A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DETERMINAÇÃO DO POTENCIAL DEPRODUÇÃO DE UM RECURSO HÍDRICO Para determinar o potencial de produção de um recurso hídrico é preciso conhecer: 1 o ) a vazão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DETERMINAÇÃO DO POTENCIAL DEPRODUÇÃO DE UM RECURSO HÍDRICO Para determinar o potencial de produção de um recurso hídrico é preciso conhecer: 1 o ) a vazão."— Transcrição da apresentação:

1 DETERMINAÇÃO DO POTENCIAL DEPRODUÇÃO DE UM RECURSO HÍDRICO Para determinar o potencial de produção de um recurso hídrico é preciso conhecer: 1 o ) a vazão ( na estiagem ) 2 o ) as variáveis físicas e químicas da água 3 o ) a evolução dessas variáveis no tanque de cultivo, na presença da truta

2 DETERMINAÇÃO DA VAZÃO DISPONÍVEL vazão (m 3 /s) = velocidade (m/s) X largura (m) X profundidade (m) A velocidade da água na superfície é ligeiramente superior a do fundo. Assim, sempre que a profundidade for menor que 2 metros, a velocidade média deve ser calculada pela fórmula: 0,85 X distancia percorrida (m) velocidade (m/s) = tempo (s) Como o ciclo de produção da truta é no mínimo de um ano, a determinação do potencial de produção de uma truticultura deve ser feita utilizando-se da vazão disponível (porcentagem do total) obtida na seca.

3 CARACTERÍSTICAS DA ÁGUA DE ABASTECIMENTO E DA BACIA DE DRENAGEM Temperatura Limites da temperatura de sobrevivência da truta arco-íris: 0 e 25 ºC. Limites favoráveis para a criação comercial: 10 e 20 ºC. Faixa térmica ideal para o crescimento: 15 a 17 ºC. Faixa térmica ideal e para a reprodução: 10 a 12 ºC. Oxigênio É o principal fator limitante da produção. O teor de oxigênio na saída do tanque não deve ser inferior a 5,5 mg/l (oxigênio residual = 5,5 mg/l). pH Valores de pH adequado para a truta: 5,5 a 9,5 Variações na bacia de drenagem Tipos de exploração agrícola = uso de defensivos Assoreamento Vegetação Esgoto doméstico, etc

4 EVOLUÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DA ÁGUA, NO TANQUE, EM PRESENÇA DA TRUTA Oxigênio No tanque, o consumo de oxigênio varia, principalmente, em função: quantidade e tamanho dos peixes quantidade de alimento administrado 1Kg de alimento consome 300g de oxigênio Compostos orgânicos nitrogenados excreção metabólica e decomposição das fezes amônia NH 3 tóxica (em meio ácido NH 3 + H + NH 4 + ) amônia: NH 4 + tóxica limites de toxicidade da amônia alevinostrutas jovens _____________________________________________ NH 3 0,005 mg/l0,007 mg/l NH 3 + NH 4 + 0,5 mg/l0,7 mg/l _____________________________________________

5 DETERMINAÇÃO DO POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE UM RECURSO HÍDRICO 1 o Exemplo: vazão= 100 l/s (na seca) PA= 680 mm Hg (pressão atmosférica) T= 10 ºC (temperatura da água) OD= 9,8 mg/l (oxigênio dissolvida) Oxigênio disponível = OD – Oxigênio residual Oxigênio disponível = 9,8 – 5,5 = 4,3 mg/l Calcular a quantidade de ox. disponível ofertado em 24 horas (86400 s) Ox.disponível/dia = 100 X X 4,3 = mg = 37,15 Kg Para cada Kg de alimento fornecido ao dia são necessários 300 g de oxigênio para metabolizar. 1kg de ração ,3 Kg de oxigênio x ,15 Kg de oxigênio disponível x = 123 Kg de ração por dia taxa de arraçoamento de 3% do peso vivo ao dia 123 Kg de ração % da biomassa x % x = 4100 Kg de peixe que podem ser estocados O desfrute mensal por variar entre 20 e 30%, o que permite uma produção média entre 820 a 1230 Kg de truta/mês.

6 DETERMINAÇÃO DO POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE UM RECURSO HÍDRICO 2 o Exemplo: vazão= 100 l/s PA= 680 mm Hg T= 15 ºC OD= 8,7 mg/l Ox. disponível = 8,7 – 5,5 = 3,2 mg/l Ox. disponível/dia = 100 X X 3,2 = mg = 27,65 Kg 1kg de ração ,3 Kg de oxigênio x ,65 Kg de oxigênio disponível x = 92 Kg de ração por dia taxa de arraçoamento de 3% do peso vivo ao dia 92 Kg de ração % da biomassa x % x = 3066 Kg de peixe que podem ser estocados O desfrute mensal por variar entre 20 e 30%, o que permite uma produção média entre 613 a 920 Kg de truta/mês. Estes cálculos são feitos em função do oxigênio disponível, então, teoricamente, a quantidade de peixes poderia ser aumentada pela suplementação de oxigênio ao meio, entretanto, existe um segundo fator limitante que é a amônia excretada pela truta.

7 DETERMINAÇÃO DO POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE UM RECURSO HÍDRICO COM SUPLEMENTAÇÃO DE OXIGÊNIO águas ácidas suportam até 3,3 Kg de ração/dia/litro/segundo águas alcalinas suportam até 1,9 Kg de ração/dia/litro/segundo Vazão = 100 l/s pH = 6,5 100 X 3,3 = 330 Kg de ração por dia pH = 7,5 100 X 1,9 = 190 Kg de ração por dia A quantidade de alimento determinado em função do oxigênio disponível, no 1 o exemplo, foi de 123 Kg de ração/dia em água ácida 330 – 123 = 207 Kg de ração 207 Kg de ração X 0,3 Kg Ox = 62 Kg Ox. que deverão ser incorporados na água 330 Kg de ração % da biomassa x % x = Kg de peixe (desfrute de 2200 a 3300 Kg /mês) em água alcalina 190 – 123 = 67 Kg de ração 67 Kg de ração X 0,3 Kg Ox = 20,1 Kg Ox. que deverão ser incorporados na água 190 Kg de ração % da biomassa x % x = Kg de peixe (desfrute de 1260 a 1900 Kg/mês)


Carregar ppt "DETERMINAÇÃO DO POTENCIAL DEPRODUÇÃO DE UM RECURSO HÍDRICO Para determinar o potencial de produção de um recurso hídrico é preciso conhecer: 1 o ) a vazão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google