A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Origem Decomposição, ao longo de milhões de anos, das rochas feldespáticas, através da acção da água. Mineral básico das argilas Caulinite, cuja fórmula.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Origem Decomposição, ao longo de milhões de anos, das rochas feldespáticas, através da acção da água. Mineral básico das argilas Caulinite, cuja fórmula."— Transcrição da apresentação:

1 1 Origem Decomposição, ao longo de milhões de anos, das rochas feldespáticas, através da acção da água. Mineral básico das argilas Caulinite, cuja fórmula é: Correspondendo a 40% de óxido de alumínio, 46% de óxido de silício e 14% de água. Tipos de argilas Primárias Primárias (formadas no seu lugar de origem): pouco plásticas, de grande pureza e com um alto nível de fusão. Exemplo: o caulino. Secundárias ou sedimentares Secundárias ou sedimentares (formadas fora do seu lugar de origem e transportadas pela água, vento ou mesmo glaciares): Mais finas e mais plásticas, com menos pureza devido ao contacto com matéria orgânica e vegetal, com um nível de fusão mais baixo. Exemplo: argila vermelha. Prof. Luís Canotilho

2 2 Caulino (Argila da China) (5) - Utilizada no fabrico de pastas de porcelana - Cor branca - Muito pouco plástica - Funde aos 1800ºC Argila de Bola (ball clay) (4) - Cor marfim - Alto nível de plásticidade - Fica pegajosa com a água, pelo que deve ser misturada com outras argilas - Com grande contracção, chega a perder 20% do volume na secagem - Vitrifica aos 1300ºC Faiança (Argila para Louça) (7) - Cor branca - Utilizada no fabrico da louça industrial - Coze entre os 900ºC e os 1050ºC Argila Refractária (1) - Muito resistente ao calor - Cor creme ou cinzenta - Muito plástica - é composto fundamentalmente por caulinite e óxido de alumínio - Funde entre os 1600ºC e os 1750ºC Argila para Grés (3) - Utilizada no fabrico de mosaicos - Cor varia entre o cinzento claro e o escuro, e desde o amarelado ao castanho - Refractária e plástica - O Feldespato vai actuar como material fundente - Vitrifica entre os 1250ºC e os 1300ºC Argila Vermelha (2) - Utilizada no fabrico de pastas de porcelana - Cor vermelha enquanto húmida e castanha depois de chacotada - Muito plástica e fundível - Contém uma alta percentagem de óxido de ferro - Suporta temperaturas até aos 1100ºC Bentonito (6) - Utilizada na mistura das pastas cerâmicas para aumentar a sua plasticidade - Oleosa, pode aumentar o seu volume entre 10 a 15 vezes quando se acrescenta água - Argila vulcânica muito plástica, com maior percentagem de silício do que alumina - Funde aos 1200ºC

3 3 Carbonato de Cálcio ( calcite) (1) - Fundente utilizado na composição das pastas de baixa e média temperatura, devendo ser usado com moderação (até 13%) - Possui uma temperatura muito elevada de fusão (CaCO3) Função: - Desengordurante - Fundente Quartzo (2) - Desengordurante por natureza actuado de forma a reduzir a sua contracção, favorecendo A aderência de vidrados nas peças - Tem um ponte de fusão por volta dos 1600ºC (SiO2) Dolomite (3) - Actua como fundente, podendo usar-se Como Substituto do carbonato de cálcio para elevar a temperatura de maturação dos vidrados, na proporção de 3 a 6% (CaCO3.MgCO3. Feldespato (4) - Provém da decomposição do granito e róchas ígneas, Limitando a plasticidade das argilas e a sua contracção Em cru actuando como fundente a temperaturas superiores A 1200ºC. - Funde por volta dos 1170º e os 1290ºC Grogue ou chamote (5) - São argilas cozidas e moídas apresentando-se Comercialmente em grão grosso, médio e fino. Utilizado em pastas para alta temperatura, evitando a sua contracção. É um desengordurante que facilita a Secagem e dando uma maior resistência. Utilizado Em cerâmica escultórica. Utiliza-se em proporções até 40% Talco (6) - É um silicato de magnésio tendo na Sua composição 32% de magnésio e 64% de sílica. É utilizado como fundente De pastas de baixa temperatura (2%), Favorecente o acordo entre pasta e vidro O que evita o chamado Craklé

4 4 n Produto obtido a partir da mistura entre argilas e inertes n Composição: argila (material plástico), sílica e também o chamote (desengordurantes para diminuirem a contracção da pasta e evitar o aparecimento de fissuras e empenamentos na secagem), feldespatos e o carbonato de cálcio (fundentes) n Geralmente as argilas vermelhas tem uma composição equilibrada com todos estes elementos, não sendo necessário acrescentar mais nada n TIPOS DE PASTAS n Pastas porosas (não vitrificadas): pastas constituídas por por argilas ferruginosas e pastas brancas de faiança n Pastas vitrificadas: grés e porcelana n COMPOSIÇÃO DE PASTAS NACIONAIS n Porcelana : 49% de caulino, 19,2% de feldespato, 29,2% de areia P10 e 4% de talco n Faiança : 26% de argila cinzenta, 14% de argila branca, 18% de caulino de Rio Maior, 12% de calcite, 30% de sílica n Grés : 10% de caulino de Rio Maior, 33% de argila cinzenta Mota, 10% de argila branca Mota, 10% de caulino da Sr.a da Hora, 17% de areia, 3% de calcite e 17% de feldespato

5 5 n Pasta de argila vermelha n Constituída por argilas muito ferruginosas, conzendo entre os 950ª e os 1100ºC. n Muito plástica é ideal para a realização de trabalhos à mão ou no torno. Pasta com chamote Porcelana Pasta de faiança Pasta vermelha Pasta de grés Pasta de louça ou faiança Muito purosa e com cor branco marfim, as peças necessitam de um vidrado protector. A Faiança produzida em Portugal coze entre os os 950ª e os 1100ºC. Pasta de grés Depois de cozidas tornam-se impermeáveis, vitrificadas e opacas. A cor vai desde o cinzento, ao marfim, beje, castanho (…) A temperatura de cozedura vai desde os 1150º aos 1300ºC. Pasta de porcelana Muito branca, sendo o caulino o seu principal componente. Quando numa espessura até 3mm, adquire depois de vitrificada uma qualidade translúcida. A temperatura de cozedura vai desde os 1250º aos 1460ºC. Existem dois tipos de porcelana (dura e mole) Pasta de porcelana de ossos Pasta dura, translúcida, branca e fina, composta por ossos calcinados (fosfato de cálcio). A temperatura de cozedura vai desde os 1200º aos 1250ºC. Pastas refractárias Pasta muito resistente ao choque térmico, servem para o fabrico de tijolos, cadinhos, mobiliário interior de forno e outros materiais isolantes. A temperatura de cozedura vai até aos 1600ºC.

6 6 1 - os pedaços da pasta são desfeitos com a ajuda de um martelo 2 - com um rolo da massa os pequenos grãos são desfeitos em pó 3 - com uma peneira malha nº 60 consegue-se um pó muito fino 4 - a balança é necessária para o cálculo da quantidade de água 5 - o pó da pasta É deitado lentamente na água de modo a não fazer grumos 6 - mexe-se para desfazer os grumos


Carregar ppt "1 Origem Decomposição, ao longo de milhões de anos, das rochas feldespáticas, através da acção da água. Mineral básico das argilas Caulinite, cuja fórmula."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google