A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sustentabilidade CST em Agronegócio. Townsend; Begon; Harper (2010) A Sustentabilidade das atividades humanas e o tamanho e a distribuição da população.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sustentabilidade CST em Agronegócio. Townsend; Begon; Harper (2010) A Sustentabilidade das atividades humanas e o tamanho e a distribuição da população."— Transcrição da apresentação:

1 Sustentabilidade CST em Agronegócio

2 Townsend; Begon; Harper (2010) A Sustentabilidade das atividades humanas e o tamanho e a distribuição da população são preocupações cada vez mais do público em geral e dos políticos que o representam. Contudo, para alcançar a sustentabilidade ou até mesmo para aproximar-se dela, é necessário mais do que vontade, é necessária a compreensão ecológica, cuidadosamente adquirida e, mais ainda, aplicada.

3 1. Introdução Chamar uma atividade de sustentável significa que ela pode ser continuada ou repetida em um futuro previsível. Preocupação: grande parte das atividades humanas é insustentável. População em crescimento Redução dos cardumes Qualidade e quantidade de solo deteriorado Recursos hídricos tornam-se indequados Número crescente de pragas e doenças

4 2. Explorando recursos da natureza Um limite importante ao número de pessoas que a Terra pode suportar é o alimento que pode ser obtido. As sociedades humanas primitivas obtinham todos os seus recursos por meio da caça e coleta da natureza. Os recursos cultivados são obtidos por escolha de espécies de plantas e animais: Domesticação Cultivo sob monoculturas

5 3. Agricultura de monocultura Globalmente existe abundância de alimento. Entre 1961 e 1994 o suprimento de alimentos per capita em países em desenvolvimento aumentou 32% e a população mundial subnutrida caiu de 35% par 21%. Atualmente a taxa de crescimento na produção de alimento per capita está caindo. A grande maioria dos recursos alimentares humanos é agora cultivada, produzida geralmente como populações densas de espécies individuais (monoculturas).

6 3.1 Monocultura Somente a monocultura pode maximizar a taxa de produção de alimentos. Isso acontece porque: Permite ao agricultor controlar e otimizar com alta precisão a densidade das populações (animais ou lavouras) A quantidade e qualidade de seus recursos (suprimento alimentar para os animais e fertilizantes e água para as plantas) Controla condições físicas de temperatura e umidade Grande distância da ecologia dos primitivos caçadores- coletores...

7 3.1 Monocultura Até que ponto os modernos métodos de cultivo são sustentáveis? Condições ideais de disseminação de doenças Animais Mastite, brucelose Febre suína Vaca-louca Vegetais Irlanda (Phytophthora infestans), em milhões de habitantes: 1,1 milhão morreu de fome e 1,5 milhão emigrou para o Reino Unido e Estados Unidos

8 3.1 Monocultura Degradação e erosão do solo ONU (1998): a intensificação agrícola nas décadas recentes impôs um tributo pesado ao ambiente. Técnicas incorretas de cultivo e irrigação e uso excessivo de pesticidas e herbicidas têm provocado degradação dos solos e contaminação das águas. Em todo o mundo 300 milhões de hectares estão severamente degradados e 1,2 bilhão (10% da superfície com vegetação) pode ser considerada moderadamente degradado.

9 3.2 Controle de pragas Espécie praga é simplesmente aquela que os humanos consideram indesejável. No mundo: spp de pragas que atacam lavouras ervas daninhas insetos e ácaros fitopatógenos O objetivo é reduzir suas populações a seu nível de dano econômico (NDE).

10 3.2. Controle de pragas É possível que os pesticidas matem outras espécies que não a espécie alvo, podendo dar origem ao ressurgimento da praga ou de pragas secundárias. As pragas podem desenvolver resistência a pesticidas. Biocontrole (Controle biológico) podem ter efeito indesejável sobre espécies não alvo. Importação Inoculação Conservação

11 3.3 Sistemas Agrícolas Integrados Manejo Integrado de Pragas (MIP) O desejo de uma agricultura sustentável conduz de modo progressivo a abordagens mais ecológicas para a produção de alimentos, chamadas de sistemas agrícolas integrados. O MIP é uma filosofia prática de manejo de pragas. Combina controle físico, controle cultural, controle biológico e controle químico, bem como a utilização de variedades resistentes. Objetiva controlar pragas abaixo do nível de dano econômico (NDE)

12 Fixação do aprendizado: 1. Quais são as formas de preparo/cultivo do solo? Cite suas principais características em uma tabela. 2. Quais são as formas de irrigação? 3. O que são práticas conservacionistas de solo? Exemplifique. 4. Defina Controle Biológico. Exemplifique.


Carregar ppt "Sustentabilidade CST em Agronegócio. Townsend; Begon; Harper (2010) A Sustentabilidade das atividades humanas e o tamanho e a distribuição da população."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google