A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA (OU A CRÓNICA POSSÍVEL DE UMA PRÁTICA FRANCAMENTE VIÁVEL NA ÓPTICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA (OU A CRÓNICA POSSÍVEL DE UMA PRÁTICA FRANCAMENTE VIÁVEL NA ÓPTICA."— Transcrição da apresentação:

1 UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA (OU A CRÓNICA POSSÍVEL DE UMA PRÁTICA FRANCAMENTE VIÁVEL NA ÓPTICA DE UMA ARQUEOLOGIA QUE AINDA SE QUER CIÊNCIA) O EXEMPLO DOS SÍTIOS DO PALEOLÍTICO SUPERIOR FINAL DA ÁREA DE LEIRIA Marco António Andrade Henrique Matias Maria Mântua RECONSTRUINDO OS PUZZLES DO PASSADO Colóquio sobre Remontagens de Pedra Lascada

2 UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA Os sítios intervencionados 1 – Cruz da Areia 2 – Telheiro da Barreira 3 – Cortes Localizados no interflúvio Lena-Lis, sobre areias pliocénicas, os sítios poderão enquadrar-se genericamente nos tecnocomplexos magdalenenses, reconhecidos pelas características tipológicas do espólio recolhido. Instalados em área de topo (Telheiro da Barreira) e plataforma a meia- encosta (Cortes e Cruz da Areia), conservavam diversos tipos de «estruturas» de actividades possivelmente correlacináveis.

3 Cruz da Areia Instalado em plataforma a meia encosta, foi possível identificar uma grande área (±2000m 2 ) de dispersão de termoclastos desconexos associada um «solo de ocupação» que incluía várias estruturas de combustão. Regista-se a grande abundâncias de artefactos debitados (incluindo instrumentos) e núcleos de sílex, registando-se uma intensa actividade de talhe. Foto: Tiago do Pereiro (www.nia-era.org) UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

4 Telheiro da Barreira Instalado em área de topo (o que em muito contribuiu para a sua deficiente preservação), foi possível identificar uma estrutura composta por uma concentração sub-circular de termoclastos quebrados in situ depositados em cuvette e várias «estruturas negativas» interpretadas como cinzeiros. Regista-se a escassez de instrumentos e a abundância de núcleos de quartzito de tipologia diversa. UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

5 Cortes Instalado em plataforma a meia encosta, foi possível identificar uma dispersão de termoclastos desconexos associada a algumas possíveis estruturas de combustão. O registo arqueográfico identificado assemelha-se àquele identificado em Cruz da Areia, embora em menor escala (possivelmente devido à menor área escavada). UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

6 Estratégias de aprovisionamento de matérias-primas líticas Larga percentagem de sílex de contextos cenomanianos, sendo o sílex oxfordiano e batoniano-bajociano meramente residual. Recolecção de nódulos de sílex na área de Chitas e Martinela, em posição primária e secundária. Recolecção de sílex nos terraços quaternários do Lena e do Lis. Recolecção de seixos quartzo, quartzito e lidito nos terraços quaternários do Lena e do Lis. Adaptado de Almeida, Araújo e Aubry, 2003, p. 303, fig. 8.2a UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

7 Cruz da Areia: As remontagens possíveis Encontrando-se o espólio numa fase de tratamento ainda incipiente, conseguiu-se somente a remontagem de duas lascas num núcleo de quartzito (REM-1). Os elementos foram recolhidos na área do «tapete» de termoclastos, distanciando-se em cerca de 50 cm. Conta-se igualmente com a identificação, em escavação, de remontagens de elementos de sílex na área do «solo de ocupação». UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

8 Telheiro da Barreira: As remontagens possíveis UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA Os exercícios de remontagem aplicados ao espólio do Telheiro da Barreira (quartzito) incidiram apenas nos cinzeiros [202] e [402], por se tratarem de contextos aparentemente fechados. A proximidades relativa dos elementos remontados permite supor que estes depósitos se tratam de despejos efectivos, registando-se igualmente a presença mais densa destes elementos nos níveis inferiores dos cinzeiros. A remontagem de elementos queimados com elementos não queimados, assim como a presença de elementos com fissuras térmicas, comprova o talhe (e descarte ulterior de elementos) junto áreas de combustão. De referir a remontagem de duas lâminas sequenciais de quartzito do cinzeiro [202] (REM-5) e a remontagem de quatro blocos pertencentes ao mesmo seixo (REM-1), não tendo no entanto sido remontados fisicamente (31 elementos remontados e 13 associações). A estes blocos encontra-se associada uma quantidade relativa de lascas, salientando-se a recolagem de Siret (REC-1).

9 Telheiro da Barreira: Remontagens do cinzeiro [202] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA REM-1 REM-2 REM-3 REM-4 REM-5 REM-6 REC-1

10 Telheiro da Barreira: Remontagens do cinzeiro [402] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA REM-1aREM-1b REM-1c REM-1d REC-1

11 Telheiro da Barreira: Remontagens do cinzeiro [402] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA REM-2 REM-3 REM-4 REM-5 REM-6 REM-7

12 Telheiro da Barreira: Remontagens e recolagens do cinzeiro [402] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA REM-8 REM-9REC-2 REC-3

13 Telheiro da Barreira: Dispersão horizontal dos elementos remontados no cinzeiro [202] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

14 Telheiro da Barreira: Dispersão vertical dos elementos remontados no cinzeiro [202] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA REM 1 REM 2 REM 3 REM 4 REM 5 REM 6 NA111 (1)2 (4) NA22 (1)2 (3)1 (1) NA31(1)22

15 Telheiro da Barreira: Dispersão horizontal dos elementos remontados no cinzeiro [402] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

16 Telheiro da Barreira: Dispersão vertical dos elementos remontados no cinzeiro [402] UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA REM 1 REM 2 REM 3 REM 4 REM 5 REM 6 REM 7 REM 8 REM 9 REC 3 NA1 NA25 (2)221 (1) NA326 (11)5 (2)2 (3)25 (3)2 (1)222 (3)2

17 Cortes: As remontagens possíveis UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA Os exercícios de remontagem aplicados ao espólio de Cortes (quartzito) incidiram na área de dispersão de termoclastos (numa área de cerca de 40 m 2 ). A proximidades relativa dos elementos remontados permite supor a preservação relativa do contexto arqueológico, registando-se igualmente a presença mais densa destes elementos nos níveis inferiores do depósito (NA3 e 4). De referir a identificação, no decurso da escavação, de uma série de lascas extraídas do mesmo núcleo, dispersas no NA3 da UE 103 nos quadrados E.9 e F.9. Estes elementos foram posteriormente remontados em laboratório (REM-1), tendo-se identificado ainda algumas associações. De referir ainda a remontagem de lascas em instrumento (raspador – RM5) e a recolagem de vários acidentes de Siret sequênciais e a posterior remontagem das lascas (REM-7). Os restantes elementos remontados referem-se à remontagem de uma/duas lascas em núcleo ou à remontagem entre lascas sem identificação de núcleo.

18 Cortes: REM-1 UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA REM-1

19 Cortes: As remontagens possíveis REM-2REM-3 REM-4 REM-5 UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

20 Cortes: As remontagens possíveis REM-6 REM-7 REM-8 REM-9 REM-10 REM-11 UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

21 Cortes: As remontagens e recolagens possíveis REM-12 REM-13 REC-1 REC-2 REC-3 UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

22 Cortes: Dispersão horizontal dos elementos remontados UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

23 Cortes: Dispersão vertical dos elementos remontados REM 1 REM 2 REM 3 REM 4 REM 5 REM 6 REM 7 REM 8 REM 9 REM 10 REM 11 REM 12 REM 13 REC 1 REC 2 REC 3 SUP 2(1)1 UE1 (1)111 (1) UE2 (1) 111 (1) UE3 NA1 11 (1)1 (3)(1)1 UE3 NA2 11 UE3 NA3 5 (1)(3)1(1)1(3) 11 (1)1 UE3 NA (1)11 (1)2211 UE3 NA5 11 UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA

24 Remontagens de pedra lascada e intervenções de emergência: uma relação possível? UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA Encarando uma intervenção de emergência sempre como uma intervenção científica, a aplicação do método de remontagens de pedra lascada apresenta-se como solução para problemáticas arqueológicas específicas: 1 – Avaliação do estado de conservação dos sítios e o efeito de processos pós-deposicionais nos contextos; 2 – Avaliar a distribuição espacial dos elementos remontados, definindo possíveis áreas funcionais (de talhe, utilização e descarte); 3 – Avaliar as características tecnológicas dos produtos debitados. Perspectivas de trabalho nos sítios do Paleolítico superior final da área de Leiria: 1 – Concluir a remontagem dos elementos de quartzito; 2 – Proceder à remontagem dos elementos de sílex; 3 – Ensaiar a remontagem de elementos termoclastados, de modo a perceber áreas de despejos específicos; 4 – Ensaiar a remontagem de elementos inter-sítios, de modo a inferir a sua contemporaneidade efectiva e respectiva divisão funcional.

25


Carregar ppt "UNDER PRESSURE REMONTAGENS DE PEDRA LASCADA NO CONTEXTO DE INTERVENÇÕES DE EMERGÊNCIA (OU A CRÓNICA POSSÍVEL DE UMA PRÁTICA FRANCAMENTE VIÁVEL NA ÓPTICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google