A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo de Hospitalar e Agroindústria – AULA 3 Prof.º Cleverson Luis FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo de Hospitalar e Agroindústria – AULA 3 Prof.º Cleverson Luis FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho."— Transcrição da apresentação:

1 Módulo de Hospitalar e Agroindústria – AULA 3 Prof.º Cleverson Luis FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho

2 Detalhar agentes biológicos e biossegurança na promoção da Segurança do Trabalho nos serviços de saúde. Competências a serem trabalhadas nesta aula

3 Segurança e Saúde no Trabalho em Estabelecimentos de Saúde AGENTES BIOLÓGICOS E BIOSSEGURANÇA NO AMBIENTE HOSPITALAR

4 Considerações Iniciais Vários trabalhos comentaram sobre a falta de estrutura em SST nas unidades de saúde! Vimos nas aulas passadas, que os profissionais da área de saúde, têm exposição ocupacional a vários tipos de riscos (NR-32 ) e a agentes biológicos.

5 Considerações Iniciais COMO DEVE ATUAR O TST PARA GARANTIR A SEGURANÇA E A SAÚDE NO TRABALHO PARA PROFISSIONAIS DA ÁREA DE SAÚDE?

6 Considerações Iniciais IMPLEMENTANDO A NR-32

7 PDCA P = Plan = Planejar D = Do = Executar C = Check = Verificar A = Action = Agir Utilização de Sistema de Gestão Administrativa no Setor de Saúde SISTEMÁTICA DE IMPLANTAÇÃO NR-32

8

9 Elaborar panorama da NR Levantar itens não atendidos Envolver/comprometer alta administração PLANEJAR

10 Comprometer lideranças e profissionais das áreas envolvidas Envolver/comprometer as terceirizadas Elaborar plano de ação para itens não atendidos PLANEJAR

11 Utilizar planilha sugerida na atividade da aula 1, para detalhamento dos tópicos e elaborar um panorama de atendimento da NR-32. DICA IMPORTANTE: SISTEMÁTICA DE IMPLANTAÇÃO

12 Executar as ações planejadas Observar prazos EXECUTAR

13 Aferir os resultados do planejamento das ações. Aferir o envolvimento/comprometimento da administração, corpo écnico/operacional e terceirizadas Aferir os índices de acidentes e incidentes Aferir o índice de falhas do planejamento VERIFICAR

14 Retomar o planejamento inicial, alterando todos os itens necessários, corrigindo as falhas Elaborar novos planos de ação Reiniciar o processo AGIR

15 Agentes Biológicos (conceito) Para fins de aplicação da NR - 32, considera- se Risco Biológico a probabilidade da exposição ocupacional a agentes biológicos Consideram-se Agentes biológicos os microrganismos, geneticamente modificados ou não; as culturas de células; os parasitas; as toxinas e os príons.

16 Riscos de contaminação por agentes biológicos A utilização dos materiais perfurocortantes, inerentes a atividade dos profissionais de saúde. A presença de matéria orgânica favorece a proliferação de microrganismos e aparecimento de insetos, roedores e outros, que podem veicular microrganismos. O combate ao risco de contaminação biológica nos hospitais é feito através do desenvolvimento da assepsia em todos os níveis.

17 AMBIENTES HOSPITALARES Aplicação incorreta ou ausente de germicida. Limpeza de área sem a devida divisão de áreas. Inadequado uso dos equipamentos. Uso de Equipamentos de Proteção Individual inadequadamente. Técnica de limpeza inadequada. FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A CONTAMINAÇÃO POR AGENTES BIOLÓGICOS

18 AMBIENTES HOSPITALARES Minimizar a poluição ambiental Preparar o ambiente hospitalar para suas atividades. Manter a organização e a ordem. SERVIÇODELIMPEZA

19 AMBIENTES HOSPITALARES Exemplo de falha clássica nos serviços de limpeza: Balde com água suja para enxaguar piso ou peças sanitárias; Mesmo pano de limpeza utilizado no vaso sanitário, na pia e outros locais; Uso de produtos inadequados ao agente biológico.

20 AMBIENTES HOSPITALARES FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A CONTAMINAÇÃO POR AGENTES BIOLÓGICOS Superfícies úmidas ou molhadas: favorecem a proliferação de germes gram-negativos e fungos. Áreas empoeiradas: favorecem a proliferação de germes gram-positivos, micro-bactérias e outros. Revestimentos com perda da integridade. Matéria orgânica sem rápida remoção.

21 CCIH Comissão de Controle Infecção Hospitalar Comissão de Controle Infecção Hospitalar MINISTÉRIO DA SAÚDE PORTARIA N. 930, DE 27 DE AGOSTO DE 1992 PORTARIA N. 930, DE 27 DE AGOSTO DE 1992 DOU, de 4/9/92 DOU, de 4/9/92

22 CCIH A CCIH deverá ser composta, atendidas as peculiaridades do hospital, por técnicos e por representantes de nível superior de, pelo menos, os seguintes serviços: a) serviço médico; b) serviço de enfermagem; c) serviço de farmácia; d) laboratório de microbiologia; e) administração;

23 BIOSSEGURANÇA Biossegurança é o conjunto de estudos e procedimentos que visam a evitar ou controlar os riscos provocados pela exposição aos agentes químicos, agentes físicos e agentes biológicos à biodiversidade ( homem, animais e meio ambiente ).

24 BIOSSEGURANÇA APLICADA AO AMBIENTE HOSPITALAR: Conjunto de medidas técnicas, administrativas, educacionais, médicas e psicológicas, empregadas para prevenir acidentes em ambientes biotecnológicos". Está centrada na prevenção de acidentes em ambientes ocupacionais. Costa, 1996

25 CLASSIFICAÇÃO DOS AMBIENTES HOSPITALARES 1. Críticas: Áreas onde há o maior número de pacientes, procedimentos invasivos e, portanto maior número de infecções. São elas: UTIs Centro Cirúrgico Quanto ao Risco Biológico: Isolamentos Laboratórios Berçário

26 CLASSIFICAÇÃO DOS AMBIENTES HOSPITALARES 2. Semi-críticas: Onde se encontram pacientes internados, mas o risco de infecção é menor. São elas: Enfermaria Ambulatório Banheiro Quanto ao Risco Biológico:

27 CLASSIFICAÇÃO DOS AMBIENTES HOSPITALARES 3. Não-críticas: Setores onde não há risco de transmissão (não há pacientes). São eles: Almoxarifado Escritório Secretaria Administração Quanto ao Risco Biológico:

28 Público alvo quanto ao Risco Biológico: Profissionais que atuam nas áreas: CríticasSemi-críticas

29 NR 32 CAPACITAÇÃO RISCO BIOLÓGICO PROGRAMAS PPRA/ PCMSO/ PPR/ PGR EPC/ EPI/ DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA MEDIDAS DE PROTEÇÃO

30 Uso de materiais perfuro cortantes com dispositivo de segurança (Comissão Tripartite Permanente Nacional) Uso de materiais perfuro cortantes com dispositivo de segurança (Comissão Tripartite Permanente Nacional) MEDIDAS DE PROTEÇÃO

31 MENSAGEM FINAL... Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha. (Confúcio)

32 ATIVIDADE 1.Tendo em vista a unidade de saúde caracterizada na atividade da aula 1, verifique a existência da CCIH e comente sua estrutura e principais ações preventivas a infecção hospitalar. Caso a unidade não possua a CCIH, apresente uma proposta alternativa para o controle das infecções hospitalares.

33 2. Pesquise sobre a epidemiologia da sua cidade ou região, e verifique se junto a CCIH da unidade de saúde estudada, quais as principais patologias registradas nos últimos 3 anos nesta unidade de saúde. ATIVIDADE

34 3. Desenvolva o tema: A atuação do profissional em SST na área hospitalar e o desafio da implementação da NR-32 Máximo 2 páginas, mínimo 1 página. ATIVIDADE

35 DICAS PARA SUA ATIVIDADE SER SFO!!! 35 Nossa atividade deve ter os seguintes tópicos: Capa: Capa: + Nome do Aluno + Nome do Polo + Nome do Tutor + Módulo + Disciplina + Nome do Professor + Nº da Atividade. Sumário: Sumário: Tópicos da atividade e sua localização na atividade (nº da página). Introdução: Introdução: Suas considerações sobre a atividade. Desenvolvimento: Desenvolvimento: Apresentação de todos os tópicos da atividade, atendendo ao solicitado pelo Professor, sempre mostrando sua própria produção. Lembrando que cada tópico corresponde a um subtítulo, que deve estar destacado no texto. Conclusão: Conclusão: Suas considerações finais. Devem ser exclusivamente suas! Bibliografia/Fonte de Pesquisa: Bibliografia/Fonte de Pesquisa: Links e livros consultados (Revistas técnicas também são uma ótima opção de pesquisa!) Utilize o Guia Minha Atividade é SFO! Disponível no AVA

36 Dúvidas Acesse o Fórum de Dúvidas e Discussões. Acesse o Fórum de Dúvidas e Discussões. 36


Carregar ppt "Módulo de Hospitalar e Agroindústria – AULA 3 Prof.º Cleverson Luis FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google