A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESPIRITUALIDADE, RELIGIOSIDADE, FATORES PSICOSSOCIAIS E DOENÇA CARDIOVASCULAR Mario F P Peres Pesquisador Senior IIEP H Albert Einstein Prof PG Neurociências.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESPIRITUALIDADE, RELIGIOSIDADE, FATORES PSICOSSOCIAIS E DOENÇA CARDIOVASCULAR Mario F P Peres Pesquisador Senior IIEP H Albert Einstein Prof PG Neurociências."— Transcrição da apresentação:

1 ESPIRITUALIDADE, RELIGIOSIDADE, FATORES PSICOSSOCIAIS E DOENÇA CARDIOVASCULAR Mario F P Peres Pesquisador Senior IIEP H Albert Einstein Prof PG Neurociências UNIFESP Prof Neurologia FMABC

2 4459

3

4 1,57 ARTIGO/DIA EM 2010

5

6 Indexado no Medline/Pubmed

7

8

9

10 Biblioteca Virtual em Espiritualidade e Saúde – BVES

11 Número de Universidades que abordam o tema nos EUA KOENIG, H.G. Religion, spirituality, and medicine: research findings and implications for clinical practice. South Med J., v.97, p , GHOSH, A.K. The role of religion/spirituality in the medical curriculum. Minn Med., v.86, p.5, BENSON, H.; PUCHALSKI, C.M. Spirituality and healing in Medicine. Disponível em:. Acesso em: 05 abr

12

13

14

15 Definições Religião: Sistema organizado de crenças, práticas, rituais e símbolos designados para facilitar o acesso ao sagrado, ao transcendente (Deus, força maior, verdade suprema). Religiosidade: extensão na qual um indivíduo acredita, segue e pratica uma religião. Pode ser organizacional (participação na igreja ou templo religioso) ou não organizacional (rezar, ler livros, assistir programas religiosos na televisão).

16 Definições Espiritualidade: É a busca pessoal para entender questões relacionadas a vida, ao seu significado, sentido, sobre as relações com o sagrado ou transcendente que, pode ou não, levar ao desenvolvimento de práticas religiosas ou formações de comunidades religiosas. Koenig HG. Handbook of Religion and Health Lucchetti G, Granero AL, Bassi RM, Latorraca R, Nacif SAP. Espiritualidade na prática clínica: o que o clínico deve saber? Rev da Sociedade Brasileira de Clínica Médica 2010 [no prelo]

17 Religiosidade Espiritualidade Crenças Estilo de vida Hábitos e Vicios Cultura Compor tamento

18 Religiosidade Espiritualidade Crenças Estilo de vida Hábitos e Vicios Cultura Compor tamento DoençaSaúde

19 1998 – OMS - 101st session of the Executive Board, eigth meeting Estado dinâmico de completo bem- estar físico, mental, espiritual e social 1 Emenda de sua Constituição (Resolution EB101.R2)

20 2007 World Convention on Science and Spirituality Whoqol-SRPB, Espiritualidade, Religiosidade e crenças pessoais).

21 Espiritualidade no cuidado com o paciente: Por quê?? Atividades e crenças religiosas estão relacionadas à melhor saúde e qualidade de vida. Muitos pacientes gostariam que os médicos abordassem sobre a Espiritualidade Muitos pacientes são religiosos, e crenças religiosas os ajudam a lidar com muitos aspectos da vida Crenças religiosas influenciam decisões médicas, especialmente quando os pacientes estão seriamente doentes Médicos falando sobre necessidades espirituais têm raízes na longa história entre religião, medicina e assistência à saúde Lucchetti G, Granero AL, Bassi RM, Latorraca R, Nacif SAP. Espiritualidade na prática clínica: o que o clínico deve saber? Rev da Sociedade Brasileira de Clínica Médica 2010 [no prelo]

22 HISTÓRIA ESPIRITUAL – UMA NECESSIDADE DO PACIENTE Pesquisas mostram que 85% dos pacientes querem que os médicos abordem o tema e incorporem no tratamento 1992, 594 médicos de família 93% concordaram / fortemente concordaram considerar espiritualidade do paciente Menos de 10% realmente o fazem Epidemiologia Estudos populacionais – questionários 95% das pessoas acreditam em Deus, 77% acreditam que os médicos devem considerar as suas crenças espirituais, 73% acreditavam que devessem compartilhar as suas crenças religiosas com o médico, 66% manifestaram interesse de que o médico pergunte sobre sua espiritualidade, mas apenas 10 a 20% relataram que os médicos discutiram a espiritualidade com o paciente.

23 HISTÓRIA ESPIRITUAL – UMA NECESSIDADE DO PACIENTE Por quê? aumenta a confiança do paciente no médico ajuda médico a entender melhor o paciente pacientes se sentem entendidos e ouvidos ajuda a encorajar o paciente, esperança no tratamento Religião é uma das melhores formas p coping enfrentamento de doenças Remissão mais rápida de depressão e doenças Fé / comunidade e fonte primária para suporte, melhor aderência ao tratamento pacientes: satisfação com cuidado emocional e espiritual Áreas com maior necessidade para melhoria da qualidade

24 HISTÓRIA ESPIRITUAL – UMA NECESSIDADE DO PACIENTE Em que circunstâncias ? final da vida dar más notícias doenças difíceis – graves perda familiar Internação hospitalar história clínica em qualquer encontro médico? Fortalecimento da relação médico paciente

25 Barreiras Falta de tempo, Falta de treinamento Preocupação de atuar em área não médica Desconforto com o tema Preocupação imposição de crenças próprias Falta de interesse Falta de consciência de que é importante Identificar qual paciente realmente precisa HISTÓRIA ESPIRITUAL – UMA NECESSIDADE DO PACIENTE

26 Avaliação de Espiritualidade e Religiosidade

27 Espiritualidade Saúde INTEGRAÇÃO

28 Avaliação de Espiritualidade e Religiosidade Saúde Espiritualidade

29 Avaliação de Espiritualidade e Religiosidade Religiões Espiritualidade Saúde

30 Avaliação de Espiritualidade e Religiosidade Religiões Espiritualidade Saúde

31 INTEGRAÇÃO MEDICINA E ESPIRITUALIDADE A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE INTEGRAÇÃO RELIGIÃO - CRENÇAS Paciente Médico

32 INTEGRAÇÃO MEDICINA E ESPIRITUALIDADE A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE Paciente Médico

33 INTEGRAÇÃO MEDICINA E ESPIRITUALIDADE A RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE MANEJO Tratamento Diagnóstico CURA

34 2007

35

36

37

38

39

40 Qualidade de Vida Em 2005, foi realizada uma meta-análise dos estudos, que demonstrou uma correlação moderada (r = 0.34, 95% CI: 0.28–0.40) entre níveis mais altos de espiritualidade/religiosidade e melhor qualidade de vida Sawatzky R, Ratner PA, Chiu L. A Meta-Analysis of the Relationship Between Spirituality and Quality of Life. Social Indicators Research 2005; 72(2):

41 O custo por ano de vida ganho seria de US$2000 a 6000 para exercícios físicos, US$ 3000 e para freqüência religiosa e US$ 4000 a para o uso de estatinas

42 Koenig HG, George LK, Peterson BL. Religiosity and remission of depression in medically ill older patients. Am J Psychiatry. 1998;155(4):

43 Estudo brasileiro realizado pela AME – SP com 170 idosos ambulatoriais GRANERO, A. L. ; LUCCHETTI, G.. Influência da religião sobre a saúde do paciente geriátrico. In: XVI Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2008, Porto Alegre. Geriatria & Gerontologia. Fortaleza : Base Editorial, v. 2. p

44 Conclusão: Frequência religiosa e importância da religião na vida da pessoa foram protetoras para presença de depressão GRANERO, A. L. ; LUCCHETTI, G.. Influência da religião sobre a saúde do paciente geriátrico. In: XVI Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2008, Porto Alegre. Geriatria & Gerontologia. Fortaleza : Base Editorial, v. 2. p

45 Estudo brasileiro realizado pela AME –SP em pacientes idosos em reabilitação (n=110) em associação com a Duke University GRANERO, A. L. ; LUCCHETTI, G. ; BADAN, A. M. N. ; Peres, P. T. ; AMMEIDA JR., C. S.. Religiosidade e estresse emocional em idosos de um ambulatório de reabilitação. In: 6 Congresso Paulista de Geriatria e Gerontologia, 2009, São Paulo. Envelhecimento e Saúde. São paulo : Atha, v. 15. p *All independent variables presented in Methods were included in the multivariate analysis, and only those identified by the backward conditional logistic regression model as independently associated with the dependent variable were included in the table. b Omnibus Tests of Models Coefficients: Qui square:18.177; p=0.000 Hosmer and Lemeshow Test: Chi square: 0.387; p =0.824 Regressão Logística Backward: controlado para depressão, hospitalização, ansiedade, sexo, idade, educação, estado funcional, estado civil e raça.

46

47

48 CRENÇA NA VIDA APÓS A MORTE E SAÚDE MENTAL

49 Acidente Vascular Cerebral 132 Pacientes com AVC avaliados quanto a religiosidade, depressão e ansiedade. Conclusão: a crença religiosa influi no modo de lidar com o AVC e é protetor para o estresse emocional

50 The Spiritual Well-Being Scale (SWBS). Religious Orientation Scale Index of Religiousness Spiritual Involvement and Beliefs Scale (SIBS) DUREL (Duke University Religion Index)

51 COMUNICANDO SOBRE ESPIRITUALIDADE 3. Tirando a história espiritual FICA COMUNICANDO SOBRE ESPIRITUALIDADE 3. Tirando a história espiritual FICA

52

53

54 "Ciência sem religião é manca. Religião sem ciência é cega."

55 OBRIGADO !


Carregar ppt "ESPIRITUALIDADE, RELIGIOSIDADE, FATORES PSICOSSOCIAIS E DOENÇA CARDIOVASCULAR Mario F P Peres Pesquisador Senior IIEP H Albert Einstein Prof PG Neurociências."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google