A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OBJETIVO GERAL Avaliar o estado nutricional dos atletas da esgrima brasileira. Oferecer orientação nutricional para a melhoria do desempenho físico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OBJETIVO GERAL Avaliar o estado nutricional dos atletas da esgrima brasileira. Oferecer orientação nutricional para a melhoria do desempenho físico."— Transcrição da apresentação:

1 PROJETO PARA AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL E ORIENTAÇÃO ALIMENTAR DO ESGRIMISTA BRASILEIRO

2 OBJETIVO GERAL Avaliar o estado nutricional dos atletas da esgrima brasileira. Oferecer orientação nutricional para a melhoria do desempenho físico e da saúde dos atletas esgrimistas brasileiros.

3 AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL
Individual: Protocolo de Avaliação IMC Bioimpedância (massa magra/ porcentagem de gordura / hidratação)‏ Somatório das pregas cutâneas Análise do consumo alimentar através de Registro Alimentar de 3 dias consecutivos Exames laboratoriais

4 ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL
Apostilas Site Brasil Esgrima Palestras Orientação individualizada

5 OBJETIVO DA AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL PARA ATLETAS
Dados referentes a composição corporal e carências nutricionais através de exames físicos e bioquímicos e o conhecimento dos hábitos alimentares nos permite identificar imperfeições na dieta e fazer mudanças favoráveis ao desempenho esportivo, sem prejuízos à saúde.

6 OBJETIVO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS PARA ATLETAS
Uma alimentação adequada pode influenciar diretamente para melhorar o estado nutricional do atleta, melhorando seu desempenho. Deve ser manipulada para atender as necessidades energéticas e nutricionais não só no período de treinamento mas principalmente durante e após as competições. As orientações nutricionais e recomendações de nutrientes sempre que possível devem ser feitas individualmente para cada atleta.

7 RECOMENDAÇÕES CALÓRICAS E DE NUTRIENTES:
Individuais e Gerais ENERGIA CARBOIDRATO PROTEÍNA LIPÍDIOS VITAMINAS E MINERAIS

8 HIDRATAÇÃO o atleta deve ingerir líquidos antes, durante e após o exercício, a fim de equilibrar as perdas hídricas decorrentes da sudorese excessiva e evitar a desidratação que é um dos principais objetivos da Nutrição Esportiva.

9 Desidratação provoca o aumento de:
frequência cardíaca submáxima; concentração de lactato; sensação de esforço; náuseas e vômitos; requerimento de glicogênio muscular; temperatura interna (hipertermia); doenças do calor, como câimbras, exaustão e choque térmico.

10 Desidratação provoca a redução de:
volume plasmático; volume sistólico, débito cardíaco e VO2 max; fluxo sanguíneo para pele e músculos ativos; taxa de sudorese; tempo para atividade contínua, prolongada e intensa; pressão arterial e motivação.

11 Como evitar? Balança digital portátil no local dos treinos e competições para calcular o grau de desidratação Ex: 80 kg (início da prova ou treino) → 100% 78 kg (término da prova ou treino) → X = 2,5% grau de desidratação

12 GRAU DE DESIDRATAÇÃO de 1 a 2% - inicia-se o aumento da temperatura corporal em até 0,4ºC para cada percentual subsequente de desidratação – “Normal para atletas”; em torno de 3% de desidratação – redução importante do desempenho; de 4 a 6% de desidratação – fadiga térmica; a partir de 6% - risco de choque térmico, coma e morte.

13 Recomendações hídricas:
Protocolo de reposição antes, durante e após o exercício-de acordo com o grau de desidratação.

14 ÁGUA X BEBIDAS ESPORTIVAS
REPOSIÇÃO HÍDRICA: ÁGUA X BEBIDAS ESPORTIVAS Como e quando usar? Receita de Bebida Esportiva Caseira *VIABILIZAR CUSTO: Comparação de preços para 500ml: Caseira: R$ 0,60 maltodextrina + R$ 0,75 água = R$ 1,35 Industrializada: média de R$ 3,20

15 RECURSOS ERGOGÊNICOS NUTRICIONAIS
São substâncias com o objetivo de aumentar a produção de trabalho como consequência o desempenho esportivo. Ergus = trabalho Genes = produção

16 SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS
Quando o uso de suplementos nutricionais se torna interessante? Atletas com restrições alimentares; Atletas com alta necessidade energética; Atletas com alimentação desequilibrada; Reposição hídrica e de eletrólitos.

17 Atletas x Esportistas “Para os indivíduos que praticam exercícios físicos sem maiores preocupações com performance, uma dieta balanceada, que atenda às recomendações dadas à população em geral, é suficiente para a manutenção da saúde e possibilitar bom desempenho físico”.

18 Categorias: Repositores hidro-eletrolíticos Repositores energéticos Suplementos protéicos Alimentos compensadores Aminoácidos de cadeia ramificada - BCAA

19 SUPLEMENTOS ALIMENTARES PROIBIDOS ANVISA – 2005
CREATINA L-CARNITINA L-ARGININA GLUTAMINA HMB (beta-hidroxi-beta-metilbutirato) ORNITINA CLA (ácido linoléico conjugado)

20 Por que foram proibidos?
“Considerando que estes produtos são destinados a um público específico representado pelos atletas de elite, a possibilidade de ocorrência de efeitos colaterais, falta de consenso científico sobre segurança e eficácia para o uso pretendido na forma de alimento e considerando-se também que estes aminoácidos vêm sendo usados como medicamentos, conclui-se que os mesmos devem ter seu uso condicionado a supervisão médica, portanto não enquadrados na área de alimentos.” (ANVISA- Abril de 2006)‏

21 ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS:
PRÉ COMPETIÇÃO DURANTE A COMPETIÇÃO APÓS A COMPETIÇÃO Quanto, quando e o que ingerir Alimentos x Líquidos Recomendações de reposições

22 ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS GERAIS E INDIVIDUAIS PARA O ATLETA ESGRIMISTA BRASILEIRO
Orientações gerais e esclarecimentos individuais sobre quaisquer dúvidas que o atleta possua sobre sua alimentação durante treinos e competições.

23 Poderão ser feitas: nas competições (sugestão de alimentos mais indicados antes e durante a prova, composição das refeições, suplementações, reposição hídrica e de eletrólitos, efeito do álcool no desempenho esportivo, etc...); pelo site brasilesgrima (seção sobre nutrição/ condicionamento físico, ...) hiperlink por onde possa ser feita a comunicação com os atletas para esclarecimento das dúvidas; pelo individualmente para os integrantes da equipe brasileira

24 Fabiana Teixeira de Freitas Oliveira (41) 3342-3453
Casa das Dietas Rua Silveira Peixoto, 502. Curitiba (PR)‏www.casadasdietas.com.br


Carregar ppt "OBJETIVO GERAL Avaliar o estado nutricional dos atletas da esgrima brasileira. Oferecer orientação nutricional para a melhoria do desempenho físico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google