A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 30/4/2014 CENÁRIOS E PERSPECTIVAS PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Roberto Rodrigues Ponta Grossa-PR, 28 de julho de 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 30/4/2014 CENÁRIOS E PERSPECTIVAS PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Roberto Rodrigues Ponta Grossa-PR, 28 de julho de 2008."— Transcrição da apresentação:

1 1 30/4/2014 CENÁRIOS E PERSPECTIVAS PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Roberto Rodrigues Ponta Grossa-PR, 28 de julho de 2008

2 2 30/4/2014 CENÁRIOS E PERSPECTIVAS PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Roberto Rodrigues Agenda Cenários Agroenergia Importância do Agronegócio Oportunidades Desafios

3 3 30/4/2014 EnergiaEducação ÁguaDemocracia AlimentosPopulação Meio ambienteDoenças PobrezaTerrorismo & guerra AGRICULTURA Fonte: Alan MacDiarmid, em São Carlos – SP Os dez maiores problemas para a humanidade nos próximos 50 anos

4 4 30/4/2014 Mudança no perfil de consumo: Mudança no perfil de consumo: - sabor - qualidade - rastreabilidade - saúde - meio ambiente - produtos orgânicos Tendências

5 Tendências demográficas: População mundial (bilhões) 5,206,208,30 Demanda por alimento (bilhões de ton) 1,972,453,97 Fonte:Bourlaug, N., Agroanalysis, Vol 27, n o 03, Março a 1990 Redução da fome em 20% Crescimento na produção de alimentos em 1000% Crescimento no consumo per capita em 25% (maior crescimento na Ásia) Tendências 5 30/4/2014

6 6 30/4/2014 Projeção da população urbana e rural no mundo Fonte: ONU Elaboração: GV Agro Rural Urbana Tendências

7 7 30/4/2014 Aumento da renda ( ) Fonte: FMI Nota: PIB a preços de 2005 Tendências - Mundo: 4,6% a.a - Países do G-7: 2,2% a.a - Países em desenvolvimento: 7,1% a.a Participação no PIB mundial Países do G-7 59,5% 53,6% Demais desenvolvidos 15,8% 15,6% Países em desenvolvimento 24,7% 30,8%

8 8 30/4/2014 Fonte: World Bank ( ); FAO(2006). In.: FAO (2006). Nota: América Latina inclui Caribe. Árabes compreendem Norte da África e Oriente Médio. Ex-comunistas correspondem ao Leste Europeu e países da CEI. Crescimento da renda per capita Tendências (taxa média anual)

9 9 30/4/2014 Fonte: FAO (2006). Nota: América Latina inclui Caribe. Árabes compreendem Norte da África e Oriente Médio. Ex-comunistas correspondem ao Leste Europeu e países da CEI. (kcal / pessoa / dia) Evolução do consumo per capita de alimentos Tendências

10 10 30/4/2014 Consumo per capita de alimentos no mundo Fonte: FAO, Nota: não inclui cereais utilizados para a alimentação animal Substituição de cereais e amidos por carnes, lácteos, doces, frutas, alimentos processados... (kg / pessoa / ano) Tendências

11 11 30/4/2014 Fonte: MB Agro Quantidade de grãos para se produzir 1kg de carne Carnes: aumento da demanda por grãos Carne de FrangoCarne Suína Carne Bovina 1,2 kg de grãos 2,9 kg de grãos 3,2 kg de grãos

12 12 30/4/2014 Mundo: oferta e demanda por alimento Fonte: FAO Elaboração: AGE – MAPA ¹ todas as carnes consumidas (em milhões de toneladas)

13 13 30/4/ Estimativa 2 – Previsão 3 – em milhões de sacas (60kg) Fonte: USDA Elaboração: GV Agro Estratégia global Estoques Mundiais (Finais)

14 Estoques mundiais de grãos Fonte: USDA Nota: * Soja, Milho, Trigo e Cevada. Em mil toneladas Elaboração: GV Agro Produção x Consumo Mundial de Grãos*: somatório (2000/ /08) Brasil produz excedentes para abastecer os estoques mundiais

15 China e Índia: aumento do consumo Fontes: USDA e FMI Elaboração: GV Agro Índia China

16 16 30/4/2014 Fonte: FMI – 2008 Elaboração: GV Agro Alimentos Produtos agrícolas Metais Combustíveis fósseis base 100 = jan/2000 Em comparação a janeiro/2000, os preços dos alimentos cresceram 110%, enquanto o petróleo aumentou 333%. Evolução dos preços no mercado internacional

17 17 30/4/2014 Fonte: FMI (2007) e US Bureau of Labor Statistics (2007) Elaboração: ICONE preços deflacionados pelo CPI – 100=jan/90 Carne bovina Açúcar Frango Soja Café Arábica Preços das commodities agrícolas base 100 = jan/1990

18 18 30/4/2014 AGROENERGIA: um novo paradigma agrícola A agricultura não é apenas uma questão de segurança alimentar. Hoje, tem a oportunidade de garantir parte da segurança energética do mundo.

19 19 30/4/2014 Século XXI: o início de uma nova Era Desafio para a humanidade: DIVERSIFICAR AS FONTES DE ENERGIA Fonte: Nakícenovic, Grübler e MaConald, 1998 %

20 20 30/4/2014 Por que biocombustíveis?

21 21 30/4/2014 Mais países produzindo Mistura compulsória Eliminando todos os mitos Estratégia global Organização do mercado

22 22 30/4/2014 Matriz energética – Brasil e Mundo Fonte: MME/BEN (2007) Elaboração: GV Agro Total do Mundo: Mtep A cana-de-açúcar passou a ser a 2ª principal fonte de energia em Fontes renováveis: 45,8% Participação no consumo total Brasil 2,1% 48,5% 100% Mundo Mais países produzindo

23 23 30/4/2014 Mundo: produção de etanol Mais países produzindo Fonte: F.O Licht Elaboração: GV Agro Evolução da produção bilhões de litros + 106% Principais produtores

24 24 30/4/2014 Fonte: BPStatistical Review of World Energy Elaboração: GV Agro Região Tropical: favorável à produção de cana Consumo per capita de energia Mais países produzindo

25 Fonte: IEA (International Energy Agency). Nota: dados de 2005 Elaboração: GV Agro Mercado potencial para o etanol Consumo Mundial de Gasolina (em bilhões de litros/ano) Mundo: Produção: 1.210,6 bilhões de litros Consumo: 1.202,5 bilhões de litros Produção: 1.210,6 bilhões de litros Consumo: 1.202,5 bilhões de litros América do Norte 594,3 - 49,9 América Latina 56,9 + 11,6 U.E ,9 + 57,5 África 38,9 - 9,9 Ásia 73,1 - 5,8

26 Fontes: IEA, CONAB e IBGE Nota: Rendimento – litros/ha. Elaboração: GV Agro Mercado potencial para o etanol Substituição de parte da gasolina consumida no Mundo CENÁRIOS: 5%, 10%, 15% e 20% de etanol na gasolina Mundo: demanda potencial por etanol (bilhões de litros / ano) Produção a partir da Cana-de-Açúcar

27 27 30/4/2014 Fonte: FIU Model (G. Philippidis) Mistura compulsória EUA: necessidade de importação de etanol (em bilhões de litros / ano)

28 28 30/4/2014 A substituição de ônibus a diesel por ônibus a etanol evitaria a emissão de 96 mil toneladas de CO 2 ao ano, o equivalente a emissão de automóveis a gasolina. Comparado ao diesel, o biodiesel reduz em aproximadamente 50% as emissões de CO 2 Desde 1970, o uso do etanol no Brasil evitou a emissão de 644 milhões de toneladas de CO 2. 25,8 milhões de toneladas deixaram de ser emitidos em Eliminando todos os mitos Emissão de GEE substituindo a gasolina por etanol

29 Fonte: FAO (julho/2008) Elaboração: GV Agro Onde produzir cana-de-açúcar? Mundo: área plantada com cana (em mil ha)

30 Fonte: FAO millhões de ha No mundo, a área utilizada na produção de biocombustíveis representa 0,07% dos 1,3 bilhões de hectares destinados à agricultura. Eliminando todos os mitos Áreas disponíveis no Mundo

31 Elaboração: Adaptado da Revista VEJA, edição 03/03/2004Fontes: IBGE e CONAB; Adaptação: GV Agro; Dados estimados Eliminando todos os mitos Produção com sustentabilidade A área de cana para produção de etanol é de 3,7 milhões de ha. Representa 1,1% da área agricultável e 0,4% do território brasileiro.

32 32 30/4/2014 Área Preservada ** Área Plantada (milhões de ha) Produção (milhões de toneladas) 7,1 milhões de ha foram preservados Fonte: IBGE (Censo Agropecuário: ; PAM (1990 até 2006); e LSPA (2007 e 2008) Elaboração: GV Agro Nota: * Estimativa **Área calculada a partir da produtividade média de 1970 Eliminando todos os mitos Cana-de-açúcar: evolução da produtividade

33 33 30/4/2014 Produção de cana (07/08) 4,9 milhões de ha (+ 1,6%) 341 milhões de toneladas (+ 2,9%) Produção de amendoim (07/08) 220,0 mil toneladas 27% maior do que na safra passada Produção de soja (07/08) 1,5 milhão de toneladas 2,3% maior do que na safra 06/07 Fontes: CONAB e IEA/SP Elaboração: GV Agro Eliminando todos os mitos A produção de cana em São Paulo

34 m 3 / toneladas de cana processada Redução da necessidade de água para processar uma tonelada de cana a partir da reutilização da água em circuitos fechados. Eliminando todos os mitos Uso racional da água nas usinas de cana

35 35 30/4/2014 Energia contida no combustível / Energia fóssil utilizada para produzi-lo 9,3 * Combustíveis completamente não renováveis possuem valor inferior a 1. * Valores superiores a 1 indicam quanto renovável é o combustível. Fonte: World Watch Institute Eliminando todos os mitos Balanço Energético

36 Etanol: produtividade por cultura Fonte: International Energy Agency (2005) litros / ha Mais países produzindo 36 30/4/2014

37 37 30/4/2014 -Terra disponível -Recursos humanos -Tecnologia Potencial

38 Calcário agrícola no Brasil (milhões de t) Principais consumidores Quantidade média de calcário aplicado nas lavouras de grãos do Brasil 360kg/ha RECOMENDAÇÃO Quantidade recomendada *alto emprego de calcário face à carência dos solos brasileiros Calcário agrícola Fonte: SINDICALC Potencial

39 39 30/4/2014 Fonte: ANDEF Elaboração: GV Agro Produtos mais eficientes: dose menor = menos impactos ambientais Produtos menos tóxicos: menor risco para os homens e animais Herbicidas: - 88% Inseticidas: - 94% Fungicidas: - 87% Redução da dosagem Evolução dos defensivos agrícolas Potencial

40 40 30/4/2014 Fonte: FEBRAPDP – Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha Elaboração: GV Agro Nota: safras verão/safrinha/inverno mil ha 53% da área total de grãos 3% da área total de grãos Área cultivada em Plantio Direto no Brasil Potencial

41 41 30/4/2014 mil ha Fonte: FEBRAPDP – Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha Elaboração: GV Agro Total no Mundo: mil ha 51% Área cultivada em Plantio Direto no Mundo – safra 04/05 Potencial

42 42 30/4/2014 Para o Mundo (1996 a 2006) Econômicos – US$ 34 bilhões no período Ambiental – 1,2 bilhões de kg de CO 2 deixaram de ser emitidos na atmosfera. Para o Brasil Serão economizados no período entre 2007 e 2017: - 56,2 bilhões litros de água milhões de litros de óleo diesel - 77,1 mil toneladas de agroquímicos No caso da soja (desde a safra 2003/04): - foram economizados US$ 2,3 bi, sendo US$ 1,3 bi da diminuição do custo de produção e outros U$ 1 bi pelo aumento de produtividade. Benefícios dos OGMs Potencial

43 43 30/4/2014 -Recursos materiais e financeiros Constrangimentos

44 44 30/4/2014 Fonte: ANDA 2,8 M t 3,7 M t4,2 M t Fertilizantes – dependência do mercado externo Constrangimentos Consumo brasileiro de nutrientes (2007)

45 jan/06 mai/06 set/06 jan/07 mai/07 set/07 jan/08 mai/08 Fonte: FMB, Fertilizer Week e ANDA Fertilizantes – evolução dos preços internacionais Constrangimentos Preços no Brasil (US$ / t – Custo e Frete) 30/4/

46 46 30/4/2014 -Recursos materiais e financeiros -Infra-estrutura e logística Constrangimentos

47 47 30/4/2014 Fonte: Centro de Estudos em Logística da UFRJ Elaboração: GV Agro 12,6% 8,1% Custos logísticos em relação ao PIB em 2004 Brasil vs. EUA 119 milhões de toneladas de grãos 411 milhões de toneladas de grãos Custo do Transporte : comparação Brasil-EUA Constrangimentos

48 48 30/4/2014 -Recursos materiais e financeiros -Infra-estrutura e logística -Macroeconomia: juros e câmbio Constrangimentos

49 49 30/4/2014 Fonte: IBGE Elaboração: GV Agro Inflação – variação desde o Plano Real Constrangimentos IPCA (julho/1994 a maio/2008) = 227,8% Alimentação no domicílio participou com 14,9% no IPCA de maio/2008Alimentação no domicílio participou com 14,9% no IPCA de maio/2008

50 50 30/4/2014 Valorização cambial Constrangimentos R$/US$ P l a n t i o C o l h e i t a P l a n t i o C o l h e i t a P l a n t i o C o l h e i t a P l a n t i o C o l h e i t a P l a n t i o C o l h e i t a P l a n t i o C o l h e i t a - 22,2% - 2,7% - 12,2% - 5,3% - 7,6% - 12,8% * Câmbio nominal deflacionado pelo IGP-DI. ** Médias: plantio (set-nov) e colheita (mar-mai) Fontes: Bacen e FGV. Elaboração: GV Agro

51 51 30/4/2014 -Recursos materiais e financeiros -Infra-estrutura e logística -Macroeconomia: juros e câmbio -Negociações Internacionais: Rodada Doha -Organização Constrangimentos

52 52 30/4/2014 (11) Obrigado!


Carregar ppt "1 30/4/2014 CENÁRIOS E PERSPECTIVAS PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Roberto Rodrigues Ponta Grossa-PR, 28 de julho de 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google