A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão e Desenvolvimento Sustentável das Organizações do Terceiro Setor. Como captar e administrar recursos públicos e privados. Ilda Ribeiro Peliz Nov.2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão e Desenvolvimento Sustentável das Organizações do Terceiro Setor. Como captar e administrar recursos públicos e privados. Ilda Ribeiro Peliz Nov.2005."— Transcrição da apresentação:

1 Gestão e Desenvolvimento Sustentável das Organizações do Terceiro Setor. Como captar e administrar recursos públicos e privados. Ilda Ribeiro Peliz Nov.2005

2 Administração e Gestão Administrar é prever e planejar, organizar, comandar, coordenar e controlar. Gestão é algo associado a uma mentalidade, não a técnicas específicas. Gestão é para todo mundo - pessoas e organizações com e sem fins lucrativos - não é só para gerentes profissionais. A Gestão tem o foco nos resultados. Gestão eficaz é a chave para o sucesso.

3 Excelência na Gestão EFICÁCIA: processos: decidir quais são as coisas certas para se fazer, atingir as metas. EFICIÊNCIA: recursos - fazer bem as coisas, relação custo/benefício, uso adequado de recursos e instrumentos. EFETIVIDADE: Resultados: Relação entre o planejado, implementado e os resultados. Tem que mostrar que mudanças positivas aconteceram.

4 Terceiro Setor Competências - Capacitação Excelência na Gestão Resultados, credibilidade e visibilidade Auto-sustentabilidade

5 Tenha um sonho! Qual o seu sonho? Faça as pessoas do seu grupo sonhar com você; Mobilize pessoas; Mobilize serviços; Mobilize bens e materiais; Mobilize recursos financeiros.

6 Ausência de um sonho social A ausência do sonho leva ao desvio do objetivo, que leva à falência. Pode existir a causa e não existir sonho: –Pessoa cria um ONG porque queria ter uma empresa; –Pessoa cria uma ONG pensando em ganhar dinheiro. Qual o objetivo do seu sonho? Informe o objetivo desejado; Fale com o coração: com emoção e motivação; Mostre a situação atual e a transformação desejada.

7 Qual é a Causa?

8 Você não vende um sonho pelo Correio ou por . Marque uma reunião. Leve seu sonho em mãos.

9 Faça as pessoas sonharem com você.

10 Sensibilização Sua Causa deve ter importância para a sociedade. Mostrar como era antes e o que a ONG já fez de transformação, e o que ainda tem para fazer. As empresas tem um grande poder de transformação não só pelo dinheiro mas pelo empreendedorismo, elas buscam também apoiar uma uma ONG empreendedora. Empresas de sucesso querem uma ONG de sucesso ( mostre resultados, premiações, clipping).

11 Foco

12 O que facilita a captação de recursos Missão ou a Causa; Imagem da Instituição; Comunicação, marketing; Resultados, dados, realizações transformações; Parcerias; Valores e princípios da Instituição; Saber solicitar, saber captar. Não basta ser honesto é preciso parecer honesto.

13 Assim que você começa a caminhar o caminho aparece! E quem está começando?

14 Onde buscar recursos? Sociedade em geral: doações financeiras - manutenção. Trabalho voluntário, doações de produtos ou bens. Empresas: doações, apoio, patrocínio, financiamentos de projetos. Outros: Incentivos Fiscais, convênios, eventos, comercialização de produtos, campanhas, taxas por serviços, palestras, vendas de publicações, entre outros. Fundações; Premiações; Verbas Públicas: específicas para cada área; Emendas Parlamentares: Câmara Distrital, Federal e Senado; Organismos nacionais e internacionais; Embaixadas. Sites específicos sobre o Terceiro Setor.

15 Planejando a Mobilização Planejamento: 2/3 do tempo; Elabore um pré-projeto; Apresente e discuta antes com seus pares, colegas, conselho; Definam a quem procurar; Definam quem vai falar.

16 Planejando a captação de Recursos Avaliação interna: A sua instituição tem boa imagem pública? Possui planejamento sistemático, com a divulgação das metas e objetivos? Os funcionários e voluntários se sentem orgulhosos da Instituição? Quanto tempo a Organização pode sobreviver sem captar mais recursos? A comunidade reconhece que a Instituição é essencial? Tem citações de pessoas importante? A reputação dos dirigentes ajuda? A Instituição pode provar que administra responsavelmente as doações?

17 Planejando a captação de Recursos Você sabe a quem solicitar? Porque eles estariam interessados em sua Instituição, o que valorizam? Quanto podem doar? Pensar como pensa o doador: como empresário, fazendo investimento social e não caridade; Quem vai solicitar, está preparado para negociar, para vender um projeto? solução x problema. Qual o melhor momento para abordagem? Agendar visita/reunião.

18 Prospectando Parceiros Onde as outras Instituições obtém recursos? Que natureza de parceiros você vai procurar? Perfil,Ética. Pesquise, conheça mais a empresa, visite o site, ela já faz algum investimento social?

19 Scripte Preparação de um documento (carta) com justificativas para sensibilizar as pessoas. Deve conter: Quem somos, para que existimos (missão e valores); Justificativas; O que existe de diferente em nossa organização? O que nós estamos tentando realizar? Qual a importância do que estamos propondo? Quais as metas, quanto precisamos? Que diferença faremos na vida das pessoas se você apoiar ? Deixe cartão, folder e material promocional.

20 Dicas práticas Deixe o financiador falar um pouco para você saber o que interessa para ele. Comente sobre alguma coisa que você descobriu que ele gosta muito; Saiba converter os usuais apelos emocionais em demonstração de eficiência. Não mendigar. Através do seu scripe, monte um discurso coerente, que mesmo que se você for interrompido conseguirá reconduzir; Vídeo: máximo de 5 minutos Fique atento a acontecimentos inesperados. Repita a fala do interlocutor no final da negociação e provoque a discussão dos próximos passos.

21 Primeira visita: conquista Elogie as ações que a empresa já desenvolve; Desperte/motive as pessoas apoiarem seus projetos; Fale de soluções, de compartilhar sonho; Seja simpático, conquiste, cative; Mostre que você está buscando uma relação duradoura, que é mais do que captar recursos.

22 Mostre seus Pontos fortes Sucesso Parceiros Imagem Resultados Projetos

23 Captar Recursos Custa Dinheiro Custa Antes; Custa durante; É preciso Captar para captar; É necessário captar para planejar.

24 Pré-Projeto Histórico; Justificativa; Objetivos; Quem queremos beneficiar? Quanto custará? Duração; Indicadores de sucesso; Contrapartida. Projeto muito grande assusta.

25 O que pode atrapalhar a captação Amadorismo para se apresentar e negociar. Ter apenas uma fonte de recurso; Fazer assistencialismo; Falta de ética; A emergência da sua necessidade: a pessoa precisa ter tempo para absorver a idéia. Não deixe de dizer que a falta de verba pode inviabilizar a implementação do projeto.

26 Fidelização Agradeça; Preste contas, faça relatórios, junte fotos se necessário; Fale da parceria sempre que tiver oportunidade: na mídia, em eventos, para outros parceiros, divulgue no site, no jornalzinho; Convide os parceiros para os eventos envolvendo a Instituição.

27 Satisfação para o doador/parceiro

28 AntesDepois

29 Antes Depois

30 Saiba receber um NÃO Um não hoje, pode ser o sim AMANHÃ!

31 Ferramentas de mobilização de Recursos Leilões, Patrocínios Boleto Bancário, DCO, Transferência Internet, Lojas virtuais Telemarketing Mala Direta Débito conta luz, água Cartões de Crédito.

32 Ferramentas de Mobilização de Recursos Shows, peças teatrais; Promoções em Shopping comerciais; Licenciamento de marca; Loja própria; Eventos: desfiles, feiras, exposição, bazares; bingos; jantares; bailes Campanhas, Rifas Premiações; Planos de negócios;

33 Bazar

34 Gestão e desenvolvimento sustentável Capacitação Resultados Sucesso Sustentabilidade Efetividade Eficiência Eficácia Competências

35


Carregar ppt "Gestão e Desenvolvimento Sustentável das Organizações do Terceiro Setor. Como captar e administrar recursos públicos e privados. Ilda Ribeiro Peliz Nov.2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google