A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1.O mito da bondade – alguém é espiritual se é bom. Isto não é verdade, porque não é o que faço que me torna espiritual, mas a presença contínua de Cristo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1.O mito da bondade – alguém é espiritual se é bom. Isto não é verdade, porque não é o que faço que me torna espiritual, mas a presença contínua de Cristo."— Transcrição da apresentação:

1

2 1.O mito da bondade – alguém é espiritual se é bom. Isto não é verdade, porque não é o que faço que me torna espiritual, mas a presença contínua de Cristo em minha vida. Boas obras são frutos do Espírito e portanto Deus as faz por mim. Isaías 26:12.

3 2.O mito do conhecimento – alguém é espiritual se conhece sua Bíblia. Caso esse mito fosse verdadeiro, seríamos forçados a aceitar que Satanás também é espiritual. Não é o conhecimento que possuo que me torna espiritual, mas a decisão de aceitar a Cristo como Salvador, Senhor e Rei cada dia nas primeiras horas de cada manhã. Viver dentro da programação diária do Senhor para minha vida.

4 3.O mito da freqüência à igreja – alguém é espiritual se freqüenta regularmente a igreja. Esse mito é uma arma diabólica tremenda. Que sentido faz a adoração coletiva se eu não O busco em minha devoção pessoal?

5 Sem a busca pessoal de Deus nas primeiras horas de cada manhã, o culto em família e no templo em muitas situações, não passarão de mero formalismo religioso sem benefício espiritual para a alma. Adoração congregacional antecedida de devoção pessoal é completamente diferente.

6 4. O mito do estilo de vida – alguém é espiritual se tem um estilo de vida ideal. Esta inverdade já trouxe muitos prejuízos e decepções para a igreja. Muitos até criaram uma frase infeliz e depreciativa a tal de salvação pelo soja.

7 Usar alguns dos remédios de Deus para o ser humano, não me torna espiritual, não é o que faço, mas o que permito Deus fazer em mim. Que sentido faz para o crente cuidar do corpo e não cuidar da alma? Quem vai habitar nesse templo?

8 Nas primeiras horas de cada dia devo entregar-me a Deus e Ele me mostrará também a programação que devo seguir para ter saúde física e espiritual. Uma pessoal espiritual respeitará as leis de saúde porque ama a Deus e não para ser amado por Ele porque faz isso ou aquilo.

9 5.O mito do líder da igreja – alguém é espiritual se é um líder na igreja Não é o cargo que me torna espiritual. Espiritualidade é um processo que se desenvolve durante toda vida.

10 A decisão de ser ou não ser espiritual, deve ser tomada, nas primeiras horas de cada manhã. Espiritualidade tem que ver com relacionamento diário e permanente com Deus e não com cargo ou função que venha a ocupar.

11 6.O mito do ganhador de almas – alguém é espiritual se leva muitas pessoas ao batismo. Precisamos entender duas coisas: - Deus usa as pessoas para pregar o evangelho, parentes de membros da igreja que são convictas da mensagem e não são convertidas, mas pregam o evangelho e até ganham pessoas para Cristo.

12 - Deus usa melhor as pessoas espirituais. Pessoas simples têm feito coisas extraordinárias pelo poder de Deus, a Bíblia está cheia desses exemplos: Pedro – Mais de três mil pessoas tomaram a decisão de aceitar a Cristo por meio de um de seus sermões.

13 Elizeu – Fez o dobro de milagres de Elias, e por aí vai. O segredo do sucesso não está somente no bisturi, mas em quem opera. Em Deus faremos proezas... Não há limites...

14 7.O mito do pecado – alguém não é espiritual se cometer pecado. Isto não é verdade, Jesus não ensinou isso. O ensino dEle foi: Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se todavia alguém pecar, temos um Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o justo. - João 2:1.

15 O pecado na vida de uma pessoa espiritual, é como um acidente. Durante a vida todos estamos buscando nos prevenir contra os acidentes, mas às vezes nos descuidamos ou somos vítimas de outras pessoas e acabamos acidentados.

16 Depois do imprevisto imediatamente corremos para buscar socorro. O mesmo se aplica em relação ao acidente do pecado na vida do crente espiritual. Jesus, o Grande médico e perdoador, está a nossa espera a qualquer momento que necessitarmos.

17 8.O mito da pobreza – alguém é espiritual se é pobre. Biblicamente, isto não faz sentido, e a explicação é clara e direta na vida de Abraão e da viúva que Jesus encontrou no templo. Abraão foi um homem rico? A Bíblia diz que sim, ele era um homem de muitas posses.

18 E a viúva? Ela era extremamente pobre, levou tudo que possuía ao templo e ali depositou como dádiva a Deus. Os dois são citados como exemplos de espiritualidade: Abraão foi considerado como pai da fé e a viúva como modelo de adoração a Cristo.

19 O fato de ser ou não ser espiritual, não estar relacionado a condição sócio- econômica do ser humano. O segredo está em tomar a decisão de permitir que o Espírito Santo o leve a uma experiência diária com Deus por meio da oração e do estudo da Palavra.

20 9.O mito da oração em público – Alguém é espiritual se faz uma oração longa e bem articulada gramaticalmente e teologicamente. A oração pública deve ser curta e exprimir as necessidades dos membros da congregação.

21 Orações longas e demoradas devem ser feitas em casa, aí você pode orar uma, duas ou três horas, mas na igreja isto não é demonstração de santidade, mas de falta de bom senso, pois há muitos irmãos de idade que não suportam ficar quatro ou cinco minutos ajoelhados.

22 Lembre-se: O fato de Deus usar você não quer dizer que você seja espiritual; Caso você se torne uma pessoa espiritual Deus pode lhe usar melhor.


Carregar ppt "1.O mito da bondade – alguém é espiritual se é bom. Isto não é verdade, porque não é o que faço que me torna espiritual, mas a presença contínua de Cristo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google