A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Importância do Aconselhamento na Captação do Parceiro (a) Sexual João Pessoa, 29 de agosto de 2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Importância do Aconselhamento na Captação do Parceiro (a) Sexual João Pessoa, 29 de agosto de 2005."— Transcrição da apresentação:

1 A Importância do Aconselhamento na Captação do Parceiro (a) Sexual João Pessoa, 29 de agosto de 2005

2 INTRODUÇÃO CONVOCAÇÃO DO (A) PARCEIRO (A) SEXUAL Essencial para interrupção da cadeia de transmissão Oportunidade para uma ação educativa centrada nas DST/HIV Uma das estratégias de um programa de controle de DST (CN DST/Aids-MS, 1999)(Manual AIDSCAP, 1996)

3 FUNDAMENTOS Quem notifica? Quais os objetivos? Como deve ser a ação? O que deve ser oferecido ao parceiro? Quais são as atividades?

4 TIPOS DE NOTIFICAÇÃO PACIENTE Motivação do paciente e do parceiro Qualidade do aconselhamento PROFISSIONAL MISTA

5 OBJETIVOS PREVENIR E INTERROMPER A TRANSMISSÃO EVITAR AS COMPLICAÇÕES

6 População com DST Percebem os sintomas Procuram atendimento Correto diagnóstico Tratamento correto Cura Tratamento completo Assintomáticos (as) Convocação de parceiros Busca ativa de casos Screening Tratamento de massa Modelo operacional: papel dos serviços de saúde no manejo de casos de DST OMS, 2000

7 PRINCÍPIOS DA AÇÃO Participação VOLUNTÁRIA SIGILO E CONFIDENCIALIDADE ACESSO AO ATENDIMENTO Garantia de QUALIDADE NÃO CAUSAR DANOS CN DST/Aids-MS, 1999

8 Quem deverá ser notificado? 1 DSTCONTATOSTEMPO Corrimento uretral/uretrite (Gonorréia e clamídia) -Parceiros sexuais -Pessoas envolvidas em casos de abuso sexual Até 60 dias (2 meses) antes do início do quadro Úlceras genitais (Sífilis e cancro mole) -Parceiros sexuais -Pessoas envolvidas em casos de abuso sexual Até 90 dias (3 meses) antes do início do quadro DIP (Gonorréia e clamídia) -Parceiros sexuais -Pessoas envolvidas em casos de abuso sexual Até 60 dias (2 meses) antes do início do quadro

9 Quem deverá ser notificado? 2 DSTCONTATOSTEMPO Corrimento vaginal Se cervicite(gonorréia e clamídia) ou tricomoníase -Parceiros sexuais -Pessoas envolvidas em casos de abuso sexual Até 60 dias (2 meses) antes do início do quadro Oftalmia neonatal (gonorréia e clamídia) - Mãe e seus parceiros sexuais atuais Sífilis congênita - Mãe e seus parceiros sexuais atuais

10 Quem deverá ser notificado? 3 DSTCONTATOSTEMPO Sífilis primária -Parceiros sexuais -Pessoas envolvidas em casos de abuso sexual Até 90 dias (3 meses) antes do início do quadro Sífilis secundária -Parceiros sexuais -Pessoas envolvidas em casos de abuso sexual Até 180 dias (6 meses) antes do início do quadro Sífilis latente recente -Parceiros sexuais -Pessoas envolvidas em casos de abuso sexual Até 01 ano antes do início do quadro Sífilis latente tardia ou indeterminada - Avaliar!! - Tratar parceiros sexuais atuais

11 Quem deverá ser notificado? 4 DSTCONTATOSTEMPO Infecção pelo HIV - Parceiros atuais - Considerar os parceiros desde o início da(s) atividade(s) de risco Hepatite B- Convocar todos os contatos sexuais e de uso de drogas Herpes genital e Condiloma (HPV) - Convocar parceiros sexuais atuais para aconselhamento - Tratamento se necessário

12 A captação de parceiros: ação difícil Sífilis (< 20% dos expostos) Amsterdam: (gonorréia e clamídia): 40% Seattle: 50% hetero e 12% homo ( Sexually Transmitted Diseases 1999; 26:49-54)

13 Importância do Aconselhamento na captação do(a) parceiro(a) sexual A convocação de parceiros (as) é um componente de toda ação educativa / Aconselhamento de uma pessoa com DST (CN DST/Aids-MS, 1999) (OMS, 1991) Os princípios, requisitos e componentes são semelhantes O êxito da convocação pelo paciente-índice está relacionado à qualidade do aconselhamento Eficácia do Aconselhamento

14 Aconselhamento/Convocação de parceiro(a) sexual Acolhimento do(a) cliente Habilidades de comunicação Respeito aos princípios da Ética Avaliação/Redução de risco Informações técnicas Informações práticas

15 Mensagens fundamentais da convocação PROVEDORPACIENTE-ÍNDICEPARCEIROS(AS) - Possibilidade de infecção assintomática - Possibilidade de re-infecção se parceiro(a) não for tratado(a) - Conseqüências da DST, se não for tratada

16 Eficácia do Aconselhamento Eficácia do aconselhamento para redução de risco na prevenção do HIV e outras DST. (Kamb et al. JAMA 1998;280:1161-7) Redução de comportamentos de risco e da aquisição de DST através de aconselhamento preventivo em pessoas sob risco acrescido para o HIV. (Science 1998; 280: / AIDS 1997;11: / N Engl J Med 1999;340:93-100)

17 Aconselhamento pode ser efetivo na captação de parceiros (as) (Oxman et al. Can J Public Health 1994;85(suppl 1):S41- S47) (Van de Laar et al. Sex Trans Dis 1997;24:334-42) (Faxelid et al. Int J Qual Health Care 1997;9:361-6)

18 Probabilidade de captação do(a) parceiro(a) com intervenções sobre variáveis psico- sociais Intenção Facilidade Atitude positiva com relação à convocação Sucesso prévio com a ação (Nuwaha et al.Sex Trans Dis, September,1999)

19 Aconselhamento para DST e probabilidade de tratamento dos parceiros (p=0,000; OR= 10,96; IC= 4,49-28,01) (Alix Leite et al., 2001)

20 Como assegurar a qualidade? Capacitação/ educação permanente Supervisão Avaliações periódicas do espaço físico, fluxo dos(as) clientes e uso do tempo Avaliações periódicas da satisfação da clientela Discussões de casos CDC MMWR Novembro, 2001


Carregar ppt "A Importância do Aconselhamento na Captação do Parceiro (a) Sexual João Pessoa, 29 de agosto de 2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google