A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Apresentação A Leandro & Stormer surgiu da iniciativa de dois experientes traders, Leandro Ruschel e Alexandre Wolwacz (Stormer), com o intuito de difundir.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Apresentação A Leandro & Stormer surgiu da iniciativa de dois experientes traders, Leandro Ruschel e Alexandre Wolwacz (Stormer), com o intuito de difundir."— Transcrição da apresentação:

1

2 Apresentação A Leandro & Stormer surgiu da iniciativa de dois experientes traders, Leandro Ruschel e Alexandre Wolwacz (Stormer), com o intuito de difundir a Análise Técnica. A Leandro&Stormer é hoje a maior comunidade de traders do Brasil. Tem mais de 10 mil alunos em 40 cidades do País. r

3 Vou conseguir analisar este gráfico?!

4 Contrato de Aula Horários Início e término Intervalos de Coffee Break e Almoço Recomendações P erguntas devem se ater ao assunto do momento Evitem ao máximo conversas laterais Tragam agasalho devido ao ar condicionado

5 Tópicos a serem compreendidos Primeiro dia: 01. A atração e a armadilha do mercado 02. O ciclo evolutivo do trader 03. As escolas de análise de mercado 04. Aspectos importantes sobre trading 05 A formação e tipos de gráficos 06. Liquidez e periodicidade Intervalo para o almoço 07. Primeiras noções de stop 08. Força dominante 09. Sinais básicos de candle 10. Suportes, resistências, rompimentos e bipolaridade 11. A compreensão das tendências e seus pivots 12. Linhas de tendência e canais 13. Volume 14. Padrões de candles

6 Tópicos a serem compreendidos Segundo dia: 01. Técnicas básicas de manejo de posição 02. Padrões Complexos 03. Gaps Intervalo para o almoço 04. Médias Móveis 05. IFR e outros indicadores 06. Bandas de Bollinger 07. Fibonacci 08. Manejo de Risco 09. Plano de Trade 10. Análise em Camadas 11. Fechamento

7 Parte 01 A atração e a armadilha do mercado O ciclo evolutivo de um trader As escolas de análise Aspectos de trading

8 Por que os mercados atraem tanta gente? As oportunidades são infinitas. Oferecem a possibilidade de grandes ganhos, mesmo sem produzir nada. Mercado são democráticos, não exigem credenciais. As oportunidades são infinitas, pois existem intensas e constantes variações de preço.

9 Desempenho percentual do Ibovespa do fundo de 2002 ao topo de 2008

10

11 CDI +140,17% Ibovespa comparado com o CDI no mesmo período

12 Ibovespa comparado com o CDI e a inflação acumulada no período pelo IPCA CDI +140,17% IPCA +46,82%

13 Comparação com outros papéis

14

15

16

17

18

19 Crash de 2008 Comparação com outros papéis

20 Desemprenho percentual do Ibovespa do topo em Maio ao fundo em Outubro de 2008 Crash de 2008

21 Comparação com outros papéis

22 Crash de 2008 Comparação com outros papéis

23 Crash de 2008 Comparação com outros papéis

24 Crash de 2008 Comparação com outros papéis CDI +7,38%

25 Movimentos bruscos e em direções opostas 23 dias úteis 47 dias úteis

26 O que movimenta os preços? Não são os fatos que movimentam os preços, mas a reação das pessoas aos fatos. Os preços se movimentam conforme as expectativas são frustradas ou superadas. No fim, o que movimenta os preços é o desequilíbrio entre oferta e demanda.

27 Dois personagens comuns na bolsa Beltrano Ciclano

28 O Beltrano É mais propenso ao risco e por isso é atraído ao mercado mais naturalmente. Costuma ter uma tendência maior para operações. Ele está confiante, pois entende que para ganhar na bolsa basta comprar na baixa e vender na alta.

29 Beltrano e o sobe e desce da bolsa

30 O Ciclano Costuma ser mais avesso ao risco e por isso não é um especulador típico. É atraído para a bolsa no final do ciclo de alta, quando as notícias são todas positivas e ele percebe que todos estão investindo. Por isso, julga que é seguro.

31 Os ciclos do mercado Charles Dow (final do século XIX) Descrença Desconfiança Euforia Esgotamento Pânico Descrença

32 Desconfiança Euforia Crash Descrença Desconfiança Euforia Esgotamento Pânico

33 A frustraçõo do ciclano É comum que suas primeiras experiências na bolsa sejam positivas, pois pegam carona na fase de euforia onde tudo que se compra sobe. Acaba devolvendo tudo quando a bolsa entra no ciclo de baixa, mas mesmo assim, seu interesse pela bolsa permanece. Tenta desesperadamente repetir a sensação de ver seu dinheiro crescer rápido e sem fazer nada.

34 Ciclano e Beltrano se encontram…

35 O plano e a descoberta de um dilema Comprar na baixa, vender na alta Na teoria: Planejam buscar algum papel bem recomendado, aguardar por uma correção para comprar e depois vender quando o papel subir. Na prática: Na prática, se veem frente um eterno dilema: Quão baixo é baixo suficiente? Quão alto é alto suficiente? O dilema resulta do desconhecimento sobre o futuro dos preços e pela falta de um referencial.

36 Pondo o plano em prática…

37 …se deparam com o eterno dilema ? ? ? ? ? ? ? É hora de comprar? É hora de vender?

38 … e se frustram ?

39 Tentando contornar o dilema Chegam a conclusão que precisam de um referencial ou algo que possa lhes dar um norte. Passam a buscar em notícias ou na opinião de profissionais da área o apoio que necessitam para tomar decisões mais embasadas.

40 Analistas servem para alguma coisa?

41 Incompetência ou conflito de interesse?

42 Notícias servem para alguma coisa?

43 Notícias não indicam o rumo dos preços

44 O mercado não segue uma lógica linear

45 Aceitando dogmas Frutrados com o insucesso de suas investidas, Ciclano e Beltrano cedem a prerrogativas comuns entre investidores e se transformam em investidores de longo prazo. Agora eles acreditam que: Investimento em bolsa é para o longo prazo No longo prazo, a bolsa sempre sobe

46 Longo prazo… 6500% Ibovespa Nominal

47 …precisa ser revisto 1450% Ibovespa ajustado pelo IGP-M

48 Longo prazo: quando sair? Investimento Ibovespa nominal +40% -55% +90% 150% Zero a zero? -20%

49 Longo prazo: quando sair? Ibovespa ajustado pelo IGP-M Investimento 25 meses depois Zero a zero verdadeiro!

50 Longo prazo: quando sair? Ibovespa Nominal Investimento 25 meses depois Zero a zero verdadeiro!

51 Mal negócio só se você não tiver timing!! -63% -62% -67% -56% -60% 401% 569% 318% 800% OPORTUNIDADE!

52 Conclusões A bolsa não tem prazo, tem oportunidade! Em todos os prazos. Transferir o prazo operacional para longo prazo apenas dilata o prazo da aposta. Mas não muda a estratégia. Quem opta pelo caminho mais fácil (achismo, seja qual for o prazo), provavelmente perderá ótimas oportunidades e seu resultado dependerá de sorte. Ter timing ou um referencial de valor é tudo em termos de investimento e especulação. Buscamos timing ou referencial de valor nas diferentes escolas de análise, abandonando o comportamento amador (achista).


Carregar ppt "Apresentação A Leandro & Stormer surgiu da iniciativa de dois experientes traders, Leandro Ruschel e Alexandre Wolwacz (Stormer), com o intuito de difundir."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google