A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Simone Nardi. O BONS ESPÍRITAS CAPÍTULO XVII, SEDES PERFEITOS Caracteres da perfeição O homem de bem Os Bons espíritas Parábola do Semeador; instruções.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Simone Nardi. O BONS ESPÍRITAS CAPÍTULO XVII, SEDES PERFEITOS Caracteres da perfeição O homem de bem Os Bons espíritas Parábola do Semeador; instruções."— Transcrição da apresentação:

1 Simone Nardi

2 O BONS ESPÍRITAS CAPÍTULO XVII, SEDES PERFEITOS Caracteres da perfeição O homem de bem Os Bons espíritas Parábola do Semeador; instruções dos espíritos: O Dever, a Virtude; Os superiores e os inferiores- O homem no Mundo: Cuidar do corpo e do espírito.

3 Caracteres da Perfeição Amai aos vossos inimigos... A perfeição absoluta é possível? Apenas uma perfeição relativa: Ser Bom, ou seja : « Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam. - Porque, se somente amardes os que vos amam que recompensa tereis disso? Não fazem assim também os publicanos? - Se nicamente saudardes os vossos irmãos, que fazeis com isso mais do que outros? Não fazem o mesmo os pagãos? - Sede, pois, vós outros, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial.. »

4 O Homem de Bem O Verdadeiros Homem de Bem é Aquele que Pratica a Justiça de amor e caridade em sua maior pureza. Ele é bom, é humano e benevolente, a caridade é seu guia. Respeita seus semelhantes

5 OS BONS ESPÍRITAS O que é ser bom espírita?

6 1492- Descobrimento da América

7 Cristovan Colombo busca por novas terras. Encontra-se com terras que desconhecia : América Latina

8 Des-cobrimento ou En-cobrimento? O que se entende por Des-Cobrimento? Houve na verdade o En-cobrimento da América Latina

9 COLONIZAÇÃO Houve dois tipos de colonização: Exploratória Povoamento América do Norte : povoamento América Latina: exploratória

10 En-Cobrimento da América Latina Povos Ameríndios; milhares de pessoas habitavam a América Latina. Riquezas em ouro, prata e pedras preciosas. Muitos povos pacíficos

11 Selvagens ou Homens Para os espanhóis aquelas « pessoas » eram apenas selvagens, « índios » desprovidos de alma. Arquétipo de ser humano: Europeu. Branco. Cristão (católico).

12 GUERRA JUSTA Junan Ginés de Sepúlveda: É sempre justo e de acordo com o direito natural que tal tipo de gente bárbara se submeta ao império de príncipes e nações mais cultas e humanas, de modo que graças à virtude dos últimos e a prudência de suas leis, eles abandonem a barbárie e se adaptem a uma vida humana e ao culto da virtude. (SEPULVEDA, apud LAS CASAS, 2001,p.23)

13 GUERRA JUSTA Junan Ginés de Sepúlveda: DIREITO NATURAL E se recusarem o poder de tal império lhes pode ser imposto por meio das armas, e tal guerra será justa segundo o direito natural ( SEPULVEDA, apud LAS CASAS, 2001,p.23)

14 GUERRA JUSTA Junan Ginés de Sepúlveda: DIREITO NATURAL Em suma: é justo, conveniente e conforme a lei natural que os varões probos, inteligentes, virtuosos e humanos dominem todos os que não têm estas qualidades. ( SEPULVEDA, apud LAS CASAS, 2001,p.23)...conveniente e conforme a lei natural.

15 BONS CRISTÃOS !? Entre 1492 e 1600: 80 milhões 70 milhões de ameríndios foram exterminados e seus territórios demarcados para facilitar o saque de suas riquezas mil línguas foram extintas Entre 1492 e 1600: foram exterminados homens, mulheres, crianças e animais

16 Ego Vox Clamantis in Deserto Eu sou uma voz [...] no deserto desta ilha[...] todos estais em pecado mortal, e nele vivereis e morrereis, pela crueldade e tirania que usais com estas inocentes vítimas. Dizei-me, com que direito e baseados em que justiça, mantendes em tão cruel e horrível servidão os índios? Com que autoridade fizestes estas detestáveis guerras a estes povos que estavam em suas terras mansas e pacíficas e tão numerosas e os consumistes com mortes e destruições inauditas?

17 Ego Vox Clamantis in Deserto Como os tendes tão oprimidos e fatigados, sem dar-lhes de comer e curá- los em suas enfermidades? Os excessivos trabalhos que lhes impondes, os faz morrer, ou melhor dizendo, vós os matais para poder arrancar e adquirir ouro cada dia... Não são eles acaso homens? Não tem almas racionais? Vós não sois obrigados a amá-los como a vós mesmos? Será que não entendeis isso? Não o podeis sentir?» Missa do 4º domingo do advento, 21 de Dezembro de 1511

18 LAS CASAS [...] com certeza e sem medo de errar que os espanhóis jamais tiveram uma guerra justa contra os índios (LAS CASAS, 2008, p.17).

19 LAS CASAS Para Las Casas nenhuma dominação é justa, nenhuma descaracterização cultural em nome de qualquer interesse, seja ele de quem for, é justa, mesmo sob o pensamento de que cabe a cultura dominante se impor à mais atrasada, fato esse que geralmente surge marcado por extrema violência do superior sobre o inferior.

20 MODO PENSAMENTO Estaria o pensamento relativo a descoberta da América e seu violento processo de colonização atuando nos dias atuais ? Arquétipo de hoje: Humano. Racional. Capaz se dominação.

21 ANIMAIS Qual a nossa relação e a nossa justificação para que tenhamos, para com os animais, o mesmo tipo de barbárie que os espanhóis tiverem para com os ameríndios? É sempre justo e de acordo com o direito natural...que tal tipo de gente bárbara se submeta ao império de príncipes e nações mais cultas e humanas, (SEPULVEDA, apud LAS CASAS, 2001,p.23)

22 ANIMAIS Em suma: é justo, conveniente e conforme a lei natural que os varões probos, inteligentes, virtuosos e humanos dominem todos os que não têm estas qualidades. ( SEPULVEDA, apud LAS CASAS, 2001,p.23)

23 Selvagens ou Homens ?

24 OS BONS ESPÍRITAS O que é ser bom espírita?

25

26 BONS CRISTÃOS X GUERRA JUSTA!? nenhuma dominação é justa, pois toda dominação vem marcada por extrema violência do superior sobre o inferior. [...] com certeza e sem medo de errar que os espanhóis jamais tiveram uma guerra justa contra os índios (LAS CASAS, 2008, p.17).

27 Ego Vox Clamantis in Deserto Como os tendes tão oprimidos e fatigados, sem dar-lhes de comer e curá- los em suas enfermidades? Os excessivos trabalhos que lhes impondes, os faz morrer, ou melhor dizendo, vós os matais para poder arrancar e adquirir ouro cada dia... Não são eles acaso homens? Não tem almas racionais? Vós não sois obrigados a amá-los como a vós mesmos? Será que não entendeis isso? Não o podeis sentir?

28 Ego Vox Clamantis in Deserto Como os tendes tão oprimidos e fatigados, sem dar-lhes de comer e curá-los em suas enfermidades?

29 Ego Vox Clamantis in Deserto Os excessivos trabalhos que lhes impondes, os faz morrer, ou melhor dizendo, vós os matais para poder arrancar e adquirir ouro cada dia...

30 Ego Vox Clamantis in Deserto * Não são eles acaso filhos de DEUS? Não tem almas? Vós não sois obrigados a amá-los como a vós mesmos? Será que não entendeis isso? Não o podeis sentir?

31 BONS ESPÍRITAS AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO!


Carregar ppt "Simone Nardi. O BONS ESPÍRITAS CAPÍTULO XVII, SEDES PERFEITOS Caracteres da perfeição O homem de bem Os Bons espíritas Parábola do Semeador; instruções."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google