A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mídia-educação: conceitos, pressupostos e competências UFSC/CED/PPGE S.E.Educação, Mídia e Cultura Profa. Monica Fantin Abril 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mídia-educação: conceitos, pressupostos e competências UFSC/CED/PPGE S.E.Educação, Mídia e Cultura Profa. Monica Fantin Abril 2012."— Transcrição da apresentação:

1 Mídia-educação: conceitos, pressupostos e competências UFSC/CED/PPGE S.E.Educação, Mídia e Cultura Profa. Monica Fantin Abril 2012

2 Educação e Comunicação Educação é comunicação, é diálogo, na medida em que não é transferência de saber, mas um encontro de sujeitos interlocutores que buscam a significação dos significados (Paulo Freire) Protagonismo da mídia Mediação da educação

3 Mídia Educação Campo interdisciplinar na interseção entre ciências da educação e as ciências da Comunicação (objeto de Estudo e ferramentas) Prática social em contextos escolares e extra-escolares Áreas de saber e intervenção em diversos contextos

4 Objetivos da educação para as mídias Formação de um usuário ativo, crítico e criativo de todas as TIC Democratização de oportunidades educacionais: interpretação, acesso, uso e produção de saber Educação para a cidadania instrumental e de pertencimento real e virtual Ampliação das linguagens, transformação das imagens da formação e recondução da escola ao centro da cena

5 Perspectivas da mídia-educação Crítica-reflexiva (educar sobre os meios; suporte e objeto de estudo) Metodológica-instrumental (educar com os meios; instrumento e recurso para reinventar a didática) Produtiva-expressiva (educar através dos meios; meios como linguagem, forma de expressão, criação e produção) - Apreciar/fruir; interpretar/analisar; produzir/criar Direitos de crianças /jovens em relação às mídias: 3 P: Proteção - Provisão - Participação Cultura 4 C: Cultura - Crítica – Criação - Cidadania

6 Concepção ecológica de mídia- educação Idade das mídias: impresso/imagem, fotografia, cinema, televisão, computador, celular, videogames, tablets, redes sociais Fazer educação usando todas as mídias (fotografia, rádio,cinema, televisão, computador, internet, celular, videogame, redes sociais) recuperando o lúdico, o simbólico, o corpo em movimento e o contato junto a natureza

7 Fundamentos da Mídia-educação Ciências da Educação (pedagogia, didática) Comunicação (teorias da comunicação, semiótica)

8 Ciências da educação Ativismo (Paulo Freire, Celestin Freinet) Didática dos meios (educar com, sobre e através dos meios) Construtivismo e perspectiva histórico- cultural(conhecimento se produz na coletividade e de forma contextualizada, é mediado pela cultura e visa a autoria dos sujeitos) Referências : Tufte, Buckingham, Rivoltella, Gonet, Jacquinot, Belloni, Fischer, Fantin, Girardello

9 Ciências da Comunicação Efeitos da mídia (causa-efeito não é linear, a recepção é ativa, há co-construção de significados) Estudos culturais (apropriação de significados depende do contexto cultural, familiar, de grupo) Semiótica (construção de sentidos e instrumentalização para leitura de imagens) Referências: Silverstone, Thompson, Barbero, Orozco, Pinto, Machado

10 Aspectos-chave da mídia-educação modelo do BFI ÁreasPerguntas-chaveAprendizagem significativa Agência Quem comunica, o que e por quê? Economia e política dos meios CategoriaQue tipo de texto é este? Os meios e os gêneros TécnicasComo se produz?Os processos realizados LinguagemComo sabemos o que significa? Códigos, convenções e estruturas narrativas RepresentaçãoComo representa os temas? Modelos, estereótipos, arquétipos PúblicoQuem recebe e que sentido dá? As práticas de consumo e as práticas culturais

11 Cultura digital e novas formas de consumos Velhas mídias e Novas mídias Portabilidade: consumo intermidiático amplificado (multitarefa) Interatividade e conectividade: de espectadores da televisão a usuários de internet; de leitores a produtores Da perspectiva de evitar consumo passivo à produção responsável; da produção de mídias à criação de conteúdos digitais Abordagem educativa dos velhos meios não seria eficaz aos novos meios Pensar uma New Media Education que pode ser tanto uma educação aos novos meios como uma nova educação aos meios

12 New Media Education Mudança de paradigma para pensar nova pedagogia Da representação-linguagem-produção-audiência à novas estratégias e aparatos conceituais (dos discursos nobres da cinema e TV a nova paisagem expressiva com os instrumentos da nova cultura, como por exemplo os celulares); noções de narrativa e gênero usadas na análise de filmes não se transferem aos videogames; noções de audiência é limitada para pensar o que acontece quando se joga VG Redefinição conceitual da ME: correção de paradigma (Buckingham) ou mudança de paradigma no sentido da definição de um novo objeto disciplinar no âmbito do estudo da mídia-cultura O que na sociedade pré-digital parecia ser tarefa de uma disciplina ou segmento de trabalho específico (a ME), na sociedade multitela se torna uma tarefa irrenunciável da educação e a Mídia-educação se torna Educação.

13 Abordagem educativa e cultural Construção do pensamento crítico: metareflexão (saber do saber, ter consciência da estratégia que usou, colocar isso em jogo quando aprende); questões (capacidade de fazer perguntas) Aprendizagem cooperativa e colaborativa (produção, trocas, criação e recriação de saberes na escola) Co-investigação (pares e grupo) Autodidaxia e auto-formação Resolução de problemas Articulação entre Cultura, Educação, Ciência, Tecnologia, Sociedade

14 Presença da mídia-educação no contexto internacional e na escola brasileira A partir de dois pontos de vista: -Normativa: presença curricular ( Canadá, Inglaterra, Países Nordicos) e/ou autonomia das escolas e na formação de professores - Experiências: presença através de experimentação didática com diferentes usos da mídia na escola

15 Experiências didáticas Análise de textos diversos (ver, comentar notícias, audiovisuais,) Instrumentos: análise (de consumo, de conteúdo, da inscrição ideológica, da estrutura narrativa, semiótica, dos códigos e estratégias comunicativas) e produção Atividades de produção (fazer jornais, produzir animações, criar blog) Técnicas: animação (jogos e narrações), produção (multimídia), simulação (representações estéticas, escritas, etc.)

16 Usos das mídias na escola Cinema e filmes (apoio pedagógico, produção de audiovisuais) TV (comentários críticos) Fotografia (registro, ilustração) Jornal e mídia impressa (informação, pesquisa, produção de jornal, revista, HQ) Rádio e música (gravação) Computador (produção e apresentação de trabalhos) Internet (pesquisa, interação, produção de blog, rádio) UCA (um computador por aluno) e tablets Celular (permissão/proibição, funções diversas: fotografar, editar, enviar e receber mensagens, jogar) Jogos eletrônicos (lúdico e educação) Redes sociais (identidades sociais, comunidades de troca e aprendizagem)

17 Usos das mídias na escola Computador (produção e apresentação de trabalhos) Internet (pesquisa, interação, produção de blog, rádio) UCA (um computador por aluno) e tablets Celular (permissão/proibição, funções diversas: fotografar, editar, enviar e receber mensagens, jogar) Jogos eletrônicos (lúdico e educação) Redes sociais (identidades sociais, comunidades de troca e aprendizagem)

18 Formação: professor e/ou mídia-educador Formação de professores: mídia-educador, professor- pesquisador, educomunicador como perfil de todo professor do futuro Mediador da comunicação cultural Mediador tecnológico Perfil e áreas de competências: análise e intervenção

19 Áreas de competências Análise e intervenção Conhecimento da estrutura e funcionamento da organização Métodos de leitura de contexto: necessidades, avaliação dos recursos, levantamento de valores e da cultura dos grupos Competências relacionadas ao planejamento-intervenção formativa, coordenação, avaliação e auto-formação Técnicas de gestão da aula e de grupos Competências relacionadas aos usos das TIC Conhecimento das linguagens e dos processos das mídias/meios (gramática e sintaxe das imagens) Metodologias (análise de texto e de consumo) e práticas didáticas Instrumentos de pesquisa (técnicas etnográficas, observação, entrevistas, etc) Intervenção formativa crítica, criadora e transformadora

20 Alguns desafios Pesquisas sobre práticas pedagógicas e diálogos com o território Formação de professores: inicial e continuada Inserçao da mídia-educação nas escolas (perspectiva curricular: disciplinar, transversal, oficinas) Repensar a escola estação cultura Abordagem educativa da mídia-cultura

21 Referências FANTIN, Monica. Mídia-Educação: olhares, conceitos e experiências Brasil-Itália. Florianópolis: Cidade Futura, FANTIN, M.; RIVOLTELLA, P.C. Interfaces da docência (des)conectada: usos das mídias e consumos culturais de professores. Anais da 33ª. Reunião Anual da ANPED. Caxambu, ______. Crianças na era digital: desafios da comunicação e da educação. Revista Estudos Universitários. Sorocaba, v.36, n.1 (pp89-104) junho 2010.


Carregar ppt "Mídia-educação: conceitos, pressupostos e competências UFSC/CED/PPGE S.E.Educação, Mídia e Cultura Profa. Monica Fantin Abril 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google