A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O VELHO E O MAR Ernest Hemingway. O autor Ernest Miller Hemingway (Oak Park, 21 de Julho 1899 Ketchum, 2 de Julho 1961)Oak Park21 de Julho1899Ketchum2.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O VELHO E O MAR Ernest Hemingway. O autor Ernest Miller Hemingway (Oak Park, 21 de Julho 1899 Ketchum, 2 de Julho 1961)Oak Park21 de Julho1899Ketchum2."— Transcrição da apresentação:

1 O VELHO E O MAR Ernest Hemingway

2 O autor Ernest Miller Hemingway (Oak Park, 21 de Julho 1899 Ketchum, 2 de Julho 1961)Oak Park21 de Julho1899Ketchum2 de Julho1961

3 Filho de um médico da zona rural. Cresceu em contato com um ambiente pobre e rude, que conheceu ao acompanhar o trabalho do pai na região de Oak Park; Trabalhando como repórter, mudou-se para a Europa como correspondente do jornal Kansas City Star; Alistou-se como voluntário no exército italiano durante a Primeira Guerra Mundial ( ); Em 1921, após se recuperar de um ferimento de guerra, retornou à Europa, dessa vez, para a Espanha; 1926 – publicou seu primeiro grande sucesso: O sol também se levanta;

4 Trabalhou como correspondente de guerra em Madrid durante a Guerra Civil Espanhola ( ) e a experiência inspirou uma de suas maiores obras:Por Quem os Sinos Dobram (1940); Ao cobrir a Guerra Civil Espanhola, como jornalista do North American Newspaper Alliance, não hesitou em se aliar às forças republicanas contra o fascismo, tema do livro Por Quem os Sinos Dobram (1940), considerado sua obra-prima; Instalou-se em Cuba em 1940, onde viveu até 1960; Em 1952 publicou "O Velho e o Mar", com o qual ganhou o prêmio Pulitzer (1953); Foi laureado com o Nobel de Literatura de 1954;Nobel de Literatura Foi um dos principais representantes do ciclo literário norte- americano iniciado na década de 1920, conhecido a geração perdida; Famoso pelo estilo de vida aventureiro, sua biografia e obra têm como cenários: touradas na Espanha, pesca submarina em Cuba e safáris na África. Hemingway era fascinado pelo perigo e pela vida selvagem.

5 O enredo

6 Personagens do livro: O velho e o mar.

7 Santiago Um velho pescador cubano que ficara 84 dias sem pescar nada. Era magro e seco, com profundas rugas na parte de trás do pescoço, com manchas escuras pelo rosto e braços provocadas pelos raios de sol, suas mãos tinham cicatrizes fundas causadas pela fricção das linhas ásperas. Causadas pelo manejo de peixes graúdos.

8 Manolin Manolin, antigo aprendiz de Santiago, um coração bondoso e generoso. O garoto o adorava devido a tantos aprendizados transmitidos pelo velho. A força e a amizade de Manolin levam o velho ao mar novamente.

9 Peixe Peixe de tamanho descomunal, que oferece muita resistência a princípio, arrastando sua a canoa para cada vez mais longe. Esse duelo entre o peixe e o velho o fez enfrentar várias situações perigosas, mas ele não desistiu até alcançar seu objetivo.

10 Tubarões Derrotaram o sonho do velho pescador, devorando o gigantesco peixe que travara uma luta incansável durante toda a história, deixando apenas a carcaça

11 Estudo do texto Romance contemporâneo; [...]Não é, no entanto, uma obra extensa, de acção complexa, de variado e movimentado ambiente. É, antes, um breve poema em prosa, uma epopeia de simples trama, singelamente narrada.[..] (Jorge de Sena, 1956). Natureza x Humanidade; [...]Sempre pensava no mar como *la mar*, que é o que o povo lhe chama em espanhol, quando o ama. Às vezes, aqueles que gostam do mar dizem mal dele, mas sempre o dizem como se ele fosse mulher. Alguns dos pescadores mais novos, os que usam bóias por flutuadores e têm barcos a motor, comprados quando os fígados de tubarão davam muito dinheiro, dizem *el mar*, que é masculino. Falavam dele como de um antagonista, um lugar, até um inimigo.

12 Mas o velho sempre pensava no mar como feminino, como algo que entrega ou recusa favores supremos, e, se tresvariava ou fazia maldades era porque não podia deixar de as fazer. A lua influi no mar como as mulheres, pensava ele.[...] (pág 11) Descrição e caracterização. [...]Um velho pescador cubano que ficara 84 dias sem pescar nada. Era magro e seco, com profundas rugas na parte de trás do pescoço, com manchas escuras pelo rosto e braços provocadas pelos raios de sol, suas mãos tinham cicatrizes fundas causadas pela fricção das linhas ásperas [...] Pessimismo (céptico); Simbologismo.

13 O ídolo

14 O diferencial

15 A simplicidade

16

17 Valorização do idoso O maior desafio é fazer mudanças nas políticas sociais e econômicas. Dr. Luiz Freitag

18 A atenção para com a saúde sempre foi mais dirigida à criança. Com o aumento mundial do número de idosos no mundo inteiro e, particularmente no Brasil, somente em 1 de outubro de 2003 foi instituído o Estatuto do Idoso, destinado a regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos (Lei nº ). A Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou 1999 o Ano Internacional do Idoso e o lema escolhido foi Mantenha-se ativo para envelhecer melhor. A OMS apresentou soluções para seis grandes mitos que envolvem o envelhecimento no século XXI.

19 1° - Consiste na crença de que a maioria dos idosos está em países desenvolvidos. Estatísticas recentes esclarecem que apenas 60% vivem nesses países. Para espera-se que haverá um bilhão de idosos, sendo que 700 milhões estarão nos países em desenvolvimento. 2° - Um segundo mito supõe que todas as pessoas mais velhas são iguais. Nem sempre. Fatores genéticos, origem étnica e cultural, associados ao clima em localizações geográficas privilegiadas são responsáveis pelo melhor índice de envelhecimento e sobrevivência.

20 3° - Em terceiro lugar, criou-se a ideia de que homens e mulheres envelhecem da mesma forma, o que não é verdade. Estatísticas mundiais comprovam que as mulheres sobrevivem mais do que os homens, principalmente no Japão. O certo é que as mulheres aceitam com mais facilidade as recomendações médicas e vão com mais frequencia aos consultórios. Por outro lado, os homens são vítimas de acidentes, guerras e mortes violentas. 4° - Uma outra ideia errônea é a de que os idosos são mais frágeis, o que pode ter sido verdade até uns 20 anos atrás. Em nossos dias os idosos já estão orientados para manter um estilo de vida que conserve a boa forma física. A prática de exercícios físicos diários pode manter uma sobrevida de mais 20 anos para quem já está na faixa dos 60.

21 5° - Outro equívoco é julgar que os mais velhos não têm mais nada a oferecer à sociedade, o que não corresponde à realidade atual. 6° - Finalmente, não se sustenta mais a ideia de que os idosos são um ônus para a sociedade, do ponto de vista financeiro, no que se refere a aposentadoria e a outros direitos assegurados pelo Estado. É sabido que existe uma correlação entre nível de renda e saúde, sendo a pobreza um dos fatores de incidência de doenças. A OMS concluiu que o maior desafio que a sociedade enfrenta atualmente é a necessidade de examinar e fazer mudanças apropriadas nas políticas sociais e econômicas da saúde e não o envelhecimento da população."

22 [...]"um homem pode ser destruído, mas não derrotado[...]

23 DESISTIR ?? – Peixe – falou ele –, não o largo enquanto viver.

24 Tudo que nele existia era velho, como exceção dos olhos, que eram da cor do mar, alegres e indomáveis.


Carregar ppt "O VELHO E O MAR Ernest Hemingway. O autor Ernest Miller Hemingway (Oak Park, 21 de Julho 1899 Ketchum, 2 de Julho 1961)Oak Park21 de Julho1899Ketchum2."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google