A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OUTRAS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS ( I.S.T.s) III Congresso da CPLP sobre VIH/SIDA E AS INFECÇÕES DE TRANSMISSÃO SEXUAL Lisboa, Março /2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OUTRAS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS ( I.S.T.s) III Congresso da CPLP sobre VIH/SIDA E AS INFECÇÕES DE TRANSMISSÃO SEXUAL Lisboa, Março /2010."— Transcrição da apresentação:

1 OUTRAS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS ( I.S.T.s) III Congresso da CPLP sobre VIH/SIDA E AS INFECÇÕES DE TRANSMISSÃO SEXUAL Lisboa, Março /2010

2 -Situado no golfo da Guine -Tem de superficie – 1001 Km2 -Distante da costa africana em cerca de 300 km -7 Distritos sanitarios

3 -População geral 160.330 -Esperança de vida: 68,5 Mulheres 63,5 Homens Taxa de natalidade – 33,4%

4 As infecções Sexualmente Transmissíveis ( ISTs), são aquelas em que o mecanismo de transmissão reveste-se de uma grande importância Epidemiológica. Existem 25 germes causadores das IST e cerca de 11 síndromas que podem originar graves sequelas. As IST são comuns em todas as partes do mundo, afectando indivíduo de ambos os sexos, de qualquer classe social, especialmente os grupos mais jovens (15-35 anos) na idade sexualmente activa.

5 Em São Tomé e Príncipe as ISTs constituem grande problema de Saúde Publica. Dentre outros factores os valores culturais (a ignorância, o analfabetismo, multiplicidade de parceiros, as condições socioeconómico, fraca procura dos serviços de Saúde, principalmente pelos homens, são os que mais contribuem para o aumento da prevalência desta infecção.

6 Comportamento sexual: a) Início precoce da prática sexual b) Promiscuidade sexual Número elevado de parceiros sexuais Trocas frequentes de parceiros Relações sexuais com parceiros ocasionais (sem protecção) Aumento das trabalhadoras de sexo.

7 a) Fraca utilização de preservativos b) Comprimento incorrecto da posologia médica c) Automedicação d) Não tratamento dos parceiros e) Práticas inadequadas de determinadas medidas higiénicas. f) Praticas tradicionais de tratamento

8 Neisseria gonorrhoeae, Treponema pallidum, Gardenerella vaginailis, Virus da Hepatite B

9 Candida Albicans Tricomonas vaginailis Vírus papiloma humano Herpes Vírus

10 Diagnostico20082009 Gonorreia157160 Candidiasis5654 Hepatite B2518 Sífilis211 * Corrimento vaginal2.3601.872 * Condiloma85 * Dores Abdominais baixo447453 VI. Casos de ISTs registados no Centro Policlínico do Distrito de Agua Grande * Estes casos foram diagnosticados por abordagem sindromica.

11 VI. Casos de ISTs registados no Centro Policlínico do Distrito de Agua Grande

12 VI. Os casos de Sifillis feitos no grupo sentinela (Mulheres Grávidas) 2

13 3

14 O resultado do IDS realizado em 2008 revelou uma prevalência de infecção de VHB de 6,1% nas mulheres de 15 - 49 Anos e 10% nos homens de 15 a 49 Anos. A prevalência mais elevada foi observada no grupo de 20 a 29 nos homens e de 30 a 39 nas mulheres.

15 Casos de ISTs a nível Nacional, Diagnosticados por abordagem Sindromica DISTRITO 200720082009 FMTotalFM FM Á. Grande4.070414.1114.998405.0382983373020 Mé-Zóchi850148644761849456218580 Lobata65119670798268246349643 Cantagalo45510465285183032423245 Lembá33733403552357 1358 Caué8188915351581950 Príncipe526584324533134 ASPF00095422976 TOTAL G.6.4961016.5978.0621338.1955.006695.075

16 C asos de ISTs a nível Nacional

17 1– Acções de Comunicação para Mudança de Comportamento ( CMC); - Programas na Rádio e na Televisão; - Dramatizações nas Comunidades; - Produção e distribuição de Materiais educativos; - Informação e sensibilização porta a porta; - Realização de palestra

18 2 – Distribuição gratuita de preservativos Masculinos e Femininos a nível Nacional. 3– Vacina contra VHBs em todas as crianças menores de 5 Anos. 4– Profilaxia da conjuntivite Gonococica nos recén nascidos 5– Aconselhamento para despistagem de HIV.

19 1. O tratamento das ISTs em São Tomé e Príncipe são feitos na maioria dos casos com base na Abordagem Sindromica. 2. Disponibilização de receitas para tratamento dos parceiros. 3. Monitorização dos pacientes.

20


Carregar ppt "OUTRAS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS ( I.S.T.s) III Congresso da CPLP sobre VIH/SIDA E AS INFECÇÕES DE TRANSMISSÃO SEXUAL Lisboa, Março /2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google