A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Nilo Baracho Mon. José Aurélio, José Marcos Rezek.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Nilo Baracho Mon. José Aurélio, José Marcos Rezek."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Nilo Baracho Mon. José Aurélio, José Marcos Rezek.
Espermograma Prof. Nilo Baracho Mon. José Aurélio, José Marcos Rezek.

2 Introdução O espermograma é um exame que analisa as condições físicas e composição do sêmen humano. É usado para avaliar a função produtora do testículo, próstata e vesícula seminal. Identifica problemas de esterilidade masculina.

3 Indicações Exame pré-nupcial. Casal com infertilidade.
Após vasectomia. Doação de sêmen.

4 Coleta Abstinência sexual de 3 a 5 dias.
Coleta da amostra é feita no laboratório, em recipiente estéril. Antes da coleta deve ser feita higiene local com água e sabão.

5 Coleta Masturbação Técnicas vibratórias.
Eletro-ejaculação (pacientes com lesão medular). Punção de epidídimo.

6 Exame Dividido em 3 partes: Exame Macroscópico Exame Microscópico
Exame Físico-químico

7 Exame Macroscópico Volume Cor Odor 2 a 6 ml.
Branco-acizentado e opalescente, ou levemente amarelado. Odor Semelhante a água sanitária.

8 Exame Microscópico Morfologia Contagem Motilidade Viabilidade
Técnica utilizando esfregaço e coloração, nota-se as características da cabeça, cauda e corpo dos espermatozoides. Contagem > 20 milhão/ml. Motilidade A: Movimento direcional rápido e linear, como uma “flecha que caminha para o alvo” B: Movimento progressivo lento. C: Movimento não progressivo. Circular ou batimento de cauda. D: Imóvel Viabilidade > 75% viável.

9 Anormalidades nos espermatozóides
Anormalidades nos espermatozóides: problemas na quantidade, na qualidade e no formato dos espermatozóides.  Mais de 90% dos casos de infertilidade masculina se devem à baixa quantidade ou qualidade de espermatozóide. Causas: doença crônica, desnutrição, defeitos genéticos, anormalidades estruturais e fatores ambientais.

10 Quantidade baixa de espermatozóides (oligospermia)
O total de espermatozóides varia ao longo do tempo, sendo que é normal registrar quantidade baixa temporariamente. Um teste único que revela baixa quantidade de espermatozóides não pode ser considerado como resultado significativo.

11 Baixa mobilidade do espermatozóide (astenospermia)
Se o movimento é lento, não linear ou ambos, o espermatozóide terá dificuldade para ultrapassar o muco cervical ou para penetrar a rígida parte externa do óvulo. Uma proteína na cauda do espermatozóide pode exercer um papel fundamental na capacidade que este tem de nadar e penetrar o óvulo.

12 Morfologia anormal do espermatozóide (teratospermia)
Formato anormal (variações): Cabeça arredondada grande. Cabeça extremamente minúscula. Cabeça afilada. Cabeça curva. Duas cabeças. Cauda com dobras e curvas.

13 Morfologia

14 Exame Laboratorial Nível de frutose Reação de peroxidase
> 3 mg/ml. Reação de peroxidase Análise hormonal Nível de Testosterona LH/FSH

15 Exame Físico-Químico Viscosidade Consistência pH Teste da pipeta
Viscosímetro (padrão ouro) Consistência Consistência gelatinosa. Sofre coagulação (fibrinogênio). Torna-se liquefeito após 10 a 30 min. (fibrolisina). pH 7.2 a 8.1. Levemente básico.

16 Células Presentes Anormais: Podem aparecer, poucas por campo:
Hemácias. Leucócitos. Células epiteliais. Anormais: Colônias de Bactéria. Trichomonas. Fungos (cândida).

17 Principais Anomalias Oligoespermia: concentração de espermatozoides inferior a 20 milhões/ cm3. Azoospermia: ausência de espermatozoides no esperma. Aspermia: ausência de esperma. Astenospermia: espermatozoides com pouca motilidade. Teratospermia: > 70% de espermatozoides mutantes. Hematospermia: presença de sangue no esperma. Leucocitospermia: presença de leucócitos no esperma.

18 Laudo Espermograma Material: Sêmen Anamnese: Hora da colheita:
Hora da Realização do exame: Dias de abstenção: Dados Relativos ao Material Seminal Colhido: Volume: Cor: Aspecto: Viscosidade: Coagulação: Liquefação: pH: Valor do pH: Exames Microscópicos: Nº. de espermatozoides /ml: Nº. Total de espermatozoides: Outros Elementos: Hemácias: Bactérias: Leucócitos: Trichomonas: Fungos: Estrutura da Motilidade em %: Após Liquefação: Ativa: Pouco Ativa: Inativa: Após 2, 4, 6, 12 horas: Espermocitograma: Espermatozoides morfologicamente Normais: Espermatozoides morfologicamente Anormais:

19 Referências MILLER, Otto. et al. Laboratório para o clínico. 8.ed. São Paulo: Atheneu, 1999

20


Carregar ppt "Prof. Nilo Baracho Mon. José Aurélio, José Marcos Rezek."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google