A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RISCOS. COMBINAÇÃO DA PROBABILIDADE DA OCORRÊNCIA DE UM ACIDENTE COM AS CONSEQUÊNCIAS DOS DANOS OU LESÕES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RISCOS. COMBINAÇÃO DA PROBABILIDADE DA OCORRÊNCIA DE UM ACIDENTE COM AS CONSEQUÊNCIAS DOS DANOS OU LESÕES."— Transcrição da apresentação:

1 RISCOS

2 COMBINAÇÃO DA PROBABILIDADE DA OCORRÊNCIA DE UM ACIDENTE COM AS CONSEQUÊNCIAS DOS DANOS OU LESÕES

3 GRUPO DE RISCO É O CONJUNTO DE INDIVÍDUOS COM DETERMINADAS CARACTERÍSTICAS COMUNS, COMPORTAMENTOS E ATITUDES, QUE OS TORNAM VULNERÁVEIS EM RELAÇÃO A DETERMINADO FENÓMENO.

4 RISCOS CAPACIDADE DE UM INDIVÍDUO PODER ADQUIRIR UMA CARACTERÍSTICA OU DOENÇA; UM INDIVÍDUO NÃO SUSCEPTÍVEL NUNCA ADQUIRE UMA DOENÇA; SUSCEPTIBILIDADE

5 RISCOS VULNERABILIDADE - SITUAÇÃO EM QUE A PROBABILIDADE DE ADQUIRIR DETERMINADA CARACTERÍSTICA OU DOENÇA É MAIOR DO QUE NA POPULAÇÃO EM GERAL (Ex. IDOSOS - FRACTURAS)

6 RISCOS DE ORIGEM PROFISSIONAL

7 Onde ocorrem mais acidentes? Agricultura Construção civil Indústrias extractivas Indústrias transformadoras Lisboa Porto

8 Em que zonas? Mãos Tronco Olhos Pés

9 RISCO DE NATUREZA BIOLÓGICA RISCO DE NATUREZA FÍSICA RISCO DE NATUREZA QUÍMICA RISCO DE NATUREZA MECÂNICA RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL

10 RISCO DE NATUREZA BIOLÓGICA

11 SANGUE CONTAMINADO PRODUTOS ORGÂNICOS CONTAMINADOS MATERIAIS CONTAMINADOS PELO SANGUE E PRODUTOS ORGÂNICOS FONTES DE CONTAMINAÇÃO

12 PREVENÇÃO VACINAÇÃO ANTI-HEPATITE B LAVAGEM DAS MÃOS UTILIZAÇÃO DE MATERIAL DESCARTÁVEL

13 PREVENÇÃO UTILIZAÇÃO DE BARREIRAS PROTECTORAS: LUVAS MÁSCARAS COM VISEIRA/ÓCULOS AVENTAIS BATAS IMPERMEÁVEIS

14 NATUREZA BIOLÓGICA SANGUE E PRODUTOS ORGÂNICOS Fornecer EPI Fornecer vacina hepatite B Vigilância de saúde do trabalhador Utilizar CORRECTAMENTE Equipamento de protecção individual RISCOS

15 FONTES DE CONTAMINAÇÃO OS PRÓPRIOS PRODUTOS

16 VIAS DE CONTAMINAÇÃO VIA INALATÓRIA VIA CUTÂNEA

17 SINAIS E SINTOMAS Irritação das mucosas dos olhos, nariz, garganta e trato respiratório. Dermatites de contacto Cefaleias Náuseas e vómitos Coloração amarela da pele Sabor a metálico na boca

18 PREVENÇÃO Utilização de bata, avental plástico, luvas, máscara e óculos protectores. Colocação dos frascos, embalagens e outro tipo de material em sacos de lixo próprios. O local onde se encontra o produto deve ser ventilado, assim como o local onde o produto é utilizado ;

19 NATUREZA QUÍMICA OUTROS Proporcionar EPI Utilizar correctamente EPI Atenção na escolha Evitar exposições prolongadas Tapar recipientes Manuseamento em locais ventilados Recomendações do fabricante RISCOS

20 Factores de risco de natureza física Aparelhos de raio Intensificadores de imagem Implantes radioactivos 1 –Alteração da pele e de outros tecidos (ex. neoplasias); Radiações ionizantes

21 Factores de risco de natureza física Radiaçõ es não ionizant es Todas as outras radiações (ex. Computadores) Ex. Alteração da acuidade visual

22 Factores de risco de natureza física ILUMINAÇÃO (Fadiga visual) CONDIÇÕES TÉRMICAS (Ar condicionado – meio propicio para a multiplicação de bactérias)

23 Factores de risco de natureza física FACTORES ELÉCTRICOS (Choques; queimaduras) INCÊNDIO OU EXPLOSÃO (Concentração de O2; Quantidade de aparelhos eléctricos; utilização de líquidos inflamáveis e gases voláteis).

24 PREVENÇÃO (Radiações) Barreiras: uso de aventais, luvas e protectores. Redução da exposição: Devem manter-se na sala apenas os elementos considerados indispensáveis para a realização dos procedimentos em curso. Fazer rotação de pessoal. Distancia da fonte: O pessoal presente na sala durante a utilização das radiações, deve permanecer a pelo menos 2 metros do feixe directo.

25 PREVENÇÃO (Radiações) As grávidas constituem um grupo particular, onde o risco de exposição está acrescido pelas consequências de sobredosagem no feto e que se traduzem por: Nas primeiras semanas – aborto espontâneo No primeiro trimestre – anomalias congénitas No segundo trimestre – microcefalia, atraso mental e leucemias

26 PREVENÇÃO (Incêndio ou Explosão) Escolha de materiais resistentes ao fogo Compartimentação em secções isoláveis. Saídas de emergência assinaladas. Existência de extintores e bocas de água em locais assinalados. Armazenamento de produtos de risco em locais bem ventilados, à prova de fogo e nas quantidades necessárias. Manutenção periódica preventiva do equipamento eléctrico. Formação e informação dos utilizadores, com simulações

27

28

29 Identificação de dispositivos de segurança: Vermelho – cor de proibição e de identificação de material de incêndio Amarelo – cor de perigo (com o preto) Verde – primeiros socorros, saídas de emergência,… Azul – fornecimento de instruções várias

30 PREVENÇÃO (Eléctricos) Vigilância das instalações eléctricas. Tomadas em número suficiente, para desencorajar o recurso e extensões e fichas múltiplas. As tomadas devem estar colocadas em locais seguros. Manutenção dos aparelhos eléctricos

31 NATUREZA FÍSICA RADIAÇÕES IONIZANTES Proporcionar EPI Rotação de pessoal Reduzir a exposição RISCOS

32 NATUREZA FÍSICA RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES Proporcionar condições adequadas Cumprir normas de segurança Vigilância oftalmológica dos trabalhadores Vigilância e manutenção do equipamento Utilizar protectores oculares Utilizar sistemas de ventilação e aspiração de fumos RISCOS

33 NATUREZA FÍSICA ELÉCTRICOS EXPLOSÃO INCÊNDIO Cumprir normas de segurança estabelecidas Utilizar correctamente os aparelhos Formação- Simulações Planos de acção em caso de incêndio Manutenção de equipamento eléctrico Extintores Saídas de emergência Observar e alertar sobre estado de conservação de material eléctrico RISCOS

34 NATUREZA FÍSICA ILUMINAÇÃO E TEMPERATURA Proporcionar adequado nível de luminosidade Alertar sobre mau funcionamento Vigilância de sistemas de climatização Ambiente térmico confortável RISCOS

35 Factores de risco de natureza Mecânica Desempenho de actividades em posições forçadas Transportes de materiais e equipamentos TRAUMATISMOS DE COLUNA

36

37

38 Ergonomia Vem do Grego Ergon – trabalho Nomos – estudo Conjunto de conhecimentos científicos relativos ao homem e necessários para conceber ferramentas, máquinas e dispositivos que possam ser utilizados com o máximo conforto, de segurança e eficiência.

39

40 Factores de risco de natureza Mecânica Manuseamento de material Barulho de alarmes de máquinas Funcionamento de equipamentos Comunicação entre os vários profissionais RUÍDO

41

42 PREVENÇÃO (Man. Pesos) Assistência mecânica para levantamento de pesos. Áreas de trabalho com dimensões adequadas. Organização de trabalho. Formação / Ensino

43 PREVENÇÃO (Ruído) Escolha de materiais Lubrificação de equipamentos rodados e articulados. Manutenção de disciplina: Restrição do número de pessoas na mesma área; Descrição na comunicação entre os vários elementos da equipa;

44 NATUREZA MECÂNICA MOBILIZAÇÕES E QUEDAS Proporcionar EPI Utilizar equipamento auxiliar Técnicas de mobilização e transporte de materiais Atitudes posturais Formação: Dotação de pessoal de acordo com funções a desempenhar Calçado antiderrapante Armazenamento adequado de material pesado RISCOS

45 NATUREZA MECÂNICA RUIDO Controle de fontes de ruído Restrição do numero de pessoas numa determinada área Vigilância da saúde dos trabalhadores Avaliação dos níveis de ruído Manutenção do material em bom estado de conservação Escolha de equipamento RISCOS

46 RISCO PSICOSSOCIAL

47 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (CAUSAS) DEFICIENTE INTEGRAÇÃO DOS TRABALHADORES TRABALHOS MINUCIOSOS GRAVIDADE DO DOENTE TRABALHO EM AMBIENTE FECHADO

48 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (CAUSAS) GESTÃO DE CONFLITOS PRESSÃO DO TEMPO COLEGAS POUCO PRODUTIVOS FALTA DE COMUNICAÇÃO

49 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (CONSEQUÊNCIAS) STRESS, FADIGA PERTURBAÇÕES QUALITATIVAS E QUANTITATIVAS DO SONO AUMENTO DA TENSÃO EMOCIONAL

50 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (CONSEQUÊNCIAS) AUMENTO DOS PROBLEMAS INTERPESSOAIS PERTURBAÇÕES SÓCIO- FAMILIARES ALTERAÇÕES DO HUMOR

51 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (PREVENÇÃO ) INTERESSES EXTRA – PROFISSIONAIS RESERVAR TEMPO PARA SI PRÓPRIO MANTER ATITUDE POSITIVA

52 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (PREVENÇÃO ) ANALISAR O PROBLEMA COM CALMA FAMILIARIZAR-SE COM AS NORMAS DA ORGANIZAÇÃO ORGANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS, MATERIAIS E EQUIPAMENTOS

53 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (PREVENÇÃO ) ESTABELECER PRIORIDADES ÁREAS DE DESCANSO FAZER PEQUENAS PAUSAS

54 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (PREVENÇÃO ) MÚSICA SUAVE SEM LETRA REDUÇÃO DA IDADE DA REFORMA ???????? PESSOAL SUFICIENTE

55 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (PREVENÇÃO ) REUNIÕES PERÍÓDICAS INCENTIVAR O TRABALHO DE EQUIPA BOA INTEGRAÇÃO DE NOVOS ELEMENTOS

56 RISCO DE NATUREZA PSICOSSOCIAL (PREVENÇÃO ) VIGILÂNCIA PERIÓDICA DOS TRABALHADORES ADEQUADA ORGANIZAÇÃO DO HORÁRIO EXISTÊNCIA DE PSICÓLOGO NA INSTITUIÇÃO

57 NATUREZA PSICOSSOCIAL STRESS FADIGA Programas de formação individual e colectiva Adequada organização do regime de trabalho por turnos Fomentar espírito de equipa e partilha de objectivos comuns Grupos de suporte RISCOS

58 MODO DE PREVENÇÃO REFLECTIR SOBRE A NOSSA ACTUAÇÃO APRESENTAR ALGUNS PROCEDIMENTOS EM CASO DE ACIDENTE

59 QUEM DEVE PREVENIR OS RISCOS ? INSTITUIÇÃO PROFISSIONAIS

60 INSTITUIÇÃO AVALIAR AS CONDIÇÕES DE TRABALHO MANTER AMBIENTE DE TRABALHO SEGURO E SAUDÁVEL

61 INSTITUIÇÃO EVITAR COMBATER ERGONOMIA SUBSTITUIR AVALIAR MEDIDAS DE PROTECÇÃO COLECTIVA INDIVIDUAL PROGRAMAS DE PROMOÇÃO DA SAÚDE

62 CONHECIMEN TO AMBIENTES DE APOIO ALTERAÇÃO COMPORTAMENTOS

63 PROFISSIONAIS AUTO-CUIDADO AUTO-RESPONSABILIDADE MUDANÇA DE COMPORTAMENTOS

64 QUANDO O ACIDENTE OCORRE PRESTAR PRIMEIROS SOCORROS PARTICIPAR O ACIDENTE APENAS OS ACIDENTES PARTICIPADOS SÃO CONSIDERADOS DA RESPONSABILIDADE DA ENTIDADE PATRONAL

65 SEGUIR AS NORMAS DE SEGURANÇA ADOPTAR PROCEDIMENTOS CORRECTOS UTILIZAR SEMPRE EPI NÃO FACILITAR

66


Carregar ppt "RISCOS. COMBINAÇÃO DA PROBABILIDADE DA OCORRÊNCIA DE UM ACIDENTE COM AS CONSEQUÊNCIAS DOS DANOS OU LESÕES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google