A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Serviço Geológico do Brasil – CPRM

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Serviço Geológico do Brasil – CPRM"— Transcrição da apresentação:

1 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Programa de Pesquisa Mineral de TR da CPRM Lucy Takehara Chemale

2 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Sumário Introdução Conhecimento atual Programa de Pesquisa Mineral de TR Conclusões

3 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Introdução

4 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Maiores fontes de ETRs Mineral composição Ocorrência Bastnäsita (Ce) (ETR)CO3F Carbonatitos Monazita (Ce) (ETR)PO4 Areia de praia, hidrotermal Xenotímio (Y) (Y ,ETR)PO4 Loparita (Ce) (ETR, Na, Ca) (Ti, Nb, Ta)O3 Maciço ígneo alcalino Argilas sul da China Íon adsorvido ETR+Y em argilas Argilas Uraninita (ETR, Y – liberado como elementos dissolvidos em rafinatos de uraninita) Uranitita BASTNÄSITA – Em areias de praia é produto secundário de mineração de Ti e Sn. XENOTIMIO Maiores fontes mundiais de ETRL: Bayan Obo – Interior da Mongólia (China); Mianning – Sichuan (China); Weishan – shandong (China); Mountain Pass – Califórnia (USA); Karonga (Burundi) Minerais pesados de areias de praias; placers rios e praias; pegmatito e rochas ígneas; veio hidrotermal em quartzito (Depósito John Galt, Western Austrália). Em areias de praia é produto secundário de mineração de Ti e Sn (Tailândia, Indonésia, Malásia e Austrália). MONAZITA – Minerais pesados de areias de praia; depósitos placers de rios, rochas metamórficas, carbonatitos. Sienitos peralcalinos e nefelina sienitos de AK-Tuz (Kirgistão) Todos podem conter espécies radioativas, como o tório e urânio

5 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Principais depósitos mundiais Tipos de depósitos Walters et al. (2010) propuseram que depósitos de ETRs podem ser divididos em: Depósitos primários com processos ígneos e hidrotermais Depósitos secundários concentrados por processos sedimentares e alteração.

6 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Conhecimento atual

7 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Conhecimento Atual O Brasil já foi grande produtor de ETRs até a década de 50. Até final da década de 90 tinha uma cadeia produtiva de OTRs. Atualmente, no contexto mundial, as reservas brasileiras representam menos de 1% do total.

8 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Potencial Brasileiro

9 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Áreas requeridas

10 Projeto de pesquisa da CPRM
Serviço Geológico do Brasil – CPRM Projeto de pesquisa da CPRM

11 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Projetos de pesquisa da CPRM Sistemáticos: Levantamento geológico com prospecção geoquímica regional de minerais pesados Mapeamento 1: e 1: Específicos: Retomada dos projetos de pesquisas de ETRs como Serra do Repartimento no estado de Roraima; e outros. Análise química de ETRs das alíquotas de sedimentos de corrente e concentrados de bateia dos projetos de recursos minerais já realizados pela CPRM.

12 Processamento de dados
Serviço Geológico do Brasil – CPRM Compilação de dados e preparação dos mapas de trabalho ETAPA 1(Preparatória) Identificação de novas Áreas Potenciais Aquisição de dados Levantamento Geológico Levantamento Geoquímico ETAPA 2 (principal) Amostra de rocha Minerais indicadores Treinamento de pessoal Geoquímica Geocronologia Petrografia Texturas Química Processamento de dados Interpretação e Integração de dados Montagem dos mapas em ambiente SIG Novos Modelos(?) ETAPA 3 (Final) Relatório final

13 Visita aos principais depósitos do Mundo
Serviço Geológico do Brasil – CPRM Fluxograma Projeto Elementos Terras Raras no Brasil Visita aos principais depósitos do Mundo Geólogos Engenheiros de Minas Engenheiros de Materiais Engenheiros Metalúrgicos Equipe Multidisciplinar Aprender a geologia em detalhe dos depósitos, formas de lavra e as inovações dos processos de tratamento que poderão ser adotados em nossos depósitos Objetivos Consolidação de intercâmbio com Minerações

14 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Fluxograma Projeto Elementos Terras Raras no Brasil Etapa 1 (Curto Prazo) Levantamento dos depósitos conhecidos (Lavrados ou não) Estudo dos depósitos existentes Visitas técnicas aos principais depósitos Estudo dos diferentes ambientes tectônicos brasileiros Etapa 2 (Médio Prazo) Novos Alvos Consolidação de intercâmbio Etapa 3 (Longo Prazo) Inovação Tecnológica Desenvolvimento em Recursos Humanos

15 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Centro de Pesquisa Brasileiro em ETRs Órgãos de pesquisas nacionais – que já desenvolveram estudos em torno das terras raras. Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), do Rio de Janeiro Fundação Certi, de Santa Catarina Instituto de Pesquisas Energéticas (IPEN), Rio de Janeiro Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), de São Paulo Desenvolver as tecnologias da cadeia produtiva das terras raras coloca grandes desafios para a tecnologia nacional.

16 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Conclusões O Brasil apresenta algumas vantagens: Conhecimento dos depósitos já existentes que foram lavrados ou não, possibilidades de descobertas de novos depósitos Domínio de tecnologias para mineração e processamento dos depósitos existentes. Competência tanto na pesquisa quanto em experimentos de caráter laboratorial, no desenvolvimento tecnológico (como por exemplo: super-imãs, lasers, etc.) Aumento na demanda por TR após redução da exportação chinesa (↓40%)

17 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Centros de Pesquisas Mundiais China State Key Laboratory of Rare Earth Resource utilization – pesquisa aplicada State Key Laboratory of Rare Earth Materials Chemistry and applications – pesquisa básica General Resource Institute for Non Ferrous Metals e Baotou National Rare-Earth Hi-Tech Industrial Development Zone (www.rev.cn/en/abo.htm ) – pesquisa de aplicação industrial. EUA Center for Strategic and International Studies (csis.org/event/rare-earth-elements) USGS Canadá Technology metals research (http://www.techmetalsresearch.com/) Houston lake Mining (http://www.houstonlakemining.com/) Avalon Rare Metals Inc. Austrália CSIRO - Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation - Lynas Corporation Limited; Arafura Resources Limited; entre outras Aumento na demanda por TR após redução da exportação chinesa (↓40%)

18 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Universidades COPPE/UFRJ UFG UFRGS UFSC UFSCar UNB USP Universidade de Pequim – laboratórios com foco em ETRSs Universidade de Tókio – Prof. Yasuhiro Kato – pesquisa de ETRs fundo do mar. Outras universidades que desenvolvem pesquisas na área de ETRs. Aumento na demanda por TR após redução da exportação chinesa (↓40%)

19 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Referências consultadas Abraão, A. Química e Tecnologia das Terras Raras. CETEM-CNPq, 212pp Hurst, C. China´s Rare Earth Elements Industry: What Can the West Learn? Institute for the Analysis of Global Security (IAGS), Lapido Loureiro, F. E. V. Terras Raras no Brasil:Depósitos, recursos identificados e reservas. MCT-CNPq-CETEM, 189pp., 1994. Silva, M. B. F. Terras Raras. Informe Mineral – DNPM, 2007. Vieira, E. V. e Lins, F. F. Concentração de Minérios de Terras Raras: uma revisão. CETEM-CNPq 53pp Aumento na demanda por TR após redução da exportação chinesa (↓40%)

20 Serviço Geológico do Brasil – CPRM
Lucy Takehara Chemale Pesquisadora em Geociências DEREM/DGM (61)


Carregar ppt "Serviço Geológico do Brasil – CPRM"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google