A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

P RÊMIO B RASIL SORRIDENTE 2012 BALNEÁRIO CAMBORIÚ- SC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "P RÊMIO B RASIL SORRIDENTE 2012 BALNEÁRIO CAMBORIÚ- SC."— Transcrição da apresentação:

1 P RÊMIO B RASIL SORRIDENTE 2012 BALNEÁRIO CAMBORIÚ- SC

2

3 O MUNICÍPIO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ Atualmente, a cidade é considerada a Capital Catarinense do Turismo. Está entre os 10 municípios com melhor qualidade de vida do Brasil e em segundo lugar entre os municípios catarinenses. Tais resultados devem-se aos diversos programas sociais, investimentos em saúde e saneamento, educação, entre outros.

4 Com área territorial de 46,4km² e habitantes (IBGE/2010). O município apresenta 94,1% dos domicílios com água de abastecimento público fluoretada (EMASA), 85% com esgoto sanitário e 99,5% com coleta de lixo.

5 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E SANEAMENTO Administrada por um Secretário Municipal de Saúde e por um gestor do Fundo Municipal de Saúde, sendo acompanhada e fiscalizada pelo Conselho Municipal de Saúde; O Departamento de Saúde Bucal é composto por três cirurgiões-dentistas que ocupam os cargos de Diretor de Saúde Bucal; Coordenador do CEO e Coordenador Ambulatorial (Atenção Básica).

6 DEPARTAMENTO DE SAÚDE BUCAL Em sete das unidades básicas existe consultório odontológico; Sendo que em quatro delas o atendimento é feito por Equipe de Saúde Bucal (ESF); Dois consultórios odontológicos de atenção básica, anexos às escolas municipais; Consultório no NAI (Núcleo de Atendimento ao Idoso) ; Unidade Móvel de Saúde Bucal; Possui também um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO tipo 2), inaugurado em 2005.

7 O número total de cirurgiões-dentistas da rede municipal é de 46, sendo 34 na assistência básica. Relação do Nº CDs total (46) por habitantes ( ) : 1 CD para habitantes.

8 O quadro municipal dos profissionais da saúde bucal é formado por 76% de profissionais concursados ou aprovados por seleção pública. Dos 46 profissionais da rede, 11 são contratados por prazo determinado.

9 Dados Epidemiológicos da SB: Em 2003 o CPO-D nas crianças de 12 anos foi de 2,55 e o ceo-d nas crianças de 5 anos foi de 2,04. Em 2006 o CPO-D aos 12 anos foi de 1,59 e o ceo-d aos 5 anos foi de 1,76.

10 PROMOÇÃO DE SAÚDE E PROGRAMAS DE SAÚDE BUCAL Pensando na qualidade de vida de sua população, atualmente são desenvolvidos no município de Balneário Camboriú diversos programas voltados para a promoção, prevenção, recuperação e manutenção da saúde.

11 P ROGRAMA O DONTO -G ESTANTE Essa filosofia de que a preocupação com a saúde bucal dos bebês deve começar já na gestação, quando os hábitos da mãe influenciam o seu desenvolvimento, incentivou a criação, no ano de 1999, do Programa Odonto-Gestante.

12 P ROGRAMA O DONTO -G ESTANTE RESULTADO GERAL DO PROGRAMA ODONTO- GESTANTE NO ANO DE 2012: Número de palestras: 11 Número de gestantes presentes: 180

13 P ROGRAMA O DONTO -B ABY Implantado em julho de 1997 o Programa Odonto-Baby, do município de Balneário Camboriú, tendo atualmente, cerca de 3800 crianças cadastradas;

14 Os bebês, de 0 a 30 meses, ingressam no Programa através de uma palestra coletiva para os pais ou responsáveis; A periodicidade das consultas é determinada de acordo com a necessidade individual;

15 P ROGRAMA O DONTO -B ABY RESULTADOS DO PROGRAMA ODONTO-BABY – 2012: Número de atividades educativas/palestras coletivas no período: 11 Número de pais ou responsáveis presentes nas palestras: 350 Número de consultas odontológicas: 1678 Número de controle de placa bacteriana: 1592 Número de aplicações tópicas de Flúor: 1315 Número de frascos de Fluoreto de Sódio 0,02% distribuídos: 1315

16

17 P ROGRAMA O DONTO -B ABY NOS N ÚCLEOS DE E DUCAÇÃO I NFANTIL (N.E.I) Programa Odonto Baby nos Núcleos de Educação Infantil (NEI) do município de Balneário Camboriú, existe há 13 anos, baseado nesta filosofia de promoção de saúde bucal e prevenção;

18 P ROGRAMA O DONTO -B ABY NOS N ÚCLEOS DE E DUCAÇÃO I NFANTIL (N.E.I) Além dos objetivos já descritos no programa anterior, outros específicos se enquadram nesse programa: Assistir às 4000 crianças matriculadas na rede pública de ensino municipal, na faixa etária que compreende crianças de 0 a 5 anos; Reduzir o índice ceo-d do município de Balneário Camboriú que em 2006 ficou em 1,76.

19 RESULTADOS DO PROGRAMA ODONTO-BABY NOS N.E.I. NO ANO DE 2012: Número de Exames clínicos: 13693; Número de higienizações realizadas: 20693; Número de aplicação tópica de flúor individual: 13511; Número de atividades educativas para as crianças: 440; Número de atividades educativas para os pais: 32; Número de atividades educativas para os educadores: 26; Número de escovas distribuídas: 16000; Número de cremes dentais infantis fluoretados (500ppm F) distribuídos: 1200.

20

21 O GRÁFICO A SEGUIR DEMONSTRA A SITUAÇÃO ATUAL DA SAÚDE BUCAL DAS CRIANÇAS DE 0 À 5 ANOS, MATRICULADAS NOS NEI S DE B ALNEÁRIO C AMBORIÚ.

22 P ROGRAMA O DONTO -E SCOLA A escola tem sido considerada um local adequado para o desenvolvimento de programas de saúde por reunir crianças em faixas etárias propícias à adesão de medidas educativas e preventivas;

23 P ROGRAMA O DONTO -E SCOLA Orientar sobre higiene bucal, controle de placa e dieta para os alunos matriculados nas 16 escolas municipais; Prevenir a cárie através da aplicação de fluoretos e escovação supervisionada;

24 R ESULTADOS OBTIDOS NO PROGRAMA ODONTO - ESCOLA DO ANO DE 2012: Número de exame clínicos: 5007 Número de escovações dentais supervisionadas: Número de aplicações tópicas de Flúor gel: Número de palestras educativas: 1344 Número de escovas distribuídas: 1536

25

26 P ROGRAMA O DONTO -E SPECIAL Os problemas odontológ icos são freqüentes nesses pacientes. A incidência de cárie dentária e gengivite é geralmente muito alta. A incapacidade desses pacientes para manter uma higiene bucal adequada é suficiente para explicar o índice elevado dessas ocorrências

27 P ROGRAMA O DONTO -E SPECIAL Por necessitar de cuidados especiais, esse grupo necessita de programas de prevenção elaborados de acordo com suas capacidades e limitações.

28 P ROGRAMA O DONTO -E SPECIAL O programa está em desenvolvimento desde 2005, e, já apresenta resultados positivos, pois contribui para a promoção da saúde e qualidade de vida dos participantes.

29 RESULTADOS OBTIDOS NO ANO DE 2012: O especialista em PNE realizou avaliação clínica em 40 alunos da APAE, sendo constatado que 50% dos examinados já faziam tratamento no CEO e 25% deles procuraram atendimento posteriormente; Aquisição de um aparelho para sedação com óxido nitroso que estará em funcionamento brevemente.

30 Número de atendimentos clínicos com orientações para pacientes especiais no CEO: 90 Número de procedimentos clínicos realizados no CEO: 2334 Número de atendimentos hospitalares: 2 Número de escovas distribuídas no Programa: 1300

31 P ROGRAMA O DONTO -M ELHOR I DADE Sendo o município referência nacional em qualidade de vida, torna-se cada vez mais freqüente a procura da população da melhor idade pelos benefícios oferecidos; Em Balneário Camboriú, existe um centro de referência especializado, o Núcleo de Atenção ao Idoso (NAI), que tem como objetivo proporcionar aos idosos um envelhecimento saudável, ativo e garantir a inclusão social.

32 P ROGRAMA O DONTO -M ELHOR I DADE A partir de 2010 acrescentou-se ao programa um importante benefício que é a confecção de PRÓTESE DENTÁRIA TOTAL.

33 P ROGRAMA O DONTO -M ELHOR I DADE RESULTADOS OBTIDOS NO ANO DE 2012: Número de procedimentos realizados no NAI: Número de próteses confeccionadas no CEO: 301, sendo 110 mandibulares e 191 maxilares

34 E QUIPE DE SAÚDE BUCAL (ESB) NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF) As 04 equipes de Saúde Bucal, modalidade 1, na Estratégia da Saúde da Família foram instituídas no município no ano de 2012.

35 S EMANA DA S AÚDE B UCAL E PREVENÇÃO AO CÂNCER DE BOCA Cada vez mais, a Coordenação de Saúde Bucal do município de Balneário Camboriú vem realizando atividades e eventos que evidenciam a importância de promoção e educação em saúde. Além de todos os programas educativos preventivos existentes durante todo o ano, a Semana da Saúde Bucal realizada anualmente no mês de outubro, reforça este pensamento de conscientização e valorização da saúde bucal da população.

36

37

38 C ÂNCER BUCAL Todas as Unidades de Saúde estão voltadas para a apuração das lesões suspeitas, pré-cancerígenas ou cancerígenas e utilizam o CEO como referência para o diagnóstico preciso.

39

40 ATENÇÃO BÁSICA Balneário Camboriú conta com uma rede de unidades básicas descentralizadas e divididas por bairros, facilitando assim o reconhecimento de prioridades da população de cada bairro. ( Total de 10 Unidades Odontológicas).

41 U NIDADE M ÓVEL DE S AÚDE B UCAL A Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú possui uma Unidade Móvel de Saúde Bucal, adquirida em 2009 e que atualmente atua em conjunto com os Programas Odonto-Escola e Odonto-Baby nos núcleos. A UMSB é instalada nas Escolas Municipais, permanecendo cerca de 3 a 4 meses em cada bairro. Número de atendimentos realizados: Número de procedimentos realizados: 15471

42

43 ATENÇÃO ESPECIALIZADA – CEO Inaugurado em 2005, o CEO, do tipo 2, apresenta grande estrutura física com 14 consultórios odontológicos (3 com aparelho de raio-x e ultrassom), câmara escura, recepção adulto e infantil, auditório e pátio com estacionamento e área de recreação infantil; Além de prestar atendimento para a população de Balneário Camboriú, o CEO possui vagas pactuadas com os municípios de Camboriú e Porto Belo.

44 ATENÇÃO ESPECIALIZADA – CEO Endodontia (3 profissionais); Peridodontia (3 profissionais); Cirurgia Bucomaxilofacial (2 profissionais); Diagnóstico de Câncer Bucal; Pacientes com Necessidades Especiais (1 profissional); Prótese Total (2 profissionais); Radiologia (1 cirurgião-dentista especialista + 1 técnica em radiologia); Odontopediatria (5 profissionais).

45 NÚMERO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS REALIZADOS NO ANO DE 2012 Unidade Procedimentos Aririba Barra Estados Estaleiro Municípios Nações NAI Nova Esperança Taquaras Vila Real Unidade Móvel

46 NÚMERO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS REALIZADOS NO ANO DE 2012 Unidade Procedimentos CEO- Atenção Básica CEO – Cirurgia B.M.F CEO-Endodontia CEO-Odontopediatria CEO-Pac. Nec. Especial CEO-Periodontia CEO-Protese Total CEO-Radiologia Programas Escolares TOTAL DEPART. SB

47 ELABORAÇÃO Fernanda Suzena Kleis Magnanti Lucivânia Faria do Amaral Castagnotto Patrícia Fernanda Westphal Ardigó COLABORAÇÃO André Rodrigo Morona Fabrício Ciarini Viott Ilva Belinski Martins Iris Mônia Steckelberg REVISOR DE FORMATAÇÃO Marcelo Ardigó AGRADECIMENTOS APAE – Escola Especial Tempo Feliz Empresa Municipal de Saúde e Saneamento (EMASA) Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento Secretaria Municipal de Educação Setor de Gestão de Pessoas – Secretaria Municipal de Administração

48 REFERÊNCIAS BARROS, S.G. de; ALVES, A.C. ; PUGLIESE, L.S.; REIS,S.R.de A. Contribuição ao estudo da cárie dentária em crianças de 0-30 meses. Pesqui Odontol Bras, São Paulo,v.15,n.3,p ,jul/set,2001.S.R.de A. Contribuição ao estudo da cárie dentária em crianças de 0-30 meses. Pesqui Odontol Bras, São Paulo,v.15,n.3,p ,jul/set,2001. CANESQUI AM, SPINELLI MAS. A implementação do Programa Saúde da Família em municípios do Estado de Mato Grosso, Brasil. Cad. Saúde Pública 2008; 24(4): CORREA, MSNP. Odontopediatria na primeira infância. 3 ed. São Paulo: Santos, p. DIAS, L. Z. S.: Doença periodontal como fator de risco para a doença cardiovascular. Rio de Janeiro: s.n; p. ilus, tab, graf. (BR). Tese: Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Odontologia para obtenção do título de Doutor. FABRE, R. C.; NILELA, E. M.; BIFFI, E. M. A. Programa de prevenção e educação em saúde bucal para crianças de 3 a 5 anos: um relato de experiência. Revista do CROMG, v.4, n.2, jul./dez., 1998 FOURNIOL FILHO, A. Pacientes especiais e a odontologia. São Paulo: Santos Livraria Editora; GRUNSPUN, H. A Família e o Ambiente do Excepcional. Psiquiatria Atual, set, 1972, pp GUEDES PINTO A C. Odontopediatria. 8 ed. São Paulo: Santos, p. OFFENBACHER S, JARED HL, O'REILLY PG, Wells RS, SALVI GE, Lawrence HP et al. Potential pathogenic mechanisms of periodontitis-associated pregnancy complications. Ann Periodontol 1998;3: PUCCA Jr., G. A., Saúde bucal do idoso: Aspectos socais e preventivos. In: Gerontologia (M. Papaléo Neto, org.), pp , São Paulo: Editora Atheneu RUTKAUSKAS, J. S., The Dental Clinics of North America. Clinical Decision-Making in Geriatric Dentistry. Philadelphia: W. B. Saunders Company. SILVA SRCd, VALSECKI Júnior A. Avaliação das condições de saúde bucal dos idosos em um município brasileiro. Rev Panam Salud Publica (4): SPOSTO MR, ONOFRE MA, MASSUCATO EM, SOARES LF. Atendimento odontológico da paciente gestante: complicações e cuidados a serem adotados. Odonto 2000 – Odontologia do século XXI 1997; 1(1): WELBURY RR, DUGGAL MS, HOSEY MT. Odontopediatria. 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. WERNER, C. W.; SAUNDERS, M. J.; PAUNOVICH, E. & YEH, C., Odontologia geriátrica. Revista da Faculdade de Odontologia de Lins, 11: ZANATA, L. R. et al. Effect of caries preventive measures directed to expectant mothers on caries experience in their children. Braz. Dent. J., Ribeirão Preto, v. 14, n. 2, p , 2003


Carregar ppt "P RÊMIO B RASIL SORRIDENTE 2012 BALNEÁRIO CAMBORIÚ- SC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google