza-se no espectro de microondas. Por definição, microondas são sinais eletromagnéticos que oscilam em altíssimas freqüências, variando dentro do espectro de 300 MHz a 300 GHz. Tipicamente, consideram-se microondas sinais cuja freqüência de oscilação situe-se na faixa que vai de 01 a 100 GHz. A unidade padrão internacionalmente aceita para quantificação de freqüências de oscilação de um sinal é o Hertz (Hz); por definição, 01 Hz é a freqüência de um sinal que completa um ciclo completo em 01 segundo. Os múltiplos da unidade fundamental são: - 01 KHz = 1 x 10 3 Hertz, ou mil oscilações por segundo; - 01 Mhz = 1 x 10 6 Hertz, ou um milhão de oscilações por segundo; - 01 GHz = 1 x 10 9 Hertz, ou um bilhão de oscilações por segundo. Para compreender-se o princípio de funcionamento da medição por microondas, é necessário que se conceitue alguns termos inerentes aos sinais ondulatórios eletromagnéticos, como demonstrados no próximo slide: Tela Inicial

3 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact As ondas eletromagnéticas podem ser de vários tipos, tais como quadradas, triangulares, dentes de serra, pulsos, ou senoidais. A sua forma gráfica em função do tempo determina sua denominação. A figura abaixo ilustra as várias formas de onda e suas denominações: Onda Senoidal Onda Quadrada Onda Triangular Onda Dente de Serra Figura 01 – Exemplos de formas de onda Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. Tela Inicial

4 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. Os medidores pro-M-tec baseiam-se na emissão e recepção de microondas de formato senoidal. As principais características físicas deste tipo de onda são demonstradas a seguir: Amplitude da onda, ou valor de pico. Valor pico a pico da onda Comprimento da onda Tela Inicial

5 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. Os medidores pro-M-tec baseiam-se na emissão e recepção de microondas de formato senoidal. As principais características físicas deste tipo de onda são as seguintes: Amplitude da Onda: Máximo valor alcançado por uma onda em relação ao zero, podendo ser tanto positivo (acima do zero), quanto negativo (abaixo do zero). Valor pico a pico: Soma modular dos valores máximos e mínimos medidos em um ciclo da onda; por exemplo, uma onda com amplitude positiva = +5 e negativa = -5 apresenta um valor pico a pico = 10. Comprimento de onda: Distância linear total percorrida por uma dada onda no espaço, desde o tempo em que se inicia um ciclo até o final deste mesmo ciclo. No espectro de microondas este comprimento varia de alguns centímetros a poucos milímetros; quanto maior a freqüência de uma onda, menor o seu comprimento. Tela Inicial

6 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. Outro conceito de fundamental importância para a compreensão da medição por microondas diz respeito a um fenômeno chamado faseamento de ondas. Faseamento é uma medida relacionada a alterações na ondulação de duas ou mais ondas de mesma freqüência em função do tempo. Duas ondas estão em fase quando iniciam e terminam seus ciclos ondulatórios dentro do mesmo período de tempo, mesmo que tenham amplitudes diferentes. A figura abaixo demonstra duas ondas em fase, ainda que com amplitudes diferentes: As ondas iniciam seus ciclos juntas Atingem seu pico juntas Passam pelo zero juntas Os ciclos acabam juntos Tela Inicial

7 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. Por outro lado, quando as ondas não ocorrem ao mesmo tempo, diz-se que elas estão fora de fase entre si, ou defasadas. Na figura a seguir, pode-se observar duas ondas de mesma amplitude, porém defasadas no tempo: Neste caso, todos os eventos (início, passagem pelos picos e encerramento do ciclo) acontecem em momentos diferentes ao longo do tempo. As ondas estão defasadas entre si. A este processo de defasagem entre as ondas dá-se o nome de desvio de fase, que é uma das características das quais o sistema se aproveita para fazer as medições. Tela Inicial

8 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. Em linhas gerais, o sistema de medição por microondas da pro/M/tec se utiliza de duas características fundamentais das microondas: a atenuação e o desvio de fase ocorrido quando os sinais de microondas percorrem o meio a ser medido. O medidor gera um sinal padrão de microondas, que é inserido no meio a ser medido, e analisa as alterações que este sinal padrão sofre ao ser detectado por uma antena receptora, como mostra o diagrama: Antena transmissora: Emite o sinal padrão de microondas. Antena receptora: Recebe o sinal de microondas afetado pelo produto a ser medido. Produto a ser medido Tela Inicial

9 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. Para realizar a medição de concentração/densidade, o medidor compara a microonda padrão (transmitida para o meio a ser medido), representada pela onda senoidal em azul, com a microonda recebida pela antena receptora, já afetada pelo meio a ser medido, e avalia a diferença entre a amplitude e o desvio de fase observado entre os dois sinais Atenuação da onda Desvio de fase Tela Inicial

10 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção I – Princípios básicos da medição por microondas. A atenuação das microondas e o desvio de fase existente entre o sinal de referência e o sinal coletado pela antena receptora são funções das características e do conteúdo de água do meio a ser medido. Quando as duas antenas (transmissora e receptora) estão expostas ao ar, não existem diferenças entre a onda de referência (transmitida) e a onda medida (recebida). As amplitudes das ondas são idênticas e não existe desvio de fase entre elas. No entanto, quando as antenas são imersas no meio a ser medido, a atenuação e o desvio de fase ocorrem proporcionalmente ao conteúdo de água no meio. Estes fenômenos físicos ocorrem por que as microondas são altamente suscetíveis à presença de água. Pode-se fazer uma analogia com os conhecidos fornos domésticos baseados em microondas, que aquecem os alimentos por que, na verdade, aquecem a água que eles possam conter. A partir da medição tanto da atenuação, quanto do desvio de fase sofrido pelas microondas, o medidor, por meio de um software dedicado, calcula o conteúdo de água no meio, e infere matematicamente as variáveis de processo a serem indicadas, tais como concentração, graus Brix, dentre outras. Tela Inicial

11 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção II – Funcionamento dos medidores pro/M/tec. O principio de operação dos medidores pro/M/tec é totalmente baseado no conteúdo de água do meio a ser medido, e seus efeitos sobre a amplitude e o desvio de fase das microondas. Em linhas gerais, o sistema de medição é composto por um sensor (conjunto de duas antenas, uma para transmissão e uma para recepção de microondas); um gerador/processador de microondas e uma unidade central de processamento e avaliação dos sinais de microondas. A figura abaixo ilustra um conjunto típico de medição, para fluidos em tubulações, com utilização do medidor single-point µ-ICC 2.45 Compact: Tela Inicial Sensores planos especiais para transmissão e recepção das microondas Unidade central de processamento e análise de sinais. Cabos especiais para microondas. Trecho tubular flangeado para inserção em tubulação para medição in line

12 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact O gerador de microondas, na versão Compact, está montado no interior do medidor, gerando sinais de microondas na faixa de 2.45 GHz. A potência do sinal de microondas é mantida dentro de limites rígidos de segurança, e não oferece quaisquer riscos à saúde. O gerador é interligado ao conjunto de antenas por meio de um cabo coaxial especial para microondas, com no máximo três metros de comprimento, dotado de conectores especiais, fornecidos juntamente com o sistema de medição. Seção II – Funcionamento dos medidores pro/M/tec. Tela Inicial O medidor avalia matematicamente os sinais de microondas e as alterações que elas sofrem em função do meio sob medição, enviando sinais proporcionais ao sistema remoto de medição e /ou controle do processo, através de cabos apropriados de sinal.

13 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact As antenas de transmissão e recepção estão disponíveis em vários modelos e formatos, os quais variam em função do tipo de aplicação do produto. O modelo do conjunto de antenas é definido em função de um aspecto fundamental para o bom resultado da medição, que é denominado geometria dos sensores. Como explicado anteriormente, as microondas são afetadas pelo meio sob medição; porém, a distância entre as antenas também tem papel primordial na medição. Assim, para uma dado meio com, digamos, 70% de concentração de sólidos dissolvidos, as microondas sofrerão efeitos da água contida no meio, mas também da distância entre as antenas. Quanto maior a distância entre elas, maior será a atenuação do sinal. Portanto, para um mesmo meio, diferentes medições serão obtidas se houver variação da distância entre as antenas. A atenuação das microondas introduzidas no processo deve estar situada dentro de uma faixa aceitável, medida em decibéis (dB). Portanto, a distância entre as antenas, ou sua geometria, deve ser cuidadosamente avaliada durante o processo de especificação da melhor solução mecânica para cada tipo de aplicação. Antenas instaladas em fundo de tanque em indústria de laticínios Antenas e gerador de microondas instalados em tubulação para medição in line. Seção II – Funcionamento dos medidores pro/M/tec. Tela Inicial

14 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Unidade central de processamento: Programação via teclado frontal, com menu interativo em Português; Visor LCD com ajuste de contraste; Não requer programações periódicas; Precisão de medição de 0,01% do fundo de escala; Compatível com PROFIBUS® PA, Ethernet/IP, RS485 e 4-20mA; Alimentação 110~240 VCA, 50/60 Hz. Seção III – Características dos medidores pro/M/tec. Gerador interno de microondas: Oscilador PLL de alta estabilidade na faixa de 2.45 GHz; Conexão ao conjunto de antenas por meio de cabos especiais, distância máxima 03 metros; Compensação automática de temperatura do processo sob medição; Compacto, robusto e resistente a ambientes agressivos. Conjuntos de antenas: Antenas planas, especiais para montagem em tubulações e tanques; Antenas de inserção, especiais para tanques e sistemas de cozimento de açúcar; Antenas individuais, para montagem em vários recipientes e vasos, para compensação de geometrias especiais de medição. Tela Inicial

15 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção IV – Principais aplicações. Os produtos pro/M/tec estão presentes em mais de 60 países, nos cinco continentes, realizando a medição de mais de pontos. Suas principais aplicações são: Fábricas de açúcar e etanol; Indústrias alimentícias (laticínios, polpas, óleos comestíveis, etc.; Cervejarias; Fábricas de concreto e cimento; Indústrias químicas e petroquímicas; Papel & Celulose; Tela Inicial

16 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Seção V – Vantagens da tecnologia Alta precisão e repetibilidade das medições, comparáveis a instrumentos de laboratório; Baixa susceptibilidade a interferências de RF normalmente presentes em ambientes industriais; Permite medições em amplas faixas de variação das variáveis de processo; Não requer calibrações freqüentes; Linearidade de 100% ao longo da faixa de medição; Emissões de microondas de baixo nível, não oferecem riscos à saúde dos operadores e técnicos envolvidos nas medições; Ótima relação custo x benefício por ponto de medição; Serviços, partes e peças de reposição disponíveis no Brasil; Display LCD interativo com menu em Português; Tecnologia comprovada por mais de aplicações em mais de 60 países. Tela Inicial

17 pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Sobre a pro/M/tec. A companhia foi fundada em 1996 por Karl-Heinz Theisen, e é especializada na medição de concentração e densidade por meio da aplicação de microondas. Suas instalações estão localizadas em Ettlingen, na Alemanha, a aproximadamente 150 Km ao sul de Frankfurt. Toda a tecnologia empregada pela pro/M/tec é de propriedade da empresa, que tem uma produção totalmente horizontalizada, adquirindo partes prontas produzidas por outras companhias (desde as partes eletrônicas até os componentes mecânicos), permitindo à equipe de engenheiros e técnicos da empresa a manutenção de seu foco no atendimento e suporte aos clientes, e no contínuo desenvolvimento de novas tecnologias e aplicações. Presente atualmente em mais de 60 países, a empresa possui uma carteira de mais de pontos de medição, nos mais diversos segmentos econômicos, e vem apresentando um consistente crescimento nos últimos cinco anos, especialmente na indústria açucareira internacional. Desde 2007 a Authomathika é distribuidora e prestadora de serviços técnicos exclusiva no Brasil para toda a linha pro/M/tec, mantendo um amplo inventário local de peças, partes e produtos para reposição. Tela Inicial


Carregar ppt "Pro/M/tec µ-ICC 2.45 Compact Este guia tem como objetivo apresentar os conceitos técnicos e a tecnologia existentes por trás da medição de concentração."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google