A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Acompanhamento e Avaliação do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana à distância Setembro de 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Acompanhamento e Avaliação do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana à distância Setembro de 2010."— Transcrição da apresentação:

1 Acompanhamento e Avaliação do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana à distância Setembro de 2010

2 curso de especialização Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana O curso é resultado de uma ação conjunta entre o Ministério da Saúde, representado pela Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador e a Fundação Oswaldo Cruz, representada pelo CESTEH e a Educação a Distância, ambos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. O principal objetivo é capacitar profissionais para atuarem na Atenção Integral à Saúde dos Trabalhadores: promoção de ambientes e processos de trabalho saudáveis; fortalecendo a vigilância de ambientes, processos e agravos relacionados ao trabalho; na assistência integral à saúde dos trabalhadores e adequação e ampliação da capacidade institucional. O curso visa atender a demanda da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST), do Ministério da Saúde, para a formação de profissionais de Saúde em todo o país, para implementar a política Nacional de Saúde do Trabalhador.

3 Objetivo Avaliar se o curso alcançou os objetivos, em especial na capacitação de profissionais de saúde do SUS na incorporação das relações entre produção, ambiente e saúde para atuação na RENAST.

4 Introdução O curso de Especialização teve início em 2006 nos estados do Amapá, Mato Grosso do Sul e Tocantins com 180 alunos. Em 2007 novas turmas foram criadas nos Estados do Rio de Janeiro, Piauí, Maranhão, município de Imperatriz, São Paulo, município de Cruzeiro, com 140 alunos. Posteriormente, em 2008 os Estados de Roraima (60 alunos) e o Núcleo do Ministério da Saúde em São Paulo (20 alunos) iniciaram o curso. Até a presente data já foram formados 321 alunos (78%) com um percentual total de 14% de evasão. Foram elaborados 117 TCC. Os TCC foram elaborados seguindo a Lista de temas de interesse para a construção do campo da saúde do trabalhador no SUS e a estratégia da RENAST, sendo as principais áreas: Vigilância em ST, Saúde mental, LER/DORT, Biossegurança, Ergonomia, Toxicologia, PAIR, Trabalhador rural e infantil. Atualmente, estamos com duas turmas de 20 alunos cada, iniciadas em Rio Grande do Norte e Registro-SP.

5 Capacitação dos tutores do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana Os tutores estão em um ambiente permanente de formação: formação do tutor em Oficinal de 40 horas e durante todo o período de duração do curso, com Orientador de Aprendizagem e equipe EaD. NA formação permanente do tutor ele tem acesso a informações e constrói conhecimentos necessários ao bom desempenho da tutoria e ao papel de liderança e referência técnica na implementação da RENAST, no seu território de influência.

6 Capacitação dos tutores do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana Os momentos de formação dos tutores, além de valorizar seus saberes e suas experiências imprimiram, do mesmo modo, valor para estes profissionais, enquanto participes e também construtores do material didático-pedagógico do curso. Todos contribuíram com seus saberes e suas experiências em todo o processo de apreciação analítica deste material, confirmando a afirmação do processo educativo participativo como produtor de mudanças. Reafirmo que a participação dos tutores contribuiu com mudanças e reestruturação do material didático, de forma a tentar torná-lo mais próximo da realidade. Santos, M.B. M, 2009

7 Avaliação dos alunos quanto à atuação do tutor 3.Disponibilidade 2.Interesse 1.Domínio do processo ensino- aprendizagem

8 Sub-projeto 2 Avaliação da competência dos alunos para o desenvolvimento de ações de Saúde do Trabalhador no sistema de saúde (Renast), dos impactos mensuráveis dessa capacitação sobre os indicadores de Saúde do Trabalhador no âmbito dos serviços de saúde e acompanhamento da inserção profissional dos egressos do Curso Aspectos gerais – do desempenho Colaborador bolsista- Ana Luiza Metodologia –Foi solicitado a EAD informações do banco de dados onde constavam conceitos das atividades, prova final e TCC. A partir destas informações elaborou-se percentuais que consideravam: evasãões, aprovações e reprovações

9 Desempenho dos alunos

10

11 Sub-projeto 2 Avaliação da competência dos alunos para o desenvolvimento de ações de Saúde do Trabalhador no sistema de saúde (Renast), dos impactos mensuráveis dessa capacitação sobre os indicadores de Saúde do Trabalhador no âmbito dos serviços de saúde e acompanhamento da inserção profissional dos egressos do Curso Avaliação dos TCC Metodologia –Do total de 117 monografias entregues em 6 turmas do curso de Ensino à Distância (EAD) em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, foram selecionadas 25% para a avaliação do curso. Portanto, a avaliação do EAD foi composta de 30 monografias, sendo: 4 de campo Grande, 2 de Dourados, 8 de Macapá, 8 de Palmas, 5 Boa Vista e 3 São Paulo.

12 Avaliação dos TCC A avaliação foi composta dos seguintes itens: 1- Tipo de trabalho: –Revisão da literatura, –Análise de dados secundários –Pesquisa original 2-Número de alunos/monografia: 1 ou 3 alunos. Nota do TCC no dia da apresentação 3-Número de temas da RENAST discutidos na monografia 4- Nota do avaliador ao TCC entregue.

13 Resultados Tipo de trabalho: Ao analisarmos o tipo de trabalho escolhido pelos grupos de TCC, verificamos que a maioria deles escolheu a revisão sistemática (68,2%). Figura 1. Distribuição dos tipos de trabalho segundo cidade.

14 Resultados Número de alunos por monografia: Com relação ao número de alunos/monografia pode-se verificar que o número de 3 alunos/grupo foi escolhido pela maioria das cidades (36,7%), seguido dos alunos que fizeram a monografia sozinhos (33,3%) e em duplas (30,0%). Nota das monografias após finalização do curso: A nota média das monografias após o término dos cursos foi 8,6 pontos (d.p.=1,4 pontos).

15 Número de Temas da RENAST: A média de temas utilizados pelos grupos nas monografias foi 4,7 itens (d.p.= 2,5 itens). A distribuição dessa variável dicotomizada em 5 itens por cidade.

16 Avaliação dos alunos quanto ao desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso CONCEITO Ruim N° alunos Razoável N° alunos Bom/ Ótimo N° alunos CONTEÚDO TCC Presença e atuação do tutor 146%3616%17077% Presença e atuação do orientador 42%4018%17378% Presença e atuação da coordenação 42%6328%15469% Qualidade das informações sobre as tarefas e processos junto ao CEP 209%4922%15068% Atendimentos de solicitações de ajuda 178%4520%15469% Envolvimento e dedicação ao TCC 11%2411%19487%

17 Sub-projeto 2 Avaliação da competência dos alunos para o desenvolvimento de ações de Saúde do Trabalhador no sistema de saúde (Renast), dos impactos mensuráveis dessa capacitação sobre os indicadores de Saúde do Trabalhador no âmbito dos serviços de saúde e acompanhamento da inserção profissional dos egressos do Curso Acompanhamento dos egressos do curso Metodologia: –No caso deste estudo, foram analisadas as percepções dos alunos egressos formados pelo curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana a Distância (EAD) no período de Constitui produto desta pesquisa o perfil destes alunos e a análise dos dados das avaliações por eles manifestadas através de questionário preenchido no final do curso. –Assim, respeitando este critério, o universo do estudo constituiu-se em um total de 321 alunos a quem foi aplicado um questionário com perguntas fechadas de modo a que avaliassem o curso em toda a sua totalidade. Responderam ao questionário cerca de 63% dos alunos.

18

19

20

21 Sub-projeto 3 Proposta de avaliação da adequação do material didático produzido para o curso, do processo de apropriação pelos alunos e tutores e da necessidade de mudanças e complementações 3.1. Avaliação da adequação do material didático 3.3. Processo de apropriação pelos alunos e tutores 3.4. Elaboração dos instrumentos 3.5.Oficina para Discussão dos resultados com tutores, orientadores, coordenação e equipe pedagógicapedagógica

22 Avaliação quanto à Unidade de Aprendizagem I Participação do orientador de aprendizagem no momento presencial: 88,3% (196) alunos consideraram como bom ou ótima e 9,46% (21) alunos como razoável Presença e atuação da equipe da EAD: 86,5% (192) alunos avaliaram como bom ou ótimo e 10, 8% (24) alunos como razoável Presença e atuação da coordenação do curso: 84,2% (187) alunos conceituaram como bom ou ótimo e 14% (31) alunos como razoável

23 Avaliação quanto à Unidade de Aprendizagem I CONCEITORazoável Bom/Ótimo CONTEÚDO UA I N° alunos Conteúdo do material didático84%21396% Aspectos históricos e conceituais do campo da ST 105%21296% Políticas de Saúde, ST, Saúde Ambiental e a PNSST 167%20090% Relações entre Saúde, Trabalho e Ambiente209%19889% Treinamento para uso do VIASK4420%16675% Ampliar os conhecimentos sobre o SUS Brasil e regional 2110%20090% Ampliar os conhecimentos sobre a construção da ST, suas relações com a Saúde e Ambiente e implementação da RENAST 2210%20090%

24 Avaliação quanto as Unidades de Aprendizagem II, III, IV, V e VI

25 Avaliação quanto ao VIASK Média das unidades: 77,6% (172 alunos) consideraram como bom ou ótimo 17,9% (40 alunos) consideraram como razoável 4,2% (9 alunos) consideraram como ruim

26 Avaliação dos alunos quanto ao material didático 5.Conteúdo Teórico- Prático 4.Dificuldade das atividades 3.Número de atividades 2.Compreensão das atividades 1.Qualidade dos textos

27 Sub-projeto 4 Definição de indicadores de impacto da re-qualificação dos alunos e dos tutores sobre as práticas de Saúde do Trabalhador, na sua região de influência. Testar estes indicadores e avaliar a contribuição do Curso Indicadores de Impacto- Levantamento Bibliogáfico Validação do Instrumento- Rio de Janeiro Definição de Região de Influência Amapá ?- Região Amazônica, Fragilidade Política, Movimento Social, Projeto Inicial, Existência de poucos projetos em ST antes do curso... Questões: -Quais as ações em ST estão sendo desenvolvidas? -Nível de Hieraquirzação do SUS- implicações nas ações de ST -Notificação -Rede Sentinela -Implantação da Política -Definição de Atores -Importância do Cerest

28 Estado de São Paulo Municípios Alunos Araçatuba (60) / Ilha Solteira (20) 80 Araraquara(40) / Bebedouro(60) / Ribeirão Preto(40) 140 Cruzeiro(20) / Pindamonhangaba(20) / São José dos Campos(40) 80 Sorocaba(60) / Itapeva(60) 120 São João da Boa Vista(60) / Campinas(40) / Amparo(20) 120 Bauru(60) / Marília(40) / Tupã(40) 140 Avaré(40) / Botucatú(20) 60 São Paulo(120) 120 São José do Rio Preto(140) 140 Franca(60) / Batatais(20) 80 Santos(40) / Cubatão(20) / Registro(20) 80 Rio Claro(40) / Piracicaba(20) 60 Jundiaí(40) / Indaiatuba(40) 40 Santo André(20) / Diadema(20) / São Bernardo(20) / Mauá(20) 80 Guarulhos(40) / Franco da Rocha(20) 60 Presidente Prudente(60) 60 Osasco(60) 60 T O T A L - Estado de São Paulo Obs.:Os municípios assinalados na cor azul já encaminharam ofício concordando com a realização do Curso.

29 Interessados no Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana à Distância Estado de São Paulo Estado do Amapá 60 Prefeitura do Rio de Janeiro 40 Prefeitura de São Luiz (MA) 40 Total Geral de Alunos 1.660


Carregar ppt "Acompanhamento e Avaliação do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana à distância Setembro de 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google