A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudo do Perispírito: Identificação, desidentificação, liberdade: esboço de funcionamento 14/nov/09.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudo do Perispírito: Identificação, desidentificação, liberdade: esboço de funcionamento 14/nov/09."— Transcrição da apresentação:

1 Estudo do Perispírito: Identificação, desidentificação, liberdade: esboço de funcionamento 14/nov/09

2 Introdução Eu já li 257 receitas de bolo... Uau ! Sua cozinha deve ser bem agitada! Bem... Estive um pouco ocupado... Não entro lá faz um tempão... ???? Vamos agitar a cozinha ?????

3 As 4 perguntas Quem sou eu? De onde eu vim? Pra onde eu vou? O que é que eu tô fazendo aqui ?????

4 Como usaremos as palavras? Espírito: aquele núcleo inviolável que subsiste a tudo. É você de verdade. Perispírito: peri (em volta) do espírito. Serve como um megacomputador à sua disposição. Celeiro, memória milenar, ambiente de recalque e modificação dos SENTIMENTOS. Corpo: presentão dado ao espírito encarnado. Enfraquecedor de sensações. Baixa a velocidade do peri. Você tem mais tempo para identificar e desidentificar sentimentos negativos. O que é que eu tô fazendo aqui ?????

5 Proposta encarnatória Comentário à pergunta 196 do LE:... o corpo é o alambique em que a alma tem que entrar para se purificar. Às matérias estranhas se assemelha o perispírito, que também se depura, à medida que o espírito se aproxima da perfeição (...) Questão 965: As penas e os gozos da alma após a morte têm alguma coisa de material? - Não podem ser materiais, desde que a alma não é matéria. O próprio bom senso diz. Essas penas e gozos nada têm de carnal e por isso mesmo são mil vezes mais vivos do que os da Terra. O Espírito, uma vez desprendido, é mais impressionável: a matéria não mais lhe enfraquece as sensações.

6 ainda me paga! Se bem que, com o marido galinha que ela tem… O encontro dos 2 mascarados ainda me paga! Se bem que, com a mulher galinha que ele tem… Oi, tudo bem? Tudo bem. Tudo bem Tudo bem.

7 Modificação sincera ou fingida? … sepulcros caiados de branco por fora, mas cheios de podridão por dentro (Mt 23, 27). Herança do passado animalizado, quando era mesmo necessário dissimular, fingir, atacar de surpresa… Já é um bom começo se eu abandonar a hipocrisia no meu diálogo íntimo.

8 Quantos sentimentos ruins tem mesmo? Repita: orgulho, egoísmo, vaidade, inveja, ciúmes, avareza, ódio, vingança, agressividade, personalismo, maledicência, intolerância, impaciência, negligência, ociosidade. Medo. Baixa estima. Eu já identifiquei vários sentimentos... Uau ! Vai ser o próximo Anjo da Anunciação!

9 84 – Carlos Perg Resp (primeiros 30 minutos) Pergunta: Quando penso que tenho identificado diversos sentimentos, isso não é real? Resposta: Bom, volto a afirmar que, na maioria das vezes, não. É impossível identificar diversos sentimentos. Se assim o fosse, vocês seriam anjos. Os ditos anjos têm diante de si o seu próprio inferno. Pergunta: Há fases do autoconhecimento? Resposta: Duas fases: identificação e desindentificação. Porque o que ocorre daí, já é um manancial ativado pela própria inteligência, naquilo que ela reconhece de si mesma. A preliminar é a disposição de se ver, de se conhecer. A inteligência vai estabelecer o parâmetro contrário daquela força (negativa). A inteligência mediúnica.

10 Como identificar? Eu preciso do outro. E preciso observar, anotar. Por isso, eu preciso laboratoriar. Melhores laboratórios: 1.O Lar. 2.As pessoas com quem temos dificuldades. 3.As contrariedades. Esses laboratórios forçam os sentimentos negativos a aparecerem e serem identificados, se desejarmos.

11 A contribuição do outro Milhares de amigos A grande rede de peris

12 O que está rodando nesta rede de computadores? Eu Sem o corpinho letal

13 Como é que faz pra parar isso ????? Pergunta: É possível dar um exemplo prático de identificação/desidentificação? Resposta: exemplo da peça de roupa que vai se rasgando, obrigando à desidentificação – dor do desprendimento, obrigado pela força natural da vida Investimento Retorno Fonte da figura: Mãos de Luz

14 Olha que beleza... Fonte da figura: Mãos de Luz

15 Ensaio sobre o segredo Pergunta: A partir do momento que desidentifico um sentimento, o que ocorre com o mesmo? Resposta: com o sentimento, nada. Mas com você... A primeira coisa que a inteligência e a consciência fazem, dentro de um processo que nenhum livro explica, é a síntese de tudo aquilo que é referente àquele sentimento (quebra- cabeças, reorganização). Faz conexões interiores, com quadros já vivenciados ou sentidos, e consequentemente coloca tudo aquilo que é referente àquele sentimento em um único feixe. A partir daí, qualquer área daquele sentimento que se mobilize, ela percebe. Porque já não é mais ela; é algo que ela traz em si. A síntese é isso: montar em um único feixe. A força para obter a ação contrária será obtida de mecanismos que a própria vida utiliza. Quais são? 84 – Carlos Perg Resp (primeiros 30 minutos)

16 A infante brincando... Não é tão fácil assim... Precisa de estratégias, de força de vontade, do outro... Quantas encarnações para atingir esse estado e transcender ??? Quantas ???

17 Deus vendo a sua obra Quando Deus se manifesta em mim? Quando eu uso a inteligência. Inteligência Mediúnica para identificar e desidentificar os sentimentos ruins. A menina precisou de ajuda. Agora, ali estão, o indivíduo e sua obra. Ela está desidentificada, livre. Ela não é a sua obra. O anjo tem diante de si o seu próprio inferno.

18 Pietro Ubaldi, em A Grande Síntese:... o homem novo deve impor-se sobre as tendências animalizadas do homem velho, esforçando-se para adquirir atitudes de moral elevada, que se tornarão hábitos, sobrepondo-se às atitudes perniciosas do passado. Esse é o mecanismo que transforma virtude em instinto e permite com que o futuro se torne presente e depois passado, estratificando-se, constantemente, novas camadas nas zonas de atividades do espírito.

19 Pietro Ubaldi, em A Grande Síntese: O campo de onde o espírito retira conhecimentos para estratificar em suas camadas interiores é a consciência divina, a substância da evolução, o meio no qual estamos imersos. Poderíamos comparar esse campo divino a um edifício, através do qual subimos, o edifício da evolução. Essa estupenda construção já está pronta, nós apenas a galgamos. Seus andares são as zonas de atividades do espírito, de modo que em qualquer andar que nos situemos, haverá sempre as reminiscências e rumores de um andar inferior, onde guardamos tudo que já foi conquistado e nos acenará convites de um andar de cima, para onde, com esforço, devemos subir. Dessa forma trazemos dentro de nós, permanentemente, o passado, o presente e o futuro.

20 Pietro Ubaldi, em A Grande Síntese: As virtudes que hoje somente pretendemos ou realizamos com esforço, serão nele automáticas, estabilizadas nas zonas dos instintos. Por aproximações gradativas, estamos construindo este super-homem em nosso interior. Este é o esforço máximo que a evolução nos incita, e onde encontraremos a paz e o poder que almejamos. É preciso aceitar a dor e aprender a sua lição. É preciso renunciar ao egoísmo e não se agitar mais em tormentas de revoltas e prepotências vãs. É preciso, enfim, embalar-se em um grande amor e entrar em comunhão com as forças da Criação.

21 Ensaio sobre o segredo Virtudes: humildade, resignação, sensatez, piedade, generosidade, afabilidade e doçura, compreensão e tolerância, perdão, companheirismo, renúncia, indulgência, misericórdia, paciência e mansuetude, vigilância, abnegação, dedicação e devotamento, disciplina.

22 Ensaio sobre o segredo Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. A verdade revelativa e evolucionária. Identificação e desidentificação são simultâneas. O exemplo do chiclete. Ao identificar, tira (desidentifica). Ao desidentificar, começa o processo de desenvolvimento da liberdade. Com o tempo, o mínimo movimento será percebido. Hoje, faz o máximo movimento, o máximo estrago, e não identificamos, culpando o outro. Estaremos imunizados contra esse movimento, da mesma forma que nosso sistema de defesa do organismo trata de atacar as ameaças que se movimentam em nosso corpo. Imunizando-nos. Seremos instintivamente melhores !!!!!!!!!!!!!!!!!!

23 Como você reagiria? O Cristo subiu o Calvário sob impropérios. Ao ser pregado à cruz e elevado, foi ridicularizado e atacado. por que não te salvas? eras uma farsa E tudo isso sob o olhar da mãe e dos amigos. Eu pulverizaria os ofensores. Sem titubeios. Por isso, não tenho o poder de pulverizá-los... Ao subir os andares do edifício da evolução, vou criando instintivamente os mecanismos do anjo – e meu poder vai aumentando, minha satisfação, meu prazer pela vida, pelo fazer, pelo crescer, vão aumentando e aumentando... E hoje, como estamos?

24 Birigui aula mp3 (30 minutos iniciais) Medo Orgulho: vejo-me além do que eu sou Egoísmo: não quero perder nada Vaidade: ao agir, determino que sou melhor que você JULGO, QUERO SER ACEITO, AMADO e consigo ser um eterno insatisfeito LE 933: aquele que não encontra a felicidade senão na satisfação do orgulho e dos aspectos grosseiros é infeliz quando não os pode satisfazer... DESEJO, POSSE, SEXO Baixa estima Autoestima realista: Viver de mim mesmo Meu quebra-cabeças: Saturado do medo Precisa identificar Chama situações - laboratório Tem que enfrentar É temendo e tremendo... Quem sou eu?

25 Projeto para além desta encarnação O indivíduo e sua obra só surgem depois da identificação/desidentificação. Eu ainda sou misturado, enlinhado, embolado com minha obra. Ficarei diante de minha obra – o anjo diante do seu inferno. Pergunta 916 do LE: Longe de diminuir, o egoísmo cresce com a civilização, que – até parece – o excita e mantém. Como poderá a causa destruir o efeito? Quanto maior é o mal, mais hediondo se torna. Era preciso que o egoísmo produzisse muito mal, para que compreensível se fizesse a necessidade de extirpá-lo (...)

26 Projeto para além desta encarnação Questão 919 A do LE - Anotação de Santo Agostinho: ao fim de cada dia, interrogar a consciência (anotar, se possível relendo). Fica o convite para você estudar a questão 919 toda. É evidente que, se a gente tivesse que vigiar sempre todos os conteúdos identificados nas tantas vidas anteriores, nunca teríamos energia pra ir em frente. Mas não é assim. Os conteúdos identificados passam para o lado instintivo do eu. Não precisam mais da atenção consciente. O instintivo é exato. Não carece de atenção. Transcendemos. Quanto tempo demora isso? Não sei.

27 Projeto para além desta encarnação A utilidade do Projeto Tempo de Ser Objetivo geral: AUTOCONHECIMENTO


Carregar ppt "Estudo do Perispírito: Identificação, desidentificação, liberdade: esboço de funcionamento 14/nov/09."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google