A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mia Couto – O Gato e o Escuro Mia Couto nasceu na Cidade da Beira (Moçambique) em 1955, filho de uma família de emigrantes portugueses. Publicou os primeiros.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mia Couto – O Gato e o Escuro Mia Couto nasceu na Cidade da Beira (Moçambique) em 1955, filho de uma família de emigrantes portugueses. Publicou os primeiros."— Transcrição da apresentação:

1 Mia Couto – O Gato e o Escuro Mia Couto nasceu na Cidade da Beira (Moçambique) em 1955, filho de uma família de emigrantes portugueses. Publicou os primeiros poemas no "Notícias da Beira", com 14 anos. Em 1972, deixou a Beira e partiu para Lourenço Marques para estudar Medicina. A partir de 1974, começou a fazer jornalismo, tal como o pai. Com a independência de Moçambique, tornou-se director da Agência de Informação de Moçambique (AIM). Dirigiu também a revista semanal "Tempo" e o jornal "Notícias de Maputo".

2 Mia Couto – O Gato e O Escuro Outros livros do autor: "Estórias Abensonhadas" (1994); "A Varanda do Frangipani" (1996); "Vinte e Zinco" (1999); "Contos do Nascer da Terra" (1997); "Mar me quer" (2000); "Mar me quer" (2000); "Na Berma de Nenhuma Estrada e outros contos" (2001); "Na Berma de Nenhuma Estrada e outros contos" (2001); "O Gato e o Escuro" (2001); "O Último Voo do Flamingo" (2000); "Um Rio Chamado Tempo, Uma Casa Chamada Terra" (2002). "O Fio das Missangas" (2004) é o seu último livro de contos.

3 Mia Couto – O Gato e O Escuro Em 1985 formou-se em Biologia pela Universidade Eduardo Mondlane. Foi também durante os anos 80 que publicou os primeiros livros de contos. Estreou-se com um livro de poemas, "Raiz de Orvalho" (1983), só publicado em Portugal em Depois, dois livros de contos: "Vozes anoitecidas" (1986) e "Cada Homem é uma Raça" (1990). Em 1992 publicou o seu primeiro romance, "Terra Sonâmbula". A partir de então, apesar de conciliar as profissões de biólogo e professor, nunca mais deixou a escrita e tornou-se um dos nomes moçambicanos mais traduzidos: espanhol, francês, italiano, alemão, sueco, norueguês e holandês são algumas línguas. A partir de então, apesar de conciliar as profissões de biólogo e professor, nunca mais deixou a escrita e tornou-se um dos nomes moçambicanos mais traduzidos: espanhol, francês, italiano, alemão, sueco, norueguês e holandês são algumas línguas.

4 O Gato e o Escuro Autor: Mia Couto Mia CoutoIlustração: Danuta Wojciechowska Danuta Wojciechowska Editora : Caminho Caminho

5 Danuta Wojciechowska Danuta nasceu em 1960 no Québec (Canadá) e ainda muito jovem foi viver para Zurique onde fez a Licenciatura em Design de Comunicação, na Escola Superior de Design de Zurique, tendo mais tarde realizado uma pós-graduação em Pedagogia e Educação pela Arte, em Inglaterra. Desde 1984 que ela vive em Lisboa, onde fundou em 1992 o atelier Lupa Design. Danuta tem-se dedicado especialmente às áreas da educação, do social, do ambiente e da cultura, dando particular relevo à ilustração

6 Ainda sobre Danuta Distinguida com várias Menções Especiais do Prémio Nacional de Ilustração: em 1999 pelas ilustrações do livro Fala-Bicho, de Violeta Figueiredo, Editorial Caminho; em 1999 pelas ilustrações do livro Fala-Bicho, de Violeta Figueiredo, Editorial Caminho; em 2000 pelas ilustrações do livro O Limpa-Palavras e outros poemas, de Álvaro Magalhães, ASA; em 2000 pelas ilustrações do livro O Limpa-Palavras e outros poemas, de Álvaro Magalhães, ASA; em 2001 pelas ilustrações do livro O Gato e o Escuro, de Mia Couto, Editorial Caminho; em 2002 pelas ilustrações do livro Mouschi o Gato de Anne Frank de José Jorge Letria, ASA) em 2002 pelas ilustrações do livro Mouschi o Gato de Anne Frank de José Jorge Letria, ASA) Danuta foi seleccionada em 2002 pela THE WHITE RAVENS - A Selection of International Children´s and Youth Literature, com o livro O Gato e o Escuro, de Mia Couto, Editorial Caminho. Já este ano foi um dos nomes seleccionados para a Exposição Internacional de Ilustradores da Feira do Livro Infantil de Bolonha. Cristina L. Duarte

7 Quem é quem?

8 Que fazer de um gato que é demasiado curioso para ter medo do escuro? Que dizer de um homem (que também Mia) que tantos medos conforta com tão poucas palavras? Com tão nuvens-palavras? Diz-se o que se sente quando se lê. Quando se continua a leitura muito depois do livro fechado. Diz-se que este conto é um poema e ai de quem discordar. O gato e o escuro é o poema- manual que ensina a abrir os olhos no escuro, olhos de gato, olhos de bicho-do-amor com pupilas-em-flor. Olhos de quem? Olhos para quem? Olhos que choram. Olhos por que choram? Quem os faz tremer, quem é? - Sou eu, o escuro. Eu é que devia chorar porque olho tudo e não vejo nada.

9 O gato e o escuro é um sopro do menino Mia Couto que um dia descobriu que podia desbloquear corações inventando palavras. Que um dia descobriu que o seu estilo literário era ser puro, era ser espelho da alma bonita que tem. E esse estilo está todo-todo-todo neste poema-em-luz. No gato e no escuro que escreveu tão docemente.

10 E que dizer de Danuta Wojciechowska? Que dizer da menina que descobriu saber misturar cores e fazer o arco-íris. Que descobriu saber fazer os desenhos miar, que descobriu saber desenhar o mundo a ronronar. Diz- se que as suas ilustrações são poesia e ai de quem discordar. Diz-se que os gatos-íris têm todas as cores do mundo. Misturadas. E diz-se que as palavras e tintas destes meninos não inventam nada, apenas se misturam para encontrar a cor da verdade. Porque: «Não é o escuro que mete medo. Somos nós que enchemos o escuro com os nossos medos». E porque ninguém se importa que todos os «ai daqueles que discordam» se juntem ao abraço. Com outras palavras. Sílvio Mendes 2005

11 Guião de Leitura Vejam, meus filhos, o gatinho preto, sentado no cimo desta história. Pois ele nem sempre foi dessa cor Lê a história d O Gato e o Escuro, na sua primeira página e tenta responder às questões que te são agora colocadas:

12 Completa o quadro com informação do texto Onde é que o gatinho gostava de passear? 3. (…)nessa linha onde o dia faz fronteira com a noite Esta expressão significa que: 3.1. Esta expressão significa que: a) há dois países com fronteira, onde o gato vive a) há dois países com fronteira, onde o gato vive b) que o gato passeia ao amanhecer b) que o gato passeia ao amanhecer c) que o gato passeia ao lsco- fusco c) que o gato passeia ao lsco- fusco Caracterização física do Gato AntesDepois

13 4. Faz a ilustração com base nas seguintes frases: A) Faz de conta o pôr do sol fosse um muro. B) Faz mais de conta ainda que os pés felpudos pisavam o poente.

14 5. O que é o poente? 6. O que lhe pedia a mãe? 7. O Pintalgato obedecia? 8. O que fazia ele quando chegava ao poente? 9. Conseguiu evitar ir mais longe? Explica o que aconteceu, recontando um pouco da história. Explica o que aconteceu, recontando um pouco da história. 10. Até que a metade completa dele (…) Explica a expressão por palavras tuas.

15 11. O que lhe aconteceu quando regressou da primeira aventura pelo escuro? 12. Procura no dicionário, o significado de: breu - _________________________________________ breu - _________________________________________ pangolim - _____________________________________ pangolim - _____________________________________ flagrante - _____________________________________ flagrante - _____________________________________ 13. O seu coração tiquetaqueava… 13. O seu coração tiquetaqueava… Explica a expressão por palavras tuas Explica a expressão por palavras tuas. 14. (…) andou assim, sobrancelhado. Explica o sentido da expressão sublinhada. 15. Na tua opinião, o escritor terá criado a palavra Noitidão a partir de _________________________ + _______________________

16 16. Explica por palavras tuas: Só quando desaguou na outra margem do tempo ele ousou despersianar os olhos. 17. A certa altura verificou que não se conseguia ver a si próprio. E chorou. Quem veio em seu auxílio, para o acalmar? Quem veio em seu auxílio, para o acalmar? 18. Por que razão afirmou o Escuro que era ele quem devia chorar? 19. Observa as ilustrações das páginas 13 e 14. Descreve o que vês e o que pensas sobre as imagens. 20. Lê com atenção as páginas 15 e 16. Quem se aproxima dos dois chorões? 21. A quem se dirige a Dona Gata? O que lhe diz para o acalmar?

17 22-(…) e se viram escorrer, enxofrinhas, duas lágrimas amarelas… Enxofrinhas vem da palavra ____________________ que significa – ________________________________________________________ 23. Para a Dona Gata, o Escuro existe dentro de nós. O que quer ela dizer com isto? O que é o escuro para ti? 24. Como adormeceu o Escuro? 25. Quando o Escuro acordou, algo aconteceu. O que foi? 26. Quando Pintalgato olha nos olhos da mãe, quem vê ele? 27. a) Gostaste do livro? b) Quais os aspectos mais interessantes? b) Quais os aspectos mais interessantes? c) Qual foi o momento favorito? Porquê? c) Qual foi o momento favorito? Porquê? d) Qual a parte menos interessante? Porquê? d) Qual a parte menos interessante? Porquê? e) Sugerias este livro a alguém? O que lhe dirias para motivar a sua e) Sugerias este livro a alguém? O que lhe dirias para motivar a sua leitura? leitura?

18 Procura informações sobre o Gato: Qual a Classe a que pertence? Como surge o gato doméstico? Que raças existem? Cores e pelagem? Saúde do gato Reprodução br/domestico.htm


Carregar ppt "Mia Couto – O Gato e o Escuro Mia Couto nasceu na Cidade da Beira (Moçambique) em 1955, filho de uma família de emigrantes portugueses. Publicou os primeiros."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google