A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Cia. Teatral BuBiÔ, FicÔ LÔ! nasceu em Julho de 2006, a partir de uma Feliz Idéia e um Feliz Encontro. A Feliz Idéia: À partir de pesquisas e estudos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Cia. Teatral BuBiÔ, FicÔ LÔ! nasceu em Julho de 2006, a partir de uma Feliz Idéia e um Feliz Encontro. A Feliz Idéia: À partir de pesquisas e estudos."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Cia. Teatral BuBiÔ, FicÔ LÔ! nasceu em Julho de 2006, a partir de uma Feliz Idéia e um Feliz Encontro. A Feliz Idéia: À partir de pesquisas e estudos sobre teatro e circo, Nico Serrano, o precursor da Companhia, escreveu um espetáculo infantil fundindo o cênico ao circense, com muitas brincadeiras, músicas e bonecos. Em essência, sua idéia foi montar um projeto para instituições sociais e escolas públicas, e realizar um sonho: Levar a Arte aonde não se tem acesso. O grande objetivo é levar esse projeto cultural para o máximo de crianças possíveis, mostrar um pouco de cada coisa que ela gosta, seja ela: palhaço, boneca de pano, boneco de mão, número circense, mágica, cantiga de roda, e outras. Devido ao formato do Projeto, Nico percebeu a oportunidade de expandi-lo para outros lugares, como: empresas, livrarias, escolas particulares, centros culturais e aonde houver o interesse, devido à grande procura que começou a ter quando esse projeto saiu do papel para os palcos ou pátios. O Feliz Encontro: Diz o ditado: Sozinho chegamos mais rápido. Juntos chegamos mais longe. Percebendo a necessidade de um elenco que se entregasse ao projeto, Nico saiu buscando talentos artísticos e encontrou alguns amigos. Juntos deram corpo a idéia inicial, unindo competência artística e amor por este trabalho. À partir deste momento deu-se a primeira formação da Companhia e do sonho! Acreditamos que com esta fórmula simples possamos oferecer mais que um espetáculo. Possamos semear esperanças...(Nico Serrano) Nossa TURMA, Nosso ENCONTRO Nossa TURMA, Nosso ENCONTRO

3 Atualmente a Companhia têm recebido e fechados bons trabalhos, sejam eles solos e personalizados, ou com a apresentação dos espetáculos. Devido à dedicação e amor pelo que fazemos, é nítido quando estamos em cena, novas oportunidades estão começando a aparecer. Isso faz com que enxerguemos uma abertura, para serem criadas novas atividades dentro da Companhia. Pensando assim foi que chegamos a atual estrutura de repertório. Segue abaixo: * Peças Teatrais: Uma Brincadeira Misturada; Sonhei em ser Palhaço; Escola de Palhaços – Aula 1: O Livro BláBláBlá (em montagem); * Intervenções e Performances Artísticas: Para esses trabalhos são montados roteiros personalizados. Indicado para qualquer tipo de evento; * Contação de Estórias: A mais nova atividade da Companhia. * Oficinas Culturais: Através das oficinas ensinamos e trocamos conhecimentos e informações sobre teatro, circo e música; * Trabalhos Empresariais: Desde o início da Companhia realizamos trabalhos em empresas, seja para Endomarketing, Eventos, Ginástica Laboral, SIPAT, entre outros. Nosso REPERTÓRIO Nosso REPERTÓRIO

4 UMA BRINCADEIRA MISTURADA De: Nico Serrano e Toni Grangeiro O espetáculo é baseado na história de dois clowns (Tuingo e Tchicabum), onde fazem de tudo para conquistar um beijo da boneca de pano (Eugênia). Em todos os momentos ficam tentando chamar a atenção dela. Com isso, acontecem as grandes e divertidas tiradas e trombadas. Num certo momento de dúvida, a boneca (Eugênia) começa a propor alguns desafios. Esses desafios são esquetes divertidas, onde o duelo torna-se cada vez mais emocionante e as palhaçadas ficam à mostra. Também nessa história, misturam-se bonecos de mão (Angélica e Emerson) e um músico (Caio Lustres) que, apresenta cantigas de rodas e algumas brincadeiras, muitas vezes tendo a platéia como principal participante, assim como nos números dos clowns, onde apresentam as esquetes circenses e mágicas. É um novo formato de espetáculo infantil onde os bonecos interagem com o público, clowns (palhaços brancos) interagem com a boneca de pano, com os bonecos e com o público. Na verdade, uma interação geral entre todo o elenco com a platéia. Enfim, uma brincadeira super divertida, animada e completamente misturada. Duração: 55 minutos Nosso RISO TEATRAL Nosso RISO TEATRAL

5 SONHEI EM SER PALHAÇO De: Nico Serrano O espetáculo é baseado na história de um músico, Caio Lustres, algumas vezes, também realizado com o Menino Betinho, que sonha em um dia ser palhaço. Nisso, ele se lembra que tem um amigo Palhaço, o Tuingo, e pede para todas as crianças chama-lo. O Tuingo entra em cena e começa a palhaçada. Caio explica o seu sonho e Tuingo começa a explicar: como é ser, e o que precisar para ser um palhaço, passando por diversos números de circo. Ao final, após Caio realizar todas os números ensinados por Tuingo, é parabenizado com um nariz de presente, tornando-se palhaço por um dia, juntamente com todas as crianças. Duração: 40 minutos Nosso RISO TEATRAL Nosso RISO TEATRAL

6 ESCOLA DE PALHAÇOS – AULA 1: O LIVRO BLÁ BLÁ BLÁ (EM MONTAGEM) De: Nico Serrano e Leonardo Maciel Nessa escola um professor cheio de rituais – OTELLO – tem como ofício ensinar seus dois alunos – TUINGO e TCHICABUM – a realizarem tudo o que um palhaço faz, desde o seu cumprimento e apresentação para o público, até os mais difíceis números de palhaços. Todos os segredos e lições para isso encontram-se dentro de um grande livro – o Livro BláBláBlá. Não é apenas um simples livro. É um livro recheado de efeitos, aonde acontecerão as mais divertidas palhaçadas, principalmente quando o Professor Otello sai da sala e os dois alunos resolvem pega-lo. Desse momento em diante, diversas trapaças e travessuras são realizadas pelos palhaços, o que garante a gargalhada do público. Devido ao nome e o ideal do projeto Escola de Palhaços, serão montados uma série de espetáculos, cada um com nome diferente de aula. A Companhia está apostando todas as fichas nesse projeto. Tanto que está regulamentando e enquadrando esse espetáculo nas devidas leis de incentivo. Duração: 50 minutos Nosso RISO TEATRAL Nosso RISO TEATRAL

7 A cada dia que passa mais pessoas, espaços e produtores de eventos estão enxugando suas verbas. Com isso, os trabalhos de apresentações solos, ou em duplas, têm aumentado bastante. Na Companhia isso é trabalhado positivamente, a proposta é adaptarmos às situações de trabalho, desde que esteja viável para ambas as partes. A maior intenção é levar a cultura da linguagem clownesca às pessoas. O riso é nossa maior causa. Sendo assim, montamos roteiros e personagens personalizados. Mostramos e aprovamos, junto ao contratante, para que tudo saia da melhor forma possível e garanta a atração do evento. Esse tipo de trabalho tem sido realizado em Festas formais, como: Casamentos, Festas de 15 anos, Formaturas, dentre outras, além de espaços culturais e eventos empresariais (ver quadro Nossos Negócios Empresariais) Nossas Intervenções e Performances Artísticas Nossas Intervenções e Performances Artísticas

8 Nossa PESCARIA Nossa PESCARIA A mais nova atividade da Companhia. Não, não é a PESCARIA! É a CONTAÇÃO DE ESTÓRIAS! Foi criada com o objetivo de estimular a leitura e a curiosidade das crianças sobre as lendas e mitos folclóricos da cultura brasileira. Para coroar essa atividade, a Companhia foi selecionada para participar do III Festival A Arte de Contar Histórias, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, da Cidade de São Paulo – Setor de Parques e Bibliotecas, que acontece no mês de Outubro. Além do Festival, também foram fechadas outras apresentações em Novembro, estas em Parques de São Paulo. Contação selecionada: CARAS E CARETAS DO FOLCLORE BRASILEIRO / CONTOS QUE A GENTE CONTA Contadores: Nico Serrano e Leonardo Maciel Dois atores são personagens imaginários que conduzem as crianças pelo fantástico universo das lendas e do folclore brasileiro. Utilizando-se de tecidos, máscaras e outros materiais, os atores envolvem as crianças no mundo mágico das histórias valendo-se de recursos do teatro e da música. Com muita alegria e brincadeiras as histórias são contadas e construídas com a ajuda dos espectadores que ora são platéia, ora são personagens.

9 Nosso ATÊLIE Nosso ATÊLIE Acreditando muito na troca de conhecimentos e aprendizados, a Companhia disponibiliza diversas oficinas culturais que abrangem teatro, circo e música. Todas podem ser realizadas com crianças ou adultos. OFICINAS: Oficina de Teatro Através de jogos teatrais serão ensinados os principais fundamentos do teatro. O participante será estimulado a desenvolver habilidades, tais como: desinibição, reflexo, agilidade, improviso, consciência corporal, vocalização, entre outros; Oficina de Clown Estimular a descoberta interior de cada participante. Fazer com que ele comece a descobrir suas ridicularidades de forma simples e singela, sem a preocupação de ter vergonha ou demais sentimentos que o travam na vida cotidiana. Quanto mais simples e natural ele for, e se descobrir, mas interessante ficará o seu palhaço. Aqui se mostrará que o palhaço não tem obrigação de fazer ninguém rir. Porém, sua própria natureza e simplicidade trarão o ar do riso à tona. Oficina de Musicalização Serão abordados conceitos básicos da música, a saber: harmonia, ritmo e melodia; e a distinção entre sons graves, médios e agudos. A partir de instrumentos construídos, através de sucatas, o participante integrará uma orquestra de ritmos; Oficina de Estórias Sonoras (Criatividade) O participante pesquisará sons do seu próprio corpo, do ambiente ao seu redor e de instrumentos diversificados, com o objetivo de construir efeitos sonoros dentro de uma estória criada pelo próprio grupo; Oficina de Malabares (Bolinhas) O participante aprenderá a criar seus próprios instrumentos e como manuseá-los, através de truques. De acordo com o desenvolvimento do participante, ele poderá aprender alguns truques com três bolinhas.

10 Diante de grandes resultados obtidos com o RISO, nos conscientizamos de que poderíamos ampliar nosso mercado, atuando, também, em empresas. Estudos já comprovaram que o profissional do mundo corporativo, fábricas, entre diversos outros, trabalham melhor quando o RISO lhe é despertado. Agora, pensamos juntos, imagine você unir a mensagem vindo da empresa com um toque de humor? Com certeza ficará na memória daqueles que receberam, tanto para endomarketing, quanto para relacionamentos externos. Isso tudo pode ser realizado através de personagens, nem sempre vestidos de palhaço, mas bem caracterizados, comicamente falando. Trabalhamos conforme briefing com a empresa contratante. Seguem algumas atividades que realizamos: * Ações Promocionais; * Endomarketing; * Marketing de Incentivo ou Relacionamento; * Eventos diversos; * Qualidade de Vida (Ginástica Laboral Palhacística com acompanhamento de uma profissional da área de saúde); * SIPAT. Quer algo criativo e diferente, contrate a gente!!! Nossos NEGÓCIOS EMPRESARIAIS Nossos NEGÓCIOS EMPRESARIAIS LaureLINDO Gold (Personagem criado para uma ação da LG)

11 NICO SERRANO (TUINGO) – 28 anos. DRT 27832/SP Formado em Marketing pela UNIP. Trabalhou durante 8 anos na Tecnisa Engenharia e Comércio, 2 deles na área de Marketing e Eventos. Coordenou durante 4 anos a área de Marketing Esportivo e Eventos Esportivos na LG. Atualmente, também, realiza trabalhos como produtor de eventos corporativos e esportivos. Descobriu sua vocação musical com 11 anos de idade, de lá pra cá passou por bandas de diversos estilos. Foi eleito o melhor cantor da semana no extinto programa O+, da TV Bandeirantes em Hoje apresenta-se como cantor solo e leva consigo uma banda de apoio nas noites de São Paulo. Já com o teatro, Nico se envolveu em meados de Atualmente participa como Assistente de Direção do Grupo AlendArt (Grupo de teatro da Obra Social André Marcel), aonde começou a se apaixonar pelo teatro; participou como elenco das montagens dos musicais – A Dança dos Signos e Lendas e Tribos – ambos da Oficina dos Menestréis. Cursa Técnico Ator no SENAC; cursou Escola de Teatro Macunaíma - Básico/Livre; participou de workshops no SENAC, entre eles: Teatro de Animação, Dê vozes à sua imaginação e Direção Teatral; participou do Workshop de Clown/Palhaço no Galpão do Circo, com Márcio Ballas, ex-integrante do Doutores da Alegria e um dos criadores do Jogando no Quintal; Direção de Espetáculos e Números Circenses com Celso Guimarães e Maria Delisier Reth; Oficina de Palhaço com Palhaços Watson e Christine, ambos do Ringling Bros.; Participa como ator-criador no grupo Les Clowns, que tem como característica o estudo, pesquisa e investigação da linguagem do clown, bufão e cômica, juntamente com o Ator e Diretor Atílio Garret, e o ator Leonardo Maciel. Atualmente estão em processo de montagem do espetáculo Era uma vez um Rei. Por convite de Virgilio Zago, da Cia. de Títeres (bonecos), participa do desenvolvimento de um projeto com bonecos, cuja as técnicas realizadas são: a manipulação direta e luva. Como ator foi convidado para participar da montagem do espetáculo infantil - E o Menino?, do Laboratório Cênico Ziriguidum Telecoteco. Durante o mês de Julho essa montagem participou do projeto Recreio nas Férias e durante o mês de setembro esteve em cartaz, no Teatro João Caetano. Ultimamente têm desenvolvido trabalhos junto àlgumas empresas. Responde como diretor-responsável do projeto aqui apresentado, além de ser autor e desenvolvedor de todas as atividades da Companhia, contando sempre com co-autores. Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO

12 TONI GRANGEIRO (TCHICABUM) – 39 anos. Formado em Administração de Empresas pela ESAN e em Psicologia pela UMESP. Tem trabalhado, ao longo de sua carreira, com projetos envolvendo o desenvolvimento humano, seja social, profissional ou pessoal. Trabalhando, inclusive, como Arte-Educador na FEBEM/SP de 1994 a Especialista em Educação Organizacional em empresas de renome, como: Daimler-Chrysler do Brasil, Scania, CPFL Energia, dentre outras desde O foco destes trabalhos têm sido a utilização de jogos de empresa para tratar assuntos de interesse humano e corporativo; Em 2003 iniciou a pós-graduação em PSICODRAMA, ciência que associa os fundamentos do teatro ao desenvolvimento da personalidade humana, em outras palavras, a PSICOLOGIA DA AÇÃO, já que drama, do grego, significa ação. De lá para cá, vem dirigindo vários grupos com foco psicodramático, ao mesmo tempo que vem se especializando também como Ator, participando de várias oficinas teatrais, sendo mais recentemente a oficina Texto em Movimento com Ana Roxo, atriz e dramaturga na Casa das Rosas/SP e a Oficina dos Menestréis, dirigida por Deto Montenegro e Candé Brandão, com apresentação das montagens Good Morning, São Paulo e Dança dos Signos, ambas do cantor e compositor Oswaldo Montenegro. Também participou do Workshop de Clown/Palhaço no Galpão do Circo, com Márcio Ballas, ex-integrante do Doutores da Alegria e um dos criadores do Jogando no Quintal. Co-Autor da peça: Uma Brincadeira Misturada. Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO

13 LEONARDO MACIEL (CAIO LUSTRES/PALHAÇO OTELLO) – 26 anos. Licenciado em Química pela Universidade Federal de Juiz de Fora e Mestrando em Ensino de Ciências - Modalidade Química pela Universidade de São Paulo. Formação em artes Teatro: Ator Profissional com DRT desde Formação e Cursos: Grotowski - CCSP; Direção Teatral – CCSP; Mímica Corporal Dramática – SESC/SP; Rituais do Candomblé: uma inspiração para o trabalho criativo do ator – Cia. Arte Tangível Música: Violão/Curso Livre - CC Pró-Música -Juiz de Fora/MG; Violino/Técnico - Instituição: Conservatório Estadual de Música Haideé França Americano - Juiz de Fora/MG; Musicalização para professores - Nova Acrópole Associação Cultural - Juiz de Fora – MG; Dança: Contato e improvisação/Curso Livre - Centro Cultural São Paulo; EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Teatro: Integrante do Art-Vida – Grupo de Teatro Educativo em Juiz de Fora/MG, de Março de 1991 à Fevereiro de 2005, desempenhando funções de ator, autor e diretor, além de coordenar Saraus Poéticos desenvolvidos com estudantes de escolas públicas e particulares. Ator: Cecília do Brasil. Como: Menestrel; Na rua dos Cata-ventos. Como: Poeta; Folhas de Outono. Como: Chico; Sala de Visitas. Como: Saul; Elo Perdido. Como: Mateus; Reencontro. Como: Marlon; Sinceramente, Obrigado!. Como: Amigo de fé; Irmão Luz, Irmã Clara. Como: Francisco; O Solitário. Como: Sero; Folhas verdes que caem. Como: Pesadelo; Salve-se quem puder. Como: Chico; Cálice. Como: Tenente Paiva; Vivinho no Reino dos Mistérios. Como: Vivinho; Ou o Príncipe, ou a borboleta. Como: Flor; Os Saltimbancos no Circo da alegria. Como: Sr. Antônio; Ali Babá na Gruta do Tesouro. Como: Ali Babá; Autoria e direção: Saltimbancos no Circo da Alegria - Autores: Aline Silveira & Leonardo Maciel; Cálice Autores: Leonardo Maciel, Rogério Dias e Walter Eduardo Júnior; Integrante da Cia. Teatral BuBiÔ, FicÔ LÔ em São Paulo/SP, desde setembro de 2006 até a presente data. Na Cia. participa como ator nos seguintes espetáculos: Uma Brincadeira Misturada – Como: Caio Lustres; Escola de Palhaços – Aula 1: O Livro Blábláblá – Personagem: Otello. Neste além de ator, é também autor, juntamente com Nico Serrano; Participou das: 28º, 29º, 30º, 31º - Campanha de Popularização do Teatro e Dança. Juiz de Fora – Anos 2001 a Dança Integrante da Cia. Dança e Cena Coco Caroço (danças brasileiras) desde novembro de Apresentação no 1o AMA Dança JF Festival; Apresentação dos espetáculos de Teatro Dança: Rastros – Personagem: vários; Cálice – Personagem: Tenente Paiva; Paulo de Tarso – O Cavaleiro do Cristo – Personagem: Estevão; Eu e você na Palestina – Personagem: vários. Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO

14 LUCAS GOMES (JUBINHA) – 19 anos. Formação colegial. No ramo artístico teve experiências no teatro amador participando do Grupo de Teatro Ângelo Bortolo, onde criaram o Projeto Ademar Guerra e montaram espetáculos como: Poetas que aqui gorjeiam e Um dia na vida, ambos com texto e direção de Waterloo Gregório; e Senhora Miss com texto e direção de Antonio de Andrade. Com o Grupo Melhor Idade Reviver do Jaçanã, criaram o projeto: Sociedade Lítero Dramática Gastão Tojeiro (Ciclo de Leituras de Textos Teatrais) e fizeram leituras dos espetáculo: Os dois cumpadi, texto de Reginaldo Galhardo e direção de Antonio de Andrade; O pássaro Real, Texto de Lourdes Ramalho e Direção de Antonio de Andrade. Com o Grupo Os Alexandrinos apresentou o espetáculo: Os perigos da bondade e da maldade, Texto de Chico de Assis e Direção de Antonio de Andrade. Participou da Oficina Cultural Oswald de Andrade em Com o Grupo Fiis de Antoin apresentou o espetáculo: Do cafundó a Chicago, espetáculo em fragmentos com diversos textos teatrais, direção de Antonio de Andrade. Em 2005 começou a fazer parte da Companhia DArt, onde apresentou o espetáculo: Romeu e suas VI Julietas, texto e direção de Fernanda Bellyne. Está em processo de montagem de Atordoados, com o mesmo grupo. Em 2005 apresentou o espetáculo: Num intendi + gostei, uma montagem de improvisos, baseada em contos infantis, tendo como diretores Junior Alves e Fernanda Bellyne, pela Associação Pessoa de Teatro. Pelo Projeto CaridArte (Grupo AlendArt), apresentou o espetáculo Anastásia, adaptado por Junior Alves e Aline Gisondi, com direção de Junior Alves e coreografias de Aline Gisondi. Atualmente participa da montagem de Homens de Papel, com o Grupo de Teatro AlendArt, texto de Plínio Marcos e Direção de Junior Alves. Faz parte do Projeto Teatro Vocacional (Exercício Dramático), no Teatro Alfredo Mesquita com Direção de Guilherme Marback. No teatro profissional também teve algumas experiências, junto ao Grupo Luz e Ribalta nos espetáculos Um cheirinho de pão, texto de Tatiana Belinky e direção de Antonio de Andrade; História de todas as coisas, texto de Nery Gomide e Direção de Antonio de Andrade. Pela BF Produções, operou a iluminação no espetáculo: Irascível, Direção de Paulinho Faria. Teve uma breve experiência no cinema participando de um Curta metragem: O Espeto, Roteiro e Direção: Guilherme Marback. Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO

15 CAROLINA OLGA (EUGÊNIA) – 21 anos. Formada em Publicidade com Habilitação em Criação no Mackenzie. Descobriu sua vocação musical com 12 anos de idade, de lá pra cá se apresentou em alguns festivais como cantora solo e com banda. Chegou a ganhar alguns com sua atual banda de rock clássico – Banda Moonlight, a mesma banda que se apresentou em Junho/2007 no Via Funchal. Desde a escola já fazia teatro com um grupo amador. Participou como elenco da montagem de 3 musicais junto à Oficina dos Menestréis, sendo eles Noturno (2004/05) e o musical mais famoso de Oswaldo Montenegro – A Dança dos Signos – com a direção de Deto Montenegro em Participou do 3º Curso de Recreação e Monitoria em abril de 2005 no Acampamento Aruanã (acampamento certificado pela ABAE), com a coordenação de Mônica Monge e Ronaldo Tedesco Silveira. O curso teve duração de 3 dias (40 horas), e foi feito em módulos, entre eles primeiros socorros, recreação, cantigas de roda, jogos cooperativos entre outros. Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO

16 BETO ALVES (Ator Convidado) – 26 anos. Formado em Publicidade e Propaganda. Formação na área artística: Oficina dos Menestréis – curso + montagem do espetáculo musical Vale Encantado (2005/2006); curso + montagem do espetáculo musical Lendas e Tribos (2006/2007); curso + montagem do espetáculo musical Sétima Arte (2007); Participou da palestra de Patch Adams em São Bernardo do Campo/SP, em 2005; Atualmente estuda e é integrante do Coral da Universidade Uninove. Trabalhos realizados: Ator convidado para apresentar o espetáculo – Vale Encantado, no Colégio Pueri Domus, em São Bernardo do Campo/SP (12/2006). Ator convidado para apresentar o espetáculo – Vale Encantado, juntamente com a Cia. Mix Menestréis, no Centro de Formação de Professores de Santo André/SP (08/2007); Ator convidado desta Cia. para espetáculos e intervenções com personagens cômicos, como: Menino Betinho (Espetáculo – Sonhei em Ser Palhaço), Anjo da Guarda, Repórter Natanael Barbosa, Salvio Santos, Mãe Dalila, entre outros; Intervenção em empresas como: Accenture e MC Donalds. Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO Nossa VIDA, Nossa FORMAÇÃO

17 Aqui mencionamos alguns dos nossos amiguinhos que já participaram, participam ou participarão de nossa brincadeira: Nossos AMIGUINHOS Nossos AMIGUINHOS

18 Mais alguns amiguinhos: Nossos AMIGUINHOS Nossos AMIGUINHOS

19 CAMPUS NORTE Aqui mencionamos, com grande satisfação, nossos grandes apoiadores e colaboradores: Nosso ALICERCE Nosso ALICERCE

20 Aqui anotamos as nossas apresentações: 20/10 - (Intervenção - Tuingo) V Noite de Talentos - Realizada pelo Grupo de Jovens JUAF - Petrópolis/RJ 22/10 - "Caras e Caretas do Folclore Brasileiro" com Nico Serrano e Leonardo Maciel - III Festival "A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS" - Biblioteca Brito Broca (Prefeitura do Estado de São Paulo) 25/10 - "Caras e Caretas do Folclore Brasileiro" com Nico Serrano e Leonardo Maciel - III Festival "A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS" - Biblioteca Sylvia Orthof (Prefeitura do Estado de São Paulo) 27/10 – Esquetes: O JORNAL e ENSINANDO A SER PALHAÇO às 10h - no SENAC Santana – São Paulo/SP 28/10 - "Caras e Caretas do Folclore Brasileiro" com Nico Serrano e Leonardo Maciel - III Festival "A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS" - Biblioteca Parque Aclimação (Prefeitura do Estado de São Paulo) 28/10 "Caras e Caretas do Folclore Brasileiro" com Nico Serrano e Leonardo Maciel - III Festival "A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS" - Biblioteca Castro Alves (Prefeitura do Estado de São Paulo) 07/11 – TUINGO no Circomunicando – A Magia do Circo na Arte de Comunicar com Marcos Frota e Marlene Querubim – UNIBAN – Campus Marte 11/11 - "Contos que a Gente Conta com Nico Serrano e Leonardo Maciel - Parque Anhanguera (Prefeitura de SP) 24/11 – TUINGO (Nico Serrano) participa de encenações no show de Tony Daniel em Mairiporã/SP 25/11 - "Contos que a Gente Conta com Nico Serrano e Leonardo Maciel - Parque Aclimação (Prefeitura de SP) 25/11 – Nico Serrano (ator convidado) interpreta Charles Chaplin no espetáculo de Ballet da Cia. Conceição Linares – Teatro Jardim São Paulo – público estimado de 900 pessoas - SP 01/12 - Nico Serrano (ator convidado) interpreta Charles Chaplin no espetáculo de Ballet da Cia. Conceição Linares – Palácio das Convenções do Anhembi – público estimado de pessoas - SP 08 e 09/12 – Nico Serrano como mestre de cerimônias cômico na Festa Cigana, do Templo Guaracy / Centro Cultural Mataganza – Embú das Artes/SP 09/12 – TUINGO (Nico Serrano) no Sarau Homem do Brasil com as cenas A Rosa e O Jornal – SP 15 e 16/12 – Evento Beneficente para 200 crianças de Petrópolis/RJ + Apresentações do espetáculo Sonhei em Ser Palhaço no Colégio São Pedro Nosso PALHAGENDA Nossa PALHAGENDA

21 Não deixe de nos contatar, mesmo que não nos contrate. NICO SERRANO Nossa BÚSSOLA Nossa BÚSSOLA

22 PALHAÇO Priscila de Loureiro Coelho Ah! Ah! Ah! Sempre a sorrir Contente ou não Eis que o palhaço só ri É sua sina ou tara Não importa se alegre Importa que o riso não para Picadeiro Teatro, cinema Tanto faz o lugar, a companhia Para ele é razão pequena a maior explosão de alegria O palhaço sempre encena Com enorme euforia O que ele tem de mais singelo É a pureza da graça Um toque de ingenuidade Isso o torna sempre belo Pra ele o tempo não passa Habita a eternidade! Nosso CORAÇÃO, Nossa EMOÇÃO Nosso CORAÇÃO, Nossa EMOÇÃO


Carregar ppt "A Cia. Teatral BuBiÔ, FicÔ LÔ! nasceu em Julho de 2006, a partir de uma Feliz Idéia e um Feliz Encontro. A Feliz Idéia: À partir de pesquisas e estudos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google