A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Eng. Agr. João Manuel Linck Feijó Ecoesgoto Sistema Integrado de Infraestrutura Verde e Reciclagem de Água e Resíduos Orgânicos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Eng. Agr. João Manuel Linck Feijó Ecoesgoto Sistema Integrado de Infraestrutura Verde e Reciclagem de Água e Resíduos Orgânicos."— Transcrição da apresentação:

1 Eng. Agr. João Manuel Linck Feijó Ecoesgoto Sistema Integrado de Infraestrutura Verde e Reciclagem de Água e Resíduos Orgânicos para Escola

2 Sistema Convencional Calor pelo telhado ou laje Calor absorvido pelas janelas Calor absorvido pelas paredes Pluvial é descartado na rede Cloacal é descartado rede Lixo orgânico descartado Desconforto Térmico Déficit aprendizado Paisagem Inóspita e desagradável Pichação Agressividade

3 Sistema Integrado Diminui consumo na: rede água potável Independência da: Rede esgoto cloacal Rede de esgoto pluvial Coleta de lixo orgânico Coleta de óleo de cozinha

4 Vantagens da Integração Energia (climatização, transporte, bombas) Reposição do aquífero controle de enchentes e poluição Desonera investimento na rede pública Melhora qualidade de vida urbana Aumenta Biodiversidade Sem cheiro

5 Uso potencial água da chuva ou reuso Potáveis Água de beber Cozinhar Lavar louça Banho Não Potáveis Reservatório incêndio Irrigação Piscina Lavagem chão Conforto térm. evaporativo Agricultura urbana Processos industriais Lavanderia Descarga sanitário

6 Ele permite a reciclagem dos efluentes de forma natural, permitindo a reutilização da água e seus nutrientes. É um novo conceito biofílico para reciclagem de água, nutrientes e dejetos orgânicos nos diversos ambientes residenciais e industriais. Ecoesgoto

7 Coleta Dejetos sólidos tanto de sanitários como de cozinha são canalizados para serem digeridos no Vermilfiltro.

8 Primeira fase: Vermifiltro O Vermifiltro separa a parte solida dos dejetos da parte liquida. Nesta fase aeróbica pode ser colocado dejetos orgânicos que serão consumidos pelas minhocas.

9 Entrada do Efluente no Vermifiltro Os resíduos sólidos são filtrados e digeridos pelas oligoquetas, isto gera os coprólitos que se assemelham à borra de café sendo diluídos na água.

10 Oligoquetas As minhocas digerem todos os detritos orgânicos. Dando inicio à primeira fase da purificação do esgoto. Após, este efluente pré tratado é bombeado ao Sistema Laminar.

11 Camadas do Vermifiltro O Vermifiltro cones e membranas recicladas que formam um piso elevado livre de água evitando afogar ou sufocar as oligoquetas. As camadas formam um habitat artificial para as minhocas, permitindo que elas trabalhem consumindo os dejetos e purificando a água.

12 Eficiência Vermifiltro (ingestão) 90% para DBO 80-90% para DQO 90-92% para STD 90-95% para SST 23-64% para NH 4

13 Desinfecção (doenças) Bactérias Fungos Protozoários Nematódeos

14 Bioacumulador Metais pesados Estradiol e outros fármacos Substancias químicas

15 Torre de exaustão As minhocas necessitam de oxigênio para respiração cutânea, este sistema permite a exaustão do gás carbônico através de torres colocadas no sistema.

16 Segunda fase : Sistema Laminar Após circular pelo Vermifiltro, o líquido já pré tratado é bombeado para o Sistema Laminar passando pela Torre Verde onde micro organismos continuam a digerir o esgoto.

17 Sistema Laminar O Sistema Laminar receberá o efluente tratado. A laje deverá estar impermeabilizada com manta de EPDM.

18 Montagem Laminar Os cones de Ecodreno são encaixados facilmente formando um piso elevado. A altura é regulável, permite aumentar o volume de reserva de tratamento.

19 Montagem Cones Sistema Laminar Os cones de plástico reciclado possuem alta resistência à compressão e sobre eles será colocada a vegetação de macrófitas e outras.

20 Sistema Instalado A instalação do Sistema Laminar é feita com a colocação dos Ecodrenos lado a lado de maneira a formar um grande piso elevado com reservatório.

21 Preenchimento com argila expandida A argila expandida colocada no cone de Ecodreno é um substrato leve e inerte que permite a fixação das plantas aquáticas.

22 Plantas Aquáticas O sistema radicular das plantas serve de substrato para microrganismos aeróbios e fornecedor de oxigênio. Já os anaeróbios são encontrados na parte inferior do sistema Laminar.

23

24

25 Biorremediação

26

27 Eficiência da fase Banhado Construído 70,5 a 81,7% para DQO 56,7 a 91,0% para DBO5 34,6 a 65,3% para NH 3 60,0 a 83,1% para SST 42,9 a 46,7% para PO ,5 a 99,7% de coliformes fecais

28 Terceira fase :Jardim Vertical A água proveniente do sistema poderá ser utilizada para a rega de jardim vertical ou horizontal.

29 Em prédios :Brise Vegetal

30 Quarta Fase:Cisterna ou Infiltração O Efluente tratado remanescente poderá ser infiltrado no subsolo sem risco de contaminação do lençol freático.

31 Cisterna de água chuva e reúso

32 Reservatório de infiltração

33 Pavimento Natural Permeável

34 Manutenção Sistema de Reciclagem O Sistema Ecoesgoto Vermifiltro, ao contrário dos convencionais, não requer a retirada de lodo nem de limpeza periódica. Possui baixíssima manutenção é inodoro.

35 Projeto Biofílico de Escola Promove socialização Diminui impacto ambiental Diminui Violência Melhora Conforto Térmico Aumenta Aprendizado Economiza Energia

36 Obrigado! Eng. Agr. João Manuel Linck Feijó


Carregar ppt "Eng. Agr. João Manuel Linck Feijó Ecoesgoto Sistema Integrado de Infraestrutura Verde e Reciclagem de Água e Resíduos Orgânicos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google