A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Discipulado Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando? Jesus em Lc 6.46...mais pediatras, pois já temos muitos obstetras que não.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Discipulado Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando? Jesus em Lc 6.46...mais pediatras, pois já temos muitos obstetras que não."— Transcrição da apresentação:

1 O Discipulado Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando? Jesus em Lc mais pediatras, pois já temos muitos obstetras que não estão preocupados com a integração, o crescimento, o discipulado exigido por Jesus. Paulo Solonca

2 Crescimento e superficialidade Temos uma multidão de cristãos envolvidos em evangelismo, obra missionária, políticas e ações sociais cristãs, etc. Mas não há o mesmo número de pessoas envolvidas com a prática de discipulado. Resultado: Milhões de adeptos do cristianismo e pouquíssimos discípulos verdadeiros.

3 Definição Discípulo Aluno, aprendiz, pupilo; aquele que aceita os ensinamentos de outro. Implica em levar a sério a responsabilidade de estar sob disciplina. A proximidade física do aluno para com o seu professor também se encontrava implícita no significado do discipulado

4 Discípulos no AT e NT No AT é raramente mencionado: 1Cr 25.8; Is 8.16;50.4, embora tenha se tornado prática notável no Judaísmo subsequente. O NT emprega a palavra discípulo mais de 250 vezes. Nos Evangelhos e em Atos. Nos Evangelhos, discípulo, era o único termo aplicado regularmente aos seguidores de Jesus.

5 Discípulo ou Cristão? No NT os seguidores de Jesus são chamados de cristãos apenas 3 vezes. Atos 11:26 - 1ª vez em Antioquia da Síria; At Palavra do rei Agripa; 1Pe 4.15,16, onde o apóstolo Pedro, num contexto de crescente perseguição, julga necessário distinguir entre os que sofriam como criminosos e os que sofriam como cristãos.

6 Conceito de Discipulado Sócrates, Platão e Rabinos judeus reuniam em torno de si grupos de aprendizes a.C. Referências na Bíblia: –Os discípulos de Moisés, Jo 9.28 –Os discípulos dos profetas, 2Re 4.1,38 –Os discípulos dos levitas-músicos, 1Cr 25.8 –Os discípulos de João Batista, Mt 9.14 –Os discípulos dos fariseus, Lc 5.33 –Os discípulos de Jesus, Mt 5.1 (1ª ref.) –Os discípulos de Paulo, At 9.25

7 Jesus incrementou o conceito

8 Seguidores Literais Jesus era de um rabino itinerante. Seguir ocorre cerca de 80 x nos evangelhos. –Deixar seu trabalho, Mc 1.18,19 –Deixar pai e mãe, Mc –Deixar tudo, Mc –Tomar a cruz é seguir em frente até morrer, Mt –O discípulo não seria maior que o mestre, Mt –O que acontecesse ao mestre podia acontecer ao discípulo, Mt 10.25; Lc 6.40

9 Aspectos a considerar Criticar os discípulos era criticar a Jesus Ora, os discípulos de João e os fariseus jejuavam; e foram e disseram-lhe: Por que jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, e não jejuam os teus discípulos? E aconteceu que, passando ele num sábado pelas searas, os seus discípulos, caminhando, começaram a colher espigas. E os fariseus lhe disseram: Vês? Por que fazem no sábado o que não é lícito? Marcos 2:18,23-24

10 Aspectos a considerar Tirar o mestre era desmontar a comunidade de discípulos E disse-lhes Jesus: Todos vós esta noite vos escandalizareis em mim; porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas se dispersarão... Então, deixando-o, todos fugiram. Marcos 14:27,50

11 Ensinamentos memorizados Era a prática comum dos discípulos. Principalmente porque seriam responsáveis futuros pela transmissão dos ensinamentos: –Também vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado; o qual também recebestes, e no qual também permaneceis. Pelo qual também sois salvos se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado; se não é que crestes em vão. Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. 1 Coríntios 15:1-4

12 O Que é o Discipulado Discipulado é um mandamento da Grande Comissão –Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, Mateus 28:19 Dos quatro verbos, três estão no gerúndio: indo, batizando e ensinado (são verbos auxiliares no grego) e apenas um é imperativo ou de comando direto, fazei discípulos. Portanto é uma ordem.

13 O Que é o Discipulado Discipulado é um ministério (serviço) É missão de todos. A ordem de fazer discípulos foi proferida a todos os chamados discípulos de Cristo. Se você é discípulo de Jesus, então foi chamado para fazer discípulo.

14 O Que é o Discipulado Discipulado é Paternidade Espiritual –Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós; Gl 4:19 –Jesus chamou os discípulos de filhos, Jo –Paulo chamou Timóteo de filho, 1Co 4.17; Fp 2.2; 1Tm 1.2,18 –Paulo chamou Tito de filho, Tt 1.4 –Pedro tratou Marcos de filho, 1Pe 5.13 –João chamou seus leitores de fihos, 1Jo 2.1,12,14,18,28, etc.

15 O Que é o Discipulado Discipulado é formar vidas conforme a imagem de Jesus –Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, Tito 2:11-12 –Ensino que visa a mudança de vida e não apenas conhecimento teórico da vida. Há diferença entre conhecer sobre o amor e amar. Podemos saber muito sobre o amor, mas não amar.

16 O Objetivo do Discipulado Discipular, para muitos, é pregar o evangelho, ajudar um pecador a vir a Cristo, preparar uma boa defesa da fé cristã (apologética). Tudo isto é importante e parte do discipulado, mas o objetivo principal do discipulado é a maturidade cristã.

17 Tipos de maturidade Maturidade é uma qualidade subjetiva Física Intelectual – Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia, e adultos no entendimento. 1 Coríntios 14:20 Moral – Treinados para distinguir o bem e o mal, Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5:14 Emocional – Personalidade equilibrada e capaz de bons relacionamentos e de assumir responsabilidades Espiritual – Relacionamento maduro com Deus

18 Estratégia E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar, E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios: Mc 3: para que estivessem com ele – De Mc 3.14 a 6.7 – Exemplo é o melhor ensino. Não um programa, séries de estudos, reunião, entrevistas, mas ele doando-se, agindo aos olhos deles. Estar com ele para SER.

19 Individual e em Grupo

20 Resumo da Estratégia –Seleção (Lc 6.13) – Selecionou doze para estarem com ele. –Associação (Mc 3.14;6.7; Lc 6.14,15) – Associou os discípulos consigo pelo discipulado e entre eles pelo companheirismo. –Consagração (Mt 11.29) – Esperava que os homens que o acompanhavam lhe fossem obedientes em tudo. –Transmissão (Jo 17.8) – Transmitiu-lhes tudo o que recebera do Pai. Demonstração (Jo 13.15) – Antes de mandar fazer qualquer coisa, dava-lhes demonstração de como fazer. Delegação (Mt 4.19) – Deu do seu poder e autoridade para seus discípulos fazerem discípulos dentre o povo judeu e, depois, dentre todas as nações, Mt Supervisão (Mc 6.30) – Quando eles voltaram das caminhadas evangelísticas, davam relatório a Jesus de tudo quanto haviam feito e ensinado, assim Jesus podia ajudá-los, fortalecê-los, aperfeiçoá-los e prepará-los para novas tarefas. Reprodução – (Jo 15.16) Jesus tinha como meta que seus discípulos reproduzissem outros discípulos e assim expandissem sua obra. (Robert Coleman – Plano Mestre de Evangelismo, 1963)

21 Resumo da Estratégia Demonstração (Jo 13.15) – Antes de mandar fazer qualquer coisa, dava-lhes demonstração de como fazer. Delegação (Mt 4.19) – Deu do seu poder e autoridade para seus discípulos fazerem discípulos dentre o povo judeu e, depois, dentre todas as nações, Mt

22 Resumo da Estratégia Supervisão (Mc 6.30) – Quando eles voltaram deram relatório a Jesus de tudo quanto haviam feito e ensinado, assim Jesus podia ajudá-los, fortalecê-los, aperfeiçoá-los e prepará-los para novas tarefas. Reprodução – (Jo 15.16) Jesus tinha como meta que seus discípulos reproduzissem outros discípulos e assim expandissem sua obra. (Robert Coleman – Plano Mestre de Evangelismo, 1963)

23 Sete Elementos Amor supremo por Jesus –Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. Mateus 10:37 Negação do eu –Diferente de abnegação. Completa submissão ao senhorio de Cristo de modo que o eu não tenha nenhum direito ou autoridade. Quando o Eu sai do trono.

24 Sete Elementos Escolha deliberada da cruz –A cruz significa um caminho escolhido deliberadamente; simboliza a vergonha, perseguição e o abuso que o mundo impôs ao Filho de Deus, e que imporá também a todo aquele que escolhe ficar contra a correnteza. Vida dedicada a seguir a Cristo –Característica de Jesus: Vida de obediência à vontade de Deus, no poder do Espírito, de serviço altruísta, de paciência e longanimidade mesmo diante de injustiças.

25 Sete Elementos Amor fervoroso por todos os que pertencem a Cristo –Este amor considera os outros acima de si próprio, cobre multidão de pecados, suporta sofrimentos e é benigno sem se gloriar e se ufanar. Sem esse amor o discipulado é ascetismo frio e legalista. Permanência inabalável na Palavra –O verdadeiro discípulo é continuo. O teste da realidade é a perseverança até o final; obediência constante e irrestrita.

26 Renúncia de tudo para segui-lo Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Lucas 14:33 Seria o versículo mais impopular da Bíblia? Significa disposição de abandonar tudo aquilo que não é absolutamente essencial e investir os bens materiais na propagação do evangelho.

27 Disciplinas do Discípulo Meditação Ela prepara o coração para ouvir a Deus. Saíra Isaque ao campo à tarde, para meditar; e levantando os olhos, viu, e eis que vinham camelos. Gênesis 24:63 Quando me lembrar de ti na minha cama, e meditar em ti nas vigílias da noite. Salmos 63:6

28 Disciplinas do Discípulo Oração Uma das mais profundas e elevadas obras do espírito humano. Orar é mudar. Quanto mais perto chegamos de Deus mais desejamos e necessitamos ser transformados à imagem de Cristo.

29 Disciplinas do Discípulo Jejum Abstenção de alimentos com propósito espiritual. Estudo O estudo da Palavra renova a mente, Rm 12.2; Fp 4.8. A disciplina do estudo é o veículo primário que nos leva ao nível de seja isto que ocupe o vosso pensamento

30 Disciplinas do Discípulo Simplicidade Uma realidade interior que resulta num estilo de vida exterior. Quando não há realidade interior neste aspecto, caímos no legalismo mortal. O desejo por status e posição se desvanece.

31 Disciplinas do Discípulo Solidão Refere-se à concentração e silêncio interior independente do ambiente. Jesus a cultivava. O Jejum de 40 dias no deserto, Mt 4.11; a noite de oração antes de escolher os discípulos, Lc 6.12; quando recebeu a notícia da morte de João Batista, Mt 14.13; enfim, Jesus procurava lugares solitários regularmente.

32 Disciplinas do Discípulo Submissão Tem a ver com o espírito com que olhamos as pessoas, sem estabelecer relacionamentos hierárquicos, mas sim uma atitude de submissão mútua. Seu símbolo...a cruz. Serviço João 13: Seu símbolo, a toalha. Às vezes sabemos que jamais seremos os primeiros; o que não queremos mesmo é ser os últimos.

33 Disciplinas do Discípulo Confissão Ao olharmos erroneamente a comunidade dos crentes como uma comunidade dos santos tendemos a nos esconder uns dos outros, vivendo em meio à mentiras veladas e à hipocrisia. Em atos de confissão, liberamos o poder que nos cura.

34 Disciplinas do Discípulo Adoração É nossa resposta às manifestações do amor proveniente do coração do Pai. A adoração só acontece quando o Espírito toca nosso espírito para que a adoração ocorra em espírito e em verdade. Nosso espírito precisa ser acendido pelo fogo divino.

35 Disciplinas do Discípulo Celebração É o elo que une todas as disciplinas. É o espírito de júbilo e festa. A alegria fruto do Espírito Santo, Gl É a nossa força, Ne 8.10.

36 Grande Omissão da Comissão Tentando avaliar o problema da igreja de hoje ele avalia o que pode estar errado: –Talvez ninguém tenha nos explicado o que fazer –Talvez tenhamos aprendido as regras de fé e prática de algum grupo, e não de Jesus. –Talvez tenhamos ouvido algo de acordo com os ensinamentos de Jesus, mas interpretamos erroneamente (gerando fariseus ou legalistas). –Talvez acreditemos que o preço a ser pago para andarmos no Caminho é alto demais e estejamos tentando economizar (completando o tanque com água do moralismo, religião, etc.).

37 Willow Creek Community O que nós deveríamos ter feito quando as pessoas cruzaram a linha da fé e se tornaram cristãs, era ensiná-las que é de sua responsabilidade a busca pelo alimento espiritual. Nós deveríamos ter cuidado das pessoas, ensinando-as, a ler suas Bíblias entre os cultos e como praticar suas disciplinas espirituais mais agressivamente e por contra própria

38 Discipulado e Imitação Dr. Cohen, Psiquiatra do HC – Comentando Estudos da Violência e Saúde na Rádio Jovem Pan chamou a atenção para a reprodução de certos tipos de crime que são cometidos em alguns países e que, por causa da tecnologia, são imitados por criminosos em outros países sem histórico destes tipos de ação. Crianças imitam (Crianças veem e fazem)

39 Discipulado e Imitação Como ser imitados se somos imperfeitos? Paulo pode dizer: Eu não sou perfeito, Fp 3.12 e Façam como eu faço, Fp 4.9. Apesar das imperfeições ele vivia voltado para o futuro, cujo alvo era Cristo. Ele estava decidido a ser como Cristo, Fp ; certo da graça que o levaria a meta. Tornem-se meus imitadores, assim como eu sou de Cristo, 1Co 11.1.

40 Discipulado e Imitação No que consiste a perfeição cristã? Em amar a Deus de todo o coração, de toda alma, de todo o entendimento e com todas as forças. João Wesley A Formação de um discípulo O pedido de perdão do pastor para o jovem discípulo...


Carregar ppt "O Discipulado Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando? Jesus em Lc 6.46...mais pediatras, pois já temos muitos obstetras que não."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google