A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Para abrir a tela inteira clique em F5 Para continuar, use a seta ou o mouse 2 de maio de 2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Para abrir a tela inteira clique em F5 Para continuar, use a seta ou o mouse 2 de maio de 2014."— Transcrição da apresentação:

1

2 Para abrir a tela inteira clique em F5 Para continuar, use a seta ou o mouse 2 de maio de 2014

3 LÁGRIMA DE SOLDADOÁ

4 Lágrima de soldado é ter lutado pela soberania deste país e ajudado a escrever a sua História com o suor de sua pele e o sangue de seu corpo e hoje ver o seu sabre honrado e glorioso ser esquecido e menosprezado. Batalha do Avaí

5 É ter lutado nas guerras internas para preservar a unidade nacional, colocando toda a sua alma a serviço de seu país e de seu povo e hoje ver a sua história ser descolorida e reinterpretada em nome de interesses ideológicos. Guerra dos Farrapos

6 É ver a sua Instituição de tradições seculares - constituída por profissionais honestos e honrados, de alma pura e adornada de civismo - ser deslustrada e desvalorizada, de forma maliciosa, pela mídia e por pessoas que exercem temporariamente o poder. É ver a importância de sua Instituição ser esvaziada para atender a doutrinas ideológicas, por meio de cortes no orçamento, perdas de benefícios, sucateamento dos materiais, achatamento salarial, desvalorização dos chefes.

7 É ver o esplendor de sua espada receber qualificações depreciativas e gratuitas por parte de pessoas interessadas em desfigurar os valores éticos, morais e cívicos que brilham, de forma permanente, sob os uniformes militares. É ter espírito de servidão, identidade com a democracia, solidariedade para com os humildes, respeito às leis e aos direitos das pessoas, e ser configurado, de forma contundente, como autoritário e prepotente.

8 É não ter o reconhecimento, por parte das autoridades, dos anos que permanece nas fronteiras distantes e insalubres; das horas que fica em seu posto de sentinela, sentindo o vento frio dos invernos ou o calor ardente dos verões; do tempo que fica de serviço dia e noite no quartel, sem qualquer remuneração extra.

9 É não ver reconhecida a grandeza de seu trabalho, que se inicia quando algumas estrelas ainda permanecem acesas no céu e termina quando os horizontes ficam arroxeados pelos raios do sol poente; é preparar-se para defender a soberania de seu país e não ter a profissão dignamente remunerada, como se a soberania não tivesse importância para os brasileiros.

10 É ver muita gente querer apagar a luz que ilumina a grandeza de um soldado; é não ser lembrado nos momentos de festa, mas somente nos instantes de dor; é ser discriminado, mesmo sabendo que ele tem a alma alegre e solidária de nossa gente.

11 É ser um lutador incansável pela glória de seu país, treinando sem qualquer apoio governamental e, mesmo assim, conquistando medalhas em Olimpíadas Internacionais e não ser citado pela mídia como um soldado do Brasil.

12 É ter que responder com silêncio e disciplina as injustiças, ofensas, ingratidões e perseguições, todas motivadas por um espírito revanchista; é saber que os palácios não ouvem a sua voz e nem vêm as suas dificuldades, causadas pelos baixos salários que o governo lhe paga.

13 É ver pessoas, lideradas por ex-assessor do Ministro da Defesa, fazerem manifestações públicas em favor de condenados pela Suprema Corte, por vários crimes cometidos contra o povo, no desvio de recursos públicos, que poderiam ser usados na educação e na saúde.

14 É sonhar com um Brasil novo, com justiça social, e ver um Brasil velho, vestido de desigualdades; é sonhar com a honestidade no exercício das funções públicas e encontrar o desvio dos impostos pagos pelo cidadão; é sonhar com a esperança de que a democracia traga mudanças e assistir ao continuísmo das velhas práticas políticas; é sonhar com um novo dia e perceber que a noite parece não ter fim.

15 É sonhar com uma assistência médica de qualidade e ver pessoas morrendo nas filas dos Hospitais; é sonhar com uma escola pública de alto nível e ver a decadência da educação; é sonhar com a primavera e não ver as flores; é sonhar com as estrelas e não ver o céu; é sonhar com o mar e não ver a água.

16 É ver o amor que os homens públicos têm pela mordomia; é ver a vocação de sua maioria para a prática de atividades ilícitas e desonestas; é ver os políticos brasileiros usarem o mandato ou o cargo para alcançar benefícios pessoais, seja desviando recursos públicos, seja exercendo tráfico de influência. É ver que os nossos políticos têm a podridão dos rios poluídos que cortam as cidades e não a pureza das águas glaciais que descem das geleiras; é ver que as eleições não trazem esperanças novas para os eleitores; é ver que a corrupção e o nepotismo ainda têm vida longa neste país.

17 Lágrima de soldado é ver o Brasil ser o 6º país mais rico do planeta e ter gente dormindo na rua e passando fome; é ter pessoas na porta dos Hospitais lutando pelo direito de enfrentar a morte; é ter mães implorando por vaga nas Escolas e nas Creches; é saber que a verdadeira democracia ainda não chegou ao nosso país. Ainda é apenas um sonho...

18 Mesmo com lágrimas nos olhos, o soldado continua em frente no cumprimento de seu dever, com a sua alma vestida de fé e esperança, sempre acreditando no Brasil, na democracia e no fim das desigualdades, que tanto envergonham as pessoas de bem, que vivem neste solo onde balança o auriverde pendão de nossa terra Esse soldado – simples, valoroso, dedicado, portador das mais caras virtudes – continua com o seu passo firme e cadenciado, esperando que um dia a impunidade seja lançada ao mar e este povo sofrido possa ouvir não um toque de silêncio mas o de uma nova alvorada e acordar com uma nova democracia.

19 Texto e Formatação: Gen Ref Queiroz Imagens: Internet Música : Il Silenzio – André Rieu F I M


Carregar ppt "Para abrir a tela inteira clique em F5 Para continuar, use a seta ou o mouse 2 de maio de 2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google