A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Orientações estratégicas: 1. Ampliar o acesso da população, com redução de desigualdades regionais e aperfeiçoamento da qualidade e das ações e serviços.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Orientações estratégicas: 1. Ampliar o acesso da população, com redução de desigualdades regionais e aperfeiçoamento da qualidade e das ações e serviços."— Transcrição da apresentação:

1

2 Orientações estratégicas: 1. Ampliar o acesso da população, com redução de desigualdades regionais e aperfeiçoamento da qualidade e das ações e serviços de saúde; 2. Consolidar a Estratégia Saúde da Família, considerando as singularidades regionais; 3. Aumentar a resolubilidade em todos os níveis de complexidade da atenção buscando propiciar a atenção integral ao usuário; 4. Oferecer assistência médica ambulatorial e hospitalar efetiva e com qualidade, promovendo a equidade da atenção; Plano Municipal de Saúde

3 Orientações estratégicas: 5. Fortalecer o Sistema Municipal de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria; 6. Consolidar a rede informatizada nos serviços municipais; 7. Monitorar os Indicadores de Avaliação do Pacto pela Saúde; 8. Qualificar a Gestão e integrar as áreas técnicas; 9. Fortalecer a Gestão do Trabalho e Educação em Saúde e o desenvolvimento dos trabalhadores; Plano Municipal de Saúde

4 Orientações estratégicas: 10. Proteger e promover a saúde da população e suas gerações futuras por meio de um conjunto de atividades, ações e serviços em Vigilância em Saúde; 11. Implementar políticas públicas para as Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS; 12. Propiciar o acesso e garantir a regularidade na dispensação de medicamentos para toda a população; 13. Implementar a atenção integral em Saúde Mental e garantir o acolhimento, a proteção, a defesa de direitos das pessoas em situação de vulnerabilidade social; 14. Assegurar a participação e o controle social na elaboração e execução de políticas públicas, garantindo a transparência da Gestão; Plano Municipal de Saúde

5 PMS Grupo de Trabalho Plano Municipal de Saúde e PPA Documentos base: Agenda Agenda Plano Municipal 2008/2009 Plano Municipal 2008/2009 Relatório de Gestão 2008 Relatório de Gestão 2008 Pacto pela Saúde e os indicadores do Pacto pela Vida 2009 Pacto pela Saúde e os indicadores do Pacto pela Vida 2009 PPA PPA ª Conferencia Municipal de Saúde - set ª Conferencia Municipal de Saúde - set 2007

6 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO O Ministério da Saúde, através do PLANEJASUS, define um Plano de Saúde como um instrumento que, a partir de uma análise institucional, apresenta as intenções e resultados a serem buscados no período de quatro anos, que devem ser a expressão das políticas, dos compromissos e das prioridades de saúde numa determinada gestão, sendo a base para a execução, acompanhamento, avaliação e a gestão do sistema. Onde estamos Para onde queremos ir Como iremos DIAGNÓSTICO OBJETIVOS AÇÕES DIAGNÓSTICO OBJETIVOS AÇÕES Plano de Saúde - conceito

7 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Formulação dos Eixos, Objetivos, Ações Estratégicas e Metas – conceitos Eixos Eixos - Sub-eixos - Sub-eixos Objetivos Objetivos Ações Estratégicas Ações Estratégicas Metas Metas

8 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Formulação dos Eixos, Objetivos, Ações estratégicas e Metas Eixos Eixos Formulações que indicam as linhas de ação a serem seguidas, expressas de forma a delimitar a estratégia geral e as prioridades do Plano de Saúde Sub-eixo: delimitam objetivos de uma mesma sub-dimensão de um Eixo, criados para facilitar o entendimento do documento

9 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Fo rmulação dos Eixos, Objetivos, Ações estratégicas e Metas Objetivos expressam o que se pretende fazer a fim de superar, reduzir, eliminar ou controlar os problemas identificados Objetivos expressam o que se pretende fazer a fim de superar, reduzir, eliminar ou controlar os problemas identificados É importante considerar a viabilidade política, econômica, técnico-organizacional, bem como a coerência com as políticas de governo. PARA ONDE QUEREMOS IR

10 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Formulação dos Eixos, Objetivos, Ações Estratégicas e Metas Ações Estratégicas: a forma que se pretende adotar ou operacionalizar determinada diretriz e objetivo; as medidas que serão privilegiadas ou que terão caráter essencial Ações Estratégicas: a forma que se pretende adotar ou operacionalizar determinada diretriz e objetivo; as medidas que serão privilegiadas ou que terão caráter essencial COMO IREMOS

11 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Formulação dos Eixos, Objetivos, Ações Estratégicas e Metas conceitos Metas: as expressões quantitativas de um objetivo (o que, para quem, quando) Metas: as expressões quantitativas de um objetivo (o que, para quem, quando) ONDE QUEREMOS CHEGAR ONDE QUEREMOS CHEGAR As metas deverão ser desenvolvidas de forma que possam ser apuradas adequadamente. As metas deverão ser desenvolvidas de forma que possam ser apuradas adequadamente.

12 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Fo rmulação dos Eixos, Objetivos, Ações estratégicas e Metas conceitos Indicadores: como medir Indicadores: como medir Fórmula de cálculo Fórmula de cálculo Fonte: base dos dados Fonte: base dos dados

13 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO A Estrutura do Plano de Saúde Análise situacional do Município: aspectos demográficos, socioeconômicos e ambientais, bem como a situação de saúde com o quadro epidemiológico do Município Análise situacional do Município: aspectos demográficos, socioeconômicos e ambientais, bem como a situação de saúde com o quadro epidemiológico do Município Gestão do SUS no Município: financiamento do SUS, Controle Social e Ouvidoria Gestão do SUS no Município: financiamento do SUS, Controle Social e Ouvidoria Descrição da organização e desempenho dos serviços da SMS Descrição da organização e desempenho dos serviços da SMS Compromissos do Plano Municipal de Saúde Compromissos do Plano Municipal de Saúde

14 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Os Compromissos do PMS os quatro Eixos Eixo I. Ampliar o acesso da população às ações e serviços de saúde, com redução de desigualdades regionais e aperfeiçoamento da qualidade da atenção Eixo II. Fortalecer a atenção integral ao usuário Eixo III. Aprimorar a capacidade Gestora Eixo IV. Fortalecer a participação da Comunidade e o Controle Social -

15 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO O quatro Eixos prioritários Eixo I. Ampliar o acesso da população às ações e serviços de saúde, com redução de desigualdades regionais e aperfeiçoamento da qualidade da atenção aperfeiçoar a Atenção Básica; reduzir as desigualdades regionais, ampliar o acesso e aprimorar a organização dos serviços; melhorar a qualidade da assistência de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar;

16 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO O quatro Eixos prioritários Eixo II. Fortalecer a atenção integral ao usuário garantir a integralidade da atenção à saúde com objetivos e ações que visem à promoção, prevenção e assistência integral com eficiência, qualidade e segurança em todas as fases da vida e para todos os segmentos

17 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO O quatro Eixos prioritários Eixo III. Aprimorar a capacidade Gestora neste eixo encontram-se objetivos que propiciam adequada modernização e qualificação da Gestão Municipal com o fortalecimento dos mecanismos existentes e com a implantação de novas estratégias;

18 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO O quatro Eixos prioritários Eixo IV. Fortalecer a participação da Comunidade e o Controle Social os objetivos e ações desse eixo visam ampliar e qualificar a participação social no Município

19 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 1 – AMPLIAR O ACESSO DA POPULAÇÃO ÀS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE, COM REDUÇÃO DE DESIGUALDADES REGIONAIS E APERFEIÇOAMENTO DA QUALIDADE DA ATENÇÃO Eixo 1 – AMPLIAR O ACESSO DA POPULAÇÃO ÀS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE, COM REDUÇÃO DE DESIGUALDADES REGIONAIS E APERFEIÇOAMENTO DA QUALIDADE DA ATENÇÃO Sub Eixo 1.1 Atenção Básica em Saúde: Sub Eixo 1.1 Atenção Básica em Saúde: 1. Fortalecer e consolidar a Estratégia Saúde da Família – qualificando a assistência 2. Monitorar e avaliar trimestralmente os indicadores da ESF (termo de convênio e contrato de gestão) através do CONAC organizados nas STS, CRS e Coord. da Atenção Básica 3. Fortalecer e efetivar a Atenção Básica como espaço prioritário da organização do Sistema Municipal de Saúde 4. Realizar adequações e adaptações da Rede Física

20 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 1 – AMPLIAR O ACESSO DA POPULAÇÃO ÀS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE, COM REDUÇÃO DE DESIGUALDADES REGIONAIS E APERFEIÇOAMENTO DA QUALIDADE DA ATENÇÃO Eixo 1 – AMPLIAR O ACESSO DA POPULAÇÃO ÀS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE, COM REDUÇÃO DE DESIGUALDADES REGIONAIS E APERFEIÇOAMENTO DA QUALIDADE DA ATENÇÃO Sub Eixo 1.2 Atenção Hospitalar: Sub Eixo 1.2 Atenção Hospitalar: 1. Ampliar o acesso da população aos leitos SUS 2. Ampliar o SAMU (atendimento pré-hospitalar) 3. Aperfeiçoar a qualidade das ações hospitalares e de urgência - emergência 4. Adequar os hospitais municipais próprios de acordo com a legislação vigente 5. Avaliar a performance dos hospitais municipais próprios 6. Qualificar a gestão e a gerência dos hospitais municipais próprios 7. Estabelecer redes assistenciais para garantir a integralidade da atenção

21 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 1 – AMPLIAR O ACESSO DA POPULAÇÃO ÀS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE, COM REDUÇÃO DE DESIGUALDADES REGIONAIS E APERFEIÇOAMENTO DA QUALIDADE DA ATENÇÃO Eixo 1 – AMPLIAR O ACESSO DA POPULAÇÃO ÀS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE, COM REDUÇÃO DE DESIGUALDADES REGIONAIS E APERFEIÇOAMENTO DA QUALIDADE DA ATENÇÃO Sub Eixo 1.3 Sistema Municipal de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria: Sub Eixo 1.3 Sistema Municipal de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria: 1.Conduzir o processo da PPI no âmbito do Mun. e com os outros municípios do Estado de S. Paulo 2.Implementar a Política de Regulação do Acesso em articulação com os outros municípios e com a SES 3.Atualizar os credenciamentos e habilitações de serviços sob Gestão Municipal 4.Estabelecer e implantar metodologia de avaliação e monitoramento do SUS 5.Implementar as ações de Auditoria no Componente Mun. Do Sistema Nacional de Auditoria

22 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.1 Rede de Proteção da Mãe Paulistana Sub Eixo 2.1 Rede de Proteção da Mãe Paulistana 1. Implementar a Rede de Proteção da Mãe Paulistana Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas 1. Programa Remédio em Casa 2. Monitoramento Glicêmico

23 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas 1.Programa Remédio em Casa Implementar o Programa Remédio em Casa (entrega domiciliar dos medicamentos anti-hipertensivos, hipoglicemiantes e hipolipemiantes orais; Implementar o Programa Remédio em Casa (entrega domiciliar dos medicamentos anti-hipertensivos, hipoglicemiantes e hipolipemiantes orais; Cadastrar 15% de pacientes com hipertensão arterial e/ou diabetes melitus até 2013 Cadastrar 15% de pacientes com hipertensão arterial e/ou diabetes melitus até 2013 Cadastrar 30% de pacientes com dislipidemias até 2013 Cadastrar 30% de pacientes com dislipidemias até 2013 Disponibilizar no Remédio em Casa os novos medicamentos (anti-hipertensivos, hipoglicemiantes e hipolipemiantes orais) incluídos nas atualizações da REMUME Disponibilizar no Remédio em Casa os novos medicamentos (anti-hipertensivos, hipoglicemiantes e hipolipemiantes orais) incluídos nas atualizações da REMUME

24 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas 2.Monitoramento Glicêmico Ampliar a distribuição de insumos para o automonitoramento glicêmico de pacientes insulino-dependentes – AMG; Ampliar a distribuição de insumos para o automonitoramento glicêmico de pacientes insulino-dependentes – AMG; Manter o atendimento aos cadastrados e abranger 10% de novos cadastrados a cada ano; Manter o atendimento aos cadastrados e abranger 10% de novos cadastrados a cada ano;

25 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Saúde da Criança e do Adolescente Reduzir a Mortalidade Infantil Reduzir a Mortalidade Infantil Qualificar a assistência com enfoque na redução da Mortalidade Infantil Qualificar a assistência com enfoque na redução da Mortalidade Infantil Promover o Aleitamento Materno Promover o Aleitamento Materno Promover e qualificar a assistência ao adolescente Promover e qualificar a assistência ao adolescente Implementar assistência às crianças e aos adolescentes com asma Implementar assistência às crianças e aos adolescentes com asma Qualificar a Assistência Oftalmológica para crianças desde o seu nascimento Qualificar a Assistência Oftalmológica para crianças desde o seu nascimento Garantir o acesso de pacientes com cardiopatia congênita ao sistema municipal de saúde Garantir o acesso de pacientes com cardiopatia congênita ao sistema municipal de saúde

26 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Saúde do Adulto Reduzir a morbimortalidade dos hipertensos e diabéticos ampliando o acesso a todos os níveis de complexidade de atenção Reduzir a morbimortalidade dos hipertensos e diabéticos ampliando o acesso a todos os níveis de complexidade de atenção Implantar o Programa de Apoio aos Portadores de Psoríase Implantar o Programa de Apoio aos Portadores de Psoríase Ampliar o atendimento para pacientes com doenças respiratórias crônicas Ampliar o atendimento para pacientes com doenças respiratórias crônicas Ampliar o atendimento integral para pacientes SUS com patologia urológica Ampliar o atendimento integral para pacientes SUS com patologia urológica Ampliar ações no controle e tratamento do câncer colorretal Ampliar ações no controle e tratamento do câncer colorretal Avaliar e promover estratégias para mudança na forma de pagamento dos serviços de oncologia contratados pelo SUS Avaliar e promover estratégias para mudança na forma de pagamento dos serviços de oncologia contratados pelo SUS

27 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Saúde da Mulher Reduzir a morbimortalidade dos hipertensos e diabéticos ampliando o acesso a todos os níveis de complexidade de atenção Reduzir a morbimortalidade dos hipertensos e diabéticos ampliando o acesso a todos os níveis de complexidade de atenção Reduzir a Mortalidade Materna Reduzir a Mortalidade Materna Qualificar a assistência com enfoque na redução da Mortalidade Materna Qualificar a assistência com enfoque na redução da Mortalidade Materna Implementar o Programa da Rede de Proteção à Mãe Paulistana Implementar o Programa da Rede de Proteção à Mãe Paulistana Ampliar ações no controle e tratamento do Câncer de mama Ampliar ações no controle e tratamento do Câncer de mama Implantar estratégias de rastreamento populacional para neoplasia de mama Implantar estratégias de rastreamento populacional para neoplasia de mama Ampliar ações no controle do Câncer de colo uterino Ampliar ações no controle do Câncer de colo uterino Promover a atualização de médicos e enfermeiros Promover a atualização de médicos e enfermeiros

28 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Sub Eixo 2.3 Estratégias por Ciclo de Vida Saúde do Homem Implantar a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem – PNAISH Implantar a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem – PNAISH Saúde do Idoso Implantar a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem Implantar a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem Implementar o modelo de atenção com enfoque no portador de condições crônicas e promover o envelhecimento ativo Implementar o modelo de atenção com enfoque no portador de condições crônicas e promover o envelhecimento ativo Promover melhorias das condições sanitárias nas instituições de longa permanência para idosos, visando a proteção da saúde e promoção da qualidade vida à população atendida nestes serviços Promover melhorias das condições sanitárias nas instituições de longa permanência para idosos, visando a proteção da saúde e promoção da qualidade vida à população atendida nestes serviços Reduzir a morbimortalidade decorrente das complicações causadas pelas doenças respiratórias por influenza em indivíduos com 60 anos e mais Reduzir a morbimortalidade decorrente das complicações causadas pelas doenças respiratórias por influenza em indivíduos com 60 anos e mais

29 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Saúde Mental Efetivar a atenção integral em saúde mental à população Efetivar a atenção integral em saúde mental à população Implementar as ações intersetoriais visando a população de maior vulnerabilidade Implementar as ações intersetoriais visando a população de maior vulnerabilidade Saúde Bucal Aumentar a cobertura das ações de Saúde Bucal na Atenção Básica e fortalecer ações intersetoriais de prevenção das doenças bucais – aguardando resposta da Candelária Aumentar a cobertura das ações de Saúde Bucal na Atenção Básica e fortalecer ações intersetoriais de prevenção das doenças bucais – aguardando resposta da Candelária Ampliar o acesso da população às ações de média e alta complexidade em Saúde Bucal Ampliar o acesso da população às ações de média e alta complexidade em Saúde Bucal Vigilância em Saúde Bucal Vigilância em Saúde Bucal

30 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Programa de DST/AIDS Prevenção às DST/Aids Prevenção às DST/Aids Redução da Transmissão Vertical para HIV e Sífilis Redução da Transmissão Vertical para HIV e Sífilis Melhoria da qualidade da atenção à saúde das PVHA e outras DST Melhoria da qualidade da atenção à saúde das PVHA e outras DST Gestão e desenvolvimento humano e institucional Gestão e desenvolvimento humano e institucional Promoção de Direitos Humanos, Advocacy e Controle Social Promoção de Direitos Humanos, Advocacy e Controle Social

31 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Medicina Tradicional, Homeopatia e Práticas Integrativas em Saúde Fortalecer a atenção à saúde implementando a Homeopatia, Medicinas Tradicionais e Práticas Integrativas na Secretaria Municipal da Saúde Fortalecer a atenção à saúde implementando a Homeopatia, Medicinas Tradicionais e Práticas Integrativas na Secretaria Municipal da Saúde Implementar o acesso dos usuários das unidades de saúde aos grupos de Atividades Físicas, Práticas Corporais e Meditativas Implementar o acesso dos usuários das unidades de saúde aos grupos de Atividades Físicas, Práticas Corporais e Meditativas Reduzir os níveis de sedentarismo na população Reduzir os níveis de sedentarismo na população Fortalecer e implementar a Acupuntura nos serviços de saúde Fortalecer e implementar a Acupuntura nos serviços de saúde Implementar o Programa Municipal de Homeopatia Implementar o Programa Municipal de Homeopatia Implementar ações de incentivo à alimentação saudável nas Unidades de Saúde Implementar ações de incentivo à alimentação saudável nas Unidades de Saúde

32 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Medicina Tradicional, Homeopatia e Práticas Integrativas em Saúde (continuação) Proporcionar à população acesso seguro às plantas medicinais e a fitoterápicos, conforme Programa de Produção de Fitoterápicos e Plantas Medicinais do Município de São Paulo Proporcionar à população acesso seguro às plantas medicinais e a fitoterápicos, conforme Programa de Produção de Fitoterápicos e Plantas Medicinais do Município de São Paulo Implantar assistência aos portadores de dor crônica – Cuidando da Dor Implantar assistência aos portadores de dor crônica – Cuidando da Dor Implantar assistência através de técnicas das Medicinas Tradicionais voltadas à assistência a Gestantes e Puérperas – Medicina Integrada Implantar assistência através de técnicas das Medicinas Tradicionais voltadas à assistência a Gestantes e Puérperas – Medicina Integrada Implantar assistência com Qualidade de Vida aos pacientes portadores de doenças que ameaçam a continuidade da vida – Cuidados Paliativos Implantar assistência com Qualidade de Vida aos pacientes portadores de doenças que ameaçam a continuidade da vida – Cuidados Paliativos Incentivo ao fortalecimento do Ser para melhor Qualidade de Vida – Os Caminhos da Arte do Viver Incentivo ao fortalecimento do Ser para melhor Qualidade de Vida – Os Caminhos da Arte do Viver

33 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Sub Eixo 2.4 Estratégias Transversais Assistência Farmacêutica Ampliar o acesso da população aos medicamentos da REMUME Ampliar o acesso da população aos medicamentos da REMUME Qualificar a Assistência Farmacêutica na Atenção Básica Qualificar a Assistência Farmacêutica na Atenção Básica Garantir o fornecimento dos medicamentos da REMUME para continuidade do tratamento prescrito na alta hospitalar, em finais de semana e feriados Garantir o fornecimento dos medicamentos da REMUME para continuidade do tratamento prescrito na alta hospitalar, em finais de semana e feriados Propiciar o acesso da população às terapias medicamentosas das Medicinas Tradicionais e Práticas Integrativas Propiciar o acesso da população às terapias medicamentosas das Medicinas Tradicionais e Práticas Integrativas Farmácia Popular Farmácia Popular

34 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.5 Estratégias para os Segmentos Vulneráveis Sub Eixo 2.5 Estratégias para os Segmentos Vulneráveis Estratégia para os Portadores de Pé Diabético e Úlceras Crônicas Ampliar e qualificar as ações de prevenção e tratamento do Pé Diabético e das Úlceras Crônicas, implementando o acesso aos cuidados clínciso avançados, órteses e próteses Ampliar e qualificar as ações de prevenção e tratamento do Pé Diabético e das Úlceras Crônicas, implementando o acesso aos cuidados clínciso avançados, órteses e próteses Atenção à População Indígena Implementar programas e projetos relacionados à melhoria da saúde da População Indígena Implementar programas e projetos relacionados à melhoria da saúde da População Indígena

35 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.5 Estratégias para os Segmentos Vulneráveis Sub Eixo 2.5 Estratégias para os Segmentos Vulneráveis Atenção à Saúde da População Negra Implementar a política de Atenção Integral à População Negra Implementar a política de Atenção Integral à População Negra Atenção Integral à Saúde do Trabalhador Implementar as ações de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador segundo diretrizes nacionais Implementar as ações de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador segundo diretrizes nacionais Atenção à População em Situação de Rua Ampliar a assistência à saúde da Pop. em Situação de Rua Ampliar a assistência à saúde da Pop. em Situação de Rua

36 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.5 Estratégias para os Segmentos Vulneráveis Sub Eixo 2.5 Estratégias para os Segmentos Vulneráveis Atenção à População Exposta à Violência Promover a integralidade da Atenção às Pessoas em Situação ou Risco de Violência Promover a integralidade da Atenção às Pessoas em Situação ou Risco de Violência Contribuir na ampliação da cobertura da notificação dos casos de violência Contribuir na ampliação da cobertura da notificação dos casos de violência Qualificar o cuidado às Pessoas em Situação ou Risco de Violência Qualificar o cuidado às Pessoas em Situação ou Risco de Violência Desenvolver campanhas educativas de prevenção da Violência e Promoção da Cultura da Paz Desenvolver campanhas educativas de prevenção da Violência e Promoção da Cultura da Paz

37 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.6 Estratégias para a Intersetorialidade Sub Eixo 2.6 Estratégias para a Intersetorialidade Aprendendo com Saúde Implementar o Programa Aprendendo com Saúde para o atendimento no espaço escolar visando diagnosticar precocemente e interferir nos agravos que possam comprometer o desempenho escolar Implementar o Programa Aprendendo com Saúde para o atendimento no espaço escolar visando diagnosticar precocemente e interferir nos agravos que possam comprometer o desempenho escolar Prevenção do Tabagismo Reduzir a prevalência do Tabagismo Reduzir a prevalência do Tabagismo Programa Ambientes Verdes e Saudáveis Consolidar a intersetorialidade nas ações de saúde por meio do Projeto Ambientes Verdes e Saudáveis – PAVS Consolidar a intersetorialidade nas ações de saúde por meio do Projeto Ambientes Verdes e Saudáveis – PAVS

38 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.6 Estratégias para a Intersetorialidade Sub Eixo 2.6 Estratégias para a Intersetorialidade Ile de France Implementar as ações Implementar as ações Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde – Pro Saúde Promover a integração do processo de aprendizado dos alunos da Universidade com a prática nos serviços da rede básica de saúde Promover a integração do processo de aprendizado dos alunos da Universidade com a prática nos serviços da rede básica de saúde Fundação Casa Promover e qualificar a Atenção à Saúde dos Adolescentes em conflito com a Lei Promover e qualificar a Atenção à Saúde dos Adolescentes em conflito com a Lei Saúde no Esporte Ampliar o acesso da população às unidades de esportes, lazer e recreação, com equipes multiprofissionais de saúde Ampliar o acesso da população às unidades de esportes, lazer e recreação, com equipes multiprofissionais de saúde

39 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Vigilância Epidemiológica Implementar a vigilância das Doenças Transmissíveis prioritárias Implementar a vigilância das Doenças Transmissíveis prioritárias Manter elevadas e homogêneas as coberturas vacinais Manter elevadas e homogêneas as coberturas vacinais Implementar o controle de infecções hospitalares Implementar o controle de infecções hospitalares Vigilância em Saúde Ambiental Implementar a vigilância de casos de Leishmaniose Tegumentar Americana Implementar a vigilância de casos de Leishmaniose Tegumentar Americana Reduzir a incidência de Dengue Clássica e evitar a ocorrência de Dengue Hemorrágica Reduzir a incidência de Dengue Clássica e evitar a ocorrência de Dengue Hemorrágica Reduzir a incidência de Leptospirose Reduzir a incidência de Leptospirose Implementar o desenvolvimento de atividades de saúde ambiental visando a proteção e promoção da saúde Implementar o desenvolvimento de atividades de saúde ambiental visando a proteção e promoção da saúde

40 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Vigilância de Produtos e Serviços de Interesse à Saúde Controlar o risco sanitário dos serviços de Terapia Renal Substitutiva - TRS, serviços de Hemoterapia e serviços de Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo de Útero e de Mama Controlar o risco sanitário dos serviços de Terapia Renal Substitutiva - TRS, serviços de Hemoterapia e serviços de Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo de Útero e de Mama Controlar o risco sanitário nos Hospitais, Maternidades, Centros de Parto Normal, Berçários, Bancos de Leite Materno, UTI Adulto e UTI Neonatal Controlar o risco sanitário nos Hospitais, Maternidades, Centros de Parto Normal, Berçários, Bancos de Leite Materno, UTI Adulto e UTI Neonatal Controlar o risco sanitário nos estabelecimentos que prestam assistência odontológica Controlar o risco sanitário nos estabelecimentos que prestam assistência odontológica Controlar o Risco Sanitário das Clínicas com procedimentos cirúrgicos Controlar o Risco Sanitário das Clínicas com procedimentos cirúrgicos Controlar o risco sanitário dos serviços de saúde Controlar o risco sanitário dos serviços de saúde Controlar o risco sanitário nas Creches Controlar o risco sanitário nas Creches Controlar o risco sanitário dos produtos alimentícios Controlar o risco sanitário dos produtos alimentícios Controlar o risco sanitário dos medicamentos e produtos de interesse da saúde, exceto alimentos Controlar o risco sanitário dos medicamentos e produtos de interesse da saúde, exceto alimentos

41 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Controle de Zoonoses Monitorar e controlar as populações de animais domésticos, para a prevenção e controle de zoonoses e promoção da saúde humana e animal Monitorar e controlar as populações de animais domésticos, para a prevenção e controle de zoonoses e promoção da saúde humana e animal Realizar vigilância e monitoramento das principais populações de vetores /reservatórios de zoonoses Realizar vigilância e monitoramento das principais populações de vetores /reservatórios de zoonoses Diminuir os agravos e incômodos gerados pela infestação de animais sinantrópicos Diminuir os agravos e incômodos gerados pela infestação de animais sinantrópicos Realizar diagnóstico laboratorial de zoonoses e doenças transmitidas por vetores em amostra humana, de animais e de ambiente Realizar diagnóstico laboratorial de zoonoses e doenças transmitidas por vetores em amostra humana, de animais e de ambiente Caracterizar a fauna sinantrópica que afeta a qualidade de vida da população, oferecendo subsídios para o estabelecimento e implementação de programas Caracterizar a fauna sinantrópica que afeta a qualidade de vida da população, oferecendo subsídios para o estabelecimento e implementação de programas Intervir nos casos de maus tratos, condições inadequadas de criação e manutenção de animais domésticos e no comércio ilegal, por meio de vistorias zoosanitárias Intervir nos casos de maus tratos, condições inadequadas de criação e manutenção de animais domésticos e no comércio ilegal, por meio de vistorias zoosanitárias Promover ações de desenvolvimento de pessoas e educação em saúde para o controle de animais domésticos e sinantrópicos, visando o controle de zoonoses Promover ações de desenvolvimento de pessoas e educação em saúde para o controle de animais domésticos e sinantrópicos, visando o controle de zoonoses

42 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Sub Eixo 2.7 Vigilância em Saúde Adequar os serviços Mun. de Vig. em Saúde ao Regulamento Sanitário internacional 2005 Detectar e intervir oportunamente em situações que possam construir emergência de saúde pública de modo a conter ou mitigar suas consequencias Detectar e intervir oportunamente em situações que possam construir emergência de saúde pública de modo a conter ou mitigar suas consequencias Estrutura Física dos Serviços Municipais de Saúde Implementar os projetos de construção, reformas e modernização dos serviços de saúde Implementar os projetos de construção, reformas e modernização dos serviços de saúde Sistemas de Informação em Vigilância em Saúde Disponibilizar e aperfeiçoar os sistemas de informação para atenção à saúde e gestão Disponibilizar e aperfeiçoar os sistemas de informação para atenção à saúde e gestão Estrutura organizacional e profissional de Vigilância em Saúde Fortalecer a estrutura organizacional e profissional de Vigilância em Saúde Fortalecer a estrutura organizacional e profissional de Vigilância em Saúde

43 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.8 Política Integral de Urgência e Emergência na Cidade de São Paulo Sub Eixo 2.8 Política Integral de Urgência e Emergência na Cidade de São Paulo Estruturar o Plano Municipal de Atenção às Urgências e Emergências a partir das necessidades sociais em saúde dos diferentes territórios e grupos humanos Estruturar o Plano Municipal de Atenção às Urgências e Emergências a partir das necessidades sociais em saúde dos diferentes territórios e grupos humanos Estruturar o Plano Municipal de Atenção às Catástrofes, Desastres e Acidentes com Múltiplas Vítimas Estruturar o Plano Municipal de Atenção às Catástrofes, Desastres e Acidentes com Múltiplas Vítimas Consolidar a Rede Municipal de Atenção às Urgências e Emergências Consolidar a Rede Municipal de Atenção às Urgências e Emergências Implantar a Rede Municipal AVC e promover sua inserção na Rede Nacional Implantar a Rede Municipal AVC e promover sua inserção na Rede Nacional Reduzir danos provocados por Catástrofes, Desastres e Acidentes com Múltiplas Vítimas Reduzir danos provocados por Catástrofes, Desastres e Acidentes com Múltiplas Vítimas Fortalecer o atendimento nas AMA com a melhoria dos diagnósticos cardiológicos Fortalecer o atendimento nas AMA com a melhoria dos diagnósticos cardiológicos

44 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 3 – APRIMORAR A CAPACIDADE GESTORA Eixo 3 – APRIMORAR A CAPACIDADE GESTORA Sub Eixo 3.4 Gestão do Trabalho e Educação em Saúde Sub Eixo 3.4 Gestão do Trabalho e Educação em Saúde Desenvolver Políticas de Gestão de Pessoas que garantam qualidade de vida no trabalho e desenvolvimento profissional, a partir de ações que visem o fortalecimento da imagem institucional da SMS, a humanização dos serviços e a valorização profissional dos trabalhadores da saúde Desenvolver Políticas de Gestão de Pessoas que garantam qualidade de vida no trabalho e desenvolvimento profissional, a partir de ações que visem o fortalecimento da imagem institucional da SMS, a humanização dos serviços e a valorização profissional dos trabalhadores da saúde Executar Programas e Projetos de Desenvolvimento Sustentável que estimule e instrumentalize os trabalhadores na adoção de atitudes adequadas para a melhoria e preservação do meio-ambiente, tanto no trabalho como na Cidade Executar Programas e Projetos de Desenvolvimento Sustentável que estimule e instrumentalize os trabalhadores na adoção de atitudes adequadas para a melhoria e preservação do meio-ambiente, tanto no trabalho como na Cidade Promover a participação e fomentar a criatividade dos profissionais, por meio do incentivo à produção de conhecimento e da educação em saúde, para a transformação das práticas no SUS – práticas de gestão, de atenção em todos os níveis e de controle social Promover a participação e fomentar a criatividade dos profissionais, por meio do incentivo à produção de conhecimento e da educação em saúde, para a transformação das práticas no SUS – práticas de gestão, de atenção em todos os níveis e de controle social Desenvolver instrumentos de gestão que garantam qualidade, agilidade e transparência às Políticas de Gestão de Pessoas, visando uma área moderna, dinâmica e relacional, capaz de atender com prazos e recursos adequados as demandas internas e externas da SMS Desenvolver instrumentos de gestão que garantam qualidade, agilidade e transparência às Políticas de Gestão de Pessoas, visando uma área moderna, dinâmica e relacional, capaz de atender com prazos e recursos adequados as demandas internas e externas da SMS

45 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 3 – APRIMORAR A CAPACIDADE GESTORA Eixo 3 – APRIMORAR A CAPACIDADE GESTORA Sub Eixo 3.5 Modernização da Gestão Pública Sub Eixo 3.5 Modernização da Gestão Pública Acompanhamento técnico e financeiro dos Contratos de Gestão e aprimoramento e consolidação do modelo Acompanhamento técnico e financeiro dos Contratos de Gestão e aprimoramento e consolidação do modelo

46 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 4 – FORTALECER A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE E O CONTROLE SOCIAL Eixo 4 – FORTALECER A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE E O CONTROLE SOCIAL Sub Eixo 4.1 Conselho Municipal da Saúde Sub Eixo 4.1 Conselho Municipal da Saúde Manter as condições administrativas e técnicas para o funcionamento do Conselho Municipal de Saúde Manter as condições administrativas e técnicas para o funcionamento do Conselho Municipal de Saúde Manter as condições administrativas e técnicas para o desenvolvimento das atividades dos Conselhos Gestores de Unidades de Saúde Manter as condições administrativas e técnicas para o desenvolvimento das atividades dos Conselhos Gestores de Unidades de Saúde Promover e prover as condições necessárias para a realização de Conferências Regionais de Saúde como etapas preparatórias para a realização bianual de Conferência Municipal de Saúde Promover e prover as condições necessárias para a realização de Conferências Regionais de Saúde como etapas preparatórias para a realização bianual de Conferência Municipal de Saúde Sub Eixo 4.1 Conselho Municipal da SaúdeSub Eixo 4.1 Conselho Municipal da Saúde Aperfeiçoar o sistema de Ouvidoria na Saúde Aperfeiçoar o sistema de Ouvidoria na Saúde

47

48 Relatório Anual de Gestão 2010 Relatório Anual de Gestão expressa o que foi definido como metas a serem atingidas no ano de 2010 e o seu efetivo alcance Elaborado após a análise de todas as ações distribuídas no PMS , levantamento das atividades em todas as áreas e compilação dos dados no Sistema de Apoio à Construção do Relatório de Gestão – SARGSUS

49 Relatório Anual de Gestão 2010 SARGSUS Sistema de Apoio à Construção do Relatório de Gestão Contribui tanto para a gestão quanto para o controle social, fornece aos gestores municipais e estaduais um instrumento informatizado que facilita a elaboração e o envio do Relatório Anual de Gestão, utilizando bases de dados nacionais com informações que servem para qualificar os processo e práticas do monitoramento e avaliação da gestão.

50 Relatório Anual de Gestão 2010 SARGSUS Sistema de Apoio à Construção do Relatório de Gestão

51 Relatório Anual de Gestão 2010 Monitoramento do Pacto pela Saúde – Pacto pela Vida Total de indicadores do Pacto pela Saúde: 32 Total de indicadores com dados disponibilizado: 32 (100%) Análise dos resultados (20 de abril/2011)

52 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas 1.Programa Remédio em Casa Implementar o Programa Remédio em Casa (entrega domiciliar dos medicamentos anti-hipertensivos, hipoglicemiantes e hipolipemiantes orais; Implementar o Programa Remédio em Casa (entrega domiciliar dos medicamentos anti-hipertensivos, hipoglicemiantes e hipolipemiantes orais; Cadastrar 10% de pacientes com hipertensão arterial e/ou diabetes melitus – 2010 – REALIZADA 8,4% Cadastrar 10% de pacientes com hipertensão arterial e/ou diabetes melitus – 2010 – REALIZADA 8,4% Cadastrar 10% de pacientes com dislipidemias – 2010 Cadastrar 10% de pacientes com dislipidemias – 2010 REALIZADA : 11,3% REALIZADA : 11,3% Disponibilizar Gliclazida (DM) incluído nas atualizações da REMUME – REALIZADA medicamento disponibilizado Disponibilizar Gliclazida (DM) incluído nas atualizações da REMUME – REALIZADA medicamento disponibilizado

53 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE DO MUN. S. PAULO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Eixo 2 – FORTALECER A ATENÇÃO INTEGRAL AO USUÁRIO Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas Sub Eixo 2.2 Medicamentos e insumos para Assistência Integral aos portadores de Doenças Crônicas 2.Monitoramento Glicêmico Ampliar a distribuição de insumos para o automonitoramento glicêmico de pacientes insulino-dependentes – AMG; Ampliar a distribuição de insumos para o automonitoramento glicêmico de pacientes insulino-dependentes – AMG; Manter o atendimento aos cadastrados e ampliar em 10% os cadastrados atendidos Manter o atendimento aos cadastrados e ampliar em 10% os cadastrados atendidos REALIZADA 14,76% de novos cadastrados atendidos;

54 46,9% atingidas em 100% 46,9% atingidas em 100% 18,7% atingidas em mais de 100% 18,7% atingidas em mais de 100% 65,6% atingidas em 100% ou mais 65,6% atingidas em 100% ou mais 4,4% atingidas em 85 a 99,9% 4,4% atingidas em 85 a 99,9% 70,0% atingidas acima de 85% 70,0% atingidas acima de 85% 12,7% não atingidas (< 84,9%) 12,7% não atingidas (< 84,9%) 17,3% não se aplica 17,3% não se aplica Relatório Anual de Gestão 2010

55 Plano Municipal de Saúde 2010 – 2013 Relatório Anual de Gestão Secretaria Municipal da SaúdeSecretaria Municipal da Saúde


Carregar ppt "Orientações estratégicas: 1. Ampliar o acesso da população, com redução de desigualdades regionais e aperfeiçoamento da qualidade e das ações e serviços."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google