A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Literatura de Cordel Projeto interdisciplinar – II Média Professora Daniela Mendes e Sara Porcu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Literatura de Cordel Projeto interdisciplinar – II Média Professora Daniela Mendes e Sara Porcu."— Transcrição da apresentação:

1 Literatura de Cordel Projeto interdisciplinar – II Média Professora Daniela Mendes e Sara Porcu

2 Origem A origem dos cordéis são as cantigas dos trovadores medievais, que comentavam as notícias da época usando versos, que eles próprios cantavam, frequentemente de forma cômica. "Por volta do século 16, ela era praticada na península Ibérica por meio dos trovadores, que recitavam louvações e galanteios para agradar aos poderosos", diz Gonçalo Ferreira da Silva, presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Com o tempo, tais artistas começaram a registrar suas falas em folhas soltas, conhecidas em Portugal como "volantes", e prendê-las em torno do corpo em barbantes para que as recitassem e, ao mesmo tempo, garantissem as mãos livres para os movimentos. A origem dos cordéis são as cantigas dos trovadores medievais, que comentavam as notícias da época usando versos, que eles próprios cantavam, frequentemente de forma cômica. "Por volta do século 16, ela era praticada na península Ibérica por meio dos trovadores, que recitavam louvações e galanteios para agradar aos poderosos", diz Gonçalo Ferreira da Silva, presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Com o tempo, tais artistas começaram a registrar suas falas em folhas soltas, conhecidas em Portugal como "volantes", e prendê-las em torno do corpo em barbantes para que as recitassem e, ao mesmo tempo, garantissem as mãos livres para os movimentos.

3 Origem no Brasil Este tipo de poesia nasce na última década do século 19, por volta de O berço mais claro é o estado da Paraíba, que é um dos principais centros de produção neste começo. Este tipo de poesia nasce na última década do século 19, por volta de O berço mais claro é o estado da Paraíba, que é um dos principais centros de produção neste começo. Manifestação literária importante, o Cordel está no meio do caminho entre a cultura letrada e a não letrada, entre o erudito e o popular, entre o rural e o urbano. Ele faz esta mediação, levando poesia para todas as classes sociais. Ele também é importante por ter múltiplas funções. Ele dissemina modelos de comportamento, dá acesso a informações, compartilha experiências. Durante muito tempo ele fica muito entranhado no cotidiano de uma grande parte da população dos estados do Norte e do Nordeste do Brasil, funcionando como um verdadeiro meio de se obter informação, conhecimento e manter vivas histórias e tradições. Manifestação literária importante, o Cordel está no meio do caminho entre a cultura letrada e a não letrada, entre o erudito e o popular, entre o rural e o urbano. Ele faz esta mediação, levando poesia para todas as classes sociais. Ele também é importante por ter múltiplas funções. Ele dissemina modelos de comportamento, dá acesso a informações, compartilha experiências. Durante muito tempo ele fica muito entranhado no cotidiano de uma grande parte da população dos estados do Norte e do Nordeste do Brasil, funcionando como um verdadeiro meio de se obter informação, conhecimento e manter vivas histórias e tradições.

4 Pequeno glossário Acontecido: folhetos de não-ficção em que o cordelista reporta eventos reais - fatos de âmbito local, nacional ou internacional. Acontecido: folhetos de não-ficção em que o cordelista reporta eventos reais - fatos de âmbito local, nacional ou internacional. Folheteiro: intérprete, sujeito que canta os cordéis nas feiras e praças com o intuito de atrair público e estimular a venda. Folheteiro: intérprete, sujeito que canta os cordéis nas feiras e praças com o intuito de atrair público e estimular a venda. Peleja: também conhecida por desafio, é o duelo poético oral entre cordelistas, eventualmente reproduzido em folhetos. Peleja: também conhecida por desafio, é o duelo poético oral entre cordelistas, eventualmente reproduzido em folhetos. Romance: cordel tradicional que narra disputas entre o bem e o mal em anedotas, contos de fadas, causos de amor e aventura. Romance: cordel tradicional que narra disputas entre o bem e o mal em anedotas, contos de fadas, causos de amor e aventura. Sextilha: consagrada entre os poetas nacionais, é a estrofe de seis versos com sete sílabas (o segundo, o quarto e o sexto versos rimam entre si). Sextilha: consagrada entre os poetas nacionais, é a estrofe de seis versos com sete sílabas (o segundo, o quarto e o sexto versos rimam entre si). Xilogravura: imagem que ilustra a capa dos livretos brasileiros, obtida do relevo da madeira talhada. Xilogravura: imagem que ilustra a capa dos livretos brasileiros, obtida do relevo da madeira talhada.

5 Saiba mais… atura-cordel shtml atura-cordel shtml atura-cordel shtml atura-cordel shtml respostas-cordel shtml respostas-cordel shtml respostas-cordel shtml respostas-cordel shtml


Carregar ppt "Literatura de Cordel Projeto interdisciplinar – II Média Professora Daniela Mendes e Sara Porcu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google