A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projecto CEL AJEM (Associação dos Jovens Empresários Madeirenses) DRE

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projecto CEL AJEM (Associação dos Jovens Empresários Madeirenses) DRE"— Transcrição da apresentação:

1 Projecto CEL AJEM (Associação dos Jovens Empresários Madeirenses) DRE
(Direcção Regional de Educação)

2 Dr.ª Ângela Borges – Directora Regional de Educação
Dr. Nuno Agostinho – Secretário Geral da AJEM Dr. Pedro Ventura – Consultor da Secretaria Regional de Educação Coordenadores do Projecto CEL

3 A importância e oportunidade
da Área de Projecto. As crianças e jovens aprendem melhor através das experiências da vida. Eles aprendem fazendo, cometendo erros e depois aprendendo. Os adultos, na tentativa de os educar, procuram evitar o erro a todo o custo e por isso punem as crianças por os cometerem. Nós como professores, muitas vezes esquecemos de corrigir e concentramo-nos em procurar e punir os erros dos nossos alunos.

4 A importância e oportunidade
da Área de Projecto. A curiosidade natural de uma criança é o que faz com que ela aprenda. A tarefa dos pais e professores é corrigir sem prejudicar a curiosidade natural da criança.

5 A importância e oportunidade
da Área de Projecto. Há alunos que gostam e preferem aprender num sistema tradicional e isso é bom, mas há outros para quem esse método é entediante e motivador de insucesso. Hoje em dia, é importante deixar os jovens saberem que a mudança faz parte do seu futuro. Provavelmente, nos seus futuros, a capacidade de mudar e aprender com rapidez será mais importante do que aquilo que eles aprenderam na escola!

6 A importância e oportunidade
da Área de Projecto. Mais importante do que aprender apenas como responder nos testes para obter notas altas é aprender a aprender, aprender a mudar e aprender a se adaptar às situações novas com mais rapidez. A verdadeira definição de educação é trazer à tona a “inteligência” (competências) do aluno, não apenas abarrotá-lo de informações.

7 A importância e oportunidade
da Área de Projecto. Os jovens notam que os melhores “sucessos profissionais” já não vão para os que tiveram melhores resultados académicos. Eles sabem que quem ganha mais são por exemplo as estrelas do desporto, da televisão, da música ou do cinema. Isto leva muitas vezes a um desinteresse e abandono escolar. O melhor futuro nem sempre pertence ao jovem que se forma com as melhores notas, mas sobretudo àquele que detém a melhor fórmula de aprendizagem e detém as ideias técnicas mais actualizadas.

8 A Estudo Num estudo feito nos Estados Unidos, sobre as principais características que os empregadores procuravam conhecer ao contratar pessoas resultou na seguinte lista ordenada: Atitude positiva Boa capacidade de comunicação Experiência profissional anterior Opinião de um empregador anterior sobre o funcionário Formação que o funcionário teve Habilitações literárias. Confirmando que a capacidade de comunicar e lidar com pessoas é mais importante que o conhecimento técnico.

9 Objectivos da Área de Projecto
M Objectivos da Área de Projecto Visa a realização de projectos concretos por parte dos alunos com o objectivo de desenvolver uma visão integradora do saber Promover o desenvolvimento pessoal e social dos alunos através de uma educação para a cidadania Aproximar a escola à comunidade envolvente Contribuir para o desenvolvimento do projecto educativo da escola, articulando-o com as aprendizagens essenciais previstas no currículo.

10 Modalidades de trabalho
na Área de Projecto Metodologia de Projecto Exploração de situações-problema Exploração de temas/assuntos Aprendizagem pela descoberta Aprendizagem pela redescoberta

11 Dinâmicas de aprendizagem
na Área de Projecto Identificar problemas Cooperação Confronto da teoria com a prática Integração de saberes Experimentação Explorar as potencialidades das tecnologias da informação e da comunicação. Realizar protocolos e parcerias

12 Sugestões de Realizações e Produtos
M Sugestões de Realizações e Produtos Vídeos Reportagens Produtos multimédia Campanhas de intervenção cívica Campanhas de intervenção ambiental Campanhas de intervenção social Acções de voluntariado Prestação de serviços à escola Prestação de serviços à comunidade

13 Nível de adequação do projecto
M Nível de adequação do projecto Estar de acordo com os interesses e/ou necessidades dos alunos Estar de acordo com o nível etário/cognitivo dos alunos Ter um carácter fundamentalmente interdisciplinar Favorecer a aquisição de competências sociais Ser orientado de forma muito discreta pelos professores.

14 M Fórmula de sucesso!!! A fórmula de sucesso da nossa geração é diferente da fórmula de sucesso da geração futura. A geração da procura por um emprego seguro e para toda a vida deu lugar à geração que tem várias profissões. É preciso transmitir um respeito crescente pela educação e pela aprendizagem contínua.

15 Era Industrial versus Era da Informação Era Industrial
Segurança no trabalho Trabalho por conta própria Progressão pela antiguidade Pago pelos resultados Um emprego Várias profissões Trabalho até aos 65 anos Aposentação precoce Faculdades Seminários Diplomas escolares Talentos básicos Experiência Ideias novas Fundo de Aposentações Seguros privados Trabalho na empresa Trabalho em casa Era Industrial Era do Conhecimento

16 M Na era Industrial as mudanças eram mais lentas, o que aprendíamos na escola durava quase uma vida inteira. Na era da Informação e Conhecimento, o que sabemos torna-se obsoleto com muita mais rapidez. Agora, o que aprendemos é importante, mas mais importante é a rapidez com que se consegue aprender, mudar e nos adaptarmos a uma nova informação.

17 Trabalho realizado em 2003/2004

18 Objectivos do Projecto CEL:
Preparar e formar para a mudança de atitude em relação ao trabalho. Estimular a inovação, o espírito empreendedor, a assunção de riscos e a criatividade; - Fomentar o desenvolvimento de ideias, criar novas empresas e negócios; - Fomentar as parcerias público-privadas, nomeadamente com o tecido educativo e empresarial; - Conhecer melhor o meio envolvente; - Concretizar os seus próprios projectos; Preparar para a constituição da sua própria empresa;

19 Estratégia utilizada para cada Projecto:
Fornecer materiais de apoio (actividades, grupo de discussão, CD, Página Web, apresentação em Power Point). Interceder junto das empresas e instituições. Apoiar desde o início todos os projectos viáveis.

20 Acções “Empreendedorismo na Área de Projecto” Acção de formação
Contactos com todas as Câmaras Municipais da Região, bem como com algumas instituições Apresentação em Power Point do resumo animado do livro “Quem mexeu no meu queijo” de Spencer Johnson.

21 Acompanhamento às turmas
“Conhecimento dos Projectos in loco” Elaboração de uma página Web, com o objectivo de divulgar, apoiar e interligar todos os projectos

22 T

23 Critérios na Selecção dos Projectos:
Participação e interacção com a comunidade Privilegiar a resolução de problemas da comunidade Privilegiar os problemas de dimensão transregional e transnacional Desenvolvimento e estímulo de ideias inovadoras, de liderança, e de cooperação

24 Critérios na Selecção dos Projectos:
Ideias/produtos transformáveis em negócios Sectores que reforcem os sectores tradicionais da Madeira: Turismo, Artesanato, Comércio, Serviços. Sectores do ambiente e das novas Tecnologias

25 Em Resumo Incentivar a concretização dos projectos Apoiar os projectos
Colaborar na planificação dos projectos Distinguir os melhores projectos Promover a continuidade dos projectos Divulgar os projectos junto das empresas

26 Plano geral de Acção 2004/2005 7 Outubro 2004
Acção de informação para: Coordenadores de 3º Ciclo Direcções Executivas Ordem de trabalhos: Resumo do trabalho decorrido no ano passado Plano de Acção O Papel do coordenador O Papel do professor

27 19,21,22 e 26 Out2004 Formação para os professores de AP:
Resumo do trabalho decorrido no ano passado Plano de Acção O Papel do coordenador O Papel do professor O Papel do aluno

28 Out2004 Nov. e Dez. 2004 Envio da ficha de Projecto (preenchimento)
Visitas às turmas: O coordenador de ciclo deve-nos acompanhar e posteriormente visitar algumas turmas.

29 Jan2005 Actividades lúdicas e sensibilizadoras pelas escolas: Jogo Teatro Monopólio ou concurso (tudo no âmbito do empreendedorismo) Fev. e Mar. 2005 Visitas às turmas: Reforço e sugestões de alteração e melhoria dos projectos.

30 Abril e Maio 2005 Actividades lúdicas e preparação da apresentação: Jogo Teatro Monopólio ou concurso (tudo no âmbito do empreendedorismo) Mai/Jun 2005 Encontro Regional: Serão seleccionados os melhores projectos de cada área de trabalho.

31 Orgânica de funcionamento e de parcerias

32 Contactos www.empreender.netmadeira.com www.ajem.pt
António Gomes Miguel Gomes AJEM Telefone: Fax:

33 T FIM


Carregar ppt "Projecto CEL AJEM (Associação dos Jovens Empresários Madeirenses) DRE"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google