A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola EB 2,3 Padre Vítor Melícias Da Queda da Monarquia à Primeira República Ilídia Janela História e Geografia de Portugal (2º ciclo) Julho /2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola EB 2,3 Padre Vítor Melícias Da Queda da Monarquia à Primeira República Ilídia Janela História e Geografia de Portugal (2º ciclo) Julho /2006."— Transcrição da apresentação:

1 Escola EB 2,3 Padre Vítor Melícias Da Queda da Monarquia à Primeira República Ilídia Janela História e Geografia de Portugal (2º ciclo) Julho /2006

2 Este trabalho tem como objectivo: Acentuar a diferença entre monarquia e república Identificar actos de violência antes da proclamação da República Compreender as razões da Queda da Monarquia Enumerar as medidas tomadas durante a 1ª República Indicar os problemas que levaram ao fim da 1ª República

3 Temas A Família Real Palácio de Vila Viçosa A morte do rei e do seu filho herdeiro Regicídio no Terreiro do Paço O fim da Monarquia aproxima-se… O exílio de D. Manuel II A 1ª REPÚBLICA O novo poder político: a República Características da 1ª República Problemas surgidos a seguir à guerra

4 A Família Real O rei D. Carlos I O Príncipe D. Luís Filipe D. Amélia O Príncipe D. Manuel

5 Palácio de Vila Viçosa O rei D. Carlos e a sua família regressavam de Vila Viçosa - palácio de veraneio com lagos e coutadas, propícios à pescaria e à caça de veados-. Paço Ducal de Vila Viçosa

6 A morte do rei e do seu filho herdeiro – 1 de Fevereiro de Cinco horas da tarde em Lisboa. destacam-se dois homens com especial preocupação. Um é o Manuel Buíça, que esconde uma carabina. O outro é o Alfredo Costa, com um revólver pronto que transporta no bolso. Ambos estão ligados à maior sociedade secreta revolucionária existente em Portugal. A Carbonária, espécie de ramo armado da velha Maçonaria secular.

7 Regicídio no Terreiro do Paço 1 de Fevereiro de 1908 Questionaram o rei se queriam utilizar automóveis cobertos, ou as carruagens abertas, (landaus) quando passassem no Terreiro do Paço, o rei optou por este último. Manuel Buíça com a sua Winchester, colocou-se na retaguarda da carruagem e logo no primeiro tiro acerta no pescoço de D. Carlos, quebrando-lhe a coluna vertebral e matando-o instantaneamente. Embora ferido, o príncipe consegue ainda disparar quatro tiros sobre o regicida, que caiu por terra, onde é morto à espadeirada e a tiro pela polícia. Entretanto, o Buíça continua a disparar, e, atinge o príncipe na cabeça. A rainha esforça-se por acudir aos filhos, recebendo nos braços o cadáver do marido. O cocheiro, ferido numa das mãos, lança os cavalos à desfilada.

8 O fim da Monarquia aproxima-se… Razões da queda da Monarquia O País tinha grandes dívidas Descontentamento Pela aceitação do ultimato Promessas do Partido Republicano

9 O exílio de D. Manuel II O embarque da família Real na Ericeira Pelas 15 horas do dia 5 de Outubro de 1910, D. Manuel II, sua mãe, a rainha D. Amélia, e a avó, a Rainha D.Maria Pia, surgiram de automóvel na vila da Ericeira para embarcarem no iate "D. Amélia". A revolução republicana rebentara em Lisboa e a família real era perseguida por republicanos que não chegaram a tempo de impedir o embarque. Segundo relatos da época, a multidão era imensa e assistiu silenciosa à partida do iate.

10 A 1ª REPÚBLICA Alegoria à proclamação da República em 5 de Outubro de 1910 Proclamação da República da Varanda do Palácio de S. Bento Sessão inaugural da Assembleia Nacional

11 O novo poder político: a República Capa original da Constituição de 1911 Proclamação do 1º presidente da República, Manuel de Arriaga

12 Características da 1ª República Associações de trabalhadores em sindicatos Reforma do ensino Portugal entra na 1ª guerra Mundial ( ) para defender os territórios em África oolnet.co.uk/FWW.htm oolnet.co.uk/FWW.htm Afonso Costa defendeu os nossos interesses em África

13 Problemas surgidos a seguir à guerra Uma República em declínio Agravamento da situação financeira Descontentamento social A instabilidade governativa (de 1910 a 1926, Portugal teve 45 governos e 9 Presidentes da República)

14 Conclusão As últimas décadas do século XIX acentuaram os problemas económicos e sociais, repercutindo-se no plano político com o regicídio do rei e a queda da monarquia. A Primeira República ansiosamente aguardada não correspondeu às expectativas. A 1ª Grande Guerra e toda a conjuntura económica e social interna, contribuíram para o seu declínio.

15 Fontes consultadas Magina, Ana Maria – Viva a República, Editorial Desabrochar Mónica, Maria Filomena – A Queda da Monarquia, Publicações D. Quixote A Primeira República blica/index.html A queda da monarquia as.htm

16 Fim


Carregar ppt "Escola EB 2,3 Padre Vítor Melícias Da Queda da Monarquia à Primeira República Ilídia Janela História e Geografia de Portugal (2º ciclo) Julho /2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google