A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Batismo Matrimônio Confissão Crisma Eucaristia Ordem Unção dos enfermos Os Sacramentos Da Igreja.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Batismo Matrimônio Confissão Crisma Eucaristia Ordem Unção dos enfermos Os Sacramentos Da Igreja."— Transcrição da apresentação:

1 Batismo Matrimônio Confissão Crisma Eucaristia Ordem Unção dos enfermos Os Sacramentos Da Igreja

2 Na ordem natural, para o aperfeiçoamento pessoal, é preciso: 1o. nascer; 2o. fortificar-se; 3o. alimentar-se; 4o. curar-se na enfermidade; 5o. refazer-se nos achaques da velhice. Os Sacramentos2 Assim também acontece com os Sacramentos: Os cinco primeiros são estabelecidos para o aperfeiçoamento pessoal, os dois últimos para o governo e a multiplicação da Igreja.

3 Tal é a ordem natural. Temos os mesmos elementos na ordem espiritual: 1o. O batismo é o nascimento da Graça 2o. A crisma é o desenvolvimento da Graça 3o. A eucaristia é o alimento da alma 4o. A penitência é a cura das fraquezas da alma 5o. A Unção dos enfermos é o restabelecimento das forças espirituais 6o. A ordem gera a autoridade sacerdotal 7o. O matrimônio assegura a propagação dos católicos e das suas doutrinas. Os sete sacramentos são, como outros tantos socorros, dispostos ao longo do caminho da vida, para a infância, a juventude, a idade madura e a velhice; para as duas principais Missões" que se oferecem: sacerdócio e casamento Os Sacramentos 3

4 A palavra sacramento não é mencionada na Bíblia; significa "uma maneira de tornar sagrado", isto é, de fortalecer os laços entre Deus e o homem. Trata-se de uma forma palpável, feito por Deus, de estreitar sua proximidade com o homem. Os Sacramentos4

5 Sacramentos: São Sinais do Amor Divino, que produzem, aumentam a Graça Santificante em nós. Os Sacramentos são instrumentos da Graça instituídos por Cristo para a nossa salvação. São entendidos como meios, ou canais para se obter a Graça da salvação. Os Sacramentos5

6 IDEIAS PRINCIPAIS: O que são os sacramentos ? Sacramentos são sinais sensíveis eficazes da Graça, instituídos por Jesus Cristo e confiados à Igreja, através dos quais nos é dispensada a vida divina. São sinais e meios pelos quais se exprime e se fortifica a fé, se presta culto a Deus e se realiza a santificação dos homens. São evidência do amor e a proximidade de Deus. Sinal sensível é uma coisa conhecida que manifesta outra menos conhecida; se vejo fumaça, descubro que existe fogo. Portanto: sinal eficaz e sinal sensível, porque o Sacramento não só significa, mas produz a Graça. (a fumaça só significa fogo, mas não o produz) Os Sacramentos6

7 Cristo Jesus é o Sacramento do Pai: Nele Deus faz-se presente no nosso meio. Assim, Cristo é o Sacramento primordial de Deus; ele que é verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Os Sacramentos7

8 Jesus veio para todos, e deseja estar bem perto de todos os corações. Seu desejo é entrar em comunhão conosco e que nós entremos em contato com ele, com sua Palavra Santa e com sua vida divina. Por isso ele fundou a Igreja! Ela é sacramento (sinal eficaz, real) de Cristo no mundo. Ela é Cristo continuado, ou seja, a continuidade das atitudes e gestos de Jesus no mundo. Os Sacramentos8

9 O conhecimento humano começa pelos sentidos e, para chegar a conhecer as coisas que nos ultrapassam, temos de utilizar imagens, símbolos ou comparações, que revelam um pouco do desconhecido. Deus procedeu conosco do mesmo modo, instituindo os sinais sensíveis que chamamos de Sacramentos, para expressar as realidades sobrenaturais da graça. Os Sacramentos9

10 Podemos comparar o efeito dos Sacramentos com a vida natural, entendendo que é na ordem da Graça. São momentos de encontro e comunhão com o Divino. A Unção dos Enfermos nos prepara para a viagem que acabará um dia no céu. A Unção dos Enfermos nos prepara para a viagem que acabará um dia no céu. Nascemos para a vida sobrenatural pelo Baptismo Nascemos para a vida sobrenatural pelo Baptismo Fortalecemo-nos pela Confirmação ou Crisma Mantemos a vida com o alimento da Eucaristia Mantemos a vida com o alimento da Eucaristia Se perdemos a vida da graça pelo pecado, podemos recuperá-la pela Confissão Os Sacramentos10

11 Para socorrer as necessidades da Igreja como sociedade (comunidade, grupo), temos os Sacramentos da: Ordem sacerdotal, que institui os ministros da Igreja Que vão à frente (os pastores da Igreja!) Ordem sacerdotal, que institui os ministros da Igreja Que vão à frente (os pastores da Igreja!) Matrimônio, que pelos filhos perpetua a sociedade humana e faz crescer a Igreja quando estes são regenerados pelo Baptismo. Santificação no amor esponsal. Os Sacramentos11

12 BATISMO Os Sacramentos12

13 Quem pode ser batizado ? Quem pode batizar ? Qual é a função dos padrinhos ? Critérios de escolha dos padrinhos ? Em caso de doença, como agir ? Por que batizar ? O que é o batismo ? BATISMO Os Sacramentos13

14 14 O batismo de crianças. A Sagrada Escritura menciona vários personagens pagãos que professaram a fé cristã e se fizeram batizar "com toda a sua casa". Assim o centurião romano Cornélio (At 10, 1s s), a negociante Lídia de Filipos (At 16, 14s), o carcereiro de Filipos (At 16, 31033), Crispo de Corinto (At 18, 8), a família de Estéfanas (1Cor 1, 16). A expressão "casa" ("domus", em latim; "oikos", em grego): designava o chefe de família com todos os seus domésticos, inclusive as crianças (que geralmente não faltavam). Desde o início da Igreja, os apóstolos batizavam os recém-nascidos. Assim se expressa Orígenes ( ): "A Igreja recebeu dos Apóstolos a tradição de dar batismo também aos recém-nascidos". (Epist. ad Rom. Livro 5, 9). E S. Cipriano, em 258, escreve: "Do batismo e da graça não devemos afastar as crianças".

15 Os Sacramentos15 Santo Irineu, que viveu entre 140 a 204, afirma: "Jesus veio salvar a todos os que através dele nasceram de novo de Deus: os recém-nascidos, os meninos, os jovens e os velhos". Na "Nova e Eterna Aliança", o batismo substitui a circuncisão da "Antiga Aliança", como rito de entrada para o povo escolhido de Deus. Ora, se o próprio Deus ordenou a Abraão circuncidar os meninos já no 8o dia depois do nascimento, sem exigir deles uma fé adulta e livre escolha, então não seria lógico recusar o batismo às crianças dos pais cristãos, por causa de tais exigências. O manual dos Apóstolos, também conhecido como ´didaqué´, prescreve o batismo para crianças.

16 BATISMO Jesus disse a seus apóstolos: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Ide, pois, fazer discípulos entre todas a nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado. Mt28, 18 – 19 Os Sacramentos16

17 Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a toda a criatura! Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. Mc 16, BATISMO Os Sacramentos17

18 A graça batismal produz: O nascimento para a Vida Nova Tornamo-nos filhos de Deus, na ordem da Graça Membro de Cristo Herdeiro do Reino de Deus Templo do Espírito Santo Incorpora o batizado à Igreja Redime do pecado original e de todos os pecados pessoais O batismo é a porta de entrada na Igreja, necessário para a salvação, também, para receber validamente os outros Sacramentos. Os Sacramentos18

19 O Batismo imprime em nós a marca de Cristo, sinal que pertencemos a Ele para sempre. Tornamo-nos profeta, sacerdote e rei: Profeta para anunciar a Palavra de Deus; Sacerdote para oferecer culto a Deus; Rei porque somos filhos do Rei e temos a missão de ajudar a transformar o mundo em Reino de Deus. Os Sacramentos19

20 Rito do Batismo Para a Celebração do Sacramento do batismo são utilizados vários símbolos. Os principais são: água, óleo, veste branca e a vela.águaóleo veste brancavela Cada um representa um mistério na vida do batizado. Os Sacramentos20

21 O termo s í mbolo - σύμβολον (sýmbolon) Designa um elemento representativo vis í vel que, por analogia, substitui um conceito, um sentimento, uma id é ia ou qualidade. Emblema, ins í gnia, sinal, pessoa... Expressa algo maior. Os Sacramentos21

22 Encontro de duas realidades numa só. Um indicativo de outra realidade, em outra forma, com um significado maior. Encontro de duas realidades numa só. Um indicativo de outra realidade, em outra forma, com um significado maior. Os Sacramentos22

23 Os Sacramentos23

24 Os Sacramentos24

25 Símbolos utilizados no Batismo Vejamos os significados dos símbolos ou : -ÁGUA = Representa a passagem da vida "pagã" para uma "nova vida". Ela purifica, lavando-nos do pecado original.pecado -ÓLEO = Representa a fortaleza do Espírito Santo.Espírito Santo Na nova vida adquirida pelo batismo ele tem a função de revestir o batizado para as lutas cotidianas contra as ciladas do malígno. -VESTE BRANCA = Representa a nova vida adquirida pelo batismo.vida Somos lavados na água e vestidos de uma nova vida, a veste da incorruptibilidade, da pureza. -VELA = Representa a Luz de Cristo – O batizado deve transmitir a Luz de Cristo ao mundo e iluminá-lo. -Também representa a fé, é um dom fundamental para nossa vida, é através dela que reconhecemos Deus e por ela recebemos as suas graças.févida Os Sacramentos25

26 Celebrante: O Cristo Salvador lhe dê a sua força, simbolizada por este óleo da salvação. Com ele o ungimos no mesmo Cristo, Senhor Nosso, que vive e reina para sempre Exortação do celebrante Oração sobre a água Promessas do Batismo: Renúncia e Profissão de Fé O celebrante unge o peito do batizando com o óleo, o que simboliza a força de Cristo entrando na vida do batizando. Proclamação da Palavra Rito do Batismo Os Sacramentos26

27 Celebrante: Para viver na liberdade dos filhos de Deus, vocês renunciam ao pecado? Os Eleitos: Renuncio Celebrante: Para viver como irmãos, vocês renunciam a tudo o que causa desunião? Os Eleitos: Renuncio Celebrante: Para seguir Jesus Cristo, vocês renunciam ao demônio, autor e princípio do pecado? Os Eleitos: Renuncio Renúncia Os Sacramentos27

28 Celebrante: (N e N), vocês crêem em Deus Pai Todo Poderoso, criador do céu e da terra? Os Eleitos: Creio Celebrante: Crêem em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor, que nasceu da Virgem Maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e subiu aos céu? Os Eleitos: Creio Celebrante: Crêem no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na Comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição dos mortos e na vida eterna? Os Eleitos: Creio Profissão de Fé Os Sacramentos28

29 Pais e padrinhos se aproximam com o eleito. O celebrante batiza o eleito, com estas palavras: N. EU TE BATIZO EM NOME DO PAI, + E DO FILHO, + E DO ESPÍRITO SANTO. O Batizado: AMÉM. Os Sacramentos29

30 Celebrante: Deus todo poderoso, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que fez você renascer pela água e pelo Espírito Santo e o libertou de todos os pecados, unge sua cabeça com o óleo da salvação para que você faça parte de seu povo, como membro de cristo, sacerdote, profeta e rei, até a vida eterna. Os batizados: Amém SINAL DA CRUZ o batizado é marcado com o sinal da Cruz. Os Sacramentos30

31 Celebrante: Você nasceu de novo e se revestiu de Cristo. Receba, portanto, a veste batismal, que deve levar sem mancha até a vida eterna, conservando a dignidade de filho / filha de Deus. Os batizados: Amém. 31 Veste batismal No Batismo somos revestidos de Cristo. Os Sacramentos

32 32 Rito da Luz Os Sacramentos

33 Padrinho e madrinha entregam a Luz de Cristo ao afilhado, que renasceu pelo Batismo e deverá transmitir a Luz de Cristo ao mundo.... Vós sois a Luz do mundo! 33Os Sacramentos

34 Celebrante: Deus tornou você luz em Cristo. Caminhe sempre como filho da luz, para que, perseverando na fé possa ir ao encontro do Senhor com todos os Santos no reino celeste. Batizado: AMÉM. Celebrante : N... receba a Luz de Cristo! Batizado : Demos Graças a Deus 34Os Sacramentos

35 Confissão/Reconciliação 35 A confissão é um sacramento instituído por Jesus Cristo no qual o sacerdote perdoa os pecados cometidos depois do batismo. "O justo cai sete vezes por dia" (Prov 24, 16). E se o próprio justo cai sete vezes, que será do pobre que não é justo? "Não há homem que não peque" (Ecl 7, 21). "Aquele que diz que não tem pecado faz Deus mentiroso" (1 Jo 1, 10 ).

36 36 Jesus deixou a seus apóstolos o poder de perdoar os pecados. Hoje o padre continua essa missão, em nome de Jesus, na Igreja. No dia da ressurreição, "apareceu no meio dos apóstolos... e, mostrando-lhes as mãos e seu lado... lhes disse: A paz esteja convosco. Assim como meu Pai me enviou, eu vos envio a vós... e soprando sobre eles: recebei o Espírito Santo... Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados, e àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes- ão retidos" (Jo 21, 21 – 23; Mt 28, 20). "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e purificar-nos de toda injustiça" (1 Jo 1, 8).

37 Os Sacramentos37 a) exame de consciência b) ter arrependimento (atrição ou contrição) c) propósito de não recair no pecado e de evitar as circunstâncias que o favoreçam d) confessar-se sem omitir nada e) cumprir a penitência estabelecida pelo confessor O que é necessário para ser eficaz uma confissão?

38 A Igreja pede que o cristão se confesse ao menos uma vez por ano. Os pecados graves (pecados que nos afastam perigosamente da amizade com Deus e com os outros) têm de ser confessados individualmente, em tempo oportuno. A Igreja pede que o cristão se confesse ao menos uma vez por ano. Os pecados graves (pecados que nos afastam perigosamente da amizade com Deus e com os outros) têm de ser confessados individualmente, em tempo oportuno. Os Sacramentos38 Confessai os vossos pecados uns aos outros, diz ele, e orai uns pelos outros, a fim de que sejais salvos" (Tgo 5, 16).

39 Os Sacramentos39 Como pecadores, o orgulho, o egoísmo, o individualismo, a omissão enfraquecem a nossa consciência e nos impedem de reconhecer a força do pecado e a nossa participação no mal que existe no mundo, quebrando a unidade entre as pessoas, desorientando e afastando-nos dos caminhos de Deus. Com isso passamos a adorar e servir outros deuses: a riqueza, a ganância, o poder, o prazer, as drogas, a violência, o dinheiro, etc. Estes deuses se transformam em ídolos que destroem e matam a vida. A confissão ou penitência transforma em novo homem o cristão, deixando sua alma leve e pronta ao serviço a Deus.

40 Eucaristia Momento da mais perfeita comunhão entre Deus e o Homem Os Sacramentos40 "Eucaristia" – "eu-cháris": "ação de graça" Designa a presença real e substancial de Jesus Cristo sob as aparências de pão e vinho.

41 Os Sacramentos41 "Eu sou o pão da vida; vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra. Eu sou o pão vivo, que desci do céu. Se alguém comer deste pão, viverá eternamente, e o pão que eu darei é a minha carne, para a vida do mundo" (Jo 6, 48-52). "Se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. O que comer a minha carne e beber o meu sangue terá a vida eterna. Porque a minha carne é verdadeiramente comida, e o meu sangue é verdadeiramente bebida. O que come a minha carne e bebe o meu sangue, fica em mim e eu nele. O que me come... viverá por mim. Este é o pão que desceu do céu... O que come este pão, viverá eternamente!" (Jo 6, ).

42 Os Sacramentos42 "Como pode este dar-nos a sua carne a comer?" (Jo 6, 53). Os fariseus retiram-se murmurando: "É duro demais, quem pode ouvir uma tal linguagem!" (Jo 6, 67) O que Jesus fez? Vira-se para seus Apóstolos e, num tom que não admite réplica, pergunta: "E vós também quereis abandonar-me?" (Jo 6, 68) É como se afirmasse: quem não desejar aceitar a verdade, que retire-se com os outros! A verdade é essa e não muda.

43 43 Pedro lança este sublime brado de fé: "Senhor, para quem havemos de ir? Só Tu tens as palavras de vida eterna. E nós cremos e conhecemos que tu és Cristo, o Filho de Deus" (Jo 6, 67-70).

44 "Quando estavam ceando, Jesus tomou o pão, benzeu-o e partiu-o, e deu-o a seus discípulos, dizendo: Tomai e comei, isto é o meu corpo, que é dado por vós - Fazei isto em memória de mim" (Lc 22, 19). 44 A instituição da Eucaristia O dia escolhido é a véspera da morte do Messias

45 Os Sacramentos45 "E tomando o cálice, deu graças, e o deu a eles, dizendo: Bebei deste todos, porque isto é o meu sangue do novo testamento, que será derramado por muitos, para a remissão do pecado" (Mt 26, 27-28)

46 46 A Missa é a atualização do Sacrifício de Jesus... Fazei isto em memória de mim. A Missa é a atualização do Sacrifício de Jesus... Fazei isto em memória de mim.

47 47 Aqui o pão já não é mais pão. É o próprio Cristo, em Corpo, sangue, alma e Divindade. OLHE PARA JESUS NESTE MOMENTO! Tomai e comei.... Os Sacramentos

48 48 Em seguida recorda que Jesus tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos dizendo: "TOMAI E BEBEI... Os Sacramentos

49 49 Pela consagração do pão e do vinho opera-se a conversão de toda a substância do pão na substância do corpo de Cristo nosso Senhor, e de toda a substância do vinho na substância do seu sangue; a esta mudança, a Igreja católica chama, de modo conveniente e apropriado, transubstanciação Os Sacramentos

50 50 Aqui cumpre-se a vontade expressa de Jesus, que mandou celebrar a Ceia. O maior dos sacramentos – O Santíssimo Sacramento – É o próprio Filho de Deus feito homem, morto e ressuscitado

51 ... Assim, pois, quem come do pão ou bebe do cálice do Senhor indignamente será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, cada um a si mesmo e então coma do pão e beba do cálice; pois aquele que come e bebe sem discernir o corpo do Senhor, come e bebe sua própria condenação. 1 Cor 11, Assim, pois, quem come do pão ou bebe do cálice do Senhor indignamente será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, cada um a si mesmo e então coma do pão e beba do cálice; pois aquele que come e bebe sem discernir o corpo do Senhor, come e bebe sua própria condenação Como comungar ? Quem pode comungar ? Procedimentos após a Comunhão 51 Assim, pois, quem come do pão ou bebe do cálice do Senhor indignamente será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, cada um a si mesmo e então coma do pão e beba do cálice; pois aquele que come e bebe sem discernir o corpo do Senhor, come e bebe sua própria condenação. 1 Cor 11,

52 Agora eu sou Eucaristia Para o Outro. 52 O compromisso de fazer da sua vida um dom, um sacrifício espiritual agradável a Deus (cf. Rom 12,1).

53 53 Pe. Fábio de Melo, Scj É a continuidade da Missa que nos salva, é a história que fica diferente em cada Comunhão comungada, cada mesa partilhada, cada confissão realizada, é o que se segue dali. O Sacramento não é a mágica de um momento, mas é a continuidade da vida que vai sendo incorporada, porque em mim aconteceu o Sacramento Os Sacramentos

54 SACRAMENTO DA CRISMA OU CONFIRMAÇÃO O que é? 54 Por que Crismar ?

55 Confirmação do Batismo ou Crisma o batizado reafirma sua fé em Cristo, sendo ungido durante a cerimônia, recebendo os sete dons do Espírito Santo.Crismafésete dons do Espírito Santo A unção é feita pelo Bispo ou padre autorizado, com óleo abençoado na quinta-feira da Semana Santa.BispopadreSemana Santa É um sacramento instituído para dar oportunidade a uma pessoa - que foi batizada por decisão alheia e que tem, perante a Igreja, compromissos assumidos por outras pessoas em seu nome diante da pia batismal – de confirmar o desejo de ser membro da família cristã dentro da Igreja Católica e de reafirmar aqueles compromissos, depois de atingir a idade da razão.. 55

56 Os Sacramentos56 Simplificadamente, a cerimônia consiste na renovação das promessas do batismo, mediante perguntas do Bispo, que em geral a preside, feitas em voz alta e do mesmo modo respondidas pelo crismando perante a comunidade. Como o batismo, a Crisma também imprime caráter, podendo ser ministrado apenas uma vez a cada pessoa. Por ser um ato de afirmação de compromissos, a pessoa pode jamais receber o óleo do crisma ou, indo participar da cerimônia, deixar de confirmar esses compromissos.

57 Os Sacramentos57 Os atos dos apóstolos provam que o seu rito exterior consiste na imposição das mãos, diferente do batismo que utiliza a água. Os apóstolos Pedro e João, enviados a Samaria, "punham as mãos sobre os que tinham sido batizados", e recebiam estes o Espírito Santo (At 8, 12-17). Do mesmo modo, S. Paulo, vindo a Éfeso, batizou, em nome de Jesus Cristo, discípulos de João e a "eles impôs as mãos, para que o Espírito Santo baixasse sobre eles" (At 19, 1-6). Segundo estes textos, compreende-se claramente que Pedro e João de um lado, e Paulo de outro, deram o Espírito Santo, pela imposição das mãos.

58 UNÇÃO DOS ENFERMOS Por este sacramento Deus vem em socorro dos doentes. 58 Alguém entre vós está enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E o Senhor o aliviará, e se estiver em algum pecado ser-lhe-á perdoado" (Tg 5, 14-15).

59 ORDEM Os Sacramentos59 A Ordem é o sacramento que dá o poder de desempenhar as funções eclesiásticas, e a graça de fazê-lo santamente. É o sacramento que faz os sacerdotes, ou ministros de Deus. A Ordem é o sacramento que dá o poder de desempenhar as funções eclesiásticas, e a graça de fazê-lo santamente. É o sacramento que faz os sacerdotes, ou ministros de Deus. Nosso Senhor fez uma seleção entre os discípulos: "Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi " (Jo 15, 16).

60 60 Aos discípulos eleitos, chamados apóstolos, o divino Mestre confia as quatro atribuições particulares do sacerdócio: a) Oferecer o santo sacrifício: "Fazei isto em memória de mim" (Lc 22, 19). b) Perdoar os pecados: Os pecados que vós perdoardes serão perdoados (Jo 20, 23). c) Pregar o Evangelho: Ide no mundo inteiro, pregando o Evangelho a todas as criaturas (Mc 16, 15). d) Governar a Igreja: O Espírito Santo constituiu os bispos para governarem a Igreja de Deus (At 20, 28).

61 61 Quanto ao rito de ordenação: Consiste na imposição das mãos. S. Paulo escreve: "Não desprezes a graça que há em ti e te foi dada por profecia pela imposição das mãos do presbitério" (1 Tim 4, 14). Chama-se presbitério a reunião dos bispos e padres que concorreram para a ordenação de Timóteo, de que S. Paulo foi o principal ministro, como se vê claramente na segunda epístola dirigida ao mesmo discípulo. "Por este motivo, diz ele, te admoesto que reanimes a graça de Deus, que recebestes pela imposição de minhas mãos" (2 Tim 1, 6).

62 Os Sacramentos62 O exemplo dos apóstolos nos mostra a transmissão dos poderes sacerdotais pela ordenação. E por onde Paulo e Barnabé passavam, "ordenavam sacerdotes para cada Igreja" (At 14, 22). Tudo isso prova, claramente, que os apóstolos tinham recebido de Nosso Senhor a divina investidura, que iam assim distribuindo pela imposição das mãos; e esta investidura é o sacramento da Ordem.

63 MATRIMÔNIO 63

64 O homem deixará o pai e a mãe para unir-se à sua mulher, e os dois serão uma só carne. Assim, já não sãos dois, mas uma só carne. Mateus 19, 5 – 6 Os Sacramentos64

65 Os Sacramentos65 "Não separe o homem o que Deus uniu" (Mt 19, 6). Ou seja, Deus uniu os noivos!

66 Os Sacramentos66 Este mistério, ou sacramento, é grande em relação a Cristo e à Igreja, diz S. Paulo (Ef 5, 32). Isso é grande, em relação a Cristo, porque é instituição divina; grande em relação à Igreja, que deve mantê-lo na sua unidade e indissolubilidade. O rito externo foi indicado por S. Paulo: é a mútua tradição e aceitação do direito sobre os corpos, em ordem aos fins do casamento, formando uma união santa, como é "santa a união do Cristo com a sua Igreja" (Ef 5, 25).

67 67 Luz do Mundo e Sal da Terra para a redenção de todos.… Unindo-se a Cristo, o povo da Nova Aliança não se fecha em si mesmo. Torna-se «Sacramento» para a humanidade. Sinal e instrumento da salvação realizada por Cristo. Os Sacramentos

68 68 Fim

69 Os Sacramentos69 OS Sacramentos da Igreja Elaborado por Zilbete Gonzaga Fontes utilizadas: Bíblia TEB CIC Catequese Renovada Didaqué Os Sacramentos – O que são, para que servem – D. Hilário Moser Fotos da Internet


Carregar ppt "Batismo Matrimônio Confissão Crisma Eucaristia Ordem Unção dos enfermos Os Sacramentos Da Igreja."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google