A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A ThyssenKrupp Elevator company A excepção nem sempre confirma a regra. Pode ser o começo de uma nova era. Marie von Ebner-Eschenbach.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A ThyssenKrupp Elevator company A excepção nem sempre confirma a regra. Pode ser o começo de uma nova era. Marie von Ebner-Eschenbach."— Transcrição da apresentação:

1 A ThyssenKrupp Elevator company A excepção nem sempre confirma a regra. Pode ser o começo de uma nova era. Marie von Ebner-Eschenbach

2 A ThyssenKrupp Elevator company TWIN ELEVATOR – A revolução no projecto de ascensores

3 A ThyssenKrupp Elevator company Duas cabinas Uma caixa Esta ideia genial esteve adormecida durante várias décadas. Numerosas questões técnicas e de segurança permaneciam por responder e a ideia ficou-se pela visão. Até que...

4 A ThyssenKrupp Elevator company A ThyssenKrupp é o primeiro fabricante de ascensores a apresentar o revolucionário sistema TWIN. Graças a um extraordinário trabalho de engenharia, foram desenvolvidos avançados sistemas de controlo e segurança que permitem o movimento seguro de duas cabinas independentes na mesma caixa.

5 A ThyssenKrupp Elevator company Previamente, o TÜV comprovou o sistema e aprovou-o sem limitações. Em Janeiro de 2003, o sistema TWIN foi instalado e posto a funcionar pela primeira vez na Universidade de Stuttgart.

6 A ThyssenKrupp Elevator company Cada ascensor tem a sua própria máquina e o seu próprio contrapeso. A suspensão pode ser directa (1:1) ou diferencial (2:1) depedendo da velocidade e do curso. Duas cabinas na mesma caixa, uma sobre a outra, usando as mesmas guias.

7 A ThyssenKrupp Elevator company As cabinas podem deslocar-se em sentidos opostos, o que significa que podem aproximar-se uma da outra. As duas cabinas deslocam-se de modo independente na mesma caixa, podendo aproximar-se uma da outra, até uma distância mínima de segurança.

8 A ThyssenKrupp Elevator company Com o sistema TWIN ganha-se espaço. Os ascensores de cabina dupla não oferecem a mesma capacidade de transporte do sistema TWIN.

9 A ThyssenKrupp Elevator company A manobra utilizada – DSC (selecção do piso de destino) permite associar, de modo inteligente, a cada chamada um ascensor.

10 A ThyssenKrupp Elevator company Edifícios de grande altura. Edifícios com dois ou mais acessos principais (garagens, dois níveis de rua, duplo lobby, etc.) Tráfego intenso entre pisos. O sistema TWIN deve ser combinado com pelo menos um ascensor convencional, de modo a que possa efectuar-se uma viagem entre pisos extremos, sem transbordo.

11 A ThyssenKrupp Elevator company TWIN ELEVATOR – A revolução no projecto de ascensores

12 A ThyssenKrupp Elevator company

13 A ThyssenKrupp Elevator company

14 A ThyssenKrupp Elevator company As chamadas são atribuídas aos ascensores de modo a que não haja coincidência de trajectos e que seja salvaguardada a distância de segurança pré-estabelecida. (Manobra DSC) Atribuição inteligente de chamadas.

15 A ThyssenKrupp Elevator company Quando as cabinas se aproximam para lá do permitido, intervém o sistema de segurança, reduzindo automaticamente a velocidade das cabinas, de modo a que possa ter lugar uma paragem de emergência sem que se ultrapasse a distância de segurança. (Sistema de código de barras e controlador lógico programável) Supervisão contínua da distância entre cabinas.

16 A ThyssenKrupp Elevator company Disparo do limitador de velocidade. As cabinas não podem colidir. Se a velocidade das cabinas não se reduz, é forçada a actuação dos sistemas de pára-quedas de modo a que as mesmas se detenham. As máquinas de tracção são desligadas e activados os respectivos travões. Paragem de emergência.

17 A ThyssenKrupp Elevator company Evitar-se-ão trajectórias que se sobreponham, já que tal ocasionaria efeitos negativos sobre a capacidade de transporte. Algoritmo de controlo integrado na manobra DSC. As chamadas são atribuídas de modo a que a distância mínima de segurança seja conservada em todas as circunstâncias. As cabinas poderão aproximar-se entre si até à distância entre pisos consecutivos, em função dessa mesma distância e da velocidade dos ascensores.

18 A ThyssenKrupp Elevator company A distância miníma entre cabinas depende da velocidade. Sistema de controlo Controlador lógico programável. A distância mínima entre cabinas é calculada a partir desses valores. A manobra recebe informação de ambas as cabinas: - Posição - Sentido de deslocação - Velocidade

19 A ThyssenKrupp Elevator company A distância mínima de segurança depende da velocidade. A velocidade das cabinas é reduzida, se as mesmas se aproximarem para lá da distância mínima de segurança. A distância miníma entre cabinas depende da velocidade.

20 A ThyssenKrupp Elevator company A paragem de emergência inicia-se pela activação do circuito de segurança. Uma cunha móvel no cabo do limitador de velocidade de um ascensor activa o sistema de segurança do outro e vice-versa. Se o nível 2 não provoca a requerida desaceleração, intervem o nível 3 de segurança activando-se os travões das máquinas e iniciando-se a paragem de emergência.

21 A ThyssenKrupp Elevator company Paragem de emergência activada, circuito de segurança aberto Limitador de velocidade do ascensor superior

22 A ThyssenKrupp Elevator company Mesmo nas condições de carga mais desfavoráveis as cabinas não poderão colidir. O conceito de segurança do TWIN passou de modo satisfatório todos os controlos e provas realizadas pelo TÜV. Se o nível 3 não provoca a desaceleração suficiente as cunhas do cabo do limitador de um ascensor provocarão a actuação do pára-quedas do outro ascensor.

23 A ThyssenKrupp Elevator company Mesmo nas condições de carga mais desfavoráveis as cabinas não poderão colidir. O conceito de segurança do TWIN passou de modo satisfatório todos os controlos e provas realizadas.O TÜV homologou o sistema para a sua instalação e funcionamento. Se o nível 3 não provoca a desaceleração suficiente as cunhas do cabo do limitador de um ascensor provocarão a actuação do pára-quedas do outro ascensor.

24 A ThyssenKrupp Elevator company Paragem de emergência activada, circuito de segurança aberto. Activação do pára-quedas.

25 A ThyssenKrupp Elevator company

26 A ThyssenKrupp Elevator company

27 A ThyssenKrupp Elevator company O edifício da Universidade, de acesso público, tem 11 pisos. A bateria de 6 ascensores foi ampliada para 7. O sistema TWIN foi instalado numa das caixas. O sistema de elevação está equipado com manobra DSC. O sistema de elevação instalado na década de sessenta não era suficiente para os actuais requisitos de tráfego. Projectado para 800 alunos, hoje alberga 2000 estudantes.

28 A ThyssenKrupp Elevator company CAIXAS ASCENSORES CAPACIDADE PARAGENS VELOCIDADE CURSOS MÁQUINAS TWIN ascensores de kg 1 ascensor de kg 1 ascensor de kg 11 2,0 m/s SC caixas de 44,5 m 1 caixa de 45,9 m 1 caixa de 51,3 m

29 A ThyssenKrupp Elevator company Cada ascensor tem a sua própria manobra. Cada ascensor tem o seu próprio limitador de velociodade com o seu cabo e a sua roda tensora. As rodas de suspensão da cabina inferior estão situadas na parte de baixo desta. As rodas de suspensão da cabina superior estão situadas por cima da cabina. A suspensão de ambas as cabinas é dfiferencial 2:1. Cada ascensor tem a sua própria máquina e o seu próprio contrapeso.

30 A ThyssenKrupp Elevator company

31 A ThyssenKrupp Elevator company Cabina superior e contrapesos Cabina inferior

32 A ThyssenKrupp Elevator company

33 A ThyssenKrupp Elevator company

34 A ThyssenKrupp Elevator company Grupo de ascensores convencionais com 4 aparelhos.

35 A ThyssenKrupp Elevator company Grupo de 5 cabinas constituído por 2 ascensores TWIN e 1 ascensor convencional. Grupo de ascensores convencionais com 4 aparelhos. Poupança de espaço destinado a um ascensor

36 A ThyssenKrupp Elevator company A capacidade de transporte mantém-se ou pode até melhorar. Liberta-se espaço adicional em cada piso. (mais superfície utizável) Reduz-se o volume de construção Graças à redução do nº de caixas : Tempo para chegar ao piso de destino Uma caixa menos Sistema Convencional TWIN ElevatorCabina dupla

37 A ThyssenKrupp Elevator company Resolve os problemas de tráfego, se o uso do edifício é alterado e os ascensores existentes não respondem às necessidades de transporte da nova utilização. Capacidade de transporte significativamente maior em edifícios construídos: Capacidade de transporte significativamente maior com o mesmo número de caixas. Tempo para chegar ao piso de destino Uma caixa menos Sistema Convencional TWIN ElevatorCabina dupla

38 A ThyssenKrupp Elevator company Tempo para chegar ao piso de destino Uma caixa menos Sistema Convencional TWIN ElevatorCabina dupla

39 A ThyssenKrupp Elevator company Para resolver os problemas se a utilização do edifício é alterada e os ascensores existentes não satisfazem as necessidades de transporte vertical. Aumento claro da capacidade de transporte em edifícios já construidos. Tempo para chegar ao piso de destino Sistema Convencional com manobra DSC Sistema TWIN com manobra DSC

40 A ThyssenKrupp Elevator company A capacidade de transporte manter-se-á ou inclusivé pode melhorar. Instalações técnicas especiais no edifício ( ar condicionado, linhas de transmissão de dados, etc ). Permite a disponibilização de uma caixa para outros fins, por exemplo: Tempo para chegar ao piso de destino Sistema Convencional com manobra DSC Sistema TWIN com manobra DSC

41 A ThyssenKrupp Elevator company Tempo para chegar ao piso de destino Sistema Convencional com manobra DSC Sistema TWIN com manobra DSC

42 A ThyssenKrupp Elevator company ASCENSORES CONVENCIONAIS 6 Ascensores de Kg a 4,0 m/s 2 Ascensores Kg a 4,0 m/s (8 ascensores en 8 caixas) ALTERNATIVA 2 Ascensores TWIN de Kg com as cabinas superiores a 4,0 m/s e as cabinas inferiores a 2,5 m/s. (8 ascensores en 6 caixas) 3 Ascensores TWIN de Kg com as cabinas superiores a 4,0 m/s e as cabinas inferiores a 2,5 m/s. (9 ascensores en 6 caixas)

43 A ThyssenKrupp Elevator company 3 Sistemas TWIN + 3 convencionais 2 Sistemas TWIN + 4 convencionais Grupo 8 Ascensores Grupo 2 Ascensores Tempo para chegar ao piso de destino (segundos)

44 A ThyssenKrupp Elevator company SISTEMA CONVENCIONAL ALTERNATIVA 6 Ascensores de Kg a 3,5 m/s (6 caixas de ascensor) 3 Ascensores TWIN de Kg a 3,5 m/s -cabinas superiores e a 2,0 m/s as de baixo. 1 Ascensor convencional de Kg a 3,5 m/s (4 caixas de ascensor) 1 Ascensor convencional de Kg a 3,5 m/s (4 caixas de ascensor) VANTAGENS COM O SISTEMA 2 caixas menos 1 cabina mais

45 A ThyssenKrupp Elevator company Sistema Convencional Sistema Convencional com Manobra DSC Tempo para chegar ao piso de destino (segundos)

46 A ThyssenKrupp Elevator company SISTEMA CONVENCIONAL ALTERNATIVA 6 Ascensores de Kg a 6,0 m/s (6 caixas) 3 Ascensores TWIN de Kg a 6,0 m/s-cabinas superiores e 4,0 m/s as de baixo 2 Ascensores convencionais de Kg a 6,0 m/s (5 caixas) 1 caixa menos 2 cabinas mais VANTAGENS DO SISTEMA

47 A ThyssenKrupp Elevator company Sistema Convencional Sistema Convencional com Manobra DSC Tempo para chegar ao piso de destino (segundos)

48 A ThyssenKrupp Elevator company

49 A ThyssenKrupp Elevator company A visão torna-se realidade. A realidade é uma revolução A visão torna-se realidade. A realidade é uma revolução


Carregar ppt "A ThyssenKrupp Elevator company A excepção nem sempre confirma a regra. Pode ser o começo de uma nova era. Marie von Ebner-Eschenbach."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google