A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1º ANO DE LETRAS 2008 INFORMATICA APLICADA AO ENSINO JAQUELINE DE SOUZA LAUREANO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1º ANO DE LETRAS 2008 INFORMATICA APLICADA AO ENSINO JAQUELINE DE SOUZA LAUREANO."— Transcrição da apresentação:

1 1º ANO DE LETRAS 2008 INFORMATICA APLICADA AO ENSINO JAQUELINE DE SOUZA LAUREANO

2

3

4 INCLUSÃO PARA TODOS É difícil pensarmos que pessoas são excluídas do meio social em razão das características físicas que possuem, como qualquer outra, como cor da pele, cor dos olhos, altura, peso e formação física. Já nascemos com essas características e não podemos de certa forma ser culpados por tê-las. A inclusão está ligada a todas as pessoas que não tem as mesmas oportunidades dentro da sociedade. Mas os excluídos socialmente são também os que não possuem condições financeiras dentro dos padrões impostos pela sociedade, os idosos, os negros e os portadores de deficiências físicas, como cadeirantes, deficientes visuais, auditivos e mentais. Existem as leis específicas para cada área, como a das cotas de vagas nas universidades, em relação aos negros, e as que tratam da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O mundo sempre esteve fechado para mudanças, em relações a essas pessoas, porém, a partir de 1981, a ONU (Organização das Nações Unidas) criou um decreto tornando este ano como o Ano Internacional das Pessoas Portadoras de Deficiências (AIPPD), época em que se passou a perceber que as pessoas portadoras de alguma necessidade especial eram também merecedoras dos mesmos direitos que os outros cidadãos. As diferenças enriquecem a vida de todos.

5 Hoje é comum vermos anúncios em jornais, de empresas contratando essas pessoas, sendo que de acordo com o número de funcionários da mesma, existe uma cota, uma quantidade de contratação exigida por lei. Uma empresa com até 200 funcionários deve ter em seu quadro 2% de portadores de deficiência (ou reabilitados pela Previdência Social); as empresas de 201 a 500 empregados, 3%; as empresas com 501 a empregados, 4%; e mais de empregados, 5%. Nossa cultura tem uma experiência ainda pequena em relação à inclusão social, com pessoas que ainda criticam igualdade de direitos e não querem cooperar com aqueles que fogem dos padrões de normalidade estabelecido por um grupo que é maioria. E diante dos olhos deles, também somos diferentes. É difícil pensarmos que pessoas são excluídas do meio social em razão das características físicas que possuem, como qualquer outra, como cor da pele, cor dos olhos, altura, peso e formação física. Já nascemos com essas características e não podemos de certa forma ser culpados por tê-las. A inclusão está ligada a todas as pessoas que não tem as mesmas oportunidades dentro da sociedade. Mas os excluídos socialmente são também os que não possuem condições financeiras dentro dos padrões impostos pela sociedade, os idosos, os negros e os portadores de deficiências físicas, como cadeirantes, deficientes visuais, auditivos e mentais. Existem as leis específicas para cada área, como a das cotas de vagas nas universidades, em relação aos negros, e as que tratam da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

6 A princípio, ganharam alguma liberdade através das rampas, que permitiram maior acesso às escolas, igrejas, bares e restaurantes, teatros, cinemas, os meios de transporte, onde, aos poucos, o mundo foi se remodelando para dar-lhes maiores oportunidades. Hoje é comum vermos anúncios em jornais, de empresas contratando essas pessoas, sendo que de acordo com o número de funcionários da mesma, existe uma cota, uma quantidade de contratação exigida por lei. Uma empresa com até 200 funcionários deve ter em seu quadro 2% de portadores de deficiência (ou reabilitados pela Previdência Social); as empresas de 201 a 500 empregados, 3%; as empresas com 501 a empregados, 4%; e mais de empregados, 5%. Nossa cultura tem uma experiência ainda pequena em relação à inclusão social, com pessoas que ainda criticam a igualdade de direitos e não querem cooperar com aqueles que fogem dos padrões de normalidade estabelecido por um grupo que é maioria. E diante dos olhos deles, também somos diferentes. E é bom lembrar que as diferenças se fazem iguais quando colocadas num grupo que as aceitem e as consideram, pois nos acrescentam valores morais e de respeito ao próximo, com todos tendo os mesmos direitos e recebendo as mesmas oportunidades diante da vida. Há um cruzamento entre o movimento da Educação Inclusiva e a busca de uma escola de qualidade para todos;

7 Há propostas de modificações curriculares visando a implantação de programas mais adaptados às necessidades específicas das crianças portadoras de deficiência. Tendo sido dada uma ênfase especial no estabelecimento dos componentes de autodeterminação da criança portadora de deficiência. As equipes técnicas das escolas também sido trabalhadas para fornecer um atendimento mais adequado ao professor de classe comum. Há o acompanhamento, através de estudos e pesquisas, a respeito dos sujeitos que passaram por um processo de educação inclusiva. Eles tem sido observados através da análise de sua rede de relações sociais, atividades de laser, formas de participação na comunidade, satisfação pessoal, etc. Um dos maiores estudos de follow-up é o da Universidade de Minnesota que apresenta um Estudo Nacional de Transição Longitudinal. Também tem sido acompanhados os Serviços dos Programas de Educação que trabalham com a Educação Inclusiva.

8 Hoje em dia a cruzamento entre o movimento da Educação Inclusiva e a busca de uma escola de qualidade para todos; Há propostas de modificações curriculares visando a implantação de programas mais adaptados às necessidades específicas das crianças portadoras de deficiência. Tendo sido dada uma ênfase especial no estabelecimento dos componentes de autodeterminação da criança portadora de deficiência. As equipes técnicas das escolas também sido trabalhadas para fornecer um atendimento mais adequado ao professor de classe comum. Há o acompanhamento, através de estudos e pesquisas, a respeito dos sujeitos que passaram por um processo de educação inclusiva. Eles tem sido observados através da análise de sua rede de relações sociais, atividades de laser, formas de participação na comunidade, satisfação pessoal, etc. Um dos maiores estudos de follow-up é o da Universidade de Minnesota que apresenta um Estudo Nacional de Transição Longitudinal. Também tem sido acompanhados os Serviços dos Programas de Educação que trabalham com a Educação Inclusiva.

9 O conceito de Inclusão A inclusão é : atender aos estudantes portadores de necessidades especiais na vizinhanças da sua residência. propiciar a ampliação do acesso destes alunos às classes comuns. propiciar aos professores da classe comum um suporte técnico. perceber que as crianças podem aprender juntas, embora tendo objetivos e processos diferentes levar os professores a estabelecer formas criativas de atuação com as crianças portadoras de deficiência propiciar um atendimento integrado ao professor de classe comum

10 Não devemos confundir alguns princípios com inclusão, como: levar crianças às classes comuns sem o acompanhamento do professor especializado ignorar as necessidades específicas da criança fazer as crianças seguirem um processo único de desenvolvimento, ao mesmo tempo e para todas as idades extinguir o atendimento de educação especial antes do tempo esperar que os professores de classe regular ensinem as crianças portadoras de necessidades especiais sem um suporte técnico.

11 Existem algumas diferenças entre o princípio da normalização e da inclusão Vejamos alguns deles O princípio da normalização diz respeito a uma colocação seletiva do indivíduo portador de necessidade especial na classe comum. Neste caso, o professor de classe comum não recebe um suporte do professor da área de educação especial. Os estudantes do processo de normalização precisam demonstrar que são capazes de permanecer na classe comum. O processo de inclusão se refere a um processo educacional que visa estender ao máximo a capacidade da criança portadora de deficiência na escola e na classe regular. fornecer o suporte de serviços da área de Educação Especial através dos seus profissionais. A inclusão é um processo constante que precisa ser continuamente revisto Fonte (Profa. Dra. Leny Magalhães Mrech F E Ude São Paulo)

12 O Mamoeiro O Mamoeiro

13 O quadro anterior é um dos exemplos de formas de contatos Os contatos sociais são os primeiros passos para qualquer associação humana, pois a convivência humana pressupõe uma variedade de formas de contato. É a base da vida social. Tipos: Primários - Contatos pessoais diretos. Forte base emocional exemplo família. Secundários - São os contatos impessoais, formais.exemplo trabalho, escola etc. Isolamento social - caracterizado pela ausência dos contatos sociais (atitudes de ordem social, atitudes de ordem individual ).

14 Interação social não é o simples contato, e preciso que haja interação, mudança do comportamento dos indivíduos envolvidos como resultado do contato e da comunicação que se estabelece. O processo social mais importante é a interação. Todos os processos sociais são diferentes tipos de interação. Por isto, a interação é o processo social geral. A interação é o processo de influência recíproca ou unilateral entre dois ou mais agentes sociais. A influência entre os agentes sociais é recíproca quando os agentes estão fisicamente próximos entre si, em contato direto, ou quando há, de qualquer modo, a possibilidade de reação por parte de todos os agentes envolvidos no processo: quando converso com uma pessoa, seja em contato face a face, seja por telefone, ou mesmo quando me comunico com alguém através de carta, por exemplo

15 A influência é unilateral quando algum dos agentes em interação está presente no processo apenas de forma indireta e, desse modo, pode influenciar, mas não pode ser influenciado pelo outro. Quando, por exemplo, leio algum livro, sou influenciado, mas, em geral, não influencio o seu autor, seja porque eu não tenha como entrar em contato com ele, seja porque ele esteja morto. O mesmo tende a acontecer quando vejo um filme ou assisto televisão. A unilateralidade predominante na interação feita com a intermediação dos modernos meios de comunicação de massa – cinema, rádio, televisão, jornal – é um eficientíssimo e, por isto mesmo, perigoso instrumento de dominação e manipulação das massas, através da transmissão de crenças e valores, bem como, em conseqüência, da formação de opiniões e atitudes. Como podemos ver, a sociedade é um grupo de indivíduos que formam um sistema semi-aberto, no qual a maior parte das interações é feita com outros indivíduos pertencentes ao mesmo grupo. Uma sociedade é uma rede de relacionamentos entre pessoas. Uma sociedade é uma comunidade interdependente. O significado geral de sociedade refere-se simplesmente a um grupo de pessoas vivendo juntas numa comunidade organizada compartilhando diariamente contatos sociais.

16


Carregar ppt "1º ANO DE LETRAS 2008 INFORMATICA APLICADA AO ENSINO JAQUELINE DE SOUZA LAUREANO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google