A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ATENÇÃO EM SAÚDE BUCAL COLETIVA DESCRIÇÃO DOS ACHADOS DE CAMPO Santa Maria Planaltina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ATENÇÃO EM SAÚDE BUCAL COLETIVA DESCRIÇÃO DOS ACHADOS DE CAMPO Santa Maria Planaltina."— Transcrição da apresentação:

1 ATENÇÃO EM SAÚDE BUCAL COLETIVA DESCRIÇÃO DOS ACHADOS DE CAMPO Santa Maria Planaltina

2 GRUPO I - TEMAS 0 A 5 ANOS PACIENTES ESPECIAIS GESTANTES

3 0 a 5 ANOS Santa Maria / DF

4 I. POPULAÇÃO-ALVO PROGRAMÁTICA Crianças de 0 a 5 anos II. MECANISMO DE ACESSO Via Saúde em Casa III. ESPAÇO DE REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS Centro de Saúde nº 2 IV. NATUREZA DAS PRÁTICAS Preventiva, promocional e curativa

5 V. MECANISMO DE REFERÊNCIA E CONTRA- REFERÊNCIA Triagem feita pelo PSC e contra-referência: retorno à unidade do PSC após o TC VI. ROTINA DE ATENÇÃO Escovódromo - evidenciação de placa e higiene bucal supervisionada Tratamento restaurador e aplicação de flúor no final do tratamento

6 VII. CAPACIDADE INSTALADA 4 Equipos, 2 aparelhos fotopolimerizadores, 2 amalgamadores, 2 estufas, 1 arquivo, 2 armários, 2 pias, 1 bancada, 1 geladeira, 1 filtro, 1 telefone dentro do consultório VIII. RECURSOS HUMANOS E COMPETÊNCIAS 3 CDs - 2 no turno da manhã e 1 à tarde 7 THDs - 4 no turno da manhã e 3 no turno da tarde (THDs fazem trabalho de ACDs)

7 IX. RECURSOS MATERIAIS Resinas fotopolimerizáveis, ionômeros, selantes, amálgama, flúor, cariostáticos, ZOE, hidróxido de cálcio, tiras de lixa, anestésico, fosfato de zinco, formocresol, etc. X. MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS Não há manutenção preventiva - 3 técnicos para todo o DF (manutenção deficiente)

8 XI. GERÊNCIA DE INFORMAÇÃO, CONTROLE E AVALIAÇÃO Informações coletadas diariamente e repassadas ao NNO no final do mês Avaliação de desempenho anual XII. CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Capacitação das THDs feita pelo CEDRHUS Existe programação anual onde vários temas são abordados feita pelo NNO para toda a FHDF Reinvindicação - cursos específicos na área de Odontopediatria para a equipe

9 0 a 5 ANOS Planaltina / DF 1998

10 I. POPULAÇÃO-ALVO PROGRAMÁTICA Crianças de 0 a 5 anos II. MECANISMO DE ACESSO Via Saúde em Casa (proposta), via comunidade, via Centro de Saúde (CD) III. ESPAÇO DE REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS Centros de Saúde nº 2 e nº 3 (curativo) Creches, escolas (preventivo) IV. NATUREZA DAS PRÁTICAS Preventiva, promocional e curativa

11 V. MECANISMO DE REFERÊNCIA E CONTRA- REFERÊNCIA Centros de Saúde nº 2 e nº 3 VI. ROTINA DE ATENÇÃO Promoção e Prevenção No domicílio através do PSC: instruções de higiene bucal, fucsina, flúor No Centro de Saúde: instruções de higiene bucal, fucsina, verniz com flúor Avaliação quanto ao índice de placa, risco de cárie e necessidade diferenciada da aplicação de flúor

12 VI. ROTINA DE ATENÇÃO Curativa Instruções de higiene bucal precedendo todo o tratamento Ionômero de vidro, pulpotomia, pulpectomia, frenectomia, extração de extra-numerários, emergências e no TC aplicação de flúor

13 VII. CAPACIDADE INSTALADA Centro de Saúde nº equipos, 1 estufa, 1 autoclave (todo o Centro), 1 amalgamador, 10 bandejas, 2 canetas de AR, 2 de BR, 2 contra- ângulos, 1 fotopolimerizador, 2 armários, 4 mochos, 1 compressor, 1 bancada Centro de Saúde nº equipos, 1 estufa, 1 autoclave (todo o Centro), 1 amalgamador, 6 bandejas, 2 canetas de AR, 1 de BR, 1 contra- ângulos, 1 fotopolimerizador, 2 armários, 4 mochos, 1 compressor, 1 bancada, 1 telefone, 1 condicionador de ar

14 VIII. RECURSOS HUMANOS E COMPETÊNCIAS Centro de Saúde nº CD e 3 THDs Centro de Saúde nº CDs, 1 THD e 1 ACD IX. RECURSOS MATERIAIS Resinas fotopolimerizáveis, ionômeros, selantes, amálgama, flúor, cariostáticos, ZOE, hidróxido de cálcio, tiras de lixa, anestésico, fosfato de zinco, formocresol, abridor de boca, verniz com flúor, coroas de policarbonato, isolamento absoluto incompleto, etc.

15 X. MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS 1 técnico para Planaltina (fica a desejar) XI. GERÊNCIA DE INFORMAÇÃO, CONTROLE E AVALIAÇÃO Coleta diária de dados repassada mensalmente para a Coordenação Avaliação de desempenho anual 5 Procedimentos/hora + emergências XII. CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Capacitação feita pelo CEDRHUS e rotina programática de cursos

16 PACIENTES ESPECIAIS Santa Maria/DF

17 I. POPULAÇÃO-ALVO PROGRAMÁTICA Pacientes especiais sem limite de faixa etária ( maioria tem comprometimento neurológico) II. MECANISMO DE ACESSO Via PSC III. ESPAÇO DE REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS Centros de Saúde nº1 (sala individual) e Unidades do PSC IV. NATUREZA DAS PRÁTICAS Preventiva, promocional e curativa

18 V- MECANISMOS DE REFERÊNCIA E CONTRA-REFERÊNCIA Via PSC e contra-referência : HRAN VI - ROTINA DE ATENÇÃO CD faz escovação, flúor e curativa Resinas e exodontias são agendadas previamente Emergências são prioritárias

19 VII- CAPACIDADE INSTALADA 5 equipos, 4 pias, 1 autoclave, 1 amalgamador, 1 geladeira, 2 armários, 1 RX, 1 sala de esterilização, 1 filtro, 1 arquivo, 1 bancada, etc.. VIII- RECURSOS HUMANOS E COMPETÊNCIAS 1 CD (contratação temporária ) 1 THD e 3ACDs - 1 ACD faz trabalho de THD Equipes do PSC

20 IX- RECURSOS MATERIAIS Ionômero de vidro, resinas fotopolimerizáveis,flúor, amálgama, etc.. X- MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS 1 técnico do PSC e 1 da FHDF XI- GERÊNCIA DE INFORMAÇÃO, CONTROLE E AVALIAÇÃO Coleta diária das atividades e avaliação anual de desempenho

21 XII- CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DE RECURSOS HUMANOS THDs e ACDs pelo CEDRHUS

22 PACIENTES ESPECIAIS PLANALTINA/DF 1998

23 I- POPULAÇÃO-ALVO PROGRAMÁTICA Pacientes com paralisia cerebral, síndrome de Down, problemas mentais, deficientes visuais e auditivos ( sem limite de idade ) II- MECANISMOS DE REFERÊNCIA E CONTRA- REFERÊNCIA Comunidade, Centro de ensino especial, crianças encaminhadas pelo pediatra, manutenção de pacientes antigos

24 III- ESPAÇO DE REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS Centro de Saúde 2, Centro de Ensino Especial IV- NATUREZA DAS PRÁTICAS Promocional, preventiva e curativa V-MECANISMOS DE REFERÊNCIA E CONTRA- REFERÊNCIA Centro de Saúde HRAN e Hospital de Sobradinho ( contra- referência )

25 VI- ROTINA DE ATENÇÃO Prevenção na cadeira com acompanhamento do responsável Curativo - dentística, periodontia, exodontia, não é feito endodontia e prótese VII- CAPACIDADE INSTALADA Centro 2 : 2 equipos, 1 estufa, 1 autoclave (todo o Centro ),1 amalgamador, 10 bandejas, 2 canetas de AR, 2 de BR, 2 Contra-ângulos 1 fotopolimerizador, 2 armários, 4 mochos, 1 compressor, 1 bancada

26 VIII- RECURSOS HUMANOS E COMPETÊNCIAS 1 CD, 1 THD, 1 ACD IX- RECURSOS MATERIAIS Resinas fotopolimerizáveis, ionômeros, selantes, amálgama, flúor, cariostáticos, ZOE, hidróxido de cálcio, tiras de lixa, anestésico, fosfato de zinco, formocresol, etc.. X- MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS 1 técnico para Planaltina - fica a desejar

27 XI- GERÊNCIA DE INFORMAÇÃO, CONTROLE E AVALIAÇÃO Coleta diária de dados repassada mensalmente para a Coordenação Avaliação anual de desempenho XII- CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Capacitação feita pelo CEDRHUS e rotina programática de cursos

28 GESTANTES SANTA MARIA/DF 1998

29 I- POPULAÇÃO-ALVO PROGRAMÁTICA Gestantes II- MECANISMOS DE ACESSO Via cadastro feito pelo PSC e emergências III- ESPAÇO DE REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS Unidades do PSC e Centro de Saúde 1 ( emergências )

30 IV- NATUREZA DAS PRÁTICAS Promocional, preventiva e curativa V- MECANISMOS DE REFERÊNCIA E CONTRA- REFERÊNCIA Referência : PSC Contra- referência : Hospital do Gama (gestantes de alto risco) e PSC

31 VI- ROTINA DE ATENÇÃO Prevenção e promoção no domicílio Curativa na Unidade do PSC VII- CAPACIDADE INSTALADA 5 equipos, 4 pias, 1 autoclave, 1 amalgamador, 1 geladeira,2 armários, 1 RX, 1 sala de esterilização, 1filtro, 1 arquivo, 1 bancada,etc.. Unidades do PSC ( 1 pia, 2 equipos, 1 estante, caixas para acondicionamento 1 amalgamador, 1 autoclave )

32 VIII- RECURSOS HUMANOS E COMPETÊNCIAS 5 CDs - 2 pela manhã, 2 à tarde e 1 na Coordenação 1 THD e 3 ACDs - 1 ACD faz trabalhos de THD 10 CDs do PSC e equipes ( THDs, ACDs e agentes comunitários IX- RECURSOS MATERIAIS Ionômero de vidro, resina fotopolimerizável, flúor, amálgama,etc..

33 X- MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS 1 técnico do PSC e 1 da FHDF XI- GERÊNCIA DE INFORMAÇÃO, CONTROLE E AVALIAÇÃO Coleta diária das atividades e avaliação de desempenho anual XII- CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DE RECURSOS HUMANOS THDs e ACDs pelo CEDRHUS

34 GESTANTES PLANALTINA/DF 1998

35 I- POPULAÇÃO-ALVO PROGRAMÁTICA Gestantes II- MECANISMOS DE ACESSO Gestantes que estão fazendo o pré-natal III- ESPAÇO DE REALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS Centro de Saúde 3 IV- NATUREZA DAS PRÁTICAS Preventiva, promocional e curativa

36 V- MECANISMO DE REFERÊNCIA E CONTRA- REFERÊNCIA Referência e contra-referência : Centro de Saúde 3 Emergências são encaminhadas ao Hospital VI- ROTINA DE ATENÇÃO Promocional: palestras - noções de higiene, escovação e cuidados com o bebê Exame clínico Curativa : adequação do meio para evitar infecção pós-parto, pulpectomia, tartarectomia, 1 hemiarco por paciente

37 VII- CAPACIDADE INSTALADA Centro 3 : 2 equipos, 1 estufa, 1 autoclave ( todo o Centro ),6 bandejas, 2 AR, 1 BR, 1 CA, 1 foto, 2 armários, 1 pia, 1 mesa, 4 mochos 1 telefone, 1 ar-condicionado, 1compressor VIII- RECURSOS HUMANOS E COMPETÊNCIAS 1 CD e 3 THDs ( 1 THD à tarde e 2 pela manhã ) THDs fazem trabalho de ACD

38 XI- GERÊNCIA DE INFORMAÇÃO, CONTROLE E AVALIAÇÃO Coleta diária de dados repassada mensalmente para a Coordenação Avaliação anual de desempenho XII- CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DE RECURSOS HUMANOS CD reivindica cursos específicos para a área

39 ALUNAS DANUZE BATISTA LAMAS MARIA DE JESUS RAMOS LEAL MARIÂNGELA DE ALMEIDA MOTA MARIA TERESA DE ALMEIDA M. SOARES ROSA VIRGÍNIA RAMOS ALUNAS DANUZE BATISTA LAMAS MARIA DE JESUS RAMOS LEAL MARIÂNGELA DE ALMEIDA MOTA MARIA TERESA DE ALMEIDA M. SOARES ROSA VIRGÍNIA RAMOS


Carregar ppt "ATENÇÃO EM SAÚDE BUCAL COLETIVA DESCRIÇÃO DOS ACHADOS DE CAMPO Santa Maria Planaltina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google