A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/2006 1 PRIVATE EQUITY E VENTURE CAPITAL ESTRATÉGIAS DE SAÍDA – IPO E OUTRAS ALTERNATIVAS (EXPERIÊNCIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/2006 1 PRIVATE EQUITY E VENTURE CAPITAL ESTRATÉGIAS DE SAÍDA – IPO E OUTRAS ALTERNATIVAS (EXPERIÊNCIA."— Transcrição da apresentação:

1 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ PRIVATE EQUITY E VENTURE CAPITAL ESTRATÉGIAS DE SAÍDA – IPO E OUTRAS ALTERNATIVAS (EXPERIÊNCIA DA PETROS: DIVERSIFICAÇÃO DE INVESTIMENTOS ) Ricardo Malavazi Martins Dir. Financeiro e de Investimentos

2 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ PETROS Private Equity & Venture Capital Expectativas e Experiência de Diversificação. B) Governança interna e de Gestores Externos de Fundos de PE e VC. A) PETROS: PE & VC como Estratégia de Diversificação de Risco de Longo Prazo. C) Futuro Petros: Potencializa resultados de Longo Prazo formando mercado.

3 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Perfil dos Investimentos da Petros estava voltado para a liquidez de curto prazo. Concentração de Investimentos em Renda Fixa Expectativa Básica: ESTRATÉGIA DESDE 2003 PE & VC = Diversificação de Portifólio.

4 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Possível Diversificar Renda Variável (risco) com perspectiva de longo prazo. Private Equity &Venture Capital ATIVOS LÍQUIDOS DISPONIBILIDADE DE LIQUIDEZ Gerenciamento de Ativos e Passivos. 20 anos

5 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Risco/retorno favorável no longo prazo = HISTÓRIO. Experiência Interna: Risco/retorno favorável no longo prazo = HISTÓRIO.

6 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Taxa de juros deve manter-se em níveis elevados ainda em 2005, declinando a partir de então. No longo prazo, a taxa real de juros tenderá a ficar abaixo da meta atuarial da Petros, inviabilizando manter mais de metade da carteira em títulos públicos de curto prazo, mercado logo colocará esse cenário nos rendimentos dos títulos hoje, gerando a necessidade de diversificar carteira. CENÁRIO MACROECONÔMICO

7 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Segmento Ago/03Set/04 META MÍNIMA 2005 / 2009 META MÁXIMA 2005 / 2009 Renda fixa 74,4568,8555,0074,00 Renda variável 14,1920,8320,0030,00 Imóveis5,194,202,504,50 Empréstimo aos Participantes3,473,823,006,00 Ajuste dos Investimentos da Petros ao cenário de redução da taxa real de juros no Brasil, que tende a ficar abaixo da meta atuarial no longo prazo (Em direção ao quadro semelhante ao dos grandes fundos internacionais): Estratégia de Alocação POLÍTICA DE INVESTIMENTOS. PE & VC = Diversificação de Portifólio.

8 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ SegmentoAgo/03Set/04 META MÍNIMA 2005 / 2009 META MÁXIMA 2005 / 2009 Fundos de Empresas Emergentes - Venture Capital 0,00 0,300,50 Fundo de Investimentos em Ações – FIA - Fundos de Investimento em Participações - Private Equity - Mezzanine Finance e similares – FIP 3,904,565,0010,00 1.Fundos de Empresas Emergentes / Fundos de Participações: classificados com de maior risco dentro da carteira de investimentos de um Fundo de Pensão com alto potencial de rentabilidade (compatível com o risco). Benchmark: NTN-B de longo prazo + 5% Estratégia de Alocação POLÍTICA DE INVESTIMENTOS. PE & VC = Diversificação de Portifólio.

9 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ PETROS Private Equity & Venture Capital Expectativas e Experiência de Diversificação. B) Governança interna e de Gestores Externos de Fundos de PE e VC. A) PETROS: PE & VC como Estratégia de Diversificação de Risco de Longo Prazo. C) Futuro Petros: Potencializa resultados de Longo Prazo formando mercado.

10 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ PE & VC = Gerenciar Riscos de Renda Variável: Estratégia da Petros: Gerenciar Riscos de Longo Prazo. Capital Empreendedor (VENTURE CAPITAL) Fundo de Participações (Private Equity) AÇÕES BOVESPA Fluxo dos Riscos de Renda Variável: Cadeia indissociável. 0,5% 5,0% 29,0%

11 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Fundos de PRIVATE EQUITY 1 Fundos de VENTURE CAPITAL BOVESPA GESTOR / COTISTA Alinhamento de Interesses de Longo Prazo Princípios Do Novo Mercado Práticas Do Novo Mercado NOVO MERCADO Fundos de PRIVATE EQUITY 2 BOVESPA MAIS AMADURECIMENTO DAS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA: -Compromisso de empresas investidas com práticas do Novo Mercado. - Regulamentação dos Fundos de Investimentos aperfeiçoada.

12 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Processo de Escolha de Gestores / Governança: Adaptado às Características do Fundo / Gestor. Defesa da Linha de Negócio / Regulamento Avaliação do Gestor Externo: VITAL PARA ÊXITO Histórico comprovado (Valor adicionado com saída final). Time coerente / tempo de equipe / tradição institucional. Referências positivas gerais / FINEP / BID / IFC, ETC. Capacidade de captação de outras fontes. Profundo comprometimento com responsabilidade fiduciária / método de transparêcia (governança) Mandatos de longo prazo. Due dilligence – Estrutura operacional (logística).

13 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

14 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Risco e Controle Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

15 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Risco e Controle Conflito Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

16 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

17 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

18 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Análise de Participações CONSELHOS Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

19 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Análise de Participações CONSELHOS Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Conflito Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

20 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Análise de Participações CONSELHOS Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

21 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Análise de Participações CONSELHOS Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Pouca Sinergia Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

22 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Análise de Participações CONSELHOS Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Pouca Sinergia Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

23 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Estrutura Anterior da Diretoria Financeira e de Investimentos Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Análise de Participações CONSELHOS Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Pouca Sinergia Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

24 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Análise de Participações CONSELHOS Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Pouca Sinergia REESTRUTURAÇÃO

25 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Setor de Análise de Participações CONSELHOS

26 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Setor de Análise de Participações CONSELHOS

27 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Rio Office Park Conflito Fora de Foco Setor de Análise de Participações CONSELHOS

28 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Estudos Setoriais Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Rio Office Park Fora de Foco Setor de Análise de Participações CONSELHOS

29 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Operações de Mercado Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Setor de Análise de Participações CONSELHOS Estrutura da Diretoria Financeira e de Investimentos

30 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Operações de Mercado Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Setor de Análise de Participações CONSELHOS SINERGIA CURTO PRAZO Estrutura da Diretoria Financeira e de Investimentos

31 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Operações de Mercado Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Setor de Análise de Participações CONSELHOS SINERGIA MÉDIO PRAZO Estrutura da Diretoria Financeira e de Investimentos CHINESE WALL

32 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Operações de Mercado Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Setor de Análise de Participações CONSELHOS CONTROLER DAS OPERAÇÕES NOVA Estrutura da Diretoria Financeira e de Investimentos

33 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Assessoria de Planejamento de Investimentos Assessoria de Novos Projetos Diretoria Financeira e de Investimentos Gerência de Operações de Mercado Gerência de Participações Gerência de Administraçã o Financeira Setor de Análise de Mercado BOLSA Setor de Participações Mobiliárias CONSELHOS Setor de Participações Imobiliárias Setor Execução Financeira CAIXA Setor de Adm.de Empréstimos Setor Oper. Mobiliárias MESA Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões. Setor de Risco e Controle Setor de Análise de Participações CONSELHOS SINERGIA CURTO PRAZO MÉDIO PRAZO CONTROLER DAS OPERAÇÕES Atual Estrutura da Diretoria Financeira e de Investimentos

34 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Processo Decisório dos Novos Negócios (Prazos acima 3 anos) DIRETOR Recebe oferta – Cadastra número. API Avalia adequação à política de investimentos e legislação Recomenda negócio DIRETOR Solicita análise ANP Coordena análise junto às áreas DIRETOR Submete ao COMIN DIRETORIACONSELHO DELIBERATIVO Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

35 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Fundos de Private Equity e em Empresas - Imóveis e Fundos Imobiliários Emergentes - Participações Acionárias que - Participações em S.P.E envolvam Acordos de Acionistas - Debêntures, CRI, FIDC, CCI, CCB - Outros a critério do coordenador e outros de emissão de S.A com prazos superiores a três anos COMIN PETROS 1 indicado pelos Conselheiros Eleitos. 1 representante da maior Patrocinadora. 1 representante da segunda maior Patrocinadora. COMITÊ DE INVESTIMENTO Diretor de Investimentos (Sem voto) 1- Chefe da API (ALM) 1- Chefe Novos Negócios 1- Gerente Setorial Sensibilidade do participante aos Investimentos de longo prazo (quando preço justo de mercado não disponível). Investimentos x Preço Justo Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

36 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ COMAVENI SETOR IMOBILIÁRIO COMAV CORRETORAS Diretoria Financeira e de Investimentos COMAC CURTO PRAZO CORIF RISCO CRÉDITO Estrutura de Decisão por Comitês Multigerenciais (Atas). COMIN LONGO PRAZO COMPET INVEST. PETROBRAS COMPLIANCE (EXTERNO) Nova Governança Interna da Dir. Investimentos - PETROS: Transparência no processo une equipe e agiliza decisões.

37 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Grupo de Membros de Comitês de Fundos de Participação Venture R$ 60 mi P & E Infra-Est R$ 800 mi CRI / IMOB R$ 150 mi Recebíveis R$ 70 mi - Gover./ Confidencial - Independência - Eficiência técnica. NECESSIDADE DE PRESTAÇÃO DE CONTAS INTERNA / INSTITUCIONAL Membros do Comitês de Investimentos Governança Interna para novos FIPs. P & E Tradicional R$ 150 mi

38 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ PETROS Private Equity & Venture Capital Expectativas e Experiência de Diversificação. B) Governança interna e de Gestores Externos de Fundos de PE e VC. A) PETROS: PE & VC como Estratégia de Diversificação de Risco de Longo Prazo. C) Futuro Petros: Potencializa resultados de Longo Prazo formando mercado.

39 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ RESUMO DA ESTRATÉGIA DA ATUAL GESTÃO PARA OS INVESTIMENTOS. RESULTADO DA ATUAL GESTÃO Mercado favorece Indústria de PE & VC

40 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ RESULTADO DA ATUAL GESTÃO Mercado favorece Indústria de PE & VC Acúmulo de Históricos de Sucesso de F. Private Equity. Total dos Investimentos s/ NTN-B Petrobras = GERIDOS ATIVAMENTE 101,70 Diferença entre Rentabilidade Investimento e Meta Atuarial 40,23

41 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ PE & VC = Potencial de Empresas Socialmente Responsáveis. Capital Empreendedor (VENTURE CAPITAL) Fundo de Participações (Private Equity) AÇÕES BOVESPA - Estímulo aos princípios de Responsabilidade Social / Governança Corp. - Necessidade de criar empresas para sair / investir no longo prazo. - Aperfeiçoamento do Mercado de Capitais / reforça liquidez / BOVESPA MAIS. - Cenário de redução das taxas de juros reais= base macroeconômica. Formação de empresas / gestores com governança corporativa e responsabilidade social.

42 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Consolidando MERCADO DE LONGO PRAZO: Futuro: Além da rentabilidade atual Capital Empreendedor (VENTURE CAPITAL) Fundo de Participações (Private Equity) AÇÕES BOVESPA FUNDOS DE PENSÃO + FINEP/BID/IFC/BNDES + JUROS ESTRANGEIROS (SEM IR) = SINERGIA DE LONGO PRAZO CONSOLIDAR INDÚSTRIA PE/VC = FUNDO DE PENSÃO!

43 Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/ Ricardo Malavazi Martins Dir. Financeiro e de Investimentos PRIVATE EQUITY E VENTURE CAPITAL ESTRATÉGIAS DE SAÍDA – IPO E OUTRAS ALTERNATIVAS (EXPERIÊNCIA DA PETROS: DIVERSIFICAÇÃO DE INVESTIMENTOS )


Carregar ppt "Ricardo Malavazi MartinsBOVESPA/IBRADEMP – São Paulo - 13/12/2006 1 PRIVATE EQUITY E VENTURE CAPITAL ESTRATÉGIAS DE SAÍDA – IPO E OUTRAS ALTERNATIVAS (EXPERIÊNCIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google