A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Ectoplasma e Ectoplasmia SBEE 20 de novembro de 2007 Gladiomar Saade Luis Antonio Bauer

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Ectoplasma e Ectoplasmia SBEE 20 de novembro de 2007 Gladiomar Saade Luis Antonio Bauer"— Transcrição da apresentação:

1 1 Ectoplasma e Ectoplasmia SBEE 20 de novembro de 2007 Gladiomar Saade Luis Antonio Bauer

2 2 Objetivos Fisiologia Fonte biologica Importância alimentar e hidrataçao

3 3

4 4

5 5

6 6 Ectoplasma Derivado do Grego Ektós- Por fora Ektós- Por fora Plasma- Molde ou substancia Plasma- Molde ou substancia

7 7 Ectoplasma Substancia fundamental amorfa, secretada de organelas celulares,

8 8 Ectoplasma Substancia fundamental amorfa, secretada de organelas celulares, principalmente de mitocôndrias e complexo reticuloplasmatico,

9 9 Ectoplasma Substancia fundamental amorfa, secretada de organelas celulares, principalmente de mitocôndrias e complexo reticuloplasmatico, com características químicas impares, sem comportamento de matéria nem de fluido,

10 10 Ectoplasma Substancia fundamental amorfa, secretada de organelas celulares, principalmente de mitocôndrias e complexo reticuloplasmatico, com características químicas impares, sem comportamento de matéria nem de fluido, aproximando-se de um e de outro conforme a capacidade do grupo mediúnico,

11 11 Ectoplasma Substancia fundamental amorfa, secretada de organelas celulares, principalmente de mitocôndrias e complexo reticuloplasmatico, com características químicas impares, sem comportamento de matéria nem de fluido, aproximando-se de um e de outro conforme a capacidade do grupo mediúnico, que reunido por fenômenos ou captação induz o médium secretor a modelar sua obra em espectro ou organelas.

12 12 Ectoplasma Não discute-se ectoplasma sem um amplo conhecimento do endoplasma Não discute-se ectoplasma sem um amplo conhecimento do endoplasma Dr Leocádio Dr Leocádio

13 13 Célula: É a unidade biológica e funcional dos organismos vivos. Quanto a sua constituição, a célula apresenta um considerável poliformismo acompanhado por diferenças no tamanho, número e funções.

14 14 1.Nucléolo 2.Núcleo celular 3.Ribossomos 4.Vesículas 5.Retículo endoplasmático rugoso 6.Complexo de Golgi 7.Microtúbulos 8.Retículo endoplamático liso 9.Mitocôndrias 10.Vacúolo 11.Citoplasma 12.Lisossomas 13.Centríolos

15 15 Algumas organelas Membrana plasmática Separa dois meios Entrada e saída seletiva Flexível

16 16 Núcleo Maior estrutura Contêm a cromatina Saída de mensagens Intensa atividade Risco de erros

17 17 Reticulo endoplasmático Liso Sem ribossomos Armazenamento de lipídios e hormônios Rugoso Com ribossomos Síntese de proteínas celulares

18 18

19 19 Mitocôndrias Produzem, a maior parte da energia química usada pelas células Consomem oxigênio e metabolizam glicose em gás carbônico, água e energia C 6 H 12 O 6 + O 2 6 CO 2 + 6H 2 o + ENERGIA

20 20 Mitocôndrias Essa energia é armazenada como: Açúcar, proteínas, lipídios e creatina ADP + P + Energia ATP Aproveitamento energético próximo de % Restante é perdido como calor, som, atrito,...

21 21 Mitocôndrias Reações químicas ineficientes liberam radicais livres ( O-, OH-, H 2 O 2 ) Grosso da energia é perdida e dissipada por irradiação Dissipado pelo organismo, e a qualidade energética dessa reação é capaz de ser captada e aproveitada para a atuação do espírito no plano da matéria

22 22 Mitocôndrias Capacidade Quantidade de água Quantidade de oxigênio pH celular Potencial elétrico celular Presença de íons

23 23 Ectoplasma A liberação é lenta, por isso não entrarmos em combustão. Logo, a captação também é lenta, tornando inviável a ação do espírito apenas por um doador, importando o grupo, pois fornece quantidade e qualidade

24 24 Ectoplasma Diferentes fontes oferecem diferentes tipos de ectoplasma Maior grau de sublimação, maior a atração de espíritos elevados Ações benéficas X Espetáculos

25 25 Ectoplasma Especificações individuais Alfa, beta, gama, delta Atração de espíritos manejadores de cada um

26 26 Ectoplasma Condições ideais - Ambiente hidratada - Ambiente hidratada - Oxigenado - Oxigenado - Próximo a vasos - Próximo a vasos Tórax- Principal local de liberação, transporte ( narina, boca, ouvido )

27 27 Ectoplasma Açúcar é a principal fonte, mas não única Lipídios – Seqüências menores de preferência Proteínas ( seqüências de aminoácidos )

28 28 Ectoplasma Queima de boa eliminação energética, mas impura e de difícil armazenamento associada ao grande numero de substancias indesejadas Colapso segmentar, desequilíbrio e todas as suas conseqüências ( queima incompleta )

29 29 Ectoplasma Função Energia manipulável pelo pensamento Einstein- E=mc2 Pensar é plasmar ( Dr Leocádio ) Responsabilidade do pensamento

30 30 Condições Médiuns capazes e desejosos Espíritos preparados Duração mínima, com preparo prévio, durante e após, pois a energia pode retornar a fonte, principalmente para aqueles sem a concepção da doação

31 31 Nos domínios da Mediunidade Fluido A- Forças superiores e sutis da esfera espiritual B- Recursos do médium e dos companheiros C- Energias tomadas da natureza terrestre

32 32 Alimentação Selecionamos a qualidade do ectoplasma produzido, sendo de efeito negativo - Carnes vermelhas, difícil metabolização, rica em lipídios saturados e adição de hormônios. - Carnes vermelhas, difícil metabolização, rica em lipídios saturados e adição de hormônios.

33 33 Alimentação Leites e queijos- Presença de lipídios em quantidade moderada, mas de proteínas de alto peso molecular, presença de antibióticos e pesticidas Chocolates e demais produtos ricos em conservantes, baixo valor nutricional, digestão lenta e efeito tóxico acumulativo

34 34 Alimentação Ideal - Carboidratos de cadeia leve - Carboidratos de cadeia leve - Hidratação - Hidratação - Sem sonolência - Sem sonolência - Poder de concentração elevado - Poder de concentração elevado

35 35 Ectoplasma Efeitos no doador - A doação não é maléfica, mas sua acumulação é - A doação não é maléfica, mas sua acumulação é - Pode levar a necrose tecidual em vias de eliminação ( mucosas ), desestabilização de membranas, ruptura celular e degradação por enzimas lisossomais - Pode levar a necrose tecidual em vias de eliminação ( mucosas ), desestabilização de membranas, ruptura celular e degradação por enzimas lisossomais

36 36 Ectoplasma A freqüência e a elevação moral, capacitam o médium a seus trabalhos com auxilio dos espíritos, pois a seqüência harmoniza todo o grupo.

37 37 Aspectos biológicos da ectoplasmia Aspecto esbranquiçado, volátil, graxo e instável Difícil armanezamento Originado do processo vibracional a nível atômico, com confluência de ondas torna- se matéria invisível pela freqüência abaixo do infra-vermelho

38 38 Materialização Gera grande desgaste ao sustentador Confluência de ideologia, simpatia,, aproxima a freqüência de onda vibratória mas não identifica, e assim mantêm suspensa a energia formando algo similar a um corpo, mobilizado e controlado por um que não o médium Curta duração

39 39 Captação Invisível, sobe como vapor, dispersado quanto mais distante da fonte Médiuns pontuais secretam varias formas do ectoplasma, necessitando de filtros para permitir o acumulo em quantidade e qualidade

40 40 Captação Alfa – Vermelha Alfa – Vermelha Beta- Azul Gama – Verde Delta – Branco ( mais grosseiro e também o mais suscetível para materialização )

41 41 Captação Após colhido, armazenado e metabolizado, o produto pode ser utilizado pelo plano espiritual para cura, materialização, e manutenção estrutural dos equipamentos mantidos na Terra

42 42 Aplicação Analgesia Regeneração tecidual Função hormonal Catabolismo / Anabolismo Excitatoria/ Relaxante Cerebral / Motora

43 43 Futuro Aprofundamento na função celular Compreensão pelo maior numero de pessoas e assim da ciência Consciência da função do espírito encarnado Física quântica.

44 44 Literatura Cadernos de psicofonias de 94 e 97 O Livro dos Fluidos ( João Berbel ) O trabalho dos mortos (Nogueira de Faria) O Livro dos Espíritos O Livro dos Médiuns A Gênese A Física da Alma (Amit Goswami ) Mesmer ( Paulo Henrique de Figueiredo ) Tratado de fisiologia Medica ( Guyton e Hall ) Comunicações diretas com Dr Leocadio


Carregar ppt "1 Ectoplasma e Ectoplasmia SBEE 20 de novembro de 2007 Gladiomar Saade Luis Antonio Bauer"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google