A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Avaliação da Viabilidade Econômico- Financeira em Projetos Elias Pereira Aula 1 - Montagem de Fluxo de Caixa de Projetos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Avaliação da Viabilidade Econômico- Financeira em Projetos Elias Pereira Aula 1 - Montagem de Fluxo de Caixa de Projetos."— Transcrição da apresentação:

1 Avaliação da Viabilidade Econômico- Financeira em Projetos Elias Pereira Aula 1 - Montagem de Fluxo de Caixa de Projetos

2 Apresentação Professor Alunos Horário 9:00h às 23:00 h com 15 min. Faltas Avaliação Média para aprovação do aluno é 7 Exercícios Apresentação Final (grupos de até 3 alunos)

3 Avaliação da Viabilidade Econômico- Financeira em Projetos Ementa e Datas 30/10/ Montagem de Fluxo de Caixa de Projetos. 06/11/ Avaliação de fluxos de caixa pelos métodos do Valor Presente Líquido. 13/11/ Taxa Interna de Retorno e Pay-Back. 20/11/ Seleção de Projetos. 27/11/ Decisão de iniciar um projeto - Go No Go. 04/12/ Avaliação de projetos em condições de incerteza. 11/12/ Análise de sensibilidade. 17/12/2012 – Apresentação dos projetos.

4 Conceito de projetos Projeto é o conjunto de informações internas ou externas à empresa, coletadas e processadas com o objetivo de analisar-se uma decisão de investimento.

5 Tipos de Projetos Projeto de Pesquisa Documento que possui as ideias principais de uma pesquisa que será realizada, cada um de seus itens deve aparecer em sequência e sem mudança de folha a cada novo item; Ex: Monografias, dissertações, teses.

6 Tipos de Projetos Projeto de Financiamento É um projeto feito para atender às exigências e quesitos dos órgãos financiadores e/ou órgãos que concedem incentivos; Origem dos recursos: Fornecedores; Credores; Investidores; Bancos; Corporações; Programas do Governo; Anjos (Business Angels).

7 Tipos de Projetos Projeto de Financiamento O tipo de financiamento está relacionado ao estágio da empresa em seu ciclo de vida: Início Capital Próprio Crescimento Capital de risco (venture capital) / Business angel Amadurecimento Lucros retidos e dívida (capital de terceiros) Declínio Recompra de ações

8 Tipos de Projetos Projeto de Investimento Conjunto de antecedentes que permite avaliar as vantagens e desvantagens econômicas derivadas da decisão de investir recursos na produção de determinados bens ou serviços; Motivos: Existência de recursos ociosos; Investir em novas oportunidades; Ampliação do negócio; Capacitação de pessoal / equipamentos; Tecnologia/modernização.

9 Estruturas do Projeto Aspectos Econômicos Mercado; localização e escala. Aspectos técnicos Escolha dos processo de produção. Aspectos financeiros Composição do capital, financiamentos, capital de giro e outros. Aspectos administrativos Estrutura organizacional.

10 Estruturas do Projeto Aspectos jurídicos e legais Jurídico (forma societária da empresa), legal (impostos, incentivos fiscais, etc.). Aspectos do meio ambiente Economias externas e deseconomias externas. Aspectos contábeis Plano de contas, escrituração de livros.

11 Gerenciamento de Projetos Além do aspecto financeiro, o projeto pode ser gerido sob diversas perspectivas: Comunicação Aquisições Custos Pessoas Riscos Escopo Tempo

12 Planejamento Planejamento não é previsão, e sim uma relação temporal entre as atividades a serem executadas e o tempo disponível. O que pode ocorrer com a falta de planejamento?

13 Planejamento Financeiro Analisar as interações de investimento e financiamento disponíveis para a empresa; Busca-se a melhor proporção de capital próprio e de terceiros para definir os recursos a serem empregados nos projetos; O administrador deve projetar as consequencias das suas decisões (cenários, simulação de inflação, crescimento econômico e de taxa de juros).

14 Planejamento Financeiro Balanço Patrimonial A principal fonte de informações para a tomada de decisões financeiras é o balanço da empresa; O balanço é um retrato instantâneo da situação contábil da empresa e se subdivide em duas partes: Ativo: representam as aplicações; Passivo: representam as fontes de recursos.

15 Planejamento Financeiro Balanço Patrimonial

16 Planejamento Financeiro Demonstrativos de resultados A apuração dos resultados é o ponto de partida para a projeção do fluxo de caixa e o lucro econômico do projeto; Confronta as receitas correspondentes às vendas dos bens/serviços com as despesas correspondentes.

17 Planejamento Financeiro

18 Avaliação de projetos Análise da viabilidade econômica e avaliação financeira baseia-se em: Fluxo de caixa; Taxas de juros; Viabilidade econômica; Capacidade de pagamento, e; Risco.

19 Objetivo da empresa O objetivo dos envolvidos na administração de uma empresa é a maximização do seu valor para os acionistas; Deve ser perseguido a longo prazo; Decisões devem ser tomadas no sentido de gerar aumentos de riquezas sustentáveis.

20 Fluxo de caixa Conceitos é um conjunto de entradas e saídas de dinheiro de um empresa ou pessoa física, ao longo de um período de tempo (GUERRA, 2001). são valores monetários que refletem as entradas e saídas dos recursos e produtos por unidade de tempo que formam uma proposta de investimento (NORONHA, 1987).

21 Fluxo de caixa Instrumento que: Possibilita o planejamento e o controle dos recursos financeiros de uma empresa; Relaciona os ingressos e saídas (desembolsos) de recursos monetários no âmbito de uma empresa em determinado intervalo de tempo. Objetivos: Prognosticar necessidades de captação de recursos; Aplicar os excedentes de caixa nas alternativas mais rentáveis para a empresa sem comprometer a liquidez.

22 Fluxo de caixa Finalidades: Gerar futuros fluxos positivos de caixa; Honrar seus compromissos; Liquidez, solvência e flexibilidade financeira; Taxa de conversão de lucro em caixa; Performance operacional de diferentes empresas; Grau de precisão das estimativas passadas de fluxos futuros de caixa; Efeitos, sobre a posição financeira da empresa, das transações de investimentos e de financiamentos.

23 Fluxo de caixa Componentes dos fluxos de entrada Receitas Componentes dos fluxos de saída Despesas Saldo Atual ou Fluxo Líquido É o resultado da diferença entre os fluxos de entradas e de saídas.

24 Fluxo de caixa Representação do Fluxo de Caixa Entrada ou recebimento Saída ou desembolso

25 Fluxo de caixa Representação do Fluxo de Caixa

26 Fluxo de caixa Plano de contas O Plano de Contas é um conjunto de contas, diretrizes e normas que disciplinam as tarefas do setor contábil de uma entidade, uniformizando os seus registros contábeis; Os critérios para se definir a numeração adotada ficam a cargo de cada contabilista, de acordo com as necessidades e conveniências de entidade, bem como com o grau de detalhamento a que se pretende chegar.

27 Fluxo de caixa Plano de contas

28 Fluxo de caixa

29 Revisão de alguns conceitos Juros é uma compensação em dinheiro pelo uso de um capital, por determinado tempo, a uma taxa combinada. (GUERRA, 2001). Taxa de juros é o valor do juros em uma unidade de tempo (dia, mês, semestre, ano) expresso como porcentagem do capital (GUERRA, 2001).

30 Revisão de alguns conceitos Capital, Principal ou Valor Presente valor expresso em moeda e disponível em certa época (GUERRA, 2001); Quantia de dinheiro envolvida numa operação financeira. Montante Sendo um capital aplicado à taxa i e pelo prazo de n períodos, o montante é a soma do juro mais o capital inicial.

31 Juros Simples No regime de juros simples, os juros incidem somente sobre a aplicação capital inicial, qualquer que seja o número períodos de capitalização. Sendo a fórmula: J = C. i. n Onde: C = Capital inicial ou principal; J = valor do juro simples; n = tempo de aplicação; i = taxa de juros unitária. [ i/100 ] Obs: M = J + C

32 Juros Simples EXEMPLOS 1) Aplica-se um capital de $ 5.000,00 a 3% a. m. durante 5 meses. Qual o Juro e montante Comercial? RESP: J = $ 750,00 M = $ 5.750,00 $5.150$5.300$5.450$5.600$5.750 $ ) Um capital de $25.000,00, aplicado durante 7 meses, rende juros de $7.875,00. Determine a taxa correspondente. RESP: i= 4,5 a.m.

33 Juros Compostos Os juros gerados a cada período são incorporados ao principal para o cálculo dos juros do período seguinte. Sendo a fórmula: J = C. [(1 + i) n – 1] M = C. (1+i) n Onde: C = Capital inicial ou principal; J = juro composto; n = tempo de aplicação; M = montante i = taxa de juros unitária. [ i/100 ] Obs: J = M – C

34 Juros Compostos EXEMPLO Para custear a lavoura um produtor toma emprestado do banco a quantia de R$ 1.200,00 por um prazo de 8 meses, à taxa de juros compostos de 3,5% a.m. Quanto será o valor de uma parcela única ao final do prazo. RESP: M = R$ 1.580,17 $1.242 $1.285 $1.330 $1.377 $1.425 $1.475 $1.526 $1.580,17 $1.200

35 Juros Simples x Juros Compostos Tipo de juros Juros SimplesJuros Compostos Fórmula j = VP. i. nj = VP. (1 + i)^n Valor Presente (R$) 100,00 Taxa de juros (% am) 5,00 Montante no mês (R$) j + VP

36 Juros Simples x Juros Compostos Tipo de juros Juros SimplesJuros Compostos Fórmula j = VP. i. nj = VP. (1 + i)^n Valor Presente (R$) 100,00 Taxa de juros (% am) 5,00 Montante no mês (R$) j + VP , , , , , , , , , , , ,59

37 EXERCÍCIOS Juros Simples (FAZER REPRESENTAÇÃO GRÁFICA) 1) Um capital de $ 2.000,00 foi aplicado durante 3 meses, à juros simples, à taxa de 3% a.m. Calcule os Juros e o Montante. 2) Um capital de $ 5.000,00 foi aplicado durante 120 dias, à juros simples, à taxa de 48% a.a. Calcule os Juros e o Montante. 3) Sabendo-se que os juros de $6.000,00 foram obtidos com a aplicação de $7.500,00, à taxa de 8% ao trimestre, qual o prazo da operação? Juros Compostos (FAZER REPRESENTAÇÃO GRÁFICA) 1) Um capital $ 2.500,00 foi aplicado durante 5 meses, à taxa de 3% a.m.. Calcule o Montante e o juro. 2) Para comprar uma plantadeira no valor de R$ ,00, quanto devo aplicar para em 2 anos possua tal valor a uma taxa de aplicação de 18% a.a.


Carregar ppt "Avaliação da Viabilidade Econômico- Financeira em Projetos Elias Pereira Aula 1 - Montagem de Fluxo de Caixa de Projetos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google