A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RECICLAGEM A FRIO "IN SITU" COM ESPUMA DE ASFALTO - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RECICLAGEM A FRIO "IN SITU" COM ESPUMA DE ASFALTO - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTO."— Transcrição da apresentação:

1 RECICLAGEM A FRIO "IN SITU" COM ESPUMA DE ASFALTO - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTO

2 Hoje em dia, buscamos estratégias para assegurar um crescimento sustentável, com a redução, reutilização e reciclagem dos nossos recursos naturais. - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOINTRODUÇÃO

3 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOINTRODUÇÃO Evolução de Pensar quanto ao processo de reciclagem de pavimentos.

4 O envelhecimento do asfalto, inicia-se durante o processamento e aplicação da mistura, com perda de componentes voláteis e a oxidação pela reação com o oxigênio da atmosfera. Outros fatores não menos importantes como a exposição ao calor, luz e umidade contribuem para o processo de endurecimento progressivo que, finalmente o torna quebradiço. - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOINTRODUÇÃO

5 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOINTRODUÇÃO

6 Por reciclagem de pavimentos entende-se a reutilização total ou parcial dos materiais existentes no revestimento e/ou da base e/ou da sub-base, em que os materiais são remisturados no estado em que se encontram após a desagregação ou tratados por energia térmica e/ou aditivados com ligantes novos ou rejuvenescedores, com ou sem recomposição granulométrica (MOMM e DOMINGUES, 1995). - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOINTRODUÇÃO

7 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOINTRODUÇÃO Em 1915 Estados Unidos utiliza pela 1ª vez a técnica; Após a década de 30 houve redução na utilização devido a grande oferta de asfalto; Década de 70 com a crise do petróleo e crise econômica mundial, volta-se a idéia de restaurar pavimentos através da reciclagem; No Brasil a técnica foi utilizada pela 1ª vez em 1960; Em 1980 houve o incentivo do DNER para a utilização do processo in sito.

8 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTODEFINIÇÃO A seleção da reciclagem entre as diversas alternativas disponíveis para a restauração de um pavimento depende de diversos fatores, entre os quais podem se citados os seguintes: Observação dos defeitos do pavimento; Determinação das prováveis causas dos defeitos, baseado em estudos de laboratório e de campo; Informações do projeto e histórico das intervenções de conservação; Custos; Histórico do desempenho do pavimento; Restrições quanto à geometria da rodovia (horizontal e vertical); Fatores ambientais; Tráfego.

9 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTODEFINIÇÃO Técnicas de reciclagem: Reciclagem a quente in situ Reciclagem a frio em central (fixa; móvel) Reciclagem a frio, in situ maiores vantagens Ligantes e aglomerantes: betume; emulsões; espuma de betume; cimento ou cal; emulsão e cimento.

10 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTODEFINIÇÃO A espuma de asfalto é obtida através do contato do CAP quente (160 a 180 ºC) com ar sob pressão e água à temperatura ambiente, expandido seu volume original. Adicionamos diversos tipos de agregados para produzir uma estrutura de pavimento com melhor capacidade de suporte que a existente de maneira mais econômica. A espuma de asfalto pode ser usada como um agente estabilizador para uma variedade de materiais que vão desde a pedra britada de boa qualidade até solos com plasticidade relativamente alta e também para reciclar materiais asfálticos provenientes de fresagem (Instituto Chileno de Asfalto, 2002).

11 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTODEFINIÇÃO Característica Física de uma Mistura Reciclada com Espuma de Asfalto

12 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO

13 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO Consiste em misturar na câmara / fresadora, asfalto a uma temperatura aproximada de 170ºc e água formando a espuma. Adicionando em seguida os agregados e os glóbulos de asfalto aglutinantes /coesivos associados a cimentação (Portland) ou outros materiais adcionais quando essa se faz necessária.

14 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO

15 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO

16 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO Ao ser iniciado a operação de reciclagem, o deslocamento da máquina impulsiona os veículos acoplados à sua frente, formando um comboio em movimento.

17 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO

18 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO Da cabine da recicladora executa – se os comandos dos mecanismos, compreendendo: espessura, teor asfalto, teor de água, computando- se os volumes (do fresado e dos materiais injetados). O laboratorista acompanha a execução em todo o trecho.

19 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO

20 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO A temperatura do asfalto no tanque deve ser verificada usando um termômetro calibrado, dentro da carreta, deverá ser superior à 170ºc, caso contrário o volume de espumação será deficiente em contato com a água injetada.

21 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO A qualidade da espuma deve ser verificada usando o compartimento de teste que fica na lateral da recicladora.O volume da espumação do asfalto, será testado periodicamente, em dispositivo externo à câmara de fresagem / misturação da recicladora.

22 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO Ao atingir o limite da área à reciclar paralisa-se o cilindro rotativo / fresador, e a máquina acionada à marcha-ré, reboca o comboio acoplado a sua frente, até se posicionar no ponto de início de fresagem da faixa adjacente.

23 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO Para otimização do serviço o ideal é a permanência de duas carretas de asfalto, adaptadas de sistema de acoplagem de cambões frontal e traseiro, para o abastecimento da máquina recicladora. A carreta deverá ser reabastecida durante as paradas programadas (fim da jornada de trabalho) ou imprevistas (problemas mecânicos, climáticos, etc.)

24 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO Material de capa / base reciclado, será adensado com rolo pata de carneiro (de imediato), seguido de regularização e conformação do perfil, com motoniveladora e compactação com rolo de pneus e rolo liso-vibratório, sendo a umidade de compactação incorporada à espuma-de-asfalto no ato da reciclagem.

25 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOPROCESSO

26 - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTOCONCLUSÃO Vantagens: Aproveitamento total dos materiais do pavimento existente sem geração de depósito de materiais insersíveis; Eliminação das operações de escavação, carga e transporte para remoção de materiais da plataforma estradal; A quantidade de materiais importados, tais como cimento, cal e agregados, é pequeno, já que são utilizados somente para correção granulométrica, ou seja elimina a exploração de jazidas, preservando o meio ambiente e fontes de materiais cada vez mais raras e distintas, além de área para sua instalação e estocagem; Possui tempo de construção mais curto, se comparado aos métodos tradicionais, devido à grande produção dos equipamentos atuais, trazendo menos transtornos aos usuários, pois os períodos de interrupção são menores; Redução dos custos de restauração, por tratar-se de uma reciclagem realizada no local, necessitando de menor consumo de materiais pela diminuição das despesas com transporte e pela economia de energia, pois apenas o asfalto necessita de aquecimento e os agregados serão utilizados frios e semi-úmidos, eliminando a secagem.


Carregar ppt "RECICLAGEM A FRIO "IN SITU" COM ESPUMA DE ASFALTO - ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL RECICLAGEM A FRIO IN SITO COM ESPUMA DE ASFALTO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google