A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bacilos psíquicos da tortura sexual Bacilos psíquicos da tortura sexual Num rapaz que esperava, de lápis em punho, em exercício da mediunidade, mergulhado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bacilos psíquicos da tortura sexual Bacilos psíquicos da tortura sexual Num rapaz que esperava, de lápis em punho, em exercício da mediunidade, mergulhado."— Transcrição da apresentação:

1 Bacilos psíquicos da tortura sexual Bacilos psíquicos da tortura sexual Num rapaz que esperava, de lápis em punho, em exercício da mediunidade, mergulhado em fundo silêncio: Os núcleos glandulares emitiam pálidas irradiações. A epífise, principalmente, semelhava-se a reduzida semente algo luminosa. No aparelho genital, as glândulas geradoras emitiam fraquíssima luminosidade, que parecia abafada por aluviões de corpúsculos negros, a se caracterizarem por espantosa mobilidade. Começavam a movimentação sob a bexiga urinária e vibravam ao longo de todo o cordão espermático, formando colônias compactas, nas vesículas seminais, na próstata, nas massas mucosas uretrais, invadiam os canais seminíferos e lutavam com as células sexuais, aniquilando-as. As mais vigorosas daquelas feras microscópicas situavam-se no epidídimo, onde absorviam, famélicas, os embriões delicados da vida orgânica. Que significava aquele acervo de pequeninos seres escuros? Pareciam imantados uns aos outros, na mesma faina de destruição. Pareciam as expressões mal conhecidas da sífilis. Mas, não temos sob os olhos o espiroqueta de Schaudinn, nem qualquer nova forma suscetível de análise material por bacteriologistas humanos. São bacilos psíquicos da tortura sexual, produzidos pela sede febril de prazeres inferiores. O dicionário médico do mundo não os conhece e, na ausência de terminologia adequada aos seus conhecimentos, chamemos-lhes larvas, simplesmente. Estes bacilos psíquicos têm sido cultivados por este companheiro, não só pela incontinência no domínio das emoções próprias, através de experiências sexuais variadas, senão também pelo contato com entidades grosseiras, que se afinam com as predileções dele, entidades que o visitam com freqüência, à maneira de imperceptíveis vampiros. O pobrezinho ainda não pôde compreender que o corpo físico é apenas leve sombra do corpo perispiritual, não se capacitou de que a prudência, em matéria de sexo, é equilíbrio da vida e, recebendo as advertências de entidades espirituais sobre a temperança, acredita ouvir remotas lições de aspecto dogmático, exclusivo, no exame da fé religiosa. A pretexto de aceitar o império da razão pura, na esfera da lógica, admite que o sexo nada tem que ver com a espiritualidade, como se esta não fosse a existência em si. Esquece-se de que tudo é espírito, manifestação divina e energia eterna. O erro de nosso amigo é o de todos os religiosos que supõem a alma absolutamente separada do corpo físico, quando todas as manifestações psicofísicas se derivam da influenciação espiritual.[16a - página 27 ] - André Luiz- Missionário da Luz Bacilos psíquicos da tortura sexual Num rapaz que esperava, de lápis em punho, em exercício da mediunidade, mergulhado em fundo silêncio: Os núcleos glandulares emitiam pálidas irradiações. A epífise, principalmente, semelhava-se a reduzida semente algo luminosa. No aparelho genital, as glândulas geradoras emitiam fraquíssima luminosidade, que parecia abafada por aluviões de corpúsculos negros, a se caracterizarem por espantosa mobilidade. Começavam a movimentação sob a bexiga urinária e vibravam ao longo de todo o cordão espermático, formando colônias compactas, nas vesículas seminais, na próstata, nas massas mucosas uretrais, invadiam os canais seminíferos e lutavam com as células sexuais, aniquilando-as. As mais vigorosas daquelas feras microscópicas situavam-se no epidídimo, onde absorviam, famélicas, os embriões delicados da vida orgânica. Que significava aquele acervo de pequeninos seres escuros? Pareciam imantados uns aos outros, na mesma faina de destruição. Pareciam as expressões mal conhecidas da sífilis. Mas, não temos sob os olhos o espiroqueta de Schaudinn, nem qualquer nova forma suscetível de análise material por bacteriologistas humanos. São bacilos psíquicos da tortura sexual, produzidos pela sede febril de prazeres inferiores. O dicionário médico do mundo não os conhece e, na ausência de terminologia adequada aos seus conhecimentos, chamemos-lhes larvas, simplesmente. Estes bacilos psíquicos têm sido cultivados por este companheiro, não só pela incontinência no domínio das emoções próprias, através de experiências sexuais variadas, senão também pelo contato com entidades grosseiras, que se afinam com as predileções dele, entidades que o visitam com freqüência, à maneira de imperceptíveis vampiros. O pobrezinho ainda não pôde compreender que o corpo físico é apenas leve sombra do corpo perispiritual, não se capacitou de que a prudência, em matéria de sexo, é equilíbrio da vida e, recebendo as advertências de entidades espirituais sobre a temperança, acredita ouvir remotas lições de aspecto dogmático, exclusivo, no exame da fé religiosa. A pretexto de aceitar o império da razão pura, na esfera da lógica, admite que o sexo nada tem que ver com a espiritualidade, como se esta não fosse a existência em si. Esquece-se de que tudo é espírito, manifestação divina e energia eterna. O erro de nosso amigo é o de todos os religiosos que supõem a alma absolutamente separada do corpo físico, quando todas as manifestações psicofísicas se derivam da influenciação espiritual.[16a - página 27 ] - André Luiz- Missionário da Luz mediunidadeepífiseprazeres inferiorescorpo físicocorpo perispiritualsexoalmamanifestações psicofísicas[16a - página 27 ]mediunidadeepífiseprazeres inferiorescorpo físicocorpo perispiritualsexoalmamanifestações psicofísicas[16a - página 27 ]

2 DICIPLINA AFETÍVA DICIPLINA AFETÍVA Enganam-se lamentavelmente quantos possam admitir a incontinência sexual como regra de conduta nos planos superiores da Espiritualidade. Enganam-se lamentavelmente quantos possam admitir a incontinência sexual como regra de conduta nos planos superiores da Espiritualidade.incontinênciaplanos superiores da Espiritualidadeincontinênciaplanos superiores da Espiritualidade Médiuns que tenham observado as regiões de licenciosidade, ou desencarnados que a respeito delas venham a traçar essa ou aquela notícia, reportam-se apenas a lugares naturalmente inferiores, extremamente afins com a poligamia embrutecente, por mais brilhantes se lhes externem as conceituações filosóficas. Médiuns que tenham observado as regiões de licenciosidade, ou desencarnados que a respeito delas venham a traçar essa ou aquela notícia, reportam-se apenas a lugares naturalmente inferiores, extremamente afins com a poligamia embrutecente, por mais brilhantes se lhes externem as conceituações filosóficas.MédiunslicenciosidadeMédiunslicenciosidade Nos planos enobrecidos, realiza-se também o casamento das almas, conjugadas no amor puro, verdadeira união esponsalícia de caráter santificante, gerando obras admiráveis de progresso e beleza, na edificação coletiva, e quando semelhante enlace deva ser adiado, por circunstâncias inamovíveis, os Espíritos de comportamento superior aceitam, na Terra, a luta pela sublimação das forças genésicas, aplicando-as em trabalho digno, com abstenção do comércio poligâmico, tanto mais intensamente quanto mais ativo se lhes revele o esforço no acrisolamento próprio. Nos planos enobrecidos, realiza-se também o casamento das almas, conjugadas no amor puro, verdadeira união esponsalícia de caráter santificante, gerando obras admiráveis de progresso e beleza, na edificação coletiva, e quando semelhante enlace deva ser adiado, por circunstâncias inamovíveis, os Espíritos de comportamento superior aceitam, na Terra, a luta pela sublimação das forças genésicas, aplicando-as em trabalho digno, com abstenção do comércio poligâmico, tanto mais intensamente quanto mais ativo se lhes revele o esforço no acrisolamento próprio. Aliás, cabe considerar que na renúncia construtiva a que se entregam, na expectativa, às vezes longa, do amor que os integrará na complementação desejada, encontram, no serviço aos semelhantes, preciosas oportunidades de burilamento e progresso, acentuando em si mesmos os altos valores da cultura e da emoção, que lhes propiciam gozos íntimos dos mais alevantados e mais puros. Aliás, cabe considerar que na renúncia construtiva a que se entregam, na expectativa, às vezes longa, do amor que os integrará na complementação desejada, encontram, no serviço aos semelhantes, preciosas oportunidades de burilamento e progresso, acentuando em si mesmos os altos valores da cultura e da emoção, que lhes propiciam gozos íntimos dos mais alevantados e mais puros.renúncia construtivaburilamentorenúncia construtivaburilamento [56 - página 185] Evolução em dois Mundos- Pedro Leopoldo-MG, 25/5/1958 [56 - página 185] Evolução em dois Mundos- Pedro Leopoldo-MG, 25/5/1958 [56 - página 185] [56 - página 185]

3 HOMOSSEXUALIDADE HOMOSSEXUALIDADE Pergunta Quando errante, que prefere o Espírito: Pergunta Quando errante, que prefere o Espírito:errante encarnar no corpo de um homem, ou no de urna mulher? encarnar no corpo de um homem, ou no de urna mulher? Resposta Isso pouco lhe importa. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar. Resposta Isso pouco lhe importa. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar. Item nº 202, de "O LIVRO DOS ESPÍRITOS" Item nº 202, de "O LIVRO DOS ESPÍRITOS" A homossexualidade, também hoje chamada transexualidade, em alguns círculos de ciência, definindo-se, no conjunto de suas características, por tendência da criatura para a comunhão afetiva com uma outra criatura do mesmo sexo, não encontra explicação fundaMental nos estudos psicológicos que tratam do assunto em bases materialistas, mas é perfeitamente compreensível, à luz da reencarnação. A homossexualidade, também hoje chamada transexualidade, em alguns círculos de ciência, definindo-se, no conjunto de suas características, por tendência da criatura para a comunhão afetiva com uma outra criatura do mesmo sexo, não encontra explicação fundaMental nos estudos psicológicos que tratam do assunto em bases materialistas, mas é perfeitamente compreensível, à luz da reencarnação.reencarnação Observada a ocorrência, mais com os preconceitos da sociedade, constituída na Terra pela maioria heterossexual, do que com as verdades simples da vida, essa mesma ocorrência vai crescendo de intensidade e de extensão, com o próprio desenvolvimento da Humanidade, e o mundo vê, na atualidade, em todos os países, extensas comunidades de irmãos em experiência dessa espécie, somando milhões de homens e mulheres, solicitando atenção e respeito, em pé de igualdade ao respeito e à atenção devidos às criaturas heterossexuais. Observada a ocorrência, mais com os preconceitos da sociedade, constituída na Terra pela maioria heterossexual, do que com as verdades simples da vida, essa mesma ocorrência vai crescendo de intensidade e de extensão, com o próprio desenvolvimento da Humanidade, e o mundo vê, na atualidade, em todos os países, extensas comunidades de irmãos em experiência dessa espécie, somando milhões de homens e mulheres, solicitando atenção e respeito, em pé de igualdade ao respeito e à atenção devidos às criaturas heterossexuais. A coletividade humana aprenderá, gradativamente, a compreender que os conceitos de normalidade e de anormalidade deixam a desejar quando se trate simplesmente de sinais morfológicos, para se erguerem como agentes mais elevados de definição da dignidade humana, de vez que a individualidade, em si, exalta a vida comunitária pelo próprio comportamento na sustentação do bem de todos ou a deprime pelo mal que causa com a parte que assume no jogo da delinqüência. A coletividade humana aprenderá, gradativamente, a compreender que os conceitos de normalidade e de anormalidade deixam a desejar quando se trate simplesmente de sinais morfológicos, para se erguerem como agentes mais elevados de definição da dignidade humana, de vez que a individualidade, em si, exalta a vida comunitária pelo próprio comportamento na sustentação do bem de todos ou a deprime pelo mal que causa com a parte que assume no jogo da delinqüência.

4 HOMOSSEXUALIDADE PARTE 2 HOMOSSEXUALIDADE PARTE 2 A vida espiritual pura e simples se rege por afinidades eletivas essenciais; no entanto, através de milênios e milênios, o Espírito passa por fileira imensa de reencarnações, ora em posição de feminilidade, ora em condições de masculinidade, o que sedimenta o fenômeno da bissexualidade, mais ou menos pronunciado, em quase todas as criaturas. A vida espiritual pura e simples se rege por afinidades eletivas essenciais; no entanto, através de milênios e milênios, o Espírito passa por fileira imensa de reencarnações, ora em posição de feminilidade, ora em condições de masculinidade, o que sedimenta o fenômeno da bissexualidade, mais ou menos pronunciado, em quase todas as criaturas. O homem e a mulher serão, desse modo, de maneira respectiva, acentuadamente masculino ou acentuadamente feminina, sem especificação psicológica absoluta. O homem e a mulher serão, desse modo, de maneira respectiva, acentuadamente masculino ou acentuadamente feminina, sem especificação psicológica absoluta. À face disso, a individualidade em trânsito, da experiência feminina para a masculina ou vice-versa, ao envergar o casulo físico, demonstrará fatalmente os traços da feminilidade em que terá estagiado por muitos séculos, em que pese ao corpo de formação masculina que o segregue, verificando-se análogo processo com referência à mulher nas mesmas circunstâncias. À face disso, a individualidade em trânsito, da experiência feminina para a masculina ou vice-versa, ao envergar o casulo físico, demonstrará fatalmente os traços da feminilidade em que terá estagiado por muitos séculos, em que pese ao corpo de formação masculina que o segregue, verificando-se análogo processo com referência à mulher nas mesmas circunstâncias.casulo físicocasulo físico Obviamente compreensível, em vista do exposto, que o Espírito no renascimento, entre os homens, pode tomar um corpo feminino ou masculino, não apenas atendendo-se ao imperativo de encargos particulares em determinado setor de ação, como também no que concerne a obrigações regenerativas. Obviamente compreensível, em vista do exposto, que o Espírito no renascimento, entre os homens, pode tomar um corpo feminino ou masculino, não apenas atendendo-se ao imperativo de encargos particulares em determinado setor de ação, como também no que concerne a obrigações regenerativas. O homem que abusou das faculdades genésicas, arruinando a existência de outras pessoas com a destruição de uniões construtivas e lares diversos, em muitos casos é induzido a buscar nova posição, no renascimento físico, em corpo morfologicamente feminino, aprendendo, em regime de prisão, a reajustar os próprios sentimentos, O homem que abusou das faculdades genésicas, arruinando a existência de outras pessoas com a destruição de uniões construtivas e lares diversos, em muitos casos é induzido a buscar nova posição, no renascimento físico, em corpo morfologicamente feminino, aprendendo, em regime de prisão, a reajustar os próprios sentimentos, renascimento físicorenascimento físico e a mulher que agiu de igual modo é impulsionada à reencarnação em corpo morfologicamente masculino, com idênticos fins. e a mulher que agiu de igual modo é impulsionada à reencarnação em corpo morfologicamente masculino, com idênticos fins.

5 HOMOSSEXUALIDADE PARTE 3 HOMOSSEXUALIDADE PARTE 3 E, ainda, em muitos outros casos, Espíritos cultos e sensíveis, aspirando a realizar tarefas específicas na elevação de agrupamentos humanos e, conseqüentemente, na elevação de si próprios, rogam dos Instrutores da Vida Maior que os assistem a própria internação no campo físico, em vestimenta carnal oposta à estrutura psicológica pela qual transitoriamente se definem. Escolhem com isso viver temporariamente ocultos na armadura carnal, com o que se garantem contra arrastamentos irreversíveis, no mundo afetivo, de maneira a perseverarem, sem maiores dificuldades, nos objetivos que abraçam. E, ainda, em muitos outros casos, Espíritos cultos e sensíveis, aspirando a realizar tarefas específicas na elevação de agrupamentos humanos e, conseqüentemente, na elevação de si próprios, rogam dos Instrutores da Vida Maior que os assistem a própria internação no campo físico, em vestimenta carnal oposta à estrutura psicológica pela qual transitoriamente se definem. Escolhem com isso viver temporariamente ocultos na armadura carnal, com o que se garantem contra arrastamentos irreversíveis, no mundo afetivo, de maneira a perseverarem, sem maiores dificuldades, nos objetivos que abraçam. Observadas as tendências homossexuais dos companheiros reencarnados nessa faixa de prova ou de experiência, é forçoso se lhes dê o amparo educativo adequado, tanto quanto se administra instrução à maioria heterossexual. E para que isso se verifique em linhas de justiça e compreensão, caminha o mundo de hoje para mais alto entendimento dos problemas do amor e do sexo, porquanto, à frente da vida eterna, os erros e acertos dos irmãos de qualquer procedência, nos domínios do sexo e do amor, são analisados pelo mesmo elevado gabarito de Justiça e Misericórdia. Isso porque todos os assuntos nessa área da evolução e da vida se especificam na intimidade da consciência de cada um. Observadas as tendências homossexuais dos companheiros reencarnados nessa faixa de prova ou de experiência, é forçoso se lhes dê o amparo educativo adequado, tanto quanto se administra instrução à maioria heterossexual. E para que isso se verifique em linhas de justiça e compreensão, caminha o mundo de hoje para mais alto entendimento dos problemas do amor e do sexo, porquanto, à frente da vida eterna, os erros e acertos dos irmãos de qualquer procedência, nos domínios do sexo e do amor, são analisados pelo mesmo elevado gabarito de Justiça e Misericórdia. Isso porque todos os assuntos nessa área da evolução e da vida se especificam na intimidade da consciência de cada um.provaamor e do sexo amorevolução vidaprovaamor e do sexo amorevolução vida [82 página 89] Vida e sexo e sexo e destino [82 página 89] Vida e sexo e sexo e destino [82 página 89] [82 página 89]

6 INVIOLABILIDADE DAS UNIÕES SEXUAIS NOS LARES EM BASES RETAS Todos os encarnados que edificam o ninho conjugal, sobre a retidão, conquistam a presença de testemunhas respeitosas, que lhes garantem a privatividade dos atos mais íntimos, consolidando-lhes as fronteiras vibratórias e defendendo-as contra as forças menos dignas, tomando, por base de seus trabalhos, os pensamentos elevados que encontram no ambiente doméstico dos amigos; Todos os encarnados que edificam o ninho conjugal, sobre a retidão, conquistam a presença de testemunhas respeitosas, que lhes garantem a privatividade dos atos mais íntimos, consolidando-lhes as fronteiras vibratórias e defendendo-as contra as forças menos dignas, tomando, por base de seus trabalhos, os pensamentos elevados que encontram no ambiente doméstico dos amigos; fronteiras vibratóriaspensamentos ambiente domésticofronteiras vibratóriaspensamentos ambiente doméstico não ocorre o mesmo, entretanto, nas moradias, cujos proprietários escolhem baixas testemunhas espirituais, buscando-as em zonas inferiores. A esposa infiel aos princípios nobres da vida em comum e o esposo que põe sua casa em ligação com o meretrício, não devem esperar que seus atos afetivos permaneçam coroados de veneração e santidade. Suas relações mais íntimas são objeto de participação das desvairadas testemunhas que colheram. Tornam-se vítimas inconscientes de grupos perversos, que lhes partilham as emoções de natureza fisiológica, induzindo-as à mais dolorosa viciação. Ainda que esses cônjuges infelizes estejam temporariamente catalogados no pináculo das posições sociais humanas, não poderão trair a miserável condição interior, sequiosos que vivem de prazeres criminosos, dominados de estranha e incoercível volúpia. não ocorre o mesmo, entretanto, nas moradias, cujos proprietários escolhem baixas testemunhas espirituais, buscando-as em zonas inferiores. A esposa infiel aos princípios nobres da vida em comum e o esposo que põe sua casa em ligação com o meretrício, não devem esperar que seus atos afetivos permaneçam coroados de veneração e santidade. Suas relações mais íntimas são objeto de participação das desvairadas testemunhas que colheram. Tornam-se vítimas inconscientes de grupos perversos, que lhes partilham as emoções de natureza fisiológica, induzindo-as à mais dolorosa viciação. Ainda que esses cônjuges infelizes estejam temporariamente catalogados no pináculo das posições sociais humanas, não poderão trair a miserável condição interior, sequiosos que vivem de prazeres criminosos, dominados de estranha e incoercível volúpia.dolorosa viciaçãoprazeresdolorosa viciaçãoprazeres

7 INVIOLABILIDADE DAS UNIÕES SEXUAIS NOS LARES EM BASES RETAS parte 2 A condição da esposa fiel e devotada, ante um marido desleal e aventureiro, no campo sexual, não permanecerá à mercê das criminosas testemunhas que o homem escolheu. A condição da esposa fiel e devotada, ante um marido desleal e aventureiro, no campo sexual, não permanecerá à mercê das criminosas testemunhas que o homem escolheu.campo sexualcampo sexual O mau não pode perturbar o que é genuinamente bom. Em casos dessa espécie, a esposa garantirá o ambiente doméstico, embora isto lhe custe as mais difíceis abnegações e pesados sacrifícios. Os atos que lhe exijam a presença enobrecedora são sagrados, ainda que o companheiro, na vida comum, se tenha colocado em nível inferior aos brutos. Em situações como essa, no entanto, o marido imprevidente torna-se paulatinamente cego à virtude e converte-se por vezes no escravo integral das entidades perversas que tomou por testemunhas habituais, presentes em todos os seus caminhos e atividades fora do santuário da família. Chegado a esse ponto, é muito difícil impedir-lhe a queda nos desfiladeiros fatais do crime e das trevas. O mau não pode perturbar o que é genuinamente bom. Em casos dessa espécie, a esposa garantirá o ambiente doméstico, embora isto lhe custe as mais difíceis abnegações e pesados sacrifícios. Os atos que lhe exijam a presença enobrecedora são sagrados, ainda que o companheiro, na vida comum, se tenha colocado em nível inferior aos brutos. Em situações como essa, no entanto, o marido imprevidente torna-se paulatinamente cego à virtude e converte-se por vezes no escravo integral das entidades perversas que tomou por testemunhas habituais, presentes em todos os seus caminhos e atividades fora do santuário da família. Chegado a esse ponto, é muito difícil impedir-lhe a queda nos desfiladeiros fatais do crime e das trevas. sacrifícios virtudeescravo integral das entidades perversasfamília sacrifícios virtudeescravo integral das entidades perversasfamília A maioria das tragédias conjugais se transferem para além- túmulo, criando pavorosos infernos para aqueles que as viveram na Crosta do Mundo. É muito doloroso observar a extensão dos crimes perpetrados na existência carnal e ai dos desprevenidos que não se esforçam, a tempo, no sentido de combater as paixões baixas! Angustioso lhes é o despertar após a morte!... 16a pag 191 André Luiz,missionário da luz. A maioria das tragédias conjugais se transferem para além- túmulo, criando pavorosos infernos para aqueles que as viveram na Crosta do Mundo. É muito doloroso observar a extensão dos crimes perpetrados na existência carnal e ai dos desprevenidos que não se esforçam, a tempo, no sentido de combater as paixões baixas! Angustioso lhes é o despertar após a morte!... 16a pag 191 André Luiz,missionário da luz.infernosCrosta do Mundopaixões baixasapós a morteinfernosCrosta do Mundopaixões baixasapós a morte

8 ORIGEM D0 INSTINTO SEXUAL Todas as nossas referências a semelhantes peças do trabalho biológico, nos reinos da Natureza, objetivam simplesmente demonstrar que, além da trama de recursos somáticos, a alma guarda a sua individualidade sexual intrínseca, a definir-se na feminilidade ou na masculinidade, conforme os característicos acentuadamente passivos ou claramente ativos que lhe sejam próprios. Todas as nossas referências a semelhantes peças do trabalho biológico, nos reinos da Natureza, objetivam simplesmente demonstrar que, além da trama de recursos somáticos, a alma guarda a sua individualidade sexual intrínseca, a definir-se na feminilidade ou na masculinidade, conforme os característicos acentuadamente passivos ou claramente ativos que lhe sejam próprios.alma A sede real do sexo não se acha, dessa maneira, no veículo físico, mas sim na entidade espiritual, em sua estrutura complexa. A sede real do sexo não se acha, dessa maneira, no veículo físico, mas sim na entidade espiritual, em sua estrutura complexa. E o instinto sexual, por isso mesmo, traduzindo amor em expansão no tempo, vem das profundezas, para nós ainda inabordáveis, da vida, quando agrupamentos de mônadas celestes se reuniram magneticamente umas às outras para a obra multimilenária da evolução, ao modo de núcleos e eletrões na tessitura dos átomos, ou dos sóis e dos mundos nos sistemas macro-cósmicos da Imensidade. E o instinto sexual, por isso mesmo, traduzindo amor em expansão no tempo, vem das profundezas, para nós ainda inabordáveis, da vida, quando agrupamentos de mônadas celestes se reuniram magneticamente umas às outras para a obra multimilenária da evolução, ao modo de núcleos e eletrões na tessitura dos átomos, ou dos sóis e dos mundos nos sistemas macro-cósmicos da Imensidade.amormônadas celestesreuniram magneticamente umas às outraseletrõesátomosamormônadas celestesreuniram magneticamente umas às outraseletrõesátomos Por ele, as criaturas transitam de caminho a caminho, nos domínios da experimentação multifária, adquirindo as qualidades de que necessitam; com ele, vestem-se da forma física, em condições anômalas, atendendo a sentenças regeneradoras na lei de causa e efeito ou cumprindo instruções especiais com fins de trabalho justo. Por ele, as criaturas transitam de caminho a caminho, nos domínios da experimentação multifária, adquirindo as qualidades de que necessitam; com ele, vestem-se da forma física, em condições anômalas, atendendo a sentenças regeneradoras na lei de causa e efeito ou cumprindo instruções especiais com fins de trabalho justo.causa e efeitocausa e efeito

9 ORIGEM D0 INSTINTO SEXUAL PARTE 2 O sexo é, portanto, mental em seus impulsos e manifestações, transcendendo quaisquer impositivos da forma em que se exprime, não obstante reconhecermos que a maioria das consciências encarnadas permanecem seguramente ajustadas à sinergia mente-corpo, em marcha para mais vasta complexidade de conhecimento e emoção. O sexo é, portanto, mental em seus impulsos e manifestações, transcendendo quaisquer impositivos da forma em que se exprime, não obstante reconhecermos que a maioria das consciências encarnadas permanecem seguramente ajustadas à sinergia mente-corpo, em marcha para mais vasta complexidade de conhecimento e emoção.sexomentalsexomental [56 - página 137] Evolução em dois Mundos Pedro Leopoldo-MG, 30/3/1958 [56 - página 137] Evolução em dois Mundos Pedro Leopoldo-MG, 30/3/1958 [56 - página 137] [56 - página 137]

10 ENFERMIDADES DO INSTINTO SEXUAL As cargas magnéticas do instinto, acumuladas e desbordantes na personalidade, à falta de sólido socorro íntimo para que se canalizem na direção do bem, obliteram as faculdades, ainda vacilantes, do discernimento e, à maneira do esfaimado, alheio ao bom senso, a criatura lesada em seu equilíbrio sexual costuma entregar-se à rebelião e à loucura em síndromes espirituais de ciúme ou despeito. À face das torturas genésicas a que se vê relegada, gera aflitivas contas cármicas a lhe vergastarem a alma no espaço e a lhe retardarem o progresso no tempo. As cargas magnéticas do instinto, acumuladas e desbordantes na personalidade, à falta de sólido socorro íntimo para que se canalizem na direção do bem, obliteram as faculdades, ainda vacilantes, do discernimento e, à maneira do esfaimado, alheio ao bom senso, a criatura lesada em seu equilíbrio sexual costuma entregar-se à rebelião e à loucura em síndromes espirituais de ciúme ou despeito. À face das torturas genésicas a que se vê relegada, gera aflitivas contas cármicas a lhe vergastarem a alma no espaço e a lhe retardarem o progresso no tempo.instintociúmecármicasprogressoinstintociúmecármicasprogresso Daí nascem as psiconeuroses, Daí nascem as psiconeuroses, psiconeuroses os colapsos nervosos decorrentes do trauma nas sinergias do corpo espiritual, os colapsos nervosos decorrentes do trauma nas sinergias do corpo espiritual, sinergiascorpo espiritualsinergiascorpo espiritual as fobias numerosas, as fobias numerosas, a histeria de conversão, a histeria de conversão, a histeria de angústia, a histeria de angústia, angústia os desvios da libido, os desvios da libido, a neurose obsessiva, a neurose obsessiva, as psicoses as psicoses e as fixações mentais diversas que originam na ciência de hoje as indagações e os conceitos da psicologia de profundidade, na esfera da Psicanálise, que identifica as enfermidades ou desajustes do instinto sexual sem oferecer-lhes medicação adequada, porque apenas o conhecimento superior, gravado na própria alma, pode opor barreiras à extensão do conflito existente, traçando caminhos novos à energia criadora do sexo, quando em perigoso desequilíbrio. e as fixações mentais diversas que originam na ciência de hoje as indagações e os conceitos da psicologia de profundidade, na esfera da Psicanálise, que identifica as enfermidades ou desajustes do instinto sexual sem oferecer-lhes medicação adequada, porque apenas o conhecimento superior, gravado na própria alma, pode opor barreiras à extensão do conflito existente, traçando caminhos novos à energia criadora do sexo, quando em perigoso desequilíbrio.fixações mentaisPsicanálisesexofixações mentaisPsicanálisesexo (Ver: Cérebro; Obsessão (Idéia fixa); Após a morte; Medicina e sexo) (Ver: Cérebro; Obsessão (Idéia fixa); Após a morte; Medicina e sexo)CérebroObsessão (Idéia fixa)Após a morteMedicina e sexoCérebroObsessão (Idéia fixa)Após a morteMedicina e sexo

11 ENFERMIDADES DO INSTINTO SEXUAL Parte 2 Desse modo, por semelhantes ruturas dos sistemas psicossomáticos, harmonizados em permutas de cargas magnéticas afins, no terreno da sexualidade física ou exclusivamente psíquica, é que múltiplos sofrimentos são contraídos por nós todos, no decurso dos séculos, porquanto, se forjamos inquietações e problemas nos outros, com o instinto sexual, é justo venhamos a solucioná-los em ocasião adequada, recebendo por filhos e associados de destino, entre as fronteiras domésticas, todos aqueles que constituímos credores do nosso amor e da nossa renúncia, atravessando, muitas vezes, padecimentos inomináveis para assegurar-lhes o refazimento preciso. Desse modo, por semelhantes ruturas dos sistemas psicossomáticos, harmonizados em permutas de cargas magnéticas afins, no terreno da sexualidade física ou exclusivamente psíquica, é que múltiplos sofrimentos são contraídos por nós todos, no decurso dos séculos, porquanto, se forjamos inquietações e problemas nos outros, com o instinto sexual, é justo venhamos a solucioná-los em ocasião adequada, recebendo por filhos e associados de destino, entre as fronteiras domésticas, todos aqueles que constituímos credores do nosso amor e da nossa renúncia, atravessando, muitas vezes, padecimentos inomináveis para assegurar-lhes o refazimento preciso. psicossomáticossofrimentosdestino amorrenúncia psicossomáticossofrimentosdestino amorrenúncia Compreendamos, pois, que: o sexo reside na mente, a expressar-se no corpo espiritual, e conseqüentemente no corpo físico, por santuário criativo de nosso amor perante a vida, e, em razão disso, ninguém escarnecerá dele, desarmonizando-lhe a forças, sem escarnecer e desarmonizar a si mesmo. [56 - página 141] Evolução em dois Mundos Pedro Leopoldo-MG, 30/3/1958 Compreendamos, pois, que: o sexo reside na mente, a expressar-se no corpo espiritual, e conseqüentemente no corpo físico, por santuário criativo de nosso amor perante a vida, e, em razão disso, ninguém escarnecerá dele, desarmonizando-lhe a forças, sem escarnecer e desarmonizar a si mesmo. [56 - página 141] Evolução em dois Mundos Pedro Leopoldo-MG, 30/3/1958 sexomentecorpo espiritualcorpo físicoescarnecerá[56 - página 141]sexomentecorpo espiritualcorpo físicoescarnecerá[56 - página 141]

12 SEXO SEXO As considerações que expendemos, acerca de um tema assim tão vasto, externando-nos do ângulo mais elevado que a nossa mente é suscetível de abarcar, não nos dispensam do dever de exaltar a necessidade de sublimação da experiência emotiva entre as criaturas. Sabemos que o sexo, analisado na essência, é a soma das qualidades femininas ou masculinas que caracterizam a mente, razão por que é imprescindível observá-lo, do ponto de vista espiritual, enquadrando-o na esfera das concessões divinas que nos cabe movimentar com respeito e rendimento na produção do bem... As considerações que expendemos, acerca de um tema assim tão vasto, externando-nos do ângulo mais elevado que a nossa mente é suscetível de abarcar, não nos dispensam do dever de exaltar a necessidade de sublimação da experiência emotiva entre as criaturas. Sabemos que o sexo, analisado na essência, é a soma das qualidades femininas ou masculinas que caracterizam a mente, razão por que é imprescindível observá-lo, do ponto de vista espiritual, enquadrando-o na esfera das concessões divinas que nos cabe movimentar com respeito e rendimento na produção do bem...sublimaçãomentesublimaçãomente...O sexo no corpo humano é assim como um altar de amor puro que não podemos relegar à imundície, sob pena de praticar as mais espantosas crueldades mentais, cujos efeitos nos seguem, invariáveis, depois do túmulo......O sexo no corpo humano é assim como um altar de amor puro que não podemos relegar à imundície, sob pena de praticar as mais espantosas crueldades mentais, cujos efeitos nos seguem, invariáveis, depois do túmulo...corpo humanodepois do túmulocorpo humanodepois do túmulo...Nas falhas do campo genésico, temos a considerar, acima de tudo, a crueldade mental que praticamos em nome do amor......Nas falhas do campo genésico, temos a considerar, acima de tudo, a crueldade mental que praticamos em nome do amor...

13 SEXO PARTE 2 SEXO PARTE 2 Contudo, fugindo à palavra empenhada ou faltando aos compromissos e votos que assumimos, não nos precatamos quanto à lei de correspondência, que nos devolve, inteiro, o mal que praticamos e em cuja intimidade as bênçãos do conhecimento superior nos agravam as agonias, de vez que, no esplendor da luz espiritual, não nos perdoamos pelas nódoas e chagas que trazemos na alma... Contudo, fugindo à palavra empenhada ou faltando aos compromissos e votos que assumimos, não nos precatamos quanto à lei de correspondência, que nos devolve, inteiro, o mal que praticamos e em cuja intimidade as bênçãos do conhecimento superior nos agravam as agonias, de vez que, no esplendor da luz espiritual, não nos perdoamos pelas nódoas e chagas que trazemos na alma......Muito antes da pompa terminológica das escolas psicanalíticas modernas, que se permitem arrojadas conjeturas em torno das flagelações mentais, há quase vinte séculos ensinou-nos Jesus que «todo aquele que comete o mal é escravo do mal» (*) e podemos acrescentar que, para sanar o mal, a que houvermos escravizado o coração, é imprescindível sofrer a purgação que o extirpa....Muito antes da pompa terminológica das escolas psicanalíticas modernas, que se permitem arrojadas conjeturas em torno das flagelações mentais, há quase vinte séculos ensinou-nos Jesus que «todo aquele que comete o mal é escravo do mal» (*) e podemos acrescentar que, para sanar o mal, a que houvermos escravizado o coração, é imprescindível sofrer a purgação que o extirpa.Jesus [83 - páginas 205/8] - André Luiz ação e reação [83 - páginas 205/8] - André Luiz ação e reação [83 - páginas 205/8] [83 - páginas 205/8]

14 SEXO PARTE 3 SEXO PARTE 3 Compreendamos, pois, que o sexo reside na mente, a expressar-se no corpo espiritual, e conseqüentemente no corpo físico, por santuário criativo de nosso amor perante a vida, e, em razão disso, ninguém escarnecerá dele, desarmonizando- lhe as forças, sem escarnecer e desarmonizar a si mesmo. Compreendamos, pois, que o sexo reside na mente, a expressar-se no corpo espiritual, e conseqüentemente no corpo físico, por santuário criativo de nosso amor perante a vida, e, em razão disso, ninguém escarnecerá dele, desarmonizando- lhe as forças, sem escarnecer e desarmonizar a si mesmo.corpo espiritualcorpo físicoescarnecerácorpo espiritualcorpo físicoescarnecerá [56 - página 141] - André Luiz - 30/3/1958 evolução em dois mundos [56 - página 141] - André Luiz - 30/3/1958 evolução em dois mundos [56 - página 141] [56 - página 141] Em nossa existência, o Espírito que animou o corpo de um homem pode animar o de uma mulher e vice-versa. São os mesmos os Espíritos que animam os homens e as mulheres. Em nossa existência, o Espírito que animou o corpo de um homem pode animar o de uma mulher e vice-versa. São os mesmos os Espíritos que animam os homens e as mulheres. [9a - página 134 questão 201] Llivro dos Espiritos [9a - página 134 questão 201] Llivro dos Espiritos [9a - página 134 questão 201] [9a - página 134 questão 201]

15 SEXO PARFTE 4 SEXO PARFTE 4 Em assuntos sensuais, Xenofonte escreve que "Sócrates havia treinado a si mesmo para evitar o mais agradável e o mais atraente mais facilmente do que outros conseguem evitar o mais feio e o mais repulsivo". Em assuntos sensuais, Xenofonte escreve que "Sócrates havia treinado a si mesmo para evitar o mais agradável e o mais atraente mais facilmente do que outros conseguem evitar o mais feio e o mais repulsivo".Sócrates Pouco importa ao Espírito; encarnar no corpo de um homem, ou no de uma mulher. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar. Aquele que só como homem encarnasse só saberia o que sabem os homens. Pouco importa ao Espírito; encarnar no corpo de um homem, ou no de uma mulher. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar. Aquele que só como homem encarnasse só saberia o que sabem os homens. provas [9a - página 134 questão 202] Livro dos Espiriyos [9a - página 134 questão 202] Livro dos Espiriyos [9a - página 134 questão 202] [9a - página 134 questão 202] Indiscutivelmente, para a maioria dos encarnados, a fase juvenil das forças fisiológicas representa delicado estádio de sensações, em virtude das leis criadoras e conservadoras que regem a família humana; isto, porém, é acidente e não define a realidade substancial. A sede do sexo não se acha no corpo grosseiro, mas na alma, em sua sublime organização. Indiscutivelmente, para a maioria dos encarnados, a fase juvenil das forças fisiológicas representa delicado estádio de sensações, em virtude das leis criadoras e conservadoras que regem a família humana; isto, porém, é acidente e não define a realidade substancial. A sede do sexo não se acha no corpo grosseiro, mas na alma, em sua sublime organização.conservadorasfamília humanaalmaconservadorasfamília humanaalma [25 - página 156] - André Luiz No Mundo Maior [25 - página 156] - André Luiz No Mundo Maior [25 - página 156] [25 - página 156]

16 SEXO PARTE 5 SEXO PARTE 5 Das expressões de sexualidade, o amor caminha para o supersexualismo, marchando sempre para as sublimadas emoções da espiritualidade pura, pela renúncia e pelo trabalho santificantes, até alcançar o amor divino, atributo dos seres angélicos, que se edificaram para a união com Deus, na execução de seus sagrados desígnios no Universo. Das expressões de sexualidade, o amor caminha para o supersexualismo, marchando sempre para as sublimadas emoções da espiritualidade pura, pela renúncia e pelo trabalho santificantes, até alcançar o amor divino, atributo dos seres angélicos, que se edificaram para a união com Deus, na execução de seus sagrados desígnios no Universo.amorrenúnciaseres angélicosUniversoamorrenúnciaseres angélicosUniverso [41a - página 184 questão 322] Livro dos Espiritos [41a - página 184 questão 322] Livro dos Espiritos [41a - página 184 questão 322] [41a - página 184 questão 322]

17 SEXO PARTE 6 SEXO PARTE 6 Na Crosta, em sentido geral, ainda existe muita ignorância acerca da missão divina do sexo. Para os desencarnados, porém, que desejam valorizar as experiências, a paternidade e a maternidade terrestres são sagradas. A faculdade criadora é também divindade do homem. O útero maternal, para os espíritos desencarnados, significa a porta bendita para a redenção; Na Crosta, em sentido geral, ainda existe muita ignorância acerca da missão divina do sexo. Para os desencarnados, porém, que desejam valorizar as experiências, a paternidade e a maternidade terrestres são sagradas. A faculdade criadora é também divindade do homem. O útero maternal, para os espíritos desencarnados, significa a porta bendita para a redenção; Crosta faculdade criadoraredençãoCrosta faculdade criadoraredenção para grande número de pessoas na Esfera do Globo, a visão celestial (Plano espiritual) é símbolo de repouso e alegria sem fim, para grande número de pessoas na Esfera do Globo, a visão celestial (Plano espiritual) é símbolo de repouso e alegria sem fim, Esfera do GloboPlano espiritualEsfera do GloboPlano espiritual enquanto, para muitos do plano espiritual, a visão terrestre (Reencarnação) significa trabalho edificante e salutar. enquanto, para muitos do plano espiritual, a visão terrestre (Reencarnação) significa trabalho edificante e salutar. plano espiritualReencarnaçãoplano espiritualReencarnação Não alcançaremos, porém, a terra prometida do serviço redentor, sem o concurso das forças criadoras associadas, do homem e da mulher. Não alcançaremos, porém, a terra prometida do serviço redentor, sem o concurso das forças criadoras associadas, do homem e da mulher. Compreendi, com novo espírito, o caráter sublime das energias sexuais e recordei-me, compadecidamente, de todos os encarnados que ainda não conseguiram edificar o respeito e o entendimento, relativos aos sagrados órgãos procriadores. Compreendi, com novo espírito, o caráter sublime das energias sexuais e recordei-me, compadecidamente, de todos os encarnados que ainda não conseguiram edificar o respeito e o entendimento, relativos aos sagrados órgãos procriadores. Relegue ao esquecimento qualquer expressão das reminiscências menos construtivas. Os que ultrajam o sexo, escrevendo, agindo ou falando, já são grandes infelizes por si mesmos. Relegue ao esquecimento qualquer expressão das reminiscências menos construtivas. Os que ultrajam o sexo, escrevendo, agindo ou falando, já são grandes infelizes por si mesmos. [16a - página 154] – André Luiz e Livro dos Espiritos [16a - página 154] – André Luiz e Livro dos Espiritos [16a - página 154] [16a - página 154]

18 SEXO PARTE 7 Não há criação sem fecundação. Não há criação sem fecundação. fecundação As formas físicas descendem das uniões físicas. As formas físicas descendem das uniões físicas. As construções espirituais procedem das uniões espirituais. As construções espirituais procedem das uniões espirituais. A obra do Universo é filha de Deus. A obra do Universo é filha de Deus. O sexo, portanto, como qualidade positiva ou passiva dos princípios e dos seres, é manifestação cósmica em todos os círculos evolutivos, até que venhamos a atingir o campo da Harmonia Perfeita, onde essas qualidades se equilibram no seio da Divindade. O sexo, portanto, como qualidade positiva ou passiva dos princípios e dos seres, é manifestação cósmica em todos os círculos evolutivos, até que venhamos a atingir o campo da Harmonia Perfeita, onde essas qualidades se equilibram no seio da Divindade. [16a - página 187 ] - André Luiz Missionário da Luz [16a - página 187 ] - André Luiz Missionário da Luz [16a - página 187 ] [16a - página 187 ]

19 SEXO PARTE 8 SEXO PARTE 8 O sexo, no templo da vida, é um dos altares em que a divina luz do amor se manifesta. O sexo, no templo da vida, é um dos altares em que a divina luz do amor se manifesta.vida amorvida amor A ele devemos, no mundo,... A ele devemos, no mundo,... a bênção do lar, a bênção do lar, lar a ternura das mães, a ternura das mães, os laços da consangüinidade, os laços da consangüinidade, a coroa dos filhos, a coroa dos filhos, o prêmio da reencarnação, o prêmio da reencarnação, reencarnação o retorno à lide santificante... o retorno à lide santificante... Através dele, a esperança ressurge em nossa alma e o trabalho se renova para nosso espírito, na esteira dos séculos, para que o tempo nos reajuste, em nome do Eterno Pai... Através dele, a esperança ressurge em nossa alma e o trabalho se renova para nosso espírito, na esteira dos séculos, para que o tempo nos reajuste, em nome do Eterno Pai...esperançanossa almatrabalhoesperançanossa almatrabalho Fonte de água pura não lhe viciemos o manancial. Fonte de água pura não lhe viciemos o manancial. Campo de renovação respeitemo-lo. Campo de renovação respeitemo-lo. Escada para o serviço edificante, usada na consagração do equilíbrio, conduzir-nos-á ao monte resplendente da sublimação espiritual não a convertamos, pois, em corredor descendente para o abismo. Escada para o serviço edificante, usada na consagração do equilíbrio, conduzir-nos-á ao monte resplendente da sublimação espiritual não a convertamos, pois, em corredor descendente para o abismo.

20 SEXO PARTE 9 SEXO PARTE 9 Dos abusos do sacrário em que o Senhor situou o ofício divino da gênese das formas, resultam para a Terra aflitivas paisagens de amargura e desencanto, desarmonia e pavor. Dos abusos do sacrário em que o Senhor situou o ofício divino da gênese das formas, resultam para a Terra aflitivas paisagens de amargura e desencanto, desarmonia e pavor. Rendamos culto a Deus, na veneração do jardim em que a nossa existência se refaz. Rendamos culto a Deus, na veneração do jardim em que a nossa existência se refaz. Se o amor nos pede sacrifício, saibamos renunciar construtivamente, transformando-nos em servidores fiéis do Supremo Bem. Se a obra do aperfeiçoamento moral nos impõe o jejum da alma, esperemos no futuro a felicidade legítima que brilhará, por fim, em nossas mãos. Se o amor nos pede sacrifício, saibamos renunciar construtivamente, transformando-nos em servidores fiéis do Supremo Bem. Se a obra do aperfeiçoamento moral nos impõe o jejum da alma, esperemos no futuro a felicidade legítima que brilhará, por fim, em nossas mãos.sacrifíciorenunciaraperfeiçoamento moralsacrifíciorenunciaraperfeiçoamento moral A Lei segue-nos, passo a passo. A Lei segue-nos, passo a passo. Não nos esqueçamos. Não nos esqueçamos. Em qualquer circunstância, recordemos que o sexo é um altar criado pelo Senhor no templo imenso da vida. Em qualquer circunstância, recordemos que o sexo é um altar criado pelo Senhor no templo imenso da vida. Santificá-lo é santificar-se. Santificá-lo é santificar-se. Conspurcá-lo será perdermo-nos no espaço e no tempo, descendo a escuros precipícios da morte, dos quais somente nos reergueremos pelos braços espinhosos da dor. Conspurcá-lo será perdermo-nos no espaço e no tempo, descendo a escuros precipícios da morte, dos quais somente nos reergueremos pelos braços espinhosos da dor. braços espinhosos da dor braços espinhosos da dor Emmanuel Emmanuel Francisco Cândido Xavier, em , Pedro Leopoldo. Francisco Cândido Xavier, em , Pedro Leopoldo. Reformador, janeiro 1954, p. 22. Reformador, janeiro 1954, p. 22.

21 SEXO PARTE 10 SEXO PARTE 10 É preciso não esquecer que mencionamos o sexo como força de amor nas bases da vida, totalizando a glória da Criação. Foi ainda Segismundo Freud quem definiu o objetivo do impulso sexual como procura de prazer... Sim, a assertiva é respeitável, em nos reportando às experiências primárias do Espírito, no mundo físico; entretanto, é indispensável dilatar a definição para arredá-la do campo erótico em que foi circunscrita. Pela energia criadora do amor que assegura a estabilidade de todo o Universo, a alma, em se aperfeiçoando, busca sempre os prazeres mais nobres. Temos, assim,... É preciso não esquecer que mencionamos o sexo como força de amor nas bases da vida, totalizando a glória da Criação. Foi ainda Segismundo Freud quem definiu o objetivo do impulso sexual como procura de prazer... Sim, a assertiva é respeitável, em nos reportando às experiências primárias do Espírito, no mundo físico; entretanto, é indispensável dilatar a definição para arredá-la do campo erótico em que foi circunscrita. Pela energia criadora do amor que assegura a estabilidade de todo o Universo, a alma, em se aperfeiçoando, busca sempre os prazeres mais nobres. Temos, assim,... prazerenergia criadora do amorUniversoprazerenergia criadora do amorUniverso

22 SEXO PARTE 11 SEXO PARTE 11 o prazer de ajudar, o prazer de ajudar, de descobrir, de descobrir, de purificar, de purificar, de redimir, de redimir, de iluminar, de iluminar, de estudar, de estudar, de aprender, de aprender, de elevar, de elevar, de construir de construir e toda uma infinidade de prazeres, condizentes com os mais santificantes estágios do Espírito. e toda uma infinidade de prazeres, condizentes com os mais santificantes estágios do Espírito. Encontramos, desse modo, almas que se amam profundamente, produzindo inestimáveis valores para o engrandecimento do mundo, sem jamais se tocarem umas nas outras, do ponto de vista fisiológico, embora permutem constantemente os raios quintessenciados do amor para a edificação das obras a que se afeiçoam. Encontramos, desse modo, almas que se amam profundamente, produzindo inestimáveis valores para o engrandecimento do mundo, sem jamais se tocarem umas nas outras, do ponto de vista fisiológico, embora permutem constantemente os raios quintessenciados do amor para a edificação das obras a que se afeiçoam.quintessenciados [83 - página 204] - André Luiz Ação e Reação [83 - página 204] - André Luiz Ação e Reação [83 - página 204] [83 - página 204]

23 Sexo e Amor Sexo e Amor Lembremos aos corações desalentados que: Lembremos aos corações desalentados que: tal é o sexo em face do amor, tal é o sexo em face do amor, quais são os olhos para a visão, quais são os olhos para a visão, e o cérebro para o pensamento: não mais do que aparelhamento de exteriorização. e o cérebro para o pensamento: não mais do que aparelhamento de exteriorização. Erro lamentável é supor que só a perfeita normalidade sexual, consoante as respeitáveis convenções humanas, possa servir de templo às manifestações afetivas. O campo do amor é infinito em sua essência e manifestação. Insta fugir às aberrações e aos excessos; contudo, é imperioso reconhecer que todos os seres nasceram no Universo para amar e serem amados. Por vezes, vigoram para muitos deles, temporariamente, Erro lamentável é supor que só a perfeita normalidade sexual, consoante as respeitáveis convenções humanas, possa servir de templo às manifestações afetivas. O campo do amor é infinito em sua essência e manifestação. Insta fugir às aberrações e aos excessos; contudo, é imperioso reconhecer que todos os seres nasceram no Universo para amar e serem amados. Por vezes, vigoram para muitos deles, temporariamente, manifestações afetivasamor aberrações e aos excessosUniversomanifestações afetivasamor aberrações e aos excessosUniverso os imperativos da prova benéfica, os imperativos da prova benéfica, prova os deveres do estatuto expiatório, os deveres do estatuto expiatório, expiatório as exigências do serviço especializado, em que estudantes, devedores e missionários se obrigam a longas fases de fome e sede do coração. as exigências do serviço especializado, em que estudantes, devedores e missionários se obrigam a longas fases de fome e sede do coração.

24 Sexo e Amor Parte 2 Isso, porém, não representa obstáculo ao amor. Jesus não partilhou o matrimônio normal na Terra, e, no entanto, a família de seu coração cresce com os dias; suas forças não geraram formas passageiras nos círculos carnais, e, contudo, suas energias fecundantes renovaram a civilização, transformando- lhe o curso, prosseguindo, até hoje, no aprimoramento do mundo. Simbologia sublime transparece da conduta do Mestre que, desse modo, se inclinou para os vencidos da convenção humana, solitários e humilhados, fazendo-lhes ver que é possível cooperar na extensão do Infinito Bem, amando e abnegando-se, com exclusão do egoísmo e do propósito inferior de serem amados, segundo os caprichos próprios. Isso, porém, não representa obstáculo ao amor. Jesus não partilhou o matrimônio normal na Terra, e, no entanto, a família de seu coração cresce com os dias; suas forças não geraram formas passageiras nos círculos carnais, e, contudo, suas energias fecundantes renovaram a civilização, transformando- lhe o curso, prosseguindo, até hoje, no aprimoramento do mundo. Simbologia sublime transparece da conduta do Mestre que, desse modo, se inclinou para os vencidos da convenção humana, solitários e humilhados, fazendo-lhes ver que é possível cooperar na extensão do Infinito Bem, amando e abnegando-se, com exclusão do egoísmo e do propósito inferior de serem amados, segundo os caprichos próprios.amor JesusTerraegoísmoamor JesusTerraegoísmo [25 pág. 161] - André Luiz ou Zalmino [25 pág. 161] - André Luiz ou Zalmino [25 pág. 161] [25 pág. 161]

25 Sexo e Amor Parte 3 A construção da felicidade real não depende do instinto satisfeito. A permuta de células sexuais entre os seres encarnados, garantindo a continuidade das formas físicas em processo evolucionário, é apenas um aspecto das multiformes permutas de amor. Importa reconhecer que o intercâmbio de forças simpáticas, de fluidos combinados, de vibrações sintonizadas entre almas que se amam, paira acima de qualquer exteriorização tangível de afeto, sustentando obras imperecíveis de vida e de luz, nas ilimitadas esferas do Universo. A construção da felicidade real não depende do instinto satisfeito. A permuta de células sexuais entre os seres encarnados, garantindo a continuidade das formas físicas em processo evolucionário, é apenas um aspecto das multiformes permutas de amor. Importa reconhecer que o intercâmbio de forças simpáticas, de fluidos combinados, de vibrações sintonizadas entre almas que se amam, paira acima de qualquer exteriorização tangível de afeto, sustentando obras imperecíveis de vida e de luz, nas ilimitadas esferas do Universo.felicidade instintofluidosexteriorização tangível de afetofelicidade instintofluidosexteriorização tangível de afeto [25 pág. 162] - André Luiz [25 pág. 162] - André Luiz [25 pág. 162] [25 pág. 162]

26 Sexo e Amor Parte 4 Sexo e Amor Parte 4... As inquietações do sexo tomaram vulto na intimidade do teu santuário, e padeces longo assédio de tribulações. Mas..,... As inquietações do sexo tomaram vulto na intimidade do teu santuário, e padeces longo assédio de tribulações. Mas.., sexo dar-se-á que presumas no sexo a fonte exclusiva do amor? dar-se-á que presumas no sexo a fonte exclusiva do amor? Serás também vítima desse fatal engano? Serás também vítima desse fatal engano? O amor é sol divino a irradiar-se através de todas as magnificências da alma. O amor é sol divino a irradiar-se através de todas as magnificências da alma.alma Por vezes, somos privados de sensações que ansiáramos, inibidos de usar as energias criadoras das formas físicas, a fim de buscarmos patrimônios mais altos do ser; nem por isso, contudo, tais percalços nos impedem a exteriorização do sublime sentimento; represar-lhe o curso redundaria em extinguir o Universo, O que tortura a mente humana em tais ocasiões é o clima do cárcere organizado por nós mesmos; amurados no egoísmo feroz, não sabemos perder por alguns dias, para ganhar na eternidade, nem ceder valores transitórios, para conquistar os dons definitivos da vida. Por vezes, somos privados de sensações que ansiáramos, inibidos de usar as energias criadoras das formas físicas, a fim de buscarmos patrimônios mais altos do ser; nem por isso, contudo, tais percalços nos impedem a exteriorização do sublime sentimento; represar-lhe o curso redundaria em extinguir o Universo, O que tortura a mente humana em tais ocasiões é o clima do cárcere organizado por nós mesmos; amurados no egoísmo feroz, não sabemos perder por alguns dias, para ganhar na eternidade, nem ceder valores transitórios, para conquistar os dons definitivos da vida.Universomente humanaegoísmoUniversomente humanaegoísmo [25 pág. 188] - André Luiz Zalmino zimmermam [25 pág. 188] - André Luiz Zalmino zimmermam [25 pág. 188] [25 pág. 188]

27 Sexo e Amor Parte 5 Sexo e Amor Parte 5...Conhecerá o desencanto da carne e estimará no silêncio a procura do espírito....Conhecerá o desencanto da carne e estimará no silêncio a procura do espírito....Se não podes ser o cântaro de água pura para o viajor querido, porque não ser o oásis que o aguardará no deserto das desilusões inevitáveis?...Se não podes ser o cântaro de água pura para o viajor querido, porque não ser o oásis que o aguardará no deserto das desilusões inevitáveis? [25 pág. 189] - André Luiz [25 pág. 189] - André Luiz [25 pág. 189] [25 pág. 189]

28 SEXO E CORPO ESPIRITUAL Entre as criaturas que se encaminham, de fato, aos montes de elevação, a união sexual é muito diferente. Traduz a permuta sublime das energias perispirituais, simbolizando alimento divino para a inteligência e para o coração e força criadora não somente de filhos carnais, mas também de obras e realizações generosas da alma para a vida eterna. Entre as criaturas que se encaminham, de fato, aos montes de elevação, a união sexual é muito diferente. Traduz a permuta sublime das energias perispirituais, simbolizando alimento divino para a inteligência e para o coração e força criadora não somente de filhos carnais, mas também de obras e realizações generosas da alma para a vida eterna. perispirituaisalma perispirituaisalma [16a pág. 183 ] - André Luiz Missionário da Luz [16a pág. 183 ] - André Luiz Missionário da Luz [16a pág. 183 ] [16a pág. 183 ]

29 SEXO E PASSE Nas palavras de Emmanuel temos que: "Sexo é espírito e vida, a serviço da felicidade e da harmonia do Universo" e mais: "Através dele dimanam forças criativas, às quais devemos, na Terra,... Nas palavras de Emmanuel temos que: "Sexo é espírito e vida, a serviço da felicidade e da harmonia do Universo" e mais: "Através dele dimanam forças criativas, às quais devemos, na Terra,... EmmanuelSexoespíritovidafelicidadeUniversoforças criativas TerraEmmanuelSexoespíritovidafelicidadeUniversoforças criativas Terra o instituto da reencarnação, o instituto da reencarnação, reencarnação o templo do lar, o templo do lar, lar as bênçãos da família, as bênçãos da família, as alegrias revitalizadoras do afeto as alegrias revitalizadoras do afeto e o tesouro inapreciável dos estímulos espirituais." e o tesouro inapreciável dos estímulos espirituais." André Luiz, por sua vez, esclarece que:"(...) o instinto sexual não é apenas agente de reprodução entre as formas superiores, mas, acima de tudo, é reconstituinte das forças espirituais, pelo qual as criaturas encarnadas ou desencarnadas se alimentam mutuamente, na permuta de raios psíquico- magnéticos que lhes são necessários ao progresso." André Luiz, por sua vez, esclarece que:"(...) o instinto sexual não é apenas agente de reprodução entre as formas superiores, mas, acima de tudo, é reconstituinte das forças espirituais, pelo qual as criaturas encarnadas ou desencarnadas se alimentam mutuamente, na permuta de raios psíquico- magnéticos que lhes são necessários ao progresso."André Luizinstinto sexualAndré Luizinstinto sexual

30 SEXO E PASSE PARTE 2 SEXO E PASSE PARTE 2 Realmente, o sexo é manancial bendito e energias vinculadas aos processos criativos e que, utilizado com a devida responsabilidade, pode representar fato 'inestimável para a manutenção do equilíbrio do indivíduo'. Não há, pois, qualquer incompatibilidade entre sexo e a prática assistêncial do passe, desde que seja fundamentado na responsabilidade, no amor e no respeito pelos sentimentos e individualidade do parceiro. Por ocasião do ato sexual, ocorrem descargas intensas de energia, que são, parcialmente, absorvidas pelos parceiros, bastando que, naquele momento, exista entre eles uma profunda sintonia vibratória. Esta sintonia vibratória, entretanto, só se estabelece a partir de confiança, afetividade e equilíbrio. Realmente, o sexo é manancial bendito e energias vinculadas aos processos criativos e que, utilizado com a devida responsabilidade, pode representar fato 'inestimável para a manutenção do equilíbrio do indivíduo'. Não há, pois, qualquer incompatibilidade entre sexo e a prática assistêncial do passe, desde que seja fundamentado na responsabilidade, no amor e no respeito pelos sentimentos e individualidade do parceiro. Por ocasião do ato sexual, ocorrem descargas intensas de energia, que são, parcialmente, absorvidas pelos parceiros, bastando que, naquele momento, exista entre eles uma profunda sintonia vibratória. Esta sintonia vibratória, entretanto, só se estabelece a partir de confiança, afetividade e equilíbrio.passeamorsentimentossintonia vibratóriapasseamorsentimentossintonia vibratória

31 SEXO E PASSE Parte 3 SEXO E PASSE Parte 3 Como conseqüência dessas descargas energéticas, o organismo pode vir a apresentar-se, durante certo intervalo de tempo, num estado de relativo esgotamento energético. Esse esgotamento é, entretanto, progressivamente eliminado, sendo que, em geral, dele não se observará mais qualquer vestígio num intervalo de 24 a 36 horas. Como conseqüência dessas descargas energéticas, o organismo pode vir a apresentar-se, durante certo intervalo de tempo, num estado de relativo esgotamento energético. Esse esgotamento é, entretanto, progressivamente eliminado, sendo que, em geral, dele não se observará mais qualquer vestígio num intervalo de 24 a 36 horas. Dentro deste intervalo de recuperação energética do organismo, a capacidade para o serviço assistencial do passe irá apresentar-se um pouco diminuída, embora, de forma alguma, tal atividade se ache inviabilizada. A inviabilidade, como já vimos, irá ocorrer, isso sim, toda vez que nos deixarmos conduzir a situações de desequilíbrio, ligados ou não ao sexo. Alertamos apenas que o sexo pode, para alguns, vir a caracterizar-se como fonte de desequilíbrios, da mesma forma que para outros esta fonte pode ser a alimentação, o vestuário, a conversação ou até o convívio no lar. Dentro deste intervalo de recuperação energética do organismo, a capacidade para o serviço assistencial do passe irá apresentar-se um pouco diminuída, embora, de forma alguma, tal atividade se ache inviabilizada. A inviabilidade, como já vimos, irá ocorrer, isso sim, toda vez que nos deixarmos conduzir a situações de desequilíbrio, ligados ou não ao sexo. Alertamos apenas que o sexo pode, para alguns, vir a caracterizar-se como fonte de desequilíbrios, da mesma forma que para outros esta fonte pode ser a alimentação, o vestuário, a conversação ou até o convívio no lar.alimentação Luiz C. de M. Gurgel Luiz C. de M. Gurgel

32 SEXO NO ESPIRITO SEXO NO ESPIRITO Os Espíritos têm sexo, mas não como o entendeis, pois que os sexos dependem da organização. Há entre eles amor e simpatia, mas baseados na concordância dos sentimentos. Os Espíritos têm sexo, mas não como o entendeis, pois que os sexos dependem da organização. Há entre eles amor e simpatia, mas baseados na concordância dos sentimentos.sexosamorsimpatiasentimentossexosamorsimpatiasentimentos [9a p.134 q.200] Livro dos Espiritos [9a p.134 q.200] Livro dos Espiritos [9a p.134 q.200] [9a p.134 q.200] " Na Esfera da Crosta, distinguem-se homens e mulheres segundo sinais orgânicos, específicos.Crosta Entre nós, prepondera ainda o jogo das recordações da existência terrena, em trânsito, como nos achamos, para as regiões mais altas; nestas (nas regiões mais altas) sabemos, porém, que feminilidade e masculinidade constituem característicos das almas acentuadamente passivas ou francamente ativas." André Luiz [25 pág. 156][25 pág. 156] No Mundo Maior

33 SEXO NO ESPIRITO Parte 2 "Agora, que nos distanciamos das imposições mais rijas da forma, sem nos libertarmos, contudo, dos ascendentes fundamentais de suas leis, que ainda nos subordinam as manifestações, compreendemos que os enigmas do sexo não se reduzem a meros fatores fisiológicos. Não resultam de automatismos nos campos de estrutura celular, quais aqueles que caracterizam os órgãos genitais masculinos e femininos, em verdade substancialmente idênticos, diferençando-se unicamente na expressão de sinalética. A este respeito formulamos conceitos mais avançados. Se aí residem forças procriadoras dominantes, atendendo aos estatutos da natureza terrestre, reguladores da vida física, temos, na inquietação sexual, fenômeno peculiar ao nosso psiquismo, em marcha para superiores zonas da evolução."André Luiz[25 pág. 155] No Mundo Maior "Agora, que nos distanciamos das imposições mais rijas da forma, sem nos libertarmos, contudo, dos ascendentes fundamentais de suas leis, que ainda nos subordinam as manifestações, compreendemos que os enigmas do sexo não se reduzem a meros fatores fisiológicos. Não resultam de automatismos nos campos de estrutura celular, quais aqueles que caracterizam os órgãos genitais masculinos e femininos, em verdade substancialmente idênticos, diferençando-se unicamente na expressão de sinalética. A este respeito formulamos conceitos mais avançados. Se aí residem forças procriadoras dominantes, atendendo aos estatutos da natureza terrestre, reguladores da vida física, temos, na inquietação sexual, fenômeno peculiar ao nosso psiquismo, em marcha para superiores zonas da evolução."André Luiz[25 pág. 155] No Mundo Maiorevolução[25 pág. 155]evolução[25 pág. 155]


Carregar ppt "Bacilos psíquicos da tortura sexual Bacilos psíquicos da tortura sexual Num rapaz que esperava, de lápis em punho, em exercício da mediunidade, mergulhado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google