A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Zoologia dos invertebrados e vertebrados Pré- Vestibular Dimensão, Biologia, profa Roberta Trois.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Zoologia dos invertebrados e vertebrados Pré- Vestibular Dimensão, Biologia, profa Roberta Trois."— Transcrição da apresentação:

1 Zoologia dos invertebrados e vertebrados Pré- Vestibular Dimensão, Biologia, profa Roberta Trois

2 FILO PORIFERO - Animais diploblasticos - Organização bastante rudimentar quase sempre assimétricos - Não possuem órgãos e tecidos- PARAZOARIOS - Vivem isolados ou em colônias, geralmente marinhos - Reprodução assexuada (regeneração, gemulação, brotamento) qto sexuadamente (fase larval livre nadante- anfiblastula)

3 Coanocitos: retenção de alimento e digestão Amebocitos: distribuição do O2 e alimento Porocitos: células achatadas que formam os poros Miocitos: células alongadas que abrem e fecham os poros Pinacocitos: células de revestimento externo O corpo das esponjas assemelha-se a um saco de paredes espessas perfuradas por, inúmeros poros; e sustentada por um material fibroso de origem protéica denominada espongina. Cavidade central: átrio ou espongiocele e uma abertura para o exterior: osculo Processos Físico- químicos Excreção Respiração Circulação Digestãointracelular

4

5 FILO CELENTERADOS OU CNIDARIOS

6 Águas-vivas, anêmonas-do-mar, hidras, caravelas e corais. - Animais diploblásticos com simetria radial, apresentam órgãos rudimentares e tecidos - Aquáticos, predominantemente marinhos, vivem isolados ou em colônias - Reprodução sexuada ou assexuada podem apresentar metagênese - Indivíduos hermafroditas e de sexos separados, fecundação externa, algumas sp. O zigoto passa por um estagio larval livre- nadante Apresentam-se de 2 formas: pólipo e medusa. FILO CELENTERADOS OU CNIDARIOS Células da epiderme: defendem e capturam alimento, ambas realizadas por cels urticantes exclusivas do grupo denominadas Cnidoblasto ou cnidocitos

7 FILO PLATELMINTOS -Animais achatados, triploblásticos acelomados - São de vida livre (planarias) ou parasitas de outros animais (tênia, fasciola e o esquistossomo) algumas são anaeróbicas -Simetria bilateral -Reprodução sexuada ou assexuada Sist. Digestorio falta anus (incompleto) Sist. Excretor Bem desenvolvido com células especializadas (céls. flamas, solenocitos, protonefrideos) DIFUSAO Sist. Circulatório Sist. Respiratório Sist. Nervoso 2 gânglios cerebroides anteriores e ventrais

8 O filo divide-se em 3 classes principais: Turbelários: apresentam corpo não segmentado, vida livre, vivem no meio aquatico ou ambiente terrestre umido. Ex: planarias e geoplanas Trematódios: parasitas de homens e vertebrados Schistossoma mansoni e fasciola hepatica Vive nos canais biliares do carneiro e ocasionalmente parasita o homem

9 Cestódios: Taenia solium (porco) e Taenia saginata (boi) Não apresentam sist. digestivo e tem o corpo dividido por segmentos. Cada segmento apresenta um sist. reprodutor masculino e um feminino

10 Teníase debilidade física, diarréia, insônia Cisticercose Ingestão de ovos de Taenia solium ou auto- infestação Canjiquinha ou cisticerco

11 ganchos escolex ou cabeça ventosas proglote

12 FILO ASQUELMINTOS ou NEMATELMINTOS - São os vermes- nematódeos (lombriga, oxiúro, ancilóstomo, necator e filaria - São de vida livre, podem ser de água doce, marinhos ou terrestres - Triploblásticos - Pseudocelomados - Simetria bilateral - Dióicos, com fec. Interna, desenvolvimento direto ou indireto Sist. Excretor Bem desenvolvido com células especializadas (renetes) DIFUSAO (alguns são anaeróbicos) Sist. Circulatório Sist. Respiratório Sist. Nervoso ganglionar Sist. Digestório Completo Lembram a letra H Anus cloaca Espícula: une macho e fêmea na copula Localiza-se no final do orifício cloacal do macho

13

14 Amarelão/ancilostomose: anemia, apatia e sonolência Lombriga - Ascaris lumbricoides (Acaríase: distúrbios intestinais) Oxiúro – Enterobius vermiculares (Enterobiose/oxiurose: prurido anal) Ancilóstomo – Ancylostoma duodenale Necator – Necator americanus Filaria – Wucheria bancrofi (Filariose/ elefantíase: inflamação dos vasos linfáticos) lombriga ancilostomose

15 elefantiase

16 FILO ANELIDEOS - Animais com simetria bilateral com corpo dividido em anéis (metamerizado) - Triploblásticos celomados - Marinhos, de água doce ou terrestres; vida livre ou parasitas Reprod. Sexuada dióicos (poliquetos), fec. ext e desenv. indireto monóicos (oligoquetos) fec. cruzada (clitelo e casulo) trocófora Sist. Digestivo completo com estruturas especiais em alguns grupos: Oligoquetos papo (armazenamento), moela (trituração) e trifossolis (absorção) Sist. Circulatório fechado formado por 2 vasos longitudinais (dorsal e ventral) Pigs. Respiratórios hemoglobina, hemocritina Respiração cutânea ou branquial Sist. Excretor : nefridial Sist. Nervoso: ganglionar com 2 gânglios cerebroides e um cordão nervoso ventral

17 São divididos em 3 grupos: Hirudineos: sanguessuga (aquaticos) Poliquetos: poliquetas (marinhos) Oligoquetos: minhocas (terrestres)

18

19 FILO MOLUSCOS -Triploblástico celomado, simetria bilateral - Corpo dividido em 3 partes básicas: cabeça, pe e massa visceral provida ou não de concha calcaria - Marinhos, agua doce e terrestres Sist. Digestivo completo possuem rádula Sist. Respiratório pulmonar e cutâneo (gastrópodes terrestres) ou branquial (pelecípodes e cefalópodes) Sist. Circulatório aberto Sist. Excretorio nefridial Sist. Nervoso: ganglionar com 2 gânglios pediais, 2 viscerais e 2 cefálicos com exceção dos pelecípodes Reprodução sexuada Gastrópodes são monóicos e tem fecundação cruzada e os cefalópodes são dioicos.

20 Principais classes: Pelecípodes ou bivalentes: marisco, ostras e mexilhões Gastrópodes: caracol, lesma e caramujo Cefalópodes: lula, polvo, náutilo

21 FILO ARTROPODES - Filo mais numeroso - Reúne animais triploblásticos, celomados, de simetria bilateral, providos de apêndices articulados e de um exoesqueleto quitinoso que protege as estruturas internas - Muitos são terrestres e outros de água doce ou marinhos - Reprodução geralmente sexuada com fec. interna e desenv. direto ou indireto (metamorfose) -Sofrem ecdises

22 estrutura insetosaracnideoscrustaceosquilopodesdiplopodes Numero de patas (a maioria) 3 pares4 pares5 pares1 par por segmento do abdome 2 pares por segmento do abdome Numero de antenas 1 parAusentes2 pares1 par Divisão do corpo Cabeça, tórax e abdome Cefalotórax e abdome Cabeça e copo Cabeça, tórax e abdome Estruturas importantes Assas: ápteros, dípteros, tetrapodes Queliceras e palpos fiandeiras Forcipula (inocula veneno) Exs: Gafanhoto, pulga, barata, besouro,.. Escorpião, aranha,.. Siri, lagosta, camarão, tatuzinho de jardim,.. Lacraia (centopéia) Piolho de cobra

23 FILO EQUINODERMOS Animais exclusivamente marinhos, alguns sesseis e outfos moveis Simetria bilateral na fase larvaria e radial na adulta Triploblásticos celomados Sistema ambulacral ou hidrovascular Respiração através de brânquias Possuem lanterna de Aristóteles- ap. mastigador ( 5 dentes) Apresentam um endoesqueleto calcário de origem epidérmica Reprodução sexuada, externa e o desenv. Indireto Filo dividido em 5 classes: Asteroides (estrela do mar) Holoturoides (pepino do mar) Equinoides (ourico do mar) Crinoides (lirio do mar) Ofiuroides (serpentes do mar)

24 FILO CORDADOS Características: Notocorda ou corda dorsal - bastão fibroso localizado na região dorsal, destinado à sustentação do corpo. Nos vertebrados está presente apenas nos estágios iniciais do seu desenvolvimento embrionário e depois é substituída pela coluna vertebral ou espinha dorsal. Fendas branquiais - orifícios pequenos localizados na faringe que tem função na respiração e na filtração de alimentos. Nos anfíbios, répteis, aves e mamíferos, estão presentes apenas na fase embrionária, fechando-se nas etapas seguintes do desenvolvimento. Tubo nervoso dorsal - além de ocupar a região cefálica, ocupa uma posição dorsal, como um tubo nervoso longitudinal e único. O filo Chordata (cordados) constitui um grupo muito heterogêneo e divide-se em dois grupos: Os protocordados - formados pelos sub-filos Urochordata (urocordados), ou Tunicata (tunicados) e Cephalochordata (cefalocordados) e os eucordados - formado pelo sub-filo Vertebrata (vertebrados).

25 FILO CORDADOS Subfilo Urocordados - Ascidia- animais tunicados Subfilo Cefalocordados - animais pequenos, pisciformes, de vida livre, marinhos, com notocorda bem desenvolvida e persistente durante toda a vida do animal anfioxo Supeclasse Peixes Classe Ciclostomados – vertebrados mais primitivos. Não possuem mandibula (agnatas), não possuem vértebras típicas e em seu lugar há pecas cartilaginosas São as lampreias e as feiticeiras Possuem o corpo alongado, cilíndrico e com nadadeiras impares (dorsal e caudal) Vivem em água doce ou salgada e não possuem representantes no BR.

26 Os ciclostomados tem vida parasitaria e podem ser ecto ou endoparasitas. Ectoparasitas: lampreias. Se fixam no corpo do peixe e sugam o sangue Endoparasitas: feiticeiras. Penetram nos peixes atraves das branquias e destroem a musculatura As feiticeiras, endoparasitas, penetram no interior dos peixes através das brânquias e destroem principalmente os músculos da vítima. As feiticeiras, em geral, alimentam-se de cadáveres (hábitos necrófagos) ou de pequenos invertebrados bentônicos. Ocorrem na plataforma continental e no mar aberto, em profundidades em torno de 100 metros. Monoicas ou dioicas (sem dimorfismo sexual) Hermafroditas com fec. externa e desenv. direto

27 Classe Condricties e Osteicties Peixes ósseos e cartilaginosos. Único anexo embrionário que possuem e o saco vitelinico Respiração branquial e as vezes pulmonar complementar Circulação e fechada, simples e completa e o coração apresenta um átrio e um ventrículo. Possuem um rim que elimina amônia ou uréia A reprodução e sexuada com fecundação externa ou interna e os peixes podem ser vivíparos, ovíparos e ovovivíparos. Os osteicties possuem bexiga natatória- estrutura pela qual o peixe controla sua densidade (permite sua flutuação)

28 Condicties (peixes cartilaginosos) Osteicties (peixes ósseos) Esqueleto cartilaginosoÓsseo Boca ventralAnterior Brânquias Descoberta com espiráculos Protegidas (opérculo) sem espiráculos Fecundação Internas e sem larvasExternas com larvas (alevinos) Principal excreta nitrogenada UréiaAmônia Escamas placoidesDérmicas, ausentes (bagre) Habitat marinhosMarinhos ou dulcicolas Cloaca presenteAusente Exs: Tubarão, quimera, arraia, cação, peixe-serra, torpedo, peixe viola Tainha, manjuba, linguado, robalo, bagre, pintado, dourado, carpa, truta

29 Ovoviviparidade Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Designam-se como ovovivíparos os animais cujo embrião se desenvolve dentro de um ovo alojado dentro do corpo da mãe. O ovo recebe assim proteção, mas desenvolve-se a partir do material nutritivo existente dentro do ovo. Os ovos eclodem no oviducto materno sem que exista ligação alguma entre a progenitora e o embrião.animaisembriãoovomãenutritivo Alguns peixes, répteis e invertebrados são ovovivíparos.peixesrépteisinvertebrados Viviparidade Designam-se como vivíparos os animais cujo embrião se desenvolve dentro do corpo da mãe, numa placenta que lhe fornece nutrientes necessários ao seu desenvolvimento e retira os produtos de excreção.animaisembriãomãeplacentanutrientesexcreção São vivíparos a maior parte dos mamíferos e alguns peixes, répteis, anfíbios e insetos.mamíferospeixesrépteisanfíbios insetos Oviparidade Os animais ovíparos são aqueles cujo embrião se desenvolve dentro de um ovo em ambiente externo sem ligação com o corpo da mãe.animaisembriãoovomãe Este é o método de reprodução da maioria dos peixes, anfíbios, répteis, todas as aves, e a maioria dos insetos, moluscos e alguns aracnídeos.peixesanfíbiosrépteis avesinsetosmoluscosaracnídeos

30 "Ovovivíparo é aquele que produz ovos que eclodem dentro do corpo da fêmea"; os embriões podem desenvolver-se um pouco mas falta-lhes uma placenta para complementar uma gestação plena segundo a conhecemos (com a nutição mãe- filho). O termo ovovivíparo refere-se a embriões nutridos pelo saco vitelínico envoltos por uma membrana (o ovo) que se desenvolvem no interior da mãe. De maneira geral seria como chocar os ovos internamente". Os filhotes se desenvolvem, então, dentro desses ovos, os quais ficam guardados a salvo no interior da mãe. Quando o desenvolvimento se completa, a casca se rompe e o filhote, é parido pela mãe. Normalmente, são répteis, peixes (os tubarões podem ser vivíparos, ovíparos ou ovovivíparos) ou mesmo aracnídeos como o escorpião (todos os escorpiäes são vivíparos ou ovovivíparos). Quanto aos tubarões vivíparos, temos o Tubarão Baleia ("Rhincodon typus"), o Tubarão Cabeça-Chata ("Carcharhinus leucas") Tubarão Azul ("Prionace glauca" ); e de oviparos temos: o Tubarão Branco ("Carcharodon carcharias") e o Tubarão Tigre ("Galeacerdo cuvier"). Exemplos de ovovivíparos: jibóias, escorpiões, alguns tubarões, os cavalos- marinhos, os peixes ornamentais guppy, espada e as percas e os guaru-guarus (também peixes).

31 Tubarão ou cação é o nome dado vulgarmente aos peixes de esqueleto cartilaginoso e um corpo hidrodinâmico (com exceção dos Squatiniformes, Hexanchiformes e Orectolobiformes) pertencente à superordem Selachimorpha. Os primeiros tubarões conhecidos viveram há aproximadamente 400 milhões de anos.peixesesqueletocartilaginosohidrodinâmicoSquatiniformesHexanchiformes Orectolobiformessuperordem Esqueleto tubarão Os esqueletos de tubarões são muito diferentes dos esqueletos de peixes ósseos e vertebrados terrestres. Tubarões e outros peixes cartilagíneos (raias e quimeras) possuem esqueletos feitos de cartilagem e tecido conjuntivo. A cartilagem é flexível e durável e tem cerca de metade da densidade do osso. Isto reduz o peso do esqueleto, poupando energia. [17] No entanto a cartilagem de tubarões mais velhos, às vezes, pode ser parcialmente calcificada, tornando-a mais pesada e mais semelhante a um osso. [18] Os tubarões não têm caixa torácica e, portanto, em terra, o próprio peso de um tubarão pode esmagá-lo.peixes ósseos vertebrados terrestrespeixes cartilagíneosraiasquimerascartilagemtecido conjuntivo [17] [18]

32 Escamas placoides Ao contrário dos peixes ósseos, os tubarões têm um espartilho dérmico complexo feito de fibras flexíveis de colágeno e disposto como uma rede helicoidal em torno de seu corpo. Isso funciona como um esqueleto externo, proporcionando fixação para os músculos de nado, e assim economizando energia. [25] Suas escamas placoides dão-lhes vantagens hidrodinâmicas como reduzir a turbulência enquanto nadam. [15]espartilhofibrascolágenohelicoidal [25]hidrodinâmicasturbulência [15] A pele dos tubarões pode ser tão áspera como uma lixa pela ação dessas escamas, a tal ponto que têm sido observado que, a utilização de suas escamas podem ferir suas presas. Algumas empresas industriais têm usado até mesmo a pele de tubarão para a produção de ferramentas (como o oroshiganes japonês ou lixas). No Japão também, os tradicionais fabricantes de katana usam a pele do tubarão para cobrir o punho da espada e torná-la menos escorregadia.oroshiganesjaponês lixaskatana Filhotes Tubarões mostram três maneiras de ter seus filhotes, que variam dependendo da espécie, através da oviparidade, viviparidade e ovoviviparidadeoviparidadeviviparidadeovoviviparidade

33 Superclasse Tetr á podes Classe Anfíbios- passam parte da vida na água e parte na terra (depois da metamorfose) Os sexos são separados, reprod. Sexuada com copula e a fecundação e geralmente externa (interna nas salamandras). Desenv. Indireto, com uma fase larval (girino). Pode ocorrer neotenia (salamandra). Único anexo embrionário e o saco vitelinico. O adulto apresenta respiração pulmonar e cutânea, as larvas branquial O coração apresenta 2 átrios e 1 ventrículo. A circulação e fechada, dupla e incompleta. Possuem 1 rim mesonefrico O sist. Nervoso apresenta 10 pares de nervos cranianos Não existem representantes marinhos Dividem-se em: Anuros (sapos, rãs, pererecas), Ápodos (cobra-cega), Urodelos (salamandras e Tritão) Esses animais dependem da água para evitar a dessecação de seus ovos após a postura

34 Neotenia - È uma propriedade, em animais, de retenção na idade adulta de características típicas da sua forma jovem. Na neotenia os animais têm seu sistema reprodutor maturado e se reproduzem normalmente, porém seu aspecto externo é de um indivíduo jovem. A neotenia é um processo em que as espécies tem maturidade sexual no estágio larval. Ou seja, as larvas reproduzem. Pedogênese- Denomina-se pedogênese a ocorrência de partenogênese na fase larvária, produzindo outras larvas. possibilidade de reprodução em formas de vida tipicamente imaturas. Tal processo consiste em uma adaptação à vida parasitária, uma vez que encurta o ciclo reprodutivo, contribuindo, assim, para o aumento populacional da espécie.

35 Classe Répteis - tartarugas, crocodilos e cobras Seus ovos desenvolveram uma casca solida que protege vitelo, mas porosa (permite a passagem de gases) Apresentam âmnio (membrana embrionária), córion e alantóide ( conquista TOTAL do ambiente terrestre) Esses animais não possuem termorreguladores internos (pecilotermos ou heterotermos). Reprodução sexuada com fec. Interna. Podem ser oviparos (tartarugas, crocodilianos) ou ovovíparos (cobras)

36 Podem ser herbívoros ou carnívoros. Pulmões mais complexos que dos anfíbios. O coração apresenta mistura entre sangue arterial e venoso (2 átrios completamente separados e ventrículo parcialmente dividido. Rim- metanefro (+ evoluido) e excretam acido Úrico. Possuem 12 pares de nervos cranianos e os órgãos dos sentidos são de vários tipos. E um grupo parafiletico mas para fins didáticos são divididos em: Rincocefalos ( tuatara) Lacertilios (lagar) Ofideos (cobras) Quelonios (tartarugas) Crocodilianos (jacaré, crocodilo)

37 Classe Aves - presença de um bico córneo e penas. São endotérmicas ou homeotérmicas. São ovíparas, desenv. Direto, reprod. Sexuada com copula e fec. Interna. Possui saco vitelinico, córion, alantóide e âmnio de anexos embrionários. Não possuem dentes Papo: armazenamento temporário do alimento (aves granívoras e carnívoras) Moela: câmara posterior e muscular do estomago. Possuem ossos pneumáticos e sacos aéreos( auxiliam o pulmão) São tetracavitarios, circulação fechada, completa e dupla. Escamas répteis – penas Gl. Urupigiana- produção de subst. lipidicas que mantem a impermeabilidade das penas Dividem-se em carenatas (quilha ou carena desenvolvida para o voo) ou ratitas (não voam)

38

39 Classe Mamiferos Os mamíferos (do latim científico Mammalia) constituem uma classe de animais vertebrados, que se caracterizam pela presença de glândulas mamárias que, nas fêmeas, produzem leite para alimentação dos filhotes (ou crias), e a presença de pêlos ou cabelos. São animais endotérmicos (com exceção do rato-toupeira-pelado). O cérebro controla a temperatura corporal e o sistema circulatório, incluindo o coração (com quatro câmaras).

40 Muitas das características comuns aos mamíferos não aparecem nos outros animais. Algumas delas, porém, podem ser observadas nas aves – uma alta taxa metabólica e níveis de atividade ou complexidade de adaptações, como cuidado pós-natal avançado e vida social, aumento da capacidade sensorial, ou enorme versatilidade ecológica. Ao mesmo tempo, os mamíferos compartilham grande número de características com todos os demais vertebrados, incluindo o plano corpóreo, esqueleto interno, regulação neural e hormonal os mamíferos exibem também características exclusivas, chamadas de autapomorfias.

41 Autapomorfia: Essas características únicas servem para distinguir e diagnosticar claramente um táxon. -glândulas mamárias-glândulas mamárias; -lactação/amamentação; -viviparidade-viviparidade obrigatória (exceto nos monotremados);monotremados -presença de pêlos;pêlos -derivações integumantárias específicas (garras, unhas, cascos, cornos, chifres, escamas, espinhos, placas dérmicas);unhascascoscornos chifresescamas -posição e função dos membros são modificados para suportar modos locomotores específicos; -caixa craniana aumentada; -arcos zigomáticos maciços; -presença de nariz/focinho; -palato ósseo secundário; -coração-coração de quatro câmaras com o arco aórtico esquerdo persistente; -pulmões-pulmões com estrutura alveolar; -diafragma muscular; -órgão vocal na laringe;laringe......

42 Um cladograma é um diagrama usado em cladística que mostra as relações ancestrais entre organismos, para representar a árvore da vida evolutiva. Apesar de terem sido tradicionalmente obtidas principalmente na base de caracteres morfológicos, sequências de DNA e RNA e filogenética computacional são agora normalmente usados para gerar cladogramas.cladísticaárvore da vidaDNARNA filogenética Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

43 Cladogramas e/ou árvores filogenéticas é uma representação gráfica da história evolutiva de várias linhagens de organismos. Desta maneira, a cladística se baseia no princípio de que os organismos devem ser classificados de acordo com as suas relações evolutivas. Termos como mais ou menos evoluído, mais ou menos complexo podem conduzir a erros e finalismos que acabam por distorcer a verdadeira relação de parentesco entre os grupos. Sendo assim, se utiliza termos mais ou menos derivados, pois a palavra derivado significa diferente da condição ancestral, ou "mais ou menos primitivo", remetendo assim à condição ancestral.

44 Os cladogramas não representam uma relação hierárquica do organismo mais simples para o mais evoluído, mas evidenciam a história evolutiva dos diferentes grupos, relacionando-os de maneira a representar os ancestrais comuns e características compartilhados pelas diversas linhagens.

45 Abaixo, temos um cladograma dos vertebrados que os relaciona de acordo com as características que os organismos deste grupo compartilham: 4 membros Fenestra pré orbital âmnióticos Esqueleto ósseo vertebrados

46 Em um cladograma, a base representa um ancestral comum compartilhado por todos os vertebrados, como no exemplo acima, e os ramos (clados), os descendentes. Ao lado do cladograma pode ser inserido uma escala do tempo geológico, facilitando assim a visualização do Período em que o grupo surgiu e, conseqüentemente, há quantos mil/milhões/bilhões de anos se deu este surgimento.

47 Cada dicotomia e/ou politomia presente no cladograma representa que, em um momento do passado, uma linhagem ancestral sofreu processos de especiação e originou duas ou mais espécies diferentes. Desta maneira, cada dicotomia representa um ancestral comum compartilhado por uma ou mais linhagens

48 A maneira como os grupos estão distribuídos em um cladograma não representa uma hieráquia/escala do "mais simples para o mais evoluído", mas que os organismo estão classificados de acordo com os ancestrais que compartilham e, conseqüentemente, com as características comuns que compartilham.

49 Sendo assim, quando uma bifurcação do cladograma é "girada", a história evolutiva dos organismos permanece a mesma e este fato vem corroborar que os cladogramas classificam os organismos de acordo com as relações de parentesco que estabelecem e não existindo "uma escala de complexidade".

50 4- (UFT) A classificação dos seres vivos baseia-se em princípios evolutivos, sendo que os grupos de organismos que descendem de um ancestral comum exclusivo são chamados de grupos naturais. As relações entre os grupos de seres vivos podem ser representadas através de diagramas denominados cladogramas (clado = ramo). O cladograma abaixo resume os principais passos da evolução das plantas, considerando-se o conhecimento atual. Com base na análise do cladograma considere as afirmativas abaixo: I. O caráter representado pela letra B corresponde à semente e pela letra C a flores e frutos. II. Nos grupos abaixo do caráter representado pela letra C não ocorrem sementes. III. Todos os grupos acima do caráter representado pela letra A, apresentam vasos condutores de seiva. IV. O caráter representado pela letra C aparece exclusivamente em Angiospermas. V. Nos grupos abaixo do caráter representado pela letra B, a reprodução ocorre independente da água. Estão corretas as alternativas: A) I, III e IV. B) I II, III e V. C) I, II e III. D) II, III, IV e V. E) Nenhuma das alternativas anteriores.

51 Apomorfias são, portanto, as novidades evolutivas que aparecem exclusivamente nos organismos de um grupo, definindo-o como tal. Amabis & Martho. Biologia dos Organismos. Página 18. I. Pelos II. Mamas III. Presença de crânio IV. Glândulas mamárias V. Anexos embrionários Dos caracteres listados, podemos dizer que: A) Nenhum representa apomorfia de mamíferos. B) I, II e III são apomorfias de mamíferos. C) I, II e IV são apomorfias de mamíferos. D) I e IV são apomorfias de mamíferos. E) Todas são apomorfias de mamíferos.

52 Exercício 1: (UFSC 2010)A figura abaixo representa uma das hipóteses para explicar a filogenia animal. Após analisar o gráfico, assinale a(s) proposição(ões) correta(s) quanto à evolução dos animais. 1) A característica mais importante usada para separar os animais em filos distintos é a sua distribuição no ambiente. 2) Todos os animais representados possuem ancestralidade comum. 4) Os equinodermos são representados na figura acima por animais como minhocas, caramujos e vermes cilíndricos 8) Peixes, anfíbios e cobras são animais cordados. 16) Os répteis não aparecem representados nesta figura. 32) Os cnidários, representados pelas esponjas do mar, são animais muito simples e não apresentam tecidos verdadeiros. 64) Os animais se caracterizam por serem pluricelulares, eucariontes e heterótrofos.

53 Exercício 3: (UFMS 2010) A figura abaixo, extraída e adaptada de demonstra o relacionamento filogenético de alguns grupos de animais. Com base nessa figura, analise as proposições a seguir e assinale a(s) correta(s). proposições a seguir e assinale a(s) correta(s). 1) A estrela-do-mar tem um ancestral comum com os Chordata, representado na figura pela letra C. 2) Todos os invertebrados estão reunidos num único agrupamento. 4) O papagaio é mais próximo, filogeneticamente, do rato do que do macaco. 8) A papa-mosca é mais próxima, filogeneticamente, da borboleta do que do caramujo. 16) Todos os organismos possuem um ancestral comum, representado na figura pela letra A. 32) O ancestral comum dos Protostomata é representado na figura pela letra G.


Carregar ppt "Zoologia dos invertebrados e vertebrados Pré- Vestibular Dimensão, Biologia, profa Roberta Trois."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google