A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estresse no Trabalho Gerencia e a responsabilidade da manutenção da qualidade de vida dos colaboradores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estresse no Trabalho Gerencia e a responsabilidade da manutenção da qualidade de vida dos colaboradores."— Transcrição da apresentação:

1 Estresse no Trabalho Gerencia e a responsabilidade da manutenção da qualidade de vida dos colaboradores

2 O QUE É ESTRESSE? O estresse é uma condição dinâmica na qual um indivíduo é confrontado com uma oportunidade, limitação ou demanda em relação a alguma coisa que ele deseja e cujo resultado é percebido, simultaneamente, como importante e incerto.

3 Brasil é o 2º país do mundo com maior nível de estresse

4 Sete em cada dez brasileiros reclamam de estresse no trabalho. Destes, pelo menos três sofrem da chamada Síndrome de Burnout esgotamento mental intenso causado por pressões no ambiente profissional. Fátima Biteencourt -http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=23043

5 Um levantamento da International Stress Managemente Association (Associação Internacional do Controle do Estresse) aponta o Brasil como o segundo país do mundo com o maior nível de estresse do mundo.

6 De cada dez trabalhadores, três pelos menos sofrem da chamada síndrome de Burn Out, esgotamento mental intenso causado por pressões no ambiente profissional

7 Em dezembro, o nível de estresse aumenta, em média, 75% em relação aos outros períodos, segundo um estudo realizado pela International Stress Management Association do Brasil (ISLA- BR) - associação que pesquisa o estresse e suas formas de prevenção.

8 Uma pesquisa com trabalhadores norte- americanos revelou que eles: Acham que tem excesso de trabalho54% Estão subjugados pelo excesso de trabalho55% Não tem tempo para refletir59% Não tem tempo para concluir suas tarefas56% Precisam realizar muitas tarefas diferentes ao mesmo tempo 45%

9

10 ESTRESSE É RUIM? O estresse não é necessariamente ruim. Normalmente é discutido dentro de um contexto negativo, mas tem seu lado positivo.

11 O estresse aparece associado aos limites e às demandas. Os limites impedem que você faça o que deseja. As demandas se referem à perda de alguma coisa desejada.

12 Exemplo Quando você faz sua prova na faculdade ou passa pelo processo de avaliação de desempenho em seu trabalho, sente o estresse por estar confrontado oportunidades, limitações e demandas.

13 Um bom desempenho pode levar a uma promoção, a maiores responsabilidades e a um salário mais alto. Um mau desempenho pode impedi-lo de conseguir a promoção. Se a avaliação for ruim, pode até significar a sua demissão.

14

15 Duas condições são necessárias para que o estresse potencial se torne real.

16 É preciso haver incerteza em relação ao resultado, e este deve ser importante.

17 O estresse é maior em quem? Nas pessoas que não conseguem saber se vão perder ou ganhar. O estresse é menor em quem? Nas pessoas que, se ganhar não for um aspecto relevante.

18 Estresse e suas conseqüências O que causa o estresse? Quais são as suas conseqüências para os funcionários, individualmente? Por que determinadas condições criam estresse para algumas pessoas e parecem não ter nenhum efeito sobre outras?

19 Fontes potenciais de estresse Ambientais; Organizacionais; Individuais. Se o estresse vai se concretizar ou não, dependerá de diferenças individuais, como experiência no trabalho e personalidade.

20 Fatores ambientais Incertezas econômicas – mudanças nos ciclos dos negócios; Incertezas políticas – não costumam atingir os norte-americanos como os indivíduos de países como o Haiti ou Venezuela;

21 Fatores ambientais Incertezas tecnológicas – com a inovação pode tornar obsoleta as habilidades dos trabalhadores em um período muito curto de tempo; Terrorismo – estado de alerta em relação a segurança.

22 Fatores individuais Relacionamentos familiares e pessoais – dificuldade no casamento, rompimento de uma relação, ou problemas com os filhos; Problemas econômicos – indivíduos gastam mais do que tem;

23 Problemas da própria personalidade – pesquisas concluíram que algumas pessoas parecem ter uma tendência inerente a acentuar os aspectos negativos da vida.

24 Se isso for verdadeiro, um fator significativo que influencia o estresse seria uma disposição básica natural da pessoa, ou seja, os sintomas de estresse expressados no trabalho teriam origem, na verdade, na própria personalidade do indivíduo.

25 Fatores organizacionais Demanda de tarefas – característica de cada atividade, condições de trabalho e ambiente físico; Demanda de papéis – pressão sofrida por uma pessoa em função do papel desempenhado na organização (sobrecarga);

26 Demandas interpessoais – pressões exercidas pelos outros funcionários. Estrutura organizacional – excesso de regras, falta de participação em decisões; Liderança organizacional – estilo gerencial dos líderes da organização;

27 Estágio de vida da organização – qual estágio a empresa se encontra? Os estágios de estabelecimento e declínio são particularmente estressante. Na maturidade o estresse tende a ser menor.

28 OS FATORES DE ESTRESSE SÃO CUMULATIVOS Um fato que costuma ser menosprezado é que os fatores de estresse são um fenômeno cumulativo. O estresse se intensifica. Cada fator novo e persistente faz crescer o nível de estresse do indivíduo. (gota dágua)

29 Conseqüências do estresse

30 SINTOMAS FÍSICOS Aumento dos ritmos cardíacos e respiratório; Aumento da pressão sanguínea; Dores de cabeça; Até ataques do coração.

31

32 iniciar

33 SINTOMAS PSICOLÓGICOS Insatisfação; Tensão; Ansiedade; Irritabilidade; Tédio; Procrastinação (é o adiamento ou atraso de uma ação).

34 SINTOMAS COMPORTAMENTAIS Mudanças na produtividade; Absenteísmo; Rotatividade; Hábitos alimentares; Aumento do consumo de álcool ou tabaco; Fala mais rápida; Inquietação; Distúrbio do sono.

35 Os níveis de estresse atingem o auge As evidências de que o estresse no ambiente de trabalho é real e está aumentando são poderosas demais para serem ignoradas.

36 Considere as seguintes evidências: Um estudo do Instituto Nacional de Saúde e Segurança Ocupacionais dos EUA, mais da metade dos trabalhadores norte-americanos vê o estresse como um problema sério em sua vida.

37 Isso é mais do que o dobro do que foi levantado em uma pesquisa nos anos 90. O número de pessoas que falta ao trabalho por motivo de saúde triplicou entre 1999 e 2002.

38 O resultado de uma pesquisa indicou em 2002 que 29% das pessoas se encaixavam na categoria de estresse mais crítico, a maior porcentagem nos seis anos de realização.

39 O Instituto Americano de Estresse estima que o estresse e suas conseqüências – absenteísmo, esgotamento e problemas psicológicos – custam mais de 300 bilhões de dólares por ano aos EUA.

40 Nos Estados Unidos, aproximadamente 90% das pessoas adultas já experimentaram altos níveis de estresse, sendo que quase metade dessas afirmam enfrentarem os altos níveis de estresse pelo menos uma a duas vezes por semana.

41 Estima-se que 60% a 80 % dos acidentes de trabalho, nos EUA, relacionam-se com o estresse.

42 Outros estudos recentes concluem que 75% dos trabalhadores experimentaram condições físicas ou mentais relacionadas com o estresse.

43 Esses números exorbitam no Japão, onde se estima que cerca de trinta mil trabalhadores morrem por ano por excesso de trabalhado.

44 Diversos estudos têm revelado um alto nível de estresse em determinadas camadas da população brasileira, tais como policiais militares, professores e bancários.

45 A Comunidade Européia reconhece oficialmente o estresse como sendo o segundo maior problema de saúde ocupacional enfrentado pelos trabalhadores europeus.

46 Um levantamento realizado no Centro Psicológico de Controle do Stress de Campinas mostrou que cerca de 70% dos que procuram atendimento - tratamento ou profilaxia - pertencem a classe gerencial (LIPP, 2005) Gerenciamento do Estresse Ocupacional: Uma Nova Abordagem Luciana Pucci Santos (UFRJ) Ricardo Wagner (UFRJ)

47 ADMINISTRANDO O ESTRESSE Do ponto de vista da organização, os executivos não precisam se preocupar quando os funcionários experimentam níveis baixos a moderados de estresse Estes níveis podem ser funcionais.

48 Níveis de estresse alto, ou mesmo níveis baixos, mantidos durante um período muito longo, podem ameaçar o desempenho dos funcionários e, por isso, requerem ações dos executivos.

49 QUESTÃO PARA A TURMA O que você Administrador faria para diminuir o nível de estresse no trabalho?

50 Referência SANTOS, L.P., WAGNER, R. Gerenciamento do Estresse Ocupacional: Uma Nova Abordagem (UFRJ) ROBBINS, S. Comportamento Organizacional. Ed. Pearson pais-com-maior-nivel-de-estresse-do-mundo- mostra-pesquisa pais-com-maior-nivel-de-estresse-do-mundo- mostra-pesquisa p?id= p?id=23043

51 REFERÊNCIA


Carregar ppt "Estresse no Trabalho Gerencia e a responsabilidade da manutenção da qualidade de vida dos colaboradores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google